10 anos depois Diff regressa ao game para revolucionar o Rap

É dos rappers mais modernos da actualidade e só não deu cartas porque esteve dez anos fora do mainstream, mas, está de volta e desta vez com um EP de 4 faixas musicais, incluindo os respectivos vídeoclips. Além da obra, o músico preparou uma “bomba” com Anselmo Ralph e fala à Carga sobre o seu regresso.

Por que razão abandonou o mercado e o que o fez regressar?
Tive que abandonar a música para dar seguimento a projectos que garantem o futuro de um ser humano, como me formar, construir um tecto, ter uma família, e ter as mínimas condições para a vida de um homem, agora com esse objectivo realizado estou de volta para fazer a outra parte que me completa: música.

Como é que encontrou o mercado?
Antes o movimento era menos competitivo, eramos mais unidos, falo de há 10 anos. Hoje há muitos a fazerem música, todos querem ser o rei, daí a união ser esquecida. O nível de exigência é maior, refiro-me na maneira de cantar e de compor, bem como na qualidade de música, qualidade de vídeo, hoje não é só pegar e fazer uma música, tem de pensar em muitos factores tema, publico alvo, para saber qual o caminho certo a seguir.

E como é que se preparou para isso?
Tive tempo suficiente para poder adquirir mais melodias, mais visão de como colocar e fazer a mesma frase de várias formas e estilo, e ver qual das fica melhor.

Lançou recentemente um EP. De que obra se trata?
Uma obra simples, com temas fáceis, mas que tem haver com a realidade de muitos, mensagens boas, sonoridade agradável, letras bem estruturadas. O tema “Minha Maria” e “Amo-vos de Milhões” são os que mais as pessoas se identificam. São temas cheios de emoções fortes, fazem chorar, faz amar mais. Só ouvindo para tirar as conclusões.

10 anos depois Diff  regressa ao game para revolucionar o Rap

Não é muito frequente um rapper assumir que canta sobre amor Eros. Será este um assunto que se devia explorar mais no movimento ou estamos perante uma revolução no movimento?
Amor é o dia-dia que as pessoas vivem, então é um tema em que se for bem feito as pessoas vão se rever nele. Não há ninguém que não ama, é quase impossível não amar nessa vida.

Como é que se apercebe que carrega a veia artística?
Acho que tenho algum jeito para tal e também por gostar da minha voz. Gostar de me ouvir.

A que produtora está associado?
Estou na produtora Diffmusic. Mas também estou na produtora The Plus Record.

Se está a dizer que a música não garante o futuro, que posição gostaria de ocupar na música angolana?
Poderia dizer a melhor posição, ser melhor, mas para mim basta saber que gostam da minha música já é suficiente, até porque não vejo a música como uma fonte de rendimento segura, para mim só preciso fazer boa música.

Depois do projecto “Deixo Cair”, que outros trabalhos está a preparar?  Já estou a preparar nosso trabalho para o próximo ano, em princípio EP de 6 faixas, onde terei algumas participações de outros artistas. uma das faixas do novo trabalho já esta feita, com a participação do Anselmo Ralph.

as cargas mais recentes

Papekas analisa a própria carreira em novo single

há 12 meses

Morreu U-Roy, mestre do Reggae

há 8 meses

Jay Pallmer apresenta-se ao mercado musical com EP `MySelf´

há 6 meses
Contrariando todas adversidades da época pandémica, o 2020 vem se revelando frutífero para muitos artistas e, a EP `MySelf´ é mais uma prova desta teoria.

Brasileiros rendidos a Kid MC

há 1 ano
A música “Oração”, tema promocional do projecto Dj Caique e Kid MC, com o título “Décimo sexto ano”, parece ter convencido os amantes do rap, os brasileiros em particular.

Prodígio faz dueto com Yuri da Cunha em nova música

há 1 ano
Yuri da Cunha (Semba) e Prodígio (Rap) fizeram dueto na nova música de Yuri, que será apresentada Domingo no Show em alusão ao seu aniversário, a ter lugar no Casino Estoril em Portugal.

Túmulo de Pop Smoke foi vandalizado por indivíduos não identificados no fim de semana

há 1 mês
Quase dois anos após a morte prematura de Pop Smoke, o rapper parece não puder ainda descansar em paz. No último fim-de-semana, a sepultura de Pop, no cemitério Green-Wood em Brooklyn, Nova York, foi destruída por vândalos.

Cee Lo Green é acusado de misoginia após criticar hipersexualização de Cardi B, Megan The Stallion e Nicki Minaj

há 1 ano
Para o também rapper, que falava em entrevista à Far Out Magazine, deveria haver um “tempo e um lugar” para o “conteúdo adulto” na música, lembrando que “muita música hoje é lamentável e decepcionante em nível pessoal e moral”.

Fat Joe e Ja Rule protagonizam o próximo Verzuz battle

há 2 meses
Fat Joe e Ja Rule são os próximos MCs no frente a frente do Verzuz battle, que acontece no próximo dia 14 de Setembro em Nova York.

Jay-Z lança sua própria marca de canábis “Monogram”

há 1 ano
O rapper anunciou ontem o lançamento da sua marca de maconha chamada “Monogram”, um negócio pleanedo há muito, e só foi possível realizá-lo agora por causa do abrandamento das leis da distribuição do produto nos EUA.

`Encontros à Quarta´ referentes aos meses de Maio e Junho foram adiados até data a anunciar

há 5 meses
De referir que o “Encontros à Quarta” se propunha a oferecer mensalmente concertos inovadores do ponto de vista da execução e interpretação propiciando a descoberta de novas sonoridades.

Prodígio representa Angola na maior montra de Hip Hop do mundo

há 2 semanas
Se houve dúvida sobre o convite a Cage One, Elizabeth Ventura e Anna Joyce, em 2020, para dar boas-vindas a África lusófona no Bet Awards, Prodígio vem agora testemunhar que a música angolana, particularmente o Hip Hop, caminha a passos firmes.

Exposição “Memória e processo de restauro” detalha reconstrução do Palácio de Ferro

há 10 meses
O Palácio de Ferro, em Luanda, volta a abrir as portas ao público enquanto Centro Cultural e apresenta até 4 de Fevereiro 2021 a exposição “Memória e processo de restauro”.

Kesha lança série sobre actividade paranormal

há 6 dias
Assim como Demi Lovato, Kesha anunciou que terá o seu próprio programa sobre actividades sobrenaturais (e ETs). A divulgação do novo programa da Discovery+, intitulado “Conjuring Kesha”, foi feita nas redes sociais da cantora.

Phedilson: “Uma das minhas causas é lutar contra a segregação regional dentro do rap game”

há 10 meses
Não basta ser bom rapper, Phedilson Ananás ou simplesmente PA, emplaca um êxito atrás do outro, sucesso este que acabada de ganhar mais um incremento, o LP #AVE, disponibilizado ontem, nas plataformas de streaming.

Luso antecipa promoção do próximo álbum com uma “prenda”

há 7 meses

Adele lidera a lista de álbuns femininos mais vendidos de todos os tempos

há 8 meses
Adele detêm o record com o álbum “21”, com um total de 4.22 milhões de unidades vendidas.