Apesar de todo o sucesso que fizeram, Kalibrados só receberam 100 dólares de direitos autorais

É inegável o protagonismo que os Kalibrados tiveram na música nacional. O grupo é um dos que mais contribuiu para o Hip Hop angolano. O facto curioso é que, apesar de todo esse sucesso, em Angola os Kalibrados apenas receberam, até hoje, o equivalente a 10 mil Kwanzas ( câmbio de então) de direitos autorais pelo seu trabalho.

É, com certeza, uma informação difícil de digerir, se olharmos para a repercussão dos álbuns Negócio Fechado e Cartas na Mesa, mas foi o que realmente aconteceu, isto segundo Vui Vui. O rapper revelou ontem à Carga que, desde 2004 até agora, o grupo só recebeu cem dólares de rendimentos autorais pelos seus trabalhos.

No auge da carreira, o grupo inscreveu-se na União Nacional dos Artistas e Compositores, onde também declarou suas obras, em 2004. Depois disso, registou-se na Sociedade Angolana de Direitos de Autores e, até hoje, dos três álbuns apenas viu cem dólares.

Entretanto, a Sadia afirma que o grupo não está registado na sociedade de gestão colectiva, e por isso não confirma esta informação. E agendou para as próximas semanas uma reunião com o artista para abordarem sobre este e outros assuntos ligados ao grupo.

Segundo OG Vuino, no fim de quatro anos após o registo das músicas, foram chamados para receberem os retroactivos. Para surpresa do grupo, no envelope havia apenas cem dólares, desde aquela data nunca mais foram convocados, por esta razão, acha interessante que a Sadia continue a desenvolver palestras, `a semelhança do que aconteceu ontem e hoje no Edificio da Extensão Universitária da Universidade Católica, para esclarecer estes e outras inquietações. OG Vuino mostrou-se disposto a dar o seu contributo para ajudar a organização.

“Houve uma altura que eles chamaram-nos para ir buscar, isto entre 2007 e 2008, chegámos lá, não havia sequer uma tabela, uma instrução, só havia uma nota de 100 dólares e de lá para cá nunca houve uma continuidade, um porquê. E isso não é só um problema dos Kalibrados, seria igual para o Sebem, Army Squad”, critica.

Contudo, as alegações de Vuino não podem visar a Sadia, diz o director da Sociedade Angolana de Direitos de Autor, porque, continua Lucioval Gama, a organização que dirige atribui 85% do valor cobrado aos artistas. Por outra, os Kalibrados não estão inscritos na Sadia, mas sim na Sociedade Portuguesa de Autores, através da editora EMI.

“Eles não estão inscritos na Sadia, infelizmente. As suas obras estão inscritas na SPA, através de uma editora que se chama EMI. Esta editora é que licenciou todas as obras dos Kalibrados e não se sabe com que acordos, entretanto Vui Vui  nas próximas semanas estará no escritório da Sadia e vamos clarificar bem este assunto”, explicou aquele director.

as cargas mais recentes

Brian May, integrante dos Queen, eleito o melhor guitarrista de todos os tempos

há 1 ano
Para a mesma nomeação estavam as lendas Eric Clapton, Jimmy Page, Jimi Hendrix e Eddie Van Halen. Ao reagir à votação, May emocionou-se e confessou que não se via nem sequer no Top 3 dos melhores guitarristas.

Surgimento da Carga Magazine em destaque no “Mambos Hip Hop da Banda”

há 11 meses
Apresentado por Dino Cross e Cládio Bantu, o espaço especializado em Hip Hop abordou os temas de maior impacto no ano findo, tendo incluído o Magazine da Música como uma boa surpresa, agora num novo formato.

Vem aí um novo musical de Hip Hop com Young Thug no papel de protagonista e produtor

há 5 meses
Ao lado de Tiffany Haddish e Shahadi Wright Joseph, Young Thug fará a sua estreia como actor, no papel principal do filme musical que intitular-se-á `Throw it Back´ e será também o responsável pela produção da trilha sonora do filme.

Covid-19: Paulo Gustavo volta a fazer o Brasil chorar, mas desta vez não é de rir

há 7 meses
O actor e humorista, protagonista da franquia “Minha Mãe é uma Peça”, de 42 anos, faleceu nesta ontem, vítima de Covid-19. Já em luto pelas mais de 400 mil mortes causadas pela pandemia e seus derivados, o Brasil recebeu a notícia aos prantos após a confirmação da acessória do artista.

Rock in Rio terá réplica na cidade de São Paulo

há 12 meses
A organização do Rock in Rio informou hoje que está a criar um festival semelhante na cidade de São Paulo. O mega evento chama-se The Town e será acolhido no Autódromo Interlagos, alternando com o Rock in Rio.

Mercado musical angolano passará a contar com nova plataforma de streaming internacional

há 1 mês
Trata-se da Wena Music. A plataforma de streaming vai actuar em solo angolano e ajudará a impulsionar e a rentabilizar a música nacional. Wena Music vai também levar a nossa música aos principais mercados internacionais.

Fela Kuti, pioneiro do Afrobeat, nomeado ao Rock and Roll Hall of Fame

há 10 meses

Toty Sa´Med de quarentena em Portugal

há 2 anos
O músico angolano Toty Sa´Med “viu” cancelados os dois concertos que tinha agendado na Europa, por causa da pandemia Coronavírus.

Iraquiano testa popularidade com o lançamento da Mixtape Modo Prodígio

há 5 meses
Iraquiano é o alter ego de Edilson Pedro Tavares Pimentel, um jovem rapper de 23 anos, que já acumula na bagagem dois projectos lançados e está actualmente em estúdio a ultimar os preparativos da mixtape que marcará o ponto de viragem da sua carreira.

Ready or not… Fugees estão de volta à ribalta

há 2 meses
Quer estejamos prontos quer não, Lauryn Hill, Wyclef Jean e Pras Michel voltarão a juntar-se para uma tour mundial que tem início em Novembro, porém, o trio fará uma aparição em concerto já amanhã na cidade de Nova York e tudo deve-se às celebrações dos 25 anos do álbum “The Score”.

Sintoniza: Mambos Hip Hop da Banda

há 1 ano
Idealizado por Dino Cross, “Mambos Hip Hop da banda” é um podcast de entrevistas e factos relaccionados ao Rap Game. Com o suporte de Cláudio Bantu, Queen J e Dj Bráulio Mix, os arquivos do programa podem ser acedidos a qualquer momento, no Kisom.

FSobral Agency realiza Casting para bailarinos

há 1 ano
Por intermédio da Agência FSobral, Maya Zuda e Adi Cudz recrutam bailarinos, para performances em palcos, gravação de videoclipes e outros trabalhos.

Top dos Mais Queridos 2020: Este ano só haverá homenagens aos ícones da música angolana

há 1 ano
O Top dos Mais Queridos, edição 2020, terá um formato diferente. Ao invés da eleição do Artista Mais Querido, a organização decidiu destacar os momentos mais marcantes da música angolana, homenageando os ícones da música nacional e a Rádio Nacional de Angola pelo contributo na produção, promoção e divulgação da música.

Poeta Momentâneo apresenta projecto de fusão de Rap e poesia declamada

há 1 ano
A estética da palavra associada ao ritmo já é descrita como Rap. O “Fusionismo” resulta da combinação entre a poesia declamada, a música e o desempenho, afirma o “seu criador” Poeta Momentâneo.

Conheça Silva Canganjo, o pensador do projecto Retrato

há 4 meses
Tem apenas 21 anos e vem desenhando há três edições um projecto que se adivinha promissor, tendo o último deles, constituído um marco para o Hip Hop nacional, sendo a primeira vez que uma figura singular do Rap é retratada em teatro, propriamente Big Nelo.

Mambos da Banda: Plazza enaltece Angola em nova EP

há 3 meses
Com músicas e letras do próprio, a produção é de Mad Superstar, que participa em cinco featurings neste EP que também conta com o toque qualitativo de Filipe Mukenga, no sexto tema. A EP transmite uma parte importante das vivências do autor e memórias de Angola, que lhe serviram de base e inspiração para a criação das 6 músicas que compõem este EP, daí o nome “Mambos Da Banda”.