Algo Desconhecido apresenta hoje a segunda edição do ‘Bengha Producers’

Trata-se de uma conversa entre produtores, cujo primeiro encontro aconteceu no live do Facebook na passada quinta-feira e hoje assinala a segunda edição, as 19 horas na página Wilson Algo Desconhecido. Na primeira pessoa, o produtor que já trabalhou com Monsta, Mc Koringa, NGA, Prodígio, Deezy e outros grandes nomes da música internacional, descortinou as razões da sua mais recente criação.

Antes de mais, a que se deve o pseudónimo Algo Desconhecido?
Sou multifacetado e tenho vários ofícios, além disso sempre procuro fazer o que ainda não foi feito. Esses outros motivos originaram o Algo Desconhecido, não é apenas um nome, é um modo de vida.

Como é que começa a paixão pela produção?
Comecei a produzir em 2007. Já cantava e tinha vários amigos produtores, na altura era nosso costume enviar um programa novo(não apenas sobre música) para quem não tivesse. Um dia recebi o FL Studio 7 e comecei a explorar. Depois senti a necessidade de produzir o que tinha na minha cabeça e muitos produtores não conseguiam criar.

E partir de que momento é que isso toma maiores proporções?
No início era só passa tempo, já recebia vários convites para trabalhar em estúdios, mas não aceitava por não ser meu sonho viver e trabalhar profissionalmente. Em 2014 tive de interromper a minha licenciatura por motivos de força maior, e a partir daí comecei a trabalhar profissionalmente. Não tinha escola ou centro de formação nessa área, por isso tive de investigar na internet, ler livros e produzir muito.

E quais são os frutos desse trabalho de anos?
Graças a Deus, hoje vivo disso, aprendo diariamente e ganho mais experiência. Já tenho uma certificação em Mistura e Masterização.

Com que artistas de destaque já trabalhou?
Nato P3, Monsta, Mc Koringa(Brasil), NGA, Prodígio, Deezy, Os Namayer, Andanda(Brasil) Jayvie(Nigéria) e muitos outros.

Concorda que os artistas é que colocam o nome dos produtores no auge?
Na minha opinião, não! Ganhamos nomes consoante o nosso trabalho, tempo de trabalho, número de trabalhos. Exemplo: por regra, num álbum não vai tag(intro) do produtor na música, o seu nome aparece na ficha técnica, mas quem baixa na net, nem sempre lê essa parte e alguns músicos não falam sobre quem produziu, desse jeito fica difícil ganhar nome. Tenho certeza que já ouviu muitas músicas que não sabe quem produziu.

Tem tido o reconhecimento que merece?
Ainda não estou aonde eu quero estar, mas já não estou no mesmo lugar. Eu me reconheço e isso vem em primeiro. Ganhei respeito de muita gente que não conheço, de pessoas que admiro. 

O que é necessário para ser um bom produtor?
É necessário trabalhar muito!

Considera que um autodidacta, depois de muito tempo de trabalho pode vir a ser um bom produtor?
Eu e muitos outros somos exemplos disso.

Onde é que se vê daqui a dois anos?
Me vejo onde Deus quiser.

Existe vários produtores no mercado, como é que lida com a competitividade?
Lido na boa. Respeito o trabalho de todos, trocamos experiência. Não me intimido com o trabalho deles, invés disso trabalho mais para melhor as minhas produções.

Está associado a alguma produtora?
Sim. Sou CEO da produtora Outro Mundo.

Algo Desconhecido apresenta  hoje a segunda edição do ‘Bengha Producers’



Como surge o programa ‘Bengha Producers’?
Ao longo desses anos notei que os produtores angolanos não têm recebido o devido valor e reconhecimento. Senti a necessidade de fazer um programa que existia em Angola, até ao momento,  onde a estrela é produtor.

Qual é o objectivo?
Ensinar sobre produção, conversar com os produtores mais destacados acerca das músicas que produziram e dar mais visibilidade aos que se encontram no anonimato. Quero fazer o que não fizeram por mim.

Estreou na passada quinta-feira, como avalia a recepção da comunidade musical?
Melhor do que eu esperava! Recebi muitos parabéns por parte de outros produtores e não só, pela iniciativa e várias pessoas têm divulgado a informação e estado atentas as lives.

O que está reservado para as próximas edições?
Alguns produtores angolanos de renome já aceitaram o convite, e também terá participação de produtores internacionais.

as cargas mais recentes

Lenda do rock and roll, Little Richard morre aos 87 anos

há 1 ano
Morreu Little Richard, um dos pioneiros da primeira vaga de rock and roll nos EUA. O músico tinha 87 anos e não foram ainda reveladas as causas de morte do autor de “Tutti Frutti”.

Saiba quem são os artistas mais ouvidos da Internet em 2020

há 8 meses
O serviço de streaming Spotfly apresentou ontem o “Wrapped” e com esta plataforma ficámos a saber sobre os artistas, músicas e podcasts mais ouvidos do mundo em 2020.

Tory Lanez é preso por posse ilegal de arma

há 1 ano
O rapper canadense foi detido por de porte de arma na madrugada de domingo, após perseguição policial. Segundo sites internacionais, a polícia foi chamada para atender uma denuncia de perturbação na parte externa de uma residência em Hollywood Hills. Tory foi solto seis horas depois, tendo pago fiança de 35 mil dólares.

Após denúncia de ex-namorada, polícia apreende réplica de fuzil na residência de Nego do Borel

há 7 meses
A acção aconteceu a fim de averiguar a veracidade da denúncia feita por Duda Reis, que consistia na posse de um fuzil, mas era na verdade uma réplica de fuzil, usada para a prática de airsoft.

Lupe Fiasco decreta que só terá acesso aos seus shows quem estiver vacinado contra a Covid-19

há 8 meses
Lupe Fiasco limitou o acesso dos seus eventos à pessoas que não tenham sido vacinadas contra a Covid-19. O artista optou por esta atitude sem precedentes, para se posicionar, uma vez que o uso da vacina tem dividido opiniões.

Praça de Touros portuguesa será transformada em Centro Cultural

há 1 mês
Trata-se da Praça de Touros da Azaruja, a mais antiga de Portugal, que não voltará a receber espectáculos com toureiros, mas dará lugar a espectáculos culturais, após passar por requalificação completa.

Artistas já consagrados são desafiados no BAI Dança Com Ritmo

há 2 dias
Uma das apostas do BAI Dança com Ritmo foi desafiar figuras públicas a mostrarem o seu talento na arte da Dança. Seis nomes foram escolhidos para integrar o quadro: Neide Sofia, Kelly Silva, Paul G, DJ Leo Cris e o Chef Ricardo Helton foram os seleccionados para a grande missão, provar-se o Famoso melhor dançante do país.

Fela Kuti, pioneiro do Afrobeat, nomeado ao Rock and Roll Hall of Fame

há 6 meses

Bigger Love: Novo álbum de John Legend celebra a música negra

há 1 ano
John Legend tornou pública a capa e a track list do seu novo álbum, a ser lançado dia 19 de Junho, com recurso à riqueza da música negra tradicional, o artista quer levar alegria e esperança ao movimento Black Live Matter.

Partiu o “físico” e ficou a obra

há 1 ano
Calou-se uma voz inconfundível de Kueno Aionda, calou-se o futuro, num país onde cada vez mais aumenta a quantidade e diminui a qualidade.

Totó regressa ao Show do Mês

há 8 meses
O músico Totó St será a próxima atração do Show do Mês Live, agendado para sábado (21), com transmissão na TPA 2 e Internacional, além da página da Nova Energia no Youtube. A primeira vez que Totó esteve no Show do Mês foi na quarta temporada, ainda no Royal Plaza.

Hackers vazam informações sobre Lady Gaga e fazem exigência

há 1 ano
Um grupo de hackers invadiu o sistema de uma firma de advogados, representante de vários nomes do entretenimento. Depois de vazar dados pessoais de Lady Gaga, os hackers ameaçam divulgar dados de estrelas como Mariah Carey e Madonna, caso não se cumpra o que estão a pedir.

Conheça Silva Canganjo, o pensador do projecto Retrato

há 1 semana
Tem apenas 21 anos e vem desenhando há três edições um projecto que se adivinha promissor, tendo o último deles, constituído um marco para o Hip Hop nacional, sendo a primeira vez que uma figura singular do Rap é retratada em teatro, propriamente Big Nelo.

Valete rendindo à qualidade artística do músico angolano Dino Ferraz

há 2 meses
O rapper português rendeu-se publicamente ao talento de Dino Ferraz, através da música `Careca Não’, em que o artista angolano procura lançar um apelo à tolerância e ao respeito pelas diferenças, marcando o seu posicionamento na luta pela aceitação do cabelo negro crespo masculino na sociedade angolana.

Netflix lança novo documentário sobre a vida e obra de Notorious B.I.G.

há 5 meses

Fogo nos racistas: Bordão viralizado pela música de Djonga potencia merchandising do artista

há 3 meses
Repercutida inicialmente com alguma polêmica, a expressão se tornou símbolo da luta contra o racismo no Brasil, e recentemente, o elemento mais pujante da identidade visual do merchandising do artista.