Aline Frazão fala da primeira experiência em compor para o cinema: “É muito bom poder alternar projectos”

‘Ar Condicionado’ é a primeira longa-metragem de Fradique Bastos e da Produtora Geração 80 e marcará para sempre Aline Frazão. Pela primeira vez, a cantora compôs a trilha sonora de um filme e escreveu um tema para Paulo Flores. O filme ganhou projecção internacional logo na estreia e foi também seleccionado para o ‘We Are One: A Global Film Festival’ e será exibido este sábado. À Carga, Aline fala da primeira experiência e manifesta interesse em voltar a compor para o cinema.

Como descreve a sua participação no filme?

O realizador do “Ar Condicionado”, o Fradique, convidou-me para fazer a banda sonora do filme no final do ano passado. Quando aceitei o convite, o filme ainda só estava no papel, era só o guião. Gostei muito do que li. Mas só depois de começarem as filmagens, depois de ver algumas imagens é que comecei a compor a música do filme. E a música tem um papel especial neste filme, na própria linguagem das imagens.

Foi a sua primeira experiência de género?

Foi a primeira vez que fiz música para cinema. É muito desafiante, uma forma completamente nova de trabalhar. A música foi inspirada nos personagens, nas imagens da cidade de Luanda, no ritmo, na luz etc.. A música foi feita à medida do filme.

Quanto tempo precisou para a composição ?

Não havia muito tempo. O filme foi todo ele produzido com poucos recursos e baseado na garra e no empenho de toda uma equipa, desde os actores, equipa da Geração 80. Na música não foi diferente. O processo foi fluído e rápido, muito baseado na intuição. Tive a sorte de poder trabalhar com músicos que já conhecia, alguns cá em Luanda, outros em Lisboa, à distância. Isso facilitou as coisas, a comunicação fluiu melhor por poder trabalhar com um time profissional e talentoso. E neste caso, como todos os temas são instrumentais, excepto o que tem a maravilhosa voz do Paulo Flores. Era importante que a performance dos músicos e técnicos estivesse à alturab e assim foi. Fiquei muito contente com o resultado final.

Como é que é compor para o cinema?

Já gostava muito de cinema, mas realmente poder “conversar” com as imagens através da música, entrar na história, ajudar a contar a história é maravilhoso. Em especial com um filme destes que, na minha opinião, vai marcar a história do cinema angolano, não só pela história que conta, mas pela forma como o faz, com uma sensibilidade eexextraordinária.

É uma experiência que pode vir marcar os seus próximos trabalhos?

Se houver algum convite, pode ser que sim. É muito bom poder alternar projectos. No caso desta banda sonora eu sou mesmo só compositora e produtora da música, não canto nem toco. É um papel que me dá muito gozo também, poder observar mais de fora, dirigir os músicos até chegarmos ao resultado final. Quando se trata do meu trabalho a solo é completamente diferente, escrevo, produzo e subo aos palcos. É bom poder combinar os dois papeis e ficaria feliz com novas oportunidades, claro.

Se voltasse a ser convidada para  compor a trilha sonora de um outro filme que cuidados teria?

Então, se gostasse da historia não teria nenhum problema em repetir a experiência de fazer a banda sonora de outro filme, sim.

O filme tem tido boa aceitação no mercado internacional, sonha com um prémio?

O filme tem tido uma excelente acolhida pelos festivais internacionais e só isso já nos deixa muito felizes, porque é uma forma de levar o cinema angolano para outro patamar. As críticas também têm sido muito positivas. Acho que não há ninguém que fique indiferente a este filme. É um filme que mexe connosco e traz para a tema personagens do dia-a-dia de Luanda, anónimos, trabalhadores, na luta. É uma bela homenagem a esta cidade e a toda a gente que nela resiste.

Que outros momentos marcaram o filme?

Só para ficar claro aqui um ponto importante de referir, o Paulo Flores participa na banda sonora, cantando uma das músicas. Ficamos todos honrados com a participação dele, e eu particularmente emocionada por ele aceitar cantar um tema escrito por mim. Escrevi para ele e para o filme. É um momento muito emotivo do filme, mágico mesmo.

as cargas mais recentes

Vozes de Março desfilam no palco do Show do Mês

há 2 anos
Branca Celeste, Bevy Jackson, Alexandra Bento, Diana Kapango e Sandra Solange foram as vozes escolhidas para interpretar as principais referências nacionais e internacionais no palco do Show do Mês.

Beyoncé e Jay-Z anunciam fundo para bolsas de estudos

há 1 ano
O casal Carter destinou um total de 2 milhões de dólares a bolsas de estudo para alunos de arte e campos criativos de um grupo selecto de Faculdades e Universidades Historicamente Negras (HBCUs).

Porto de Luanda: 75 anos a ligar Angola aos mercados internacionais

há 2 anos
O Porto de Luanda é o maior terminal de importação e exportação de carga de Angola e há 75 anos, completados hoje, p tem ligado o país aos principais mercados mundiais, servindo de alavanca para o desenvolvimento económico e social, ancorado nos pilares da sustentabilidade e da competitividade. Com a nova administração, a instituição segue a rota do crescimento de portas abertas para o futuro.

Fast and Furious 10 já tem data de estreia

há 1 ano
A Universal Pictures já definiu e anunciou uma data de lançamento para 7 de Abril de 2023.

26 de Janeiro de 2020: O trágico dia que o mundo perdeu Kobe Bryant

há 2 anos
O dia 26 de Janeiro passou ter um significado fatídico, após a morte do astro da NBA, aos 41 vítima de um acidente de helicóptero nos arredores de Los Angeles (EUA). Além de Bryant, morreram mais oito pessoas, entre elas, a filha Gianna Bryant, aos 13 anos de idade.

Malef lança projecto para levar basquetebolistas de ruas aos melhores clubes

há 2 anos
Batoteiro Draft é uma iniciativa que está a ser promovida pelo produtor e realizador Malef em parceria com a MarkSport. O projecto pretende tirar os melhores basquetebolistas de rua com seus dribles e levá-los a assinar com um clube profissional, quer em Angola quer no estrangeiro.

Carlos Morais concorre para o smach da década

há 2 anos
O afundanço de Carlos Morais, no concurso, é referente ao jogo frente a Moçambique, no Afrobasket de 2013.

Paulo Flores e Manecas Costa dão voz à primeira música do projecto “Língua Terra”

há 1 ano
O single promocional composto por Paulo Flores e Manecas Costa intitula-se “Cumplicidade” e será lançado no dia 18 e integra o “Língua Terra”, um projecto que reúne artistas de expressão portuguesa.

Saiba quem são os artistas mais bem pagos da década

há 1 ano
Na última década, no período entre 2011 e 2020, os artistas mais bem pagos, segundo a avaliação da revista, após ter reunido publicações anuais da Forbes, Beyoncé, Diddy, Elton John, Taylor Swift e Dr. Dre são os mais bem pagos do mundo.

Júlio Pinto apresenta ‘Formas e Tamanhos’ na Galeria Tamar Golan

há 1 ano
O artista angolano Júlio Pinto vai apresentar-se no próximo dia 20 de Agosto de 2021, pelas 18 horas, na Galeria Tamar Golan com “Formas e Tamanhos”. Uma exposição individual que ficará patente ao público até ao dia 17 de Setembro de 2021, podendo ser visitada de Segunda a Sexta-feira, das 9h00 às 17h00, na galeria de arte contemporânea da Fundação Arte e Cultura.

Snoop Dogg anuncia ‘From Tha Streets 2 Tha Suites’ o seu novo álbum

há 1 ano

No Dia Mundial da Voz, entenda a importância de cuidar da saúde vocal

há 2 anos
À semelhança de outros cantores, Selda e Sandra Cordeiro têm que fazer sacrifícios para manter intactas e puras suas cordas vocais. Apenar de nunca ter passado por uma experiência igual ao do britânico Helton Jonh, que teve que interromper o concerto por conta da voz, Morena de Cá confessa que já foi forçada a dar uma pausa na música por causa da voz.

Atrás dos holofotes L´Edge desenha carreira de sucesso

há 2 anos

Sabia que LL Cool J foi nomeado durante seis anos antes da indução no Rock & Roll Hall of Fame?

há 11 meses
Embora elegível desde 2010, LL Cool J entrou no Rock & Roll Hall of Fame apenas este ano, na categoria de excelência musical, porém, já havia sido nomeado outras seis vezes.

Gerilson Insrael apresenta “Quarentena”

há 2 anos
O músico Gerilson Insrael coloca hoje (sexta-feira), às 20 horas, o seu novo single a disposição dos fãs, em todas as plataformas digitais.

Dji Tafinha factura o equivalente a cerca de 15 milhões de Kwanzas em direitos autorais

há 1 ano
O músico é dos artistas angolanos que mais facturam com direitos autorais em Portugal e aproveita o dinheiro para reinvestir. E, enquanto os colegas se debatem com os problemas de divisas, o produtor facilmente dá a volta por cima, recorrendo-se aos rendimentos da Sociedade Portuguesa de Autores.