Arquivo Mestre: Primeira exposição individual de Januário Jano está patente em Frankfurt e pode ser vista até Agosto

Patente desde o passado dia 18 de Maio, `Arquivo Mestre´ é a primeira exposição individual do artista Januário Jano na Alemanha, em exibição na galeria JeanClaude Maier em Frankfurt até ao dia 14 de Agosto.

Especialmente produzidas para a exposição, as obras oferecem uma experiência estética marcante, ao mesmo tempo que convidam a uma exploração mais profunda, com trabalhos que incluem instalação sonora, vídeo, têxteis, esculturas e fotografias que abordam o processo de construção e desconstrução do arquivo, memória e identidade.



Cada olhar, cada audição promete uma nova descoberta, outra pista para algo anteriormente escondido: o chilro dos pássaros saúda os visitantes dentro da exposição. Não há animais vivos, mas as gravações sonoras de espécies longínquas emanam através altifalantes. Para a instalação sonora Dusky Dorky – À Procura de Dodo, Jano mergulhou no arquivo de sons do Museu Britânico em Londres, conhecido pelas suas extensas colecções de artigos coloniais deslocados.

A deformação torna-se uma voz fantasmagórica que fala de tempos passados, um “Kazumbi”, um espírito de outro mundo, como no sistema de crenças tradicional do Ambundu. No museu, os chamamentos das aves tornam-se material de arquivo: documentado, inventariado, retirado à força do seu ambiente natural. “Kazumbi” é também o título da obra vídeo exposta.

Jano move-se nos ecrãs para sons respiratórios rítmicos, como se fosse apanhado por uma força estranha. Ele usa um vestido branco, que as suas avós também poderiam ter usado nos tempos coloniais. Não um traje tradicional, mas sim um à moda dos governantes coloniais, reminescente também de traje clerical.

A roupa do homem branco, da mulher branca, foi um primeiro passo no processo de assimilação cultural, um passo longe da própria narrativa, da memória colectiva, longe da “Mponda”, como são chamados os sacos de algodão em forma de cinto, nos quais as mulheres Ambundu preservavam as suas histórias.

As obras têxteis de Jano parecem ser uma expansão do próprio espaço: comprimentos de tecido, bolsos, estampados, formas e fotografias, costuras e fios coloridos formam um “Mponda” invertido. Sem narrativa linear, mas sim memória à medida que funciona: enredada, saltando, arrastando, meandros, repentinamente, mudando constantemente com a sobreposição de outras narrativas.

Com o `Arquivo Mestre´ , a Galeria Jean-Claude Maier contribui para os debates actuais sobre memória, privilégio de interpretação, multi-perspectiva e identidade cultural. Como o Norte Global pode viver sua responsabilidade nos tempos pós-coloniais? Até que ponto o colonialismo ainda afeta as interações globais hoje? Como pode uma coexistência no nível dos olhos se tornar concebível? Os trabalhos fotográficos de Jano revelam vestígios de violência colonial.

As cruzes cristãs serviram os conquistadores como marcadores do trabalho missionário bem sucedido, ou seja, também o deslocamento de práticas culturais, tradições e artesanato indígenas. Na Praça De Escravos as pessoas foram escravizadas sob a cruz.

“Not Stolen Goods” é uma instalação em seis partes, constituída por caixas de transporte e fotografias mostrando objectos de Angola que foram saqueados durante a época colonial, e que se encontram hoje em dia nos museus europeus. Foram transportados em tais caixotes? Serão devolvidos nestas mesmas caixas, ou será que apenas a sua documentação fotográfica, o seu pseudónimo digital, permanece?

Estima-se que mais de 80% do património cultural africano é conservado em museus e colecções privadas fora do continente. Uma geração jovem de europeus, descendentes de origem africana, está cada vez mais a levantar questões, entre outras, sobre uma identidade cultural partilhada para além da alienação e da cultura do domínio branco.

Através de obras artísticas, mitos e histórias dos seus antepassados são reavivados e fundidos com a vida quotidiana contemporânea, criando novas realidades híbridas que já não podem ser divididas num aqui e num ali.

A exposição`Arquivo Mestre´ tem o apoio da Fundação Stiftung Kunstfonds através do programa NeuStart Kultur.

as cargas mais recentes

Kevin Durant, James Harden e Giannis Antetokounmpo entre os 75 melhores da NBA

há 1 ano
A lista completa será revelada até sexta-feira, as lendas serão seleccionando em 3 grupos de 25.

Lil Wayne decepciona fãs ao apoiar Donald Trump nas eleições

há 2 anos
Embora a maioria do meio artístico demonstre total repúdio por Donald Trump, o artista de New Orleans não pareceu ter se intimidado com possíveis criticas e boicotes por se posicionar ao lado dele.

Peça teatral ‘Devaneio’ em cartaz no próximo dia 5 de Maio

há 9 meses
Devaneio passa-se num universo onírico, abalado constantemente pela violência do mundo real. Às temáticas subconsciente e sonho, acrescenta-se trauma e racismo, assim como pinceladas sobre feminismo interseccional e universo queer.

Sinead O’Connor queixa-se nas redes sociais: “Estou a morrer de fome”

há 2 anos
A cantora padece de agorafobia e recorreu às redes sociais está semana, para falar sobre a luta contra o transtorno de ansiedade que a deixa com medo de sair de casa.

É oficial, retorno da série `Lupin´ está marcado para 11 de Junho

há 2 anos
A série francesa que chegou e conquistou, vai estrear a season 2 mais cedo do que se noticiou inicialmente. O teaser já disponibilizado pela Netflix, da um vislumbre dos cinco novos capítulos, a ser interpretado pelo mesmo elenco.

Linkin Park obrigam Donald Trump a retirar vídeo da Internet

há 3 anos
Esta não é a primeira vez que músicos se insurgem contra Donald Trump, por este usar, sem autorização, suas musicas para campanha. A banda norte-americano de Rock obrigou que o presidente retirasse das redes sociais um vídeo que tinha o ‘In the End’ como banda-sonora.

Ajax da Holanda lança equipamento de futebol em homenagem a Bob Marley

há 2 anos
As camisolas serão o equipamento alternativo do clube para a temporada 2021/22 e são oficialmente apresentadas no dia 11 de Maio, data em que se assinala 40 anos desde que a lenda do Reggae deixou o mundo dos vivos.

Regresso do Zwela Spoken Word marcado para amanhã

há 3 anos

Tudo Que Sei: Novo tema em Kizomba reafirma ecletismo de Sandra Cordeiro

há 2 anos

Opinion makers participam de `Masterclass´ sobre “Construção e Gestão de Marcas”

há 2 anos
O evento denominado Masterclass vai decorrer no formato virtual, através da plataforma Zoom, facilitando assim o acesso de todos os interessados na matéria.

DJ Pelé abre espaço de eternização do “período dourado do Hip Hop”

há 1 ano
O espaço dedicado à “era dourada da música Rap e R&B” acontece no Bar Django, adjacente à Administração do distrito da Samba, em Luanda, e reúne quinzenalmente Dj’s, que, em obediência a uma selecta lista de reproduções eternizam memórias do Hip Hop.

Rapper Mo3 morto a tiro em Dallas

há 2 anos
Rapper Mo3 foi baleado ontem em Dallas, estado do Texas, durante um tiroteio, enquanto seguia, na sua viatura, em direcção ao Norte daquela circunscrição dos Estados Unidos da América.

DJ Malvado: “Os lives têm ajudado, mas as festas com o calor e a vibração humana fazem parte da inspiração do artista no show”

há 2 anos
A comemorar 28 anos de carreira, Malvado, revela numa breve entrevista com a Carga, qual é o elixir para a longevidade da carreira e vaticina que “quando és original e tens identidade as coisas fluem muito melhor”.

Craig David condecorado MBE na mesma cerimónia em que Lewis Hamilton ascendeu ao título de Sir

há 1 ano
O cantor Craig David foi condecorado MBE (Membro da Ordem do Império Britânico), pelo Príncipe de Gales. Craig entra para a ordem de cavalaria graças aos seus mais de 20 anos de serviços na  música, ao passo que Lewis Hamilton que já era MBE, ascendeu ao mais alto nível de honraria Britânica, o piloto é oficialmente reconhecido com o título de Sir. 

MV Bill canta `crónicas viscerais sobre um Brasil desestabilizado’ em novo álbum

há 2 anos
Com a produção de DJ Caíque e Tibery, o 9ª álbum do rapper, traz 12 faixas musicais, intitula-se `Voando Baixo´ e será publicado no próximo dia 30 de Abril.

Adelásio Mwangolé está de volta com músicas novas e anuncia álbum

há 3 anos
Depois de algum tempo à procura de firmamento em uma produtora, o autor de temas como ‘Mwangolé’ está de volta com músicas novas e está em estúdio a preparar o primeiro álbum, sob o selo da Yalankuwu Music, com o qual quer internacionalizar a carreira.