Cartas ao Pai Natal: Helena Dias publica já amanhã a sua primeira obra literária dedicada ao público infantil

A escritora e declamadora Helena Dias, apresenta amanhã, dia 18 de Dezembro, o seu primeiro livro infantil intitulado “Cartas ao Pai Natal”, num evento a ter lugar na Mediateca 28 de Agosto, às 10 horas.

Com 24 poemas e 24 cartas embuidas do espírito natalício, a publicação objectiva estimular a criatividade, a empatia, o raciocínio, o respeito, a imaginação e outros. A obra é o primeiro livro oficial produzido pela editora Caneta de Estilo, é um trabalho que visa apoiar o desenvolvimento da literatura infantil no país, primando sempre pelo rigor e aprendizagem dos pequeninos.

Cartas ao Pai Natal: Helena Dias publica já amanhã a sua primeira obra literária dedicada ao público infantil

Prefaciado pelo renomado Escritor e Jornalista angolano, Octaviano Correia, o livro “Cartas ao Pai Natal” explora temas como amor, caridade, honestidade, partilha, compaixão e outros, havendo a possibilidade de influenciar as crianças à aquisição destas virtudes. “O livro propõe ao imaginário infantil a importância de comportamentos positivos e a crença na festa da luz e incentiva as crianças a acreditarem na beleza do Natal, vivendo dentro da sua própria inocência, sem antecipar processos”, explica a autora em nota.

Inteiramente dedicado às crianças, o evento de lançamento vai contar com vários momentos lúdicos e não só: contação de histórias, música, declamação de poemas e outras surpresas, o espaço estará preparado para receber os pequenotes e os seus pais.

Natural de Luanda, Helena Dias é, além de escritora, professora, consultora de comunicação, declamadora, contadora de histórias e membro do movimento artístico Lev’arte e da União Brasileira de Escritores- UBE.

Do seu percurso literário, consta o lançamento da obra ‘Ressurreição’, em 2016 participou da antologia poética feminina “O Canto da Kianda”. Em 2019, participou da antologia de escritoras Negras de África e do Brasil “Negras de lá Negras daqui” e da antologia “A Poesia Multicultural”.

Quatro perguntas à autora

A partir de que momento surge esta veia para a literatura infantil?

Na verdade, a literatura infantil não é uma coisa nova, sempre fui apaixonada por banda desenhada, as histórias aos quadradinhos são fascinantes e quando assisto a TV, a minha preferência são os desenhos animados e as suas incríveis aventuras. O meu primeiro escrito infantil foi Yona e o Cavalinho dourado, uma história de aventura de um menino sonhador, que acabei por perder com o meu computador em 2013, fiquei triste claro e comecei a pensar noutras histórias, porque não tinha um registo em papel, apenas no computador, mas tenho lembranças muito vagas de Yona e as suas aventuras.

Qual é a maior diferença entre escrever para o publico adulto e o público infantil?

Há uma grande diferença ao escrever para estes dois públicos. Para crianças dá-se amor em forma de literatura e aos adultos dá-se conhecimento, é como se os estivéssemos constantemente a ensinar uma forma de vida por meio da literatura. A literatura para crianças é como um sonho, está-se sempre num ambiente de pura inspiração e aventura, é mais feliz e divertida. A outra não é sempre muito consciente e preza o conhecimento. Há também a diferença da adequação da linguagem, a literatura infantil requer muito cuidado linguístico, uma linguagem adaptada aos pequenotes.

Do que são feitas as cartas patentes no livro?Cartas ao Pai Natal é um livro carregado do bonito espírito natalício, com 24 poemas e 24 cartas, o livro representa a contagem do primeiro dia do Advento até a grande festa da luz e incentiva as crianças a adoptarem comportamentos positivos antes, durante e depois do Natal, estimulando a criatividade, a empatia, o raciocínio, o respeito, a imaginação e outros. Cada carta é inspirada numa virtude no formato de poema que pode incentivar a criança ao aprendizado da mesma. As cartas falam de amor, esperança, amizade, paz, humildade e o mais importante que é o grande mote do livro sobre semear o espírito natalício e celebrar o Natal.

Há quanto tempo vem preparando este livro, foi mais trabalhoso?

Não levei muito tempo a prepará-lo, na verdade escrevi em 2019, em duas semanas. Com a graça de ter uma forte conexão com as emoções da época natalícia, não foi muito difícil escrevê-lo. Pretendia publicar em 2020, mas com o forte impacto da Covid-19, não foi possível, agora é o momento de partilhar as minhas cartinhas. Não foi nada trabalhoso, foi muito prazeroso e divertido. Tudo isso tornou o trabalho leve e menos trabalhoso que o anterior.

as cargas mais recentes

Novo EP de MAMY revela habilidades no Trap Music

há 2 anos
ntitulado “Trap Queen” o EP que foi disponibilizado esta madrugada no Soundcloud, vem trazer uma MAMY mais versátil e actual, no que toca as novas sonoridades e composições, sem descurar da importância que sempre deu à escrita.

Cantora norte-americana recusa ser homenageada com uma estátua no Capitólio

há 11 meses

Eclosão: Leandro Marques inaugura primeira exposição individual na Galeria Tamar Golan

há 10 meses
A mostra ficará patente ao público até ao dia 26 de Abril, podendo ser visitada de Segunda a Sexta-feira, das 9h00 às 17h00, na galeria de arte contemporânea da Fundação Arte e Cultura, na Ilha de Luanda, junto à escola 1205, paragem da Casa Lisboa.

Kisom Unitel responde às acusações sobre supostas violações dos direitos dos artistas

há 11 meses
A Sociedade Angolana de Direitos de Autor acusa o Kisom Unitel de não respeitar os direitos dos autores e, além disso, diz que a plataforma de streaming está a funcionar de modo ilegal.

Emanuel Mendes: Tenor angolano “mistura” Massemba e Fado

há 1 ano
Com saída inicialmente prevista para o final de 2020, o disco de estreia do tenor Emanuel Mendes foi adiado para o primeiro trimestre de 2021 por conta da pandemia. Entre os temas, destaque para fusão entre o Massemba (Angola) e o Fado (Portugal).

Dj Lutonda disponibiliza álbum “Chapada Sem Mão”

há 1 ano
Dj Lutonda disponibilizou ontem, o álbum” Chapada sem mão” em todas as plataformas digitais e, conta com 13 faixas musicais.

UNAC quer aumentar espaços culturais no país

há 2 anos
Segundo o presidente da referida instituição de utilidade pública, José Fernandes, o aproveitamento dos espaços é a prioridade da UNAC, para ajudar a impulsionar o sector artístico, realçando que um melhor aproveitamento dos recintos culturais poderá garantir aos artistas, profissionais e amadores, mais espaços e oportunidades para apresentarem os seus trabalhos.

NGA assume responsabilidade do Rap angolano nos Bet Awards

há 4 meses

Ary prova que mesmo online pode se fazer bons shows

há 2 anos
A cantora Ary deu no sábado (11 de Abril) uma “aula” de como de faz um concerto Live (online). Afinal é possível fazer bons concertos pelas redes sociais, sem parecerem que estão a ser forçados.

Por onde andam os Wonderful One?

há 2 anos
O Wonderful One iniciou com cinco rapazes nos anos 1993/94, na altura residentes em Cacuaco, na província de Luanda, onde faziam espectáculos no intuito de entreter o pessoal. Começaram o projecto do grupo Kaporal, Ikuma Ful e C-Lau. Depois integraram D-Latoy e Sérgio Ozone.

Presidente da Federação Angolana Futebol corre o risco de ser severamente castigado pela FIFA

há 1 ano

Show do Mês faz maravilha

há 2 anos
Foi o quinto Show do Mês online e o primeiro com transmissão no canal 2 da TPA. Num período de Estado de Calamidade, com muitas limitações impostas por conta do Covid-19, a Nova Energia faz sentir o seu lado camaleónico, adaptando-se as circunstâncias e reinventando-se como ninguém.

Nas revela que Jay-Z lhe tinha dito que rimava melhor que Tupac e B.I.G.

há 6 meses
Foi desenterrada, na semana finda, uma conversa entre Nas e Jay-Z. Segundo Nas, Jay-Z lhe tinha contado que se considerava melhor rapper que os falecidos Notorious B.I.G., 2Pac e DMX, mas Nas discordou.

Cantor de 12 anos ganha contrato milionário por fazer a cappella durante protestos

há 2 anos
Keedron Bryant ficou conhecido por se destacar durante os protestos anti-racismo nos Estados Unidos da América. Um dia depois da morte de Floyd, o adolescente fez a cappella no Instagram de uma musica sua e, menos de três semanas, a canção gospel atingiu mais de três milhões de visualizações, obrigando a Warner Record’s a contratá-lo.

Rodrigo Lombardi encerra campanha Live `Emoção Globo´

há 1 ano
O actor será o último convidado Live da campanha no Instagram do canal Globo ON, embora a campanha ‘Emoção Globo’ continue com outras facetas, como é o caso agora do desafio de dança #EmoçãoGlobo. Não perca, hoje a partir das 21 horas, Sofia Lucas vai entrevistar o talentoso Rodrigo Lombardi, na página oficial da Globo On .

Daniel Salomão apresenta ‘Labirintos Amorosos’

há 1 ano
O romance que marca a estreia do autor, será vendido e autografado amanhã, Sexta-feira, as 15h30 na União dos Escritores Angolanos.