Filme de estreia de Gilmário Vemba é o mais visto dos cinemas nacionais

A tragicomédia chegou às salas de cinema no passado dia 26 de Fevereiro e foi visto, até a semana finda, por cerca de sete mil pessoas, atingindo assim a marca de filme de produção local mais visto nos cinemas nacionais.

Ainda que com parcos recursos, as produções com assinatura Made in Angola vão galgando nos últimos anos, o caminho certo para a excelência e `A Dívida´ é, na opinião da crítica pública e técnica, a prova deste argumento.

Ao lado de Anacleto Abreu, Gilmário Vemba tirou do papel para as telas uma estória bastante comum da nossa realidade que, além de ser já um sucesso de bilheteria, vai marcar a reviravolta do cinema nacional, e quem o diz é o próprio protagonista.

Na primeira pessoa, e em exclusivo à Carga Magazine, Gilmário confirmou que a longa-metragem vai ser sequenciado, está a “caminho” da Netflix e que há intenções de ser dublado ou legendado para o Francês e o Inglês.

Até ao momento, quantas vezes o filme ‘A Dívida’ foi visto?
Até agora já foi visto por mais de 7 mil pessoas, que é um número record para um filme nacional. É o primeiro filme Angolano a atingir estes números no cinema.

São apenas dados da Zap cinemas apenas ou uma junção dos dois cinemas nacionais?
É uma junção de dados do Zap cinemas e Cinemax.

Em termos monetários, isto já reflectiu alguma coisa para a autoria do filme?
Ainda não. Mas também já não estamos muito longe disso.

Atingir este patamar é, com certeza, uma responsabilidade acrescida. Estava dentro das suas expectativas?
Quanto às expectativas, estamos super tranquilos, queremos continuar a produzir cinema com qualidade com deseja de dar uma boa experiência a quem vai ao cinema, ver os nossos filmes.

Para um filme de estreia, qual é o feedback que tem recebido da crítica e do público em geral?
A crítica dá saldo positivo ao filme, tanto a crítica técnica como a popular, o que alegra em grande escala os nosso corações. 95% das pessoas que viram o filme recomendam.

Filme de estreia de Gilmário Vemba é o mais visto dos cinemas nacionais

Para quem assistiu ‘A Dívida’ ficou claro que haverá uma continuação. O que já pode adiantar sobre a segunda parte, em termos de produção, enredo e data de lançamento?
Ainda não começamos a rodar por conta da pandemia. Se em fase normal não conseguimos angaria nada (verbas) para nos ajudar no produção do filme, imagina agora que o mundo anda a meio gás. Mas, já começámos a fazer o trabalho de mesa, a juntar forças, para `A Dívida 2´ com mais qualidade, mais comédia e mais acção.

A propósito, no discurso de estreia do filme, afirmou que está em “dívida” com o resto do elenco. Qual é o ponto de situação?
Quanto a dívida com o elenco, foi só a brincar. Mas fica claramente a promessa, que o ganho será sempre colectivo.

Artísticamente, como avalia a sua carreira neste contexto pandémico?
Apesar da pandemia, a minha carreira tem dado saltos positivos, com uma excelente aceitação no mercado nacional e internacional, esperamos continuar a dar motivos para que isto assim aconteça, durante o tempo que for possível.

Na última entrevista que cedeu à Carga Magazine, fez saber que haveria a possibilidade de o filme integrar o catálogo da Netflix. Como andam as negociações?
Já começámos as negociações com algumas agências que trabalham com a Netflix, e acreditamos que poderá demorar um pouco mais, mas eventualmente, iremos lá chegar.

as cargas mais recentes

Cientista angolano é homenageado e ganha bolsa de estudo

há 2 anos
O Ministério da Juventude e Desportos distinguiu o jovem cientista angolano, Valdemar Tchipenhe, com um Diploma de Mérito, pela a sua dedicação e entrega no projecto humanitário de montagem de laboratórios de Biologia Molecular, que contribuem para prevenção e combate à Covid-19.

Artistas angolanos dizem basta ao Decreto Presidencial: “Se os partidos políticos podem, nós também podemos”

há 12 meses
Os artistas entendem que as limitações sobre ajuntamento de pessoas devia ser de cumprimento obrigatório, sem distinções, quer de partidos políticos ou privilegiar determinado grupo de cidadãos.

NGA convidado para ajudar a “contar” a ‘História do hip-hop tuga’

há 5 meses
Como não podia deixar de ser, um dos mais respeitados rappers angolanos foi convidado para testemunhar esta terceira edição, depois da paragem em 2020 e 2021, marcado pelo confinamento, devido à Covid-19. NGA integra um alinhamento de vozes como Black Company, Valete, Expensive Soul, Sam The Kid, Dealema, Bezegol, Capicua e Gabriel O Pensador.

#TheShowMustBePaused: Indústria da música paralisada

há 2 anos
A paralisação de apoio ao “Black Lives Matters” já começou a ter efeito em outras latitudes. Por aqui vários são os nomes da música que vão postando imagens nas redes sociais em sinal de apoio ao protesto contra a morte de George Floyd.

Sexto aniversário do Village underground Lisboa é celebrado hoje no formato broadcast

há 2 anos
Esteja em casa e a partir das 17 horas (horário de Portugal) vista roupa confortável, calce os seus melhores sapatos de dança, e encontre um lugar com espaço na casa e a melhor forma de assistir a um broadcast, que teste e confirme o som das colunas e prepare-se para desfrutar de 7 horas de uma performance artística, no canal Youtube do VU.

Flay convidado para o Show do Mês Live com Irmãos Almeida

há 2 anos
O músico Flay, autor de sucessos como “Doçura”, Sassa Mutema”, é um dos convidados para o Show do Mês Live com os Irmãos Almeida e Jojó Gouveia, sábado.

Prodigia-Te: Prodígio lança álbum “de luxo” e proporcionar nova experiência aos fãs

há 5 meses
O rapper decidiu proporcionar uma experiência mais profunda aos fãs, com o lançamento, este domingo, nas plataformas digitais, do álbum “Prodigia-Te”, uma versão deluxe, com 7 faixas musicais.

Mano a Mano: Mano Brown democratiza debates no Spotify

há 9 meses
Mano Brown estreou o podcast no passado mês de Agosto, com a rapper artista Karol Conká, também já passaram pelo programa Drauzio Varela e mais recentemente o ex-presidente do Brasil, Luiz Inácio Lulas da Silva.

Daniel Mendes: “Com ou sem pandemia o Angola Music Awards acontecerá em 2020”

há 2 anos
A faltar dois dias para o fecho das inscrições, Daniel Mendes fala à Carga sobre a presente edição do Angola Music Awards, que traz como destaque a categoria música dos PALOP. Doravante, o evento passará a intercalar entre Angola e Portugal. O responsável explica por que razão a gala era realizada em Portugal, apesar de prestigiar a música e os músicos angolanos e lança as novidades do próximo ano 2021.

Lady Gaga revela ‘surto psicótico’ após ser violada por produtor até ficar grávida

há 1 ano
As revelações segundo as quais a cantora tinha sido violada por um produtor quando estava no início de carreira, não são de hoje, mas os detalhes apenas foram apresentados agora. O acto causou-lhe distúrbios de stress pós-traumático, cujos efeitos, confessa Gaga, ainda hoje sofre, embora consiga controlá-los.

‘Há Jazz no Museu’ hoje com Gari Sinedima

há 9 meses
A encabeçar o cartaz de hoje, Gari Sinedima sobe ao palco do pátio do Museu Nacional de Antropologia, para um concerto de voz, violão e instrumentos de sopros.

“Free Larry Hoover Benefit Concert” poderá ser acompanhado em live stream pela Amazon Prime Video

há 7 meses
Kanye West vai apresentar-se hoje no LA Coliseum em Los Angeles, Califórnia, um concerto de beneficência a favor de Larry Hoover, e que contará com a participação especial de Drake. O evento cujos ingressos têm um custo exorbitante – até 7.500 dólares-, poderá ser acompanhado a título gratuito, pelos subscritores da Amazon Prime Video, a partir das 21, horário de Angola.

Yola Semedo revela que está desmotivada para fazer lives

há 2 anos

Márcio Batalha e Nell Jazz apresentam performance poética na Fundação Arte e Cultura

há 2 anos
O poeta Márcio Batalha e o músico-compositor Nell Jazz vão apresentar amanhã, quinta-feira, pelas 19 horas, no Wiza Anfiteatro, da Fundação Arte e Cultura, uma “performance poética online”. O evento insere-se na grelha programática do projecto Fundação Arte e Cultura Online e decorre sob o lema “Fique em casa e proteja a sua vida” como forma de prevenção contra a Covid-19.

Rappers admitem que desunião provocou a morte artística e física de muitos niggas

há 6 meses
O país conta desde sábado com a Associação dos Hiphoppers de Angola, uma instituição de cariz social que passará a ajudar artistas em questões de doença, crise financeira, além de prestar apoio e assistência jurídica. Liderada por Dom Samu, a associação tem como membros MCK, Kid MC, Kool Klever e Drunk Master.

Após 9 anos de jejum Caetano Veloso disponibiliza novo álbum

há 8 meses
Com mais de 50 anos de carreira, o músico de 79 anos soma mais de 50 lançamentos discográficos e sabe-se que será objecto de uma homenagem discográfica em 2022, assim que compelar 80 anos.