A maioria dos artistas angolanos consagrados paga para promoverem suas músicas em “CDs piratas”

Actualmente os artistas consagrados são os que mais pagam “piratas” para promoverem suas obras discográficas, Eps ou singles, principalmente os que fazem Ghetto Zouk e Afro House. O fenómeno não é de hoje, só aumentou nos últimos tempos por causa da pandemia do Covid-19, e os preços variam a partir dos 200 mil Kwanzas.

São vários os processos que uma música tem de passar para se tornar hit e a duplicidade é um dos principais, admitem os artistas, entre os quais de Rap, Semba e Afro, justificando que, se não recorressem à prática suas músicas nunca chegariam a zonas do país onde o uso da Internet ainda é deficitáro.

Isto não é uma coisa que acontece só hoje. Mesmo no passado também já acontecia. Cinco dos dez músicos e um dos três responsáveis de produtoras de referência no país entrevistados pela Carga admitiram que recorrem ao processo e os resultados são visíveis nos seus artistas. No entanto, há quem nunca recorreu à prática, porque acredita no poder dos órgãos de difusão massiva.

“Não. Porque ao longo dos anos, construí uma base sólida com as rádios e televisões em toda a África. Temos uma óptima parceria com distribuidoras, é fácil para nós chegarmos aos nossos consumidores”, respondeu a CEO da Cloe Management, uma produtora angolana com foco no Afro e que gere carreiras de vários artistas africanos.

Os preços para a duplicação de obras musicais, designada por “pirataria” começa nos 200 mil Kwanzas, dependendo do tempo de promoção e dos meios a utilizar. Se fôr CD são 200 mil Kwanzas/ mês. Se envolver pendrives, o preço já é outro. 

Quem trabalha na área, como é o caso de Gutinho Produções, percebe melhor o negócio. O agente começou como amador há  21 anos e hoje actua como profissional e afirma que todo o artista angolano consagrado solicita o seu serviço.

“O artista contacta, eu dou o preço. Ele faz o pagamento e começamos a trabalhar. Antes quem mais solicitava eram os artistas com menos nome, mas agora os que fazem mais são o que têm mais nome no mercado. A promoção de CDs e pendrives atinge até o povo da última carteira”, tentou justificar.

Em média é possível reproduzir dois mil CDs actualmente por semana, que depois são distribuídos aos consumidores por jovens à beira das estradas e em outras províncias do país onde há dificuldades de acesso à Internet.

De momento, os que mais recorrem ao serviço são os que fazem Ghetto Zouk, Afropop, vindos das principais produtoras do país, revela Gutinho.

“Todas as produtoras solicitam o meu trabalho, até os kotas, muitos deles não gostam que se cite seus nomes. Duplicar uma obra sem a autorização é que é pirataria. O que eu faço tem a autorização do próprio cantor. Só coloco músicas com autorização do artista”, defendeu-se Gutinho.

as cargas mais recentes

Ambientalista angolana entre os finalistas do prémio da ONU

há 2 anos
A engenheira angolana de produção de petróleos Fernanda Renee Samuel, que trabalha na área de protecção ambiental, é uma das 35 finalistas que estão a concorrer para o prémio “Jovens Campeões da Terra”.

Black Album: Heavy C apresenta novo álbum à Carga Magazine

há 2 anos
Depois de vários interregnos, Heavy C confirma a chega do “Black Álbum”, um disco “louco” em que o músico, produtor e compositor mistura Rap, Trap e Pop e traz participação de uma das maiores referências da Old School.

Por onde anda o Queima Bilha?

há 2 anos
A concorrência com Sebem obrigou os dois Kuduristas a esmerarem-se, trazendo sucessos atrás de sucessos. No entanto, Queima Bilha ficou pelo caminho, “desaparecendo do mapa” musical sem deixar rastos.

Verzuz TV realiza `Especial Dia da Mãe´

há 1 ano
Na data em que América comemora o Dia da Mãe, a Verzuz TV vai realizar uma batalha amigável entre as SWV contra Xscape, ambas bandas consideradas lendas do R&B feminino que marcou os anos 90.

Batata Quente: Cólua Tremura estreia novo projecto de humor

há 8 meses
O artista Cólua Tremura vai actuar como primeiro convidado do projecto de humor, Batata Quente, uma iniciativa da produtora cultural, Kianda Sessions, em parceria com a Casa Rede. A decorrer o próximo dia 30 deste mês, pelas 18:30, bem ao seu jeito, Cólua vai explorar por meio da sátira O feminismo em Angola.

1 de Junho: Filantropia junta artistas em prol da Aldeia de Criança SOS-Lubango

há 12 meses
Em comemoração ao Dia Internacional da Criança, um leque de artistas vai juntar-se amanhã no palco do Miami Beach, para uma live solidária em prol da Aldeia de Criança SOS do Lubango.

Já está: Cleyton M entra na lista dos artistas mais ouvidos em Portugal

há 9 meses
Em todos os géneros musicais em Portugal, o jovem artista angolano ocupa, a 40° posição entre os 200 músicos mais ouvidos naquele país europeu, de acordo com um relatório do ITunes.

Daniel Mendes: “Com ou sem pandemia o Angola Music Awards acontecerá em 2020”

há 2 anos
A faltar dois dias para o fecho das inscrições, Daniel Mendes fala à Carga sobre a presente edição do Angola Music Awards, que traz como destaque a categoria música dos PALOP. Doravante, o evento passará a intercalar entre Angola e Portugal. O responsável explica por que razão a gala era realizada em Portugal, apesar de prestigiar a música e os músicos angolanos e lança as novidades do próximo ano 2021.

Novo single do Leo Príncipe já está disponível nas plataformas de streaming e YouTube

há 9 meses
Em 2021 está de regresso com o single “ As Bocas Só Falam”, um tema sobre o amor e a confiança plena de um casal

Já são conhecidos os detalhes da oitava edição do projecto “Ponte Cultural”

há 2 meses
Foi apresentado esta semana em conferência de Imprensa o Projecto Musical Voluntário, denominado “Ponte Cultural”, da Fundação Arte e Cultura. Na sua oitava edição, o projecto será pautado pelo intercambio entre os artistas de Angola Bruno M, Glória da Lu e Cleyton M, e de Israel Noa Zulu e Avner Hodorov.

Macklemore diz que cor da sua pele ajudou-o a vencer Kendrick Lamar nos Grammy

há 1 ano

Toty Sa’Med e A’mosi Just A Label representam Angola no festival Sounds From Africa

há 2 anos
Os músicos representam hoje o país no festival Sounds From Africa, organizado pelo Colors of Ostrava, da República Checa. Os espectáculos serão transmitidas nas páginas do Facebook da organização e no Facebook e Instagram oficiais de A´mosi Just A Label e Toty Sa’Med.

Administração do Benfica quer ruas com nomes de Waldemar Bastos, Carlos Burity e Bangão

há 2 anos
A administração distrital do Benfica vai propor os nomes dos músicos Waldemar Bastos, Carlos Burity e Bangão na toponímia do Benfica, informou hoje o administrador local, Hélio Aragão.

BET Awards 2021 anuncia tributo especial para o lendário rapper DMX

há 11 meses
O tributo que teve a curadoria do produtor Beatz, amigo de longa data de DMX, também incluirá uma performance de uma nova canção do álbum póstumo de X, Exodus, que foi lançado pela Def Jam Recordings em 28 de Maio.

Álbum de Paulo Flores e Prodígio será lançado esta sexta-feira, 6 de Novembro

há 2 anos
O aguardado álbum Bênção e Maldição de Paulo Flores e Prodígio estará disponível a partir desta sexta-feira, 6 de Novembro, anunciaram ontem os músicos.

Prodígio e Paulo Flores marcam espectáculo de reabertura dos palcos portugueses

há 2 anos