Anna Joyce: “Este álbum poderia virar um filme”

É um projecto de que tanto se orgulha e chega aos ouvidos do público, após quatro anos de intenso trabalho, colocou a cantora na “boca do povo” e justifica o velho adágio “não há benefício sem sacrifício”.

Pelo menos é o que se vê até agora nas redes sociais do Facebook e Instagram. A azáfama terá sido motivada após informações sobre o vazamento do álbum homónimo da artista, várias horas antes do lançamento, agendado para ontem, 18 de Agosto.

Mais do que simples depositário de experiências sensoriais e/ou relações amorosas e afectivas, o segundo álbum de Anna Joyce é uma personificação da cantora, desde a produção, composição, até a escolha dos intervenientes, como refere à Carga é “um trabalho de que muito se orgulha”. 

São 12 faixas ao todo, com apenas uma participação vocal, a de Ary, e foram disponibilizadas 15 mil cópias, das quais 5 mil terão sido “despachadas” durante a pré-venda, marcada ontem com um espectáculo na TPA1.

Amanhã e (20) e depois de amanhã (21), dois espectáculos estão agendados, para a apresentação do disco, no Miami Beach, Luanda. Haverá ainda nos próximos dias digressão para Saurimo, Dundo, Benguela, Soyo, Huambo e Malanje, mas muito antes disso, Anna Joyce vai autografar a obra em Viana, Casa da Juventude. 

Essencialmente, o álbum reveste-se de Kizomba, Ghetto Zouk e RnB e apresenta caracterísica de um registo filmográfico, observa a cantora.

“Este álbum poderia virar um filme, porque tem desde o momento da primeira faísca ao amor ideal, e ao fim trágico. Nunca escolho os temas para compor, simplesmente escrevo naturalmente”, observou Anna Joyce, em entrevista à Carga.

Comparativamente à sua obra de estreia Reflexos, vários aspectos podem realçar-se no “Anna”. Em termos vocais, a cantora, letrista e intéprete apresenta-se mais segura e confessa ter evoluído, devido a factores que atribui a exigência do público. “Noto claramente uma evolução. Sinto-me cada vez mais segura e isso nota-se no resultado final”.

“Acho que pela vontade que tenho. Sou uma eterna descontente comigo mesma, exijo muito de mim, sou disciplinada… mas não tenho como não atribuir também ao meu público”, continuou.

Apesar de contar apenas com voz de Ary, seis das 12 faixas contam com colaborações escritas de Heavy C, Rui Orlando, Dino Ferraz, Cage One. Quanto à produção teve os dedos de Davince, Wonder Boyz, Tino, Smash, Impossible, Dream Nation, Miqueias Ramiro, Mauro Almeida e Dino Ferraz; Mestre Freddy, Texas, Tino e Max.

as cargas mais recentes

Galeria Tamar Golan apresenta “CaDespedida” da autoria de Mauro Sérgio

há 1 ano
“A CaDespedida é aquele momento nostálgico de um fim de dia bem passado. Termo cunhado nas eternas idas à praia na Luanda, Benguela e Porto Amboim do antigamente, onde passar um dia na praia era um evento preparado com cuidado, antecipado e esperado com ansiedade.

Atrás dos holofotes L´Edge desenha carreira de sucesso

há 1 ano

Invisíveis: “O que nos caracteriza é um Rap sem preocupação com os holofotes”

há 2 anos
Lançaram ontem o álbum `O Culto´, uma obra no verdadeiro sentido da palavra, que além de quebrar o silêncio de 8 anos, é uma viagem às origens do Hip Hop e um compromisso com o “abandonado” Boom Bap.

Geração 80 assinala décimo aniversário com a criação de um mural na baixa de Luanda

há 1 ano
Trata-se de um presente que a GERAÇÃO de 80 oferece a Luanda, como forma de agradecimento a cidade por ter dado o privilégio de ser o local de partida dos sonhos dos produtores.

NGA disponibiliza hoje três novos projectos musicais

há 1 ano
Constituído por “Só Se Vive Uma Vez”, “Por Nós” e P’ra Nós”, o triplo lançado nas celebrações do 38.° aniversário do artista angolano radicado na Linha de Sintra representa a consistência lírica do vasto registo fonográfico, onde se destacam “Filho Das Ruas”, “King”, “Filho Das Ruas 2.

Banda Maravilha: “O Semba goza de boa saúde”

há 2 anos
Fundada em 1993, a Banda Maravilha é uma das formações musicais mais profissionais da actualidade. Sua musicalidade é caracterizada pela mistura dos instrumentos tradicionais do Semba com os modernos. Em entrevista à Carga, explicam as participações de Irina Vasconcelos, Livongue e Karina Santos no novo álbum e fazem uma breve análise sobre o actual estado do Semba.

Rappers atribuem “certificado de competência” ao governo da Huíla

há 7 dias
A Comunidade Hip-Hop na província da Huíla distinguiu, com um certificado de mérito, o governo provincial por causa do apoio prestado para a realização, em Agosto do ano passado, da primeira Conferência Provincial da Comunidade, por ocasião das Festividades da Nossa Senhora do Monte.

Elástico Nandako recorda infância dos angolanos em nova música e anuncia EP de estreia

há 8 meses
Conhecido pelo seu público pelos temas Kibidi e É no Pé, e também por ter integrado os Power Boyz, o cantor e dançarino acabou de lançar um novo single. A música intitula-se “Mete Tira” e está disponível nas principais plataformas digitais.

Após cerimónia de atribuição dos Grammy Lil Wayne manda um “vai te lixar” à organização

há 11 meses

Carla Moreno integra corpo de jurado do concurso de música na TVI

há 11 meses

10 Minutos de Imaginação: EP de estreia de TYKID já está disponível

há 1 ano
Foi durante a pandemia que TYKID encontrou o conceito para este EP, em 10 minutos de imaginação, ele desenvolveu esta história romântica e os altos e baixos que estar num relacionamento significa.

Do piano aos instrumentos de sopro: Adimaldo, o autodidacta que Tok’Aki

há 12 meses

Kanye West revela que decidiu concorrer para impedir que Biden vença Trump

há 1 ano

Warner Bros. divulga trailer do filme que traz Will Smith como pai de Serena e Venus Williams

há 6 meses
‘King Richard’ é um drama desportivo estrelado por Will Smith com estreia marcada para o dia 19 de Novembro, a ser lançado na HBO Max. O filme biográfico, detalha a trajectória de Richard Williams, mentor e pai das reputadas tenistas Venus e Serena Williams.

Sabia que hoje comemora-se o `Dia Mundial da Música´?

há 4 meses

Celebrada em todo o mundo, anualmente a 1 de Outubro, a efeméride foi data foi instituída em 1975 pelo International Music Council, uma instituição fundada em 1949 pela UNESCO, que agrega vários organismos e individualidades do mundo da música.

Onde Falhei: Segundo single das Real Divas já está disponível nas plataformas digitais

há 7 meses
As Real Divas surgiram há pouco tempo no mercado e acabam de lançar em todas as plataformas digitais o segundo single Onde Falhei.