Babu Santana: “Tenho muita curiosidade de conhecer Angola, e de chegar no meu ancestral africano”

O quarto colocado do BBB20, Babu Santana, vai interpretar a personagem Jacinto na telenovela ‘Novo Mundo’ em exibição em Angola todos os dias, de segunda a sábado, às 20 horas no canal Globo HD, posição 10 da ZAP.
A presença marcante de Babu Santana na última edição do reality show despertou a atenção e curiosidade dos internautas sobre os pontos de vista relactivos a “pretitude”, tal como o próprio o diz, e às questões relaccionadas a identidade cultural dos povos negros que habitam o Brasil. Babu defende a necessidade de se conhecer o percurso da ancestralidade para a afirmação dos povos: ”hoje eu tenho um projecto pessoal que é fazer a pesquisa da minha ancestralidade”, afirmou. Uma vez ter conquistado a simpatia de muitos telespectadores do canal Globo, quer pela participação exitosa no BBB20, bem como a interpretação de Jacinto em ’Novo Mundo’, Babu Santana concedeu uma entrevista de abordagem variada onde manifesta o interesse de trabalhar em Angola. 

Em ‘Novo Mundo’ você interpreta Jacinto, um capataz. Que bases teve para representá-lo? Fez algum tipo de preparação para viver o personagem?  

O Jacinto é um personagem lindo que foi crescendo durante a trama eu acho que talvez tenha sido a preparação mais intensa que eu fiz para a TV. Todo o elenco se reunia três vezes por semana, pelo menos, nos Estúdios Globo. Fiz aula de montaria, aula de história, muita coisa para compor o Jacinto. Era um cara que, em primeiro plano, eu sabia que atentaria contra a vida de D. Pedro I. Estudei, fui buscar a história dele, tive até treinamento com personal trainer… Foi um trabalho bastante intenso, até hoje nos falo com o pessoal da novela.   

O tráfico de escravos é um tema abordado na novela ‘Novo Mundo’. Como você acha que isto impactou no processo de afirmação dos povos africanos?   

Toda conversa que traz à tona esse assunto é importante no país para a gente criar uma identidade. Aqui no Brasil, inicialmente só tínhamos índios, de repente foram chegando os portugueses, os espanhóis, os franceses, os africanos arrancados de suas terras pra cá….  E aqui se tornou uma mistura de pessoas. Tem gente que discute até tonalidades de pretitude aqui no Brasil. Criou-se uma miscigenação muito louca. Lembro que uma vez, em uma viagem internacional me falaram para tomar cuidado com meu passaporte porque ele é muito visado, o brasileiro não tem uma cara só. A história central de ‘Novo Mundo’ não era sobre os escravizados. Acho que poucas novelas, filmes e peças de teatro no Brasil tratam da escravização do nosso povo para que a gente possa debater mais profundamente o tema. ‘Novo Mundo’ conta uma parte da história do Brasil e a escravização vem em paralelo a esta história. Mas acho que é uma questão geral da nossa cultura, de se falar pouco deste assunto.   

Você acha que o brasileiro afro-descendente se sente um pouco africano? Você tem alguma relação com a cultura africana?    

Minha vó veio do Recôncavo Baiano (região da Bahia) e minha mãe veio de Pernambuco, também no Nordeste do Brasil. O brasileiro é esse grande mestiço do mundo. Eu sinto a África muito forte no meu peito. Estive uma vez em um festival de cinema em Durban, na África do Sul. Eu lembro que eu me arrepiei quando a gente cruzou o Atlântico e começou a sobrevoar o continente africano. Eu já pensei em trabalhar em Angola, Cabo Verde, porque são países de língua portuguesa. E quando vejo trabalhos de africanos também fico muito feliz, me identifico. Recentemente, começamos a resgatar esta proximidade entre Brasil e África. Eu mesmo comecei a ser um estudioso da causa há pouco tempo, depois de viver tantos anos sem representatividade. Nós temos nossos herois aqui: Grande Otelo, Milton Gonçalves, Lázaro Ramos, Taís Araújo, Martinho da Vila… Nós temos muitos herois, mas pouca representatividade. E eu passei pela minha adolescência e parte da fase adulta sem estar presente nestas discussões por não ser ofertado para mim este debate. Quando eu cresço e começo a disputar personagens e a pensar política, eu começo a pensar nessa representatividade. Hoje eu tenho um projecto pessoal que é fazer a pesquisa da minha ancestralidade: quero achar meu parente africano mais próximo e meu parente indígena mais próximo para entender de onde eu vim.   

Como compreende as expressões Afro e Negritude?   

Eu acho que afro está relacionado a tudo que nós herdamos da África: moda, cabelo, cultura, cor da pele. Negritude passa por toda a questão do orgulho, pertencimento, envolvimento, pensamento do universo dos pretos. Eu gosto muito de falar em pretitude. Pretitude e negritude são a mesma coisa e termos inerentes ao nosso universo.   

 
Qual é a sua definição de racismo?  

Acho que quando alguém tenta ser superior ou mais importante só por ser diferente do outro. Por exemplo, alguém que se acha melhor que um preto só porque ele é branco ou de outra etnia, isso para mim é racismo. Quando alguém tenta oprimir a cultura de um outro povo ou outra raça, isso para mim é racismo. O povo preto africano sofreu muito durante um longo período da História, nos foram negados nossa cultura, nossas referências… Toda vez que alguém tenta oprimir o outro por causa da cor da pele, ou se sente superior por isso, é racismo. Isso não inventado pelo nosso povo e tenho maior orgulho disso.   

Conhece África?

Eu conheço a África através de estudos e de uma visita que fiz a Durban, na África do Sul, para participar de um festival de cinema. Tenho muita curiosidade de conhecer Angola, Cabo Verde e também a savana africana. E sobretudo queria chegar no meu ancestral africano e saber de onde ele saiu e veio parar aqui no Brasil.     

A Sua participação no BBB20 teve muita repercussão em Angola. Gostaria de falar rapidamente do impacto do programa na sua vida?   Eu sempre assisti ao BBB, era uma forma de entreter os meus finais de noite. Era um programa que já estava na 20ª edição, eu tinha toda curiosidade por aquela piscina, aquela sala, o confinamento. Então eu me joguei de cabeça. Fiquei com medo de ser criticado pela minha história artística, de acharem que eu poderia ter algum tipo de vantagem ou desvantagem, mas no fim tudo foi muito bom. O reality acabou colocando uma lente de aumento nos meus trabalhos, me trouxe até perto de vocês, em Angola, por exemplo. Eu já era optimista com relação à minha participação pré-BBB, agora eu sinto como se fosse um golaço! Aqui no Brasil nós somos muito apaixonados por futebol e a torcida do Flamengo me apoiou muito e isso foi um sonho! Então, eu consegui aproveitar muito a minha participação no programa. Fiquei muito feliz com o resultado final, com a vitória da Thelminha, e por ver depois que várias coisas que eu debati lá dentro repercutiram aqui fora e abriram várias discussões que faltavam por aqui. Só debatendo nós conseguimos ver aonde estão os problemas e chegar às soluções. Que bom que eu consegui “botar essa pilha”, que bom que eu cheguei a um quarto lugar. Foi uma experiência maravilhosa.  

as cargas mais recentes

Chetekela: “Adrenalina do Amor é uma música em homenagem à Cláudia, a mulher que salvou a minha vida”

há 7 meses
Pouco menos de um ano após ser lançada, a música `Adrenalina do Amor´ já incrementou dois prémios à carreira de Chetekela, nomeadamente: o prémio internacional na categoria de Artista em ascensão nos AFRIMMA 2019, e mais recentemente o de Melhor música romântica do ano 2019, na 23ª edição do Moda Luanda. Ao qual afirmou, em breve conversa com a carga, que “o desejo dos fãs cumpre-se”, e fez ainda saber tem na forja o lançamento do álbum `superação´, bem como a realização de um live com banda.

6ix9ine mostra como gravou videoclipes em prisão domiciliar

há 7 meses
O artista levou os fãs aos bastidores para mostrar como ele conseguiu gravar videoclipes que foram gravados na sua sala de estar, enquanto estava em prisão domiciliar e bateram recordes.

David Bowie segue vivo com o seu legado musical

há 8 meses
Só este ano, já foram lançados três álbuns a título póstumo do cantor, cujo último tornado público no passado dia 15 de Maio, -LiveAndWell.com -, é conhecido por ter sido disponibilizado unicamente no provedor de internet criado por Bowie, em 1999. O lançamento representa a primeira vez na qual o disco é disponibilizado com fácil acesso e em grande escala.

Duetos N’Avenida regressa em formato televisivo com tributo a Carlos Burity

há 2 meses
O tributo à voz do Semba teve lugar ainda na sua na presença e contou com a dupla Gersy Pegado e Patrícia Faria.

Rihanna é processada por violação dos direitos autorais

há 1 mês
De acordo com o TMZ, a cantora Rihanna está a ser processada por um duo de artistas da Alemanha, por violação de direitos autorais envolvendo uma campanha da marca Fenty Beauty.

Pink 2 Toques e Bruno Samora juntos contra o Covid-19

há 10 meses
O criador do conceito FitKuduro, Bruno Samora juntou-se ao grupo de kuduro Pink 2 Toques, para enviar a sua mensagem de prevenção sobre o Corona Vírus.

Kanye West admite derrota presidencial e inicia campanha para 2024

há 3 meses
A frágil corrida do astro do hip-hop Kanye West à presidência nunca saiu do princípio e o rapper finalmente admitiu ter sido derrotado.

Ndaka Yo Wini lança críticas à governação

há 8 meses
Ndaka Yo Wini destaca-se por transpostar para os maiores palcos de Jazz fusões do género tradicional “Lundongo no Luandu” com o Jazz e o Bossa Nova. Na manhã desta sexta-feira, o músico mostrou-se indignado pela forma como o povo é governado.”a vossa velha ignorância não pode continuar a transpor a condição humana”, continuou.

Estrelas alertam sobre o impacto do Covid-19 às comunidades carenciadas

há 7 meses
Um espectáculo especial acontece este sábado e junta Coldplay, Miley Cyrus, Shakira, Justin Bieber único palco, para além das presenças de Balvin, Usher, Jennifer Hudson, Chris Rock, Hugh Jackman, Charlize Theron e David Beckham.

Twitter homenageia Pop Smoke com emojis

há 7 meses
Pop Smoke foi assassinado em fevereiro deste ano, o crime ainda não foi esclarecido. Na passada sexta-feira, foi lançado o álbum de estreia do rapper “Shoot For The Stars Aim For The Moon, a título póstumo e o músico ganhou homenagem especial.

Icónico golo de Maradona com a mão vai aos cinemas

há 7 meses
O cineasta italiano Paolo Sorrentino, vencedor do Óscar de Melhor Filme Estrangeiro por “A Grande Beleza” (2013), vai escrever e dirigir um filme sobre o ex-jogador de futebol Diego Maradona para a Netflix.

Legends Never Die: Álbuns póstumos destronam-se uns aos outros no Top da Billboard

há 6 meses
Depois de Pop Smoke tirar Michael Jackson do 1ª lugar do top, o álbum póstumo de Juice Wrld estreou em primeiro lugar na parada da Billboard 200, tornando-se até agora, o maior álbum de 2020, com o equivalente a 490 mil unidades vendidas.

Hochi Fu lança plataforma para promover e ajudar os artistas a rentabilizarem seus singles

há 10 meses
Denominada Kwata singles, a mesma permitirá o artista ganhar dinheiro com o seu single, para além de ajudar a promover a sua música gratuitamente.

Lupe Fiasco afirma ser melhor liricista do que Kendrick Lamar

há 4 meses
Lupe Fiasco afirmou que é mais liricista de melhor do que Kendrick Lamar numa série de tweets. A sequência surgiu após um fã questionar quem dos dois era o melhor. Depois que o tweet ganhou atenção significativa, quando Lupe declarou ser “melhor liricista, mas não melhor artista que Kendrick”.

CombinaSons ultima preparativos para o primeiro Show Live

há 2 meses
A Produtora CombinaSons, encabeçada pelo rapper Enock, vai realizar no próximo dia 29 de Novembro, as 15 horas, o primeiro Show live.

Rei da Kizomba “is back”

há 11 meses
Em Maio vem “bomba”, ou seja mais uma, porque o Marechal, recentemente promovido, assim nos habituou.