Anna Joyce: “Este álbum poderia virar um filme”

É um projecto de que tanto se orgulha e chega aos ouvidos do público, após quatro anos de intenso trabalho, colocou a cantora na “boca do povo” e justifica o velho adágio “não há benefício sem sacrifício”.

Pelo menos é o que se vê até agora nas redes sociais do Facebook e Instagram. A azáfama terá sido motivada após informações sobre o vazamento do álbum homónimo da artista, várias horas antes do lançamento, agendado para ontem, 18 de Agosto.

Mais do que simples depositário de experiências sensoriais e/ou relações amorosas e afectivas, o segundo álbum de Anna Joyce é uma personificação da cantora, desde a produção, composição, até a escolha dos intervenientes, como refere à Carga é “um trabalho de que muito se orgulha”. 

São 12 faixas ao todo, com apenas uma participação vocal, a de Ary, e foram disponibilizadas 15 mil cópias, das quais 5 mil terão sido “despachadas” durante a pré-venda, marcada ontem com um espectáculo na TPA1.

Amanhã e (20) e depois de amanhã (21), dois espectáculos estão agendados, para a apresentação do disco, no Miami Beach, Luanda. Haverá ainda nos próximos dias digressão para Saurimo, Dundo, Benguela, Soyo, Huambo e Malanje, mas muito antes disso, Anna Joyce vai autografar a obra em Viana, Casa da Juventude. 

Essencialmente, o álbum reveste-se de Kizomba, Ghetto Zouk e RnB e apresenta caracterísica de um registo filmográfico, observa a cantora.

“Este álbum poderia virar um filme, porque tem desde o momento da primeira faísca ao amor ideal, e ao fim trágico. Nunca escolho os temas para compor, simplesmente escrevo naturalmente”, observou Anna Joyce, em entrevista à Carga.

Comparativamente à sua obra de estreia Reflexos, vários aspectos podem realçar-se no “Anna”. Em termos vocais, a cantora, letrista e intéprete apresenta-se mais segura e confessa ter evoluído, devido a factores que atribui a exigência do público. “Noto claramente uma evolução. Sinto-me cada vez mais segura e isso nota-se no resultado final”.

“Acho que pela vontade que tenho. Sou uma eterna descontente comigo mesma, exijo muito de mim, sou disciplinada… mas não tenho como não atribuir também ao meu público”, continuou.

Apesar de contar apenas com voz de Ary, seis das 12 faixas contam com colaborações escritas de Heavy C, Rui Orlando, Dino Ferraz, Cage One. Quanto à produção teve os dedos de Davince, Wonder Boyz, Tino, Smash, Impossible, Dream Nation, Miqueias Ramiro, Mauro Almeida e Dino Ferraz; Mestre Freddy, Texas, Tino e Max.

as cargas mais recentes

Cerca de 70 mil fãs assinam petição para remover Kylie Jenner do videoclipe Wap

há 1 ano
As razões para a aversão, têm sido relactadas pela imprensa internacional como uma consequência do episódio que aconteceu no princípio deste ano, quando Kylie foi acusada de apropriação cultural.

Icónico golo de Maradona com a mão vai aos cinemas

há 1 ano
O cineasta italiano Paolo Sorrentino, vencedor do Óscar de Melhor Filme Estrangeiro por “A Grande Beleza” (2013), vai escrever e dirigir um filme sobre o ex-jogador de futebol Diego Maradona para a Netflix.

Manifestação de sábado divide classe artística: “Sou figura pública e não vão me ver na rua desta forma”

há 11 meses
Laton não concorda com a forma como as reivindicações são feitas. O rapper foi decisivo nas declarações, dizendo que não apoia.

Etno N’gola anuncia show alusivo ao dia de África

há 4 meses
Para celebrar África, a Etno Ngola, banda que se tem mostrado uma promessa da música angolana reaparece com um grande live show no dia 25 de Maio às 19 horas na página facebook do Goethe-Institut Angola.

Pedrito comemora meio século de carreira com sabor a despedida

há 12 meses
O músico Pedrito começou ontem a caminhada para a despedida dos palcos, com um concerto no projecto musical “Show do Mês” onde viajou pelos 50 anos de carreira.

Tyro: “A música em Angola é um salve-se quem puder”

há 1 ano
Tyro é um rapper que traz na bagagem 12 anos de experiência. Durante este percurso, lançou nove EPs, dentre eles ‘Kilos’, onde explora dramas humanos e aborda, sem receio, sobre os problemas sociais. Enquanto se prepara para anunciar o primeiro álbum veio à Carga para deixar as primeiras impressões da carreira em ascensão.

DJ Sidney: “O Hip Hop moçambicano é o melhor dos PALOP”

há 1 ano
DJ Sidney ou simplesmente Sidney Movie é o director-geral e executivo da GM Record, produtora que trabalha com nomes como Duas Caras, Hernâni da Silva, Azagaia e Escudo (Dinastia Bantu). Por outro lado, também dá oportunidade para jovens em início de carreira, ou menos conhecidos.

Netflix anuncia nova data de lançamento da última temporada de La De Papel

há 8 meses

Recordar Frank Sinatra

há 1 ano
Num dia como hoje (14 de Maio) morreu o músico, actor e produtor Francis Albert Sinatra, conhecido como Frank Sinatra, considerado um dos melhores cantores de sempre.

Daniel Salomão apresenta ‘Labirintos Amorosos’

há 10 meses
O romance que marca a estreia do autor, será vendido e autografado amanhã, Sexta-feira, as 15h30 na União dos Escritores Angolanos.

Diálogo ancestral norteia storyteller do primeiro videoclipe de Flagelo Urbano

há 10 meses
A escolhida para a “peripécia”, foi a música intitulada `Desapego´, por sinal, a primeira promocional do álbum `Desvio Padrão´, que já se sabe que será um trabalho afrocentrado, profundo e “pluriversalista”.

História dos N´gola Ritmos e Banda Maravilha serão contadas hoje na Tv

há 7 meses

Duetos N´avenida: “É um projecto inclusivo, que dá o palco a quem tem qualidade”.

há 2 anos
Projecto musical reafirma inclusão e valorização artística na abertura da 4ª temporada.

Keita Mayanda: “Ao contrário do que algumas pessoas pensam, o Rap está de saúde”

há 10 meses
O músico tem um novo álbum. Intitula-se “Sete Momentos De Lucidez” e vai sair já no próximo mês. Uma obra em que apresenta suas experiências e reflexões sobre a sociedade e a existência humana.

Yci Walter: Uma nova proposta musical para 2021

há 8 meses
Yci Walter canta há seis anos. Além de cantor, tem conseguido algum protagonismo como director artístico. A canção “Como Céu”, de Yola Araújo, teve o seu dedo. Já participou também em projectos com músicos como Kool Klever.

Dog Murras e Bonga programam encontro histórico

há 5 meses
Dog Murras vai receber no dia 3 de Maio, Barceló de Carvalho ” Bonga”, na rubrica TerrATerra, para falarem sobre os nossos valores culturais, as tradições africanas e os destinos dos angolanos, numa conversa aberta à moda angolana, despida de cores partidárias.