2020: Um ano trágico para a música angolana

2020 será, com certeza, lembrado como o ano  mais “negro” da história da música angolana. Em Fevereiro, a triste notícia sobre a morte de Kweno Ayonda aos 33 anos estremeceu o país e, quando os angolanos procuravam por algum consolo nas vozes de Waldemar Bastos, Carlos Burity, Teta Lágrimas, Jivago ou na bateria de Paulo Rymy, também viram estas estrelas  partir.

Calaram-se as vozes, mas as obras serão sempre  lembradas. Exemplo disso, aconteceu sábado no encerramento da VII temporada do Show do Mês. O projecto da Nova Energia colocou Carlos Burity, Kweno Ayonda, Waldemar Bastos, Jivago e Teta Lágrimas nas estrelas. Uma homenagem mais do que merecida, se se olhar para o contributo prestado pelos artistas à cultura angolana, a música em particular.

O vazio torna-se mais marcante e acentuado para o Semba. Com alguma excepção de Waldemar Bastos e/ ou Kweno Ayonda, todos eles dedicavam-se e exaltavam a bandeira do Semba e assistiram ao emergir do estilo na década de 40, por isso, tinham muito para ensinar a esta e próximas gerações.

Até à data da sua morte, aos 66 anos, Waldemar Bastos inscreveu seu nome no topo da música mundial, sendo a maior referência angolana do World Music. Para a memória colectiva, ficaram “Pitanga Madura”, “Teresa Ana” ou “Velha Xica” que constituem verdadeiro património cultural.

Descrito como um ano atípico, que “nem sequer devia existir”, 2020 leva consigo e deixa marcas negativas. As perdas começaram logo no início, com a morte de Kweno Ayonda, que deixa para a história lembranças como “Tu Vives Em Mim” ou “Isabel”.

Semana antes do adeus a Waldemar Bastos, o país procurava conformar-se com o passamento físico de Carlos Burity. O Autor “Malalanza” e   “Canções Nostalgia”, morreu aos 67 anos, após enriquecer a música angolana com “Angolaritmo” “Carolina”, “Paxiiami”, entre outros álbuns.

Responsável pelos clássicos “Avó Teté” e “Ramiros”, Jivago foi a outra perda deste ano. O artista abandonou a música angolana aos 66 anos. Mais tarde, viria a ser seguido por Teta Lágrimas. Ambos exímios compositores. 

Falecido em Fevereiro, Kueno Merquídes Vieira Ayonda foi o mais novo dos músicos e o primeiro a partir. Das suas maiores conquistas figura o Festival da Canção de Luanda da LAC com a música “ Tu Vives Em Mim”, em 2010. 

Enquanto Teta Lágrimas ficou conhecido como um dos maiores compositores que o país teve. Lançou-se com “Amizade Colorida” e depois seguram-se álbuns como “Mãe de todos nós”, “Coisas da vida”, “Dilema”, “Luanda Já Foste Linda”, “Letra Chorada”, “Lágrimas do Coração” entre outros.

Calou-se a bateria de Paulo Van-Dúnem “Paulo Rymy”. Conhecido por tocar ao lado de artistas como Bonga, Eduardo Paim e Banda Canna D’Açucar, o músico morreu hoje vítima de cancro da pele. A morte do baterista foi confirmada esta tarde à Carga por um colega de profissão.
Paulo Rymy protagonizou-se como um dos melhores bateristas da nova geração e era solicitado pela maioria dos cantores angolanos, entre eles Bonga, Eduardo Paim e a Banda Canna D’Açucar da qual fazia parte.
Para sempre calou-se o ritmo da bateria, mas os frutos de Paulo Rymy continuarão na memória dos amantes da música e nos ouvidos de quem o ouviu tocar.

as cargas mais recentes

“Kotas” dão aula de bem cantar e só com a lição de 80

há 3 anos
O Show do Mês “Angola 80” foi um autêntico confronto de titãs. Não no sentido literário, porque não houve vencedor, mas pelo facto de, a partir de casa, as comparações tornarem-se inevitáveis.

NGA junta-se a Dino D’Santiago na luta contra o racismo

há 2 anos
O músico Dino D’Santiago protagoniza no dia 6 de Março um espectáculo musical. O concerto marca as celebrações dos trinta e um anos de existência do jornal O Público.

Chadwick Boseman recebe Globo de Ouro a título póstumo como “Melhor Actor Dramático”

há 2 anos

Raiva e Condutor abrem #REPERTÓRIO

há 3 anos

Belo é detido por causa de um espectáculo e suas contas foram bloqueadas

há 2 anos

Prodígio representa Angola no Mandela Day 2020

há 3 anos

Jay-Z vence o prémio ‘Hip-Hop’s Humanitarian of the Year’ da XXL Awards 2022

há 1 ano
Em nota, a XXL informou que atribuiu a Jay-Z o galardão de hiphopper humanitário do ano, pelo grande impacto que teve ao longo do último ano nas iniciativas em que se associou, promovendo mudanças positivas.

Show do Mês abre 9ª. temporada com os “clássicos” da música angolana

há 8 meses

Travis scoot sofre ataque de racismo após usar fantasia do Batman

há 2 anos
Infelizmente, músico desativou sua conta no Instagram após receber uma “avalanche” de comentários racistas na sua publicação.

Bloggers – Ainda existem?

há 6 meses

Piqué anuncia fim da carreira 5 meses depois de se separar de Shakira

há 3 meses

Manuel Kanza: “O Kuduro não morreu, apenas está a se transformar em Afro House”

há 3 anos
O dançarino de Kuduro Afro anuncia que vai abandonar os palcos em troca da produção de documentários e afirma que a dança Afro House e o Kuduro são a mesma coisa e fundamenta.

Rapper Scarface pede ajuda dos fãs para conseguir um novo rim

há 2 anos
A situação de saúde do rapper da Old School agravou-se após ter contraído o novo Coronavírus em Abril.

Estrela do Rap Lil’ Kim pede um desafio de hits contra Nick Minaj

há 2 anos

Artistas protestam contra o Spotify

há 2 anos
31 escritórios do Spotify em vários países foram surpreendidos por protestantes do sector da música.

Rui Orlando em concerto no `Especial Tá Bater´

há 2 anos
É já neste sábado, dia 19 de Setembro, que todas as atenções estarão voltadas para o `Especial Tá Bater´, com Rui Orlando, a protagonizar uma incursão pelos maiores sucessos do seu repertório.