Aline Frazão fala da primeira experiência em compor para o cinema: “É muito bom poder alternar projectos”

‘Ar Condicionado’ é a primeira longa-metragem de Fradique Bastos e da Produtora Geração 80 e marcará para sempre Aline Frazão. Pela primeira vez, a cantora compôs a trilha sonora de um filme e escreveu um tema para Paulo Flores. O filme ganhou projecção internacional logo na estreia e foi também seleccionado para o ‘We Are One: A Global Film Festival’ e será exibido este sábado. À Carga, Aline fala da primeira experiência e manifesta interesse em voltar a compor para o cinema.

Como descreve a sua participação no filme?

O realizador do “Ar Condicionado”, o Fradique, convidou-me para fazer a banda sonora do filme no final do ano passado. Quando aceitei o convite, o filme ainda só estava no papel, era só o guião. Gostei muito do que li. Mas só depois de começarem as filmagens, depois de ver algumas imagens é que comecei a compor a música do filme. E a música tem um papel especial neste filme, na própria linguagem das imagens.

Foi a sua primeira experiência de género?

Foi a primeira vez que fiz música para cinema. É muito desafiante, uma forma completamente nova de trabalhar. A música foi inspirada nos personagens, nas imagens da cidade de Luanda, no ritmo, na luz etc.. A música foi feita à medida do filme.

Quanto tempo precisou para a composição ?

Não havia muito tempo. O filme foi todo ele produzido com poucos recursos e baseado na garra e no empenho de toda uma equipa, desde os actores, equipa da Geração 80. Na música não foi diferente. O processo foi fluído e rápido, muito baseado na intuição. Tive a sorte de poder trabalhar com músicos que já conhecia, alguns cá em Luanda, outros em Lisboa, à distância. Isso facilitou as coisas, a comunicação fluiu melhor por poder trabalhar com um time profissional e talentoso. E neste caso, como todos os temas são instrumentais, excepto o que tem a maravilhosa voz do Paulo Flores. Era importante que a performance dos músicos e técnicos estivesse à alturab e assim foi. Fiquei muito contente com o resultado final.

Como é que é compor para o cinema?

Já gostava muito de cinema, mas realmente poder “conversar” com as imagens através da música, entrar na história, ajudar a contar a história é maravilhoso. Em especial com um filme destes que, na minha opinião, vai marcar a história do cinema angolano, não só pela história que conta, mas pela forma como o faz, com uma sensibilidade eexextraordinária.

É uma experiência que pode vir marcar os seus próximos trabalhos?

Se houver algum convite, pode ser que sim. É muito bom poder alternar projectos. No caso desta banda sonora eu sou mesmo só compositora e produtora da música, não canto nem toco. É um papel que me dá muito gozo também, poder observar mais de fora, dirigir os músicos até chegarmos ao resultado final. Quando se trata do meu trabalho a solo é completamente diferente, escrevo, produzo e subo aos palcos. É bom poder combinar os dois papeis e ficaria feliz com novas oportunidades, claro.

Se voltasse a ser convidada para  compor a trilha sonora de um outro filme que cuidados teria?

Então, se gostasse da historia não teria nenhum problema em repetir a experiência de fazer a banda sonora de outro filme, sim.

O filme tem tido boa aceitação no mercado internacional, sonha com um prémio?

O filme tem tido uma excelente acolhida pelos festivais internacionais e só isso já nos deixa muito felizes, porque é uma forma de levar o cinema angolano para outro patamar. As críticas também têm sido muito positivas. Acho que não há ninguém que fique indiferente a este filme. É um filme que mexe connosco e traz para a tema personagens do dia-a-dia de Luanda, anónimos, trabalhadores, na luta. É uma bela homenagem a esta cidade e a toda a gente que nela resiste.

Que outros momentos marcaram o filme?

Só para ficar claro aqui um ponto importante de referir, o Paulo Flores participa na banda sonora, cantando uma das músicas. Ficamos todos honrados com a participação dele, e eu particularmente emocionada por ele aceitar cantar um tema escrito por mim. Escrevi para ele e para o filme. É um momento muito emotivo do filme, mágico mesmo.

as cargas mais recentes

Wycleff Jean selecciona angolano Jeff Brown para o “Challenge”

há 5 meses
A selecção do rapper angolano foi confirmada pelo próprio Wycleff, na sua página do instagram, notificando o participante e deixando a seguinte questão: Acham que ele (Kota Kulanda) merece os 1000 dólares?

Filme de Mawete Paciência entra no Amazon Prime Video

há 1 semana
O filme “Rasto de Sangue” do realizador Mawete Paciência estará disponível no Amazon Prime Video, tornando-se a primeira película nacional na plataforma de streaming.

Mariza grava álbum em homenagem a Amália Rodrigues

há 4 semanas
Com o título “Mariza Canta Amália”, o disco visa homenagear um dos grandes nomes do cancioneiro português, falecida em 1999.

Actor de Batman: O Cavaleiro das Trevas chama Coringa de filme ‘nojento’

há 5 meses
Coringa é um dos grandes filmes de 2019 e trouxe uma história diferente e surpreendente para o clássico vilão do Batman. Entretanto, o actor Eric Roberts, conhecido por Batman: O Cavaleiro das Trevas chamou o filme “nojento”.

Qual é o álbum de rap angolano mais ouvido?

há 5 meses
Depois do florescimento nos anos 90, entre 2000 e finais de 2002, o movimento registou um pequeno recuo, pois vários grupos foram desaparecendo. A partir de 2003, o Rap passou a figurar da lista dos estilos musicais com maior aceitação do público.

Projecto ‘Poetas do Bairro’ junta Rappers da New e Old School

há 5 meses
Poetas de Bairro é um projecto que passará a fazer com que a Velha e Nova Escola do Rap angolano cantem numa mesma música. Lizzy, Hustla King, Leonardo Freezy, Wilson Puma, Fkruma e Dj Sipoda vão estrear com um tema inédito intitulado “Infância”.

Jovens do Prenda festejam 52º aniversário no Show do Mês

há 5 dias
Os Jovens do Prenda festejam sábado o seu 52º aniversário de existência no Show do Mês Live, num concerto aguardado com muitas expectactivas pelos fãs do conjunto.

“Nenhum de nós tem vaidade, não há egos aqui”

há 8 meses
Okwami ultimam os preparativos para o primeiro grande show, dia 26 de Março.

Mário Suendes: “Quero um lugar entre os melhores”

há 6 meses
O nome pode ser estranho, mas o jovem está a vir com tudo. Para além de cantar, é dançarino e foi o protagonista do filme de Hochi Fu. A veia artística começou na infância e com o Unitel Estrelas ganhou mais contorno. Suendes quer seguir os exemplos de Matias Damásio e Ary, que, mesmo não tenham vencido o concurso, hoje são o que são.

Mais um artista angolano deixa o mundo dos vivos

há 4 semanas
Calou-se a bateria de Paulo Van-Dunem “Paulo Rymy”, Conhecido por tocar ao lado de artistas como Bonga, Eduardo Paim e Banda Canna D’Açucar, o músico morreu hoje vítima de cancro da pele.

Kanye West promove imagem da Rainha N’zinga

há 4 semanas
O músico e empresário usou ontem a sua conta do Twitter e publicou um conjunto de imagens de figuras históricas, entre os quais reformadores das religiões, santos católicos e filósofos.

Majoskill, a voz da esperança do Rap das ruas

há 5 meses
Majoskill vem do Morro Bento, em Luanda. O rapper está no movimento há cinco anos e é apontado como o representante da cultura Hip Hop do seu distrito. Tem duas mixtapes publicadas e apresentou à Carga o seu ambicioso projecto musical para os próximos meses.

DreamKiller promete dois projectos musicais para 2020

há 8 meses

Notorious B.I.G, Tupac e Jay-Z excluídos por Snoop Doog da sua lista dos melhores rappers da História

há 3 meses
Após ter enfrentado várias críticas por não considerar Eminem melhor rapper de todos os tempos, Snoop Dogg voltou a surpreender o movimento ao excluir Jay-Z, Nas, Tupac, Biggie Smalls e Kanye West da lista dos seus melhores rappers de todos os tempos.

Jay-Z abre faculdade de Música, Desporto e Entretenimento na sua terra natal

há 3 meses
A Roc Nation, empresa de entretenimento de Jay-Z, anuncou ontem a abertura, para primeiro Semestre de 2021, de uma Escola Superior de Música, Desporto e Entretenimento, em Brooklyn (terra natal do rapper). 25% dos alunos do primeiro ano vão estudar sem pagar.

OTAN disponibilizam novo single hoje

há 5 meses
Intitulado “Sem Palavras”, consideram-na uma composição simples, mas muito romântica e honesta, como é o próprio grupo com as vozes melodiosas a fazerem contraponto com algumas rimas.