Burna Boy torna-se o 1° africano a ter três albuns com 100 milhões de streams

Um músico que continua a crescer e a justificar suas atribuições como as dos Grammy Awards. Damini Ebunoluwa Ogulum, ou simplesmente Burna Boy, voltou a fazer história como o primeiro artista africano a atingir mais de 100 milhões de streams no Spotify, com três álbuns seguidos.

Os últimos três álbuns de Burna Boy; ‘African Giant’, ‘Outside’ e ‘Twice As Tall’ atingiram 100 milhões cada no Spotify, de acordo com os relatórios do provedor sueco de streaming de áudio e serviços de media.

O nigeriano torna-se, assim, o primeiro artista africano a ter três álbuns com pelo menos 100 milhões de streams cada no Spotify (African Giant, Outside & Twice As Tall).

O feito inédito acontece um dia depois de a mãe e empresária de Burna Boy, Bose Ogulu, ter sido nomeada uma das 2021 Power Players Internacionais pela Billboard.

Bose Ogulu foi co-produtora executiva, lançou e promoveu o álbum “Twice As Tall” do seu filho Burna.Twice As Tall levou o prémio de melhor álbum de música global nos Grammy Awards deste ano. 

A mãe do artista criou uma editora por meio do Spaceship Collective para permitir que os africanos tenham seus próprios catálogos para que a autenticidade das nossas histórias, nossa glória, nossa cultura seja sustentada e tenhamos poder ”, disse Bose.

as cargas mais recentes

Thó Simões: “É nas ruas que consigo vislumbrar alguma coisa da natureza humana”

há 10 meses

Ascensão apresenta projecto “Cockt4il” em concerto diferenciado

há 2 meses
Volvidos dois meses de aparições em várias zonas periféricas e não só da cidade capital, o grupo apresenta em concerto, o resultado das várias horas de estúdio e trabalhos em conjunto, o projecto “Cockt4il”.

Jay-Z viraliza após rejeitar pedido de autógrafo numa bola: “Eu não jogo beisebol”

há 7 meses
A atitude do artista, esta sexta-feira, vem sendo associada à protecção do seu nome, imagem e música, pois, recentemente moveu uma acção judicial contra o ex-fotográfo por explorar seu nome e imagem ao vender cópias da foto da capa do Reasonable Doubt sem a sua permissão.

Morte de Sindika Dokolo afecta cultura angolana

há 1 ano
Sindika Dokolo foi o maior coleccionador de arte contemporânea de África. Foi também o maior coleccionador de obras plásticas da lusofonia. A sua morte, nesta quinta-feira, deixa um vazio à música, à dança e à arte contemporânea angolana.

AMA: Após reacções sobre as nomeações, organização esclarece os critérios

há 1 ano
Durante uma conversa que a Carga manteve com a organização, se esclareceu que as inscrições são feitas pelo candidato e é o público quem decide a música vencedora, mediante a votação, que decorre neste momento.

Mister Brazuca aposta todas as “cartas” na carreira a solo

há 2 anos
Mids, agora Mister Brazuca, é uma das principais referências da dança em Angola, tendo conquistado o seu espaço como dançarino a solo e de seguida como integrante do grupo “The Groove”, onde também cantava.

Tunjila Twajokota: “Ninguém mais quer saber de nós”

há 2 anos
Os músicos contaram ao Jornal de Angola que as coisas começaram de mal a pior a partir de 2014, após o lançamento do quarto e último disco “Kudiva”, fundamentado que o sucesso e a fama do conjunto não foi proporcional aos valores monetários, porque as produtoras não honraram com os compromissos, não lhes davam valores completos.

Ascensão Music quebra hiato com duplo lançamento de videoclipes

há 3 dias
A Ascensão Music que tem se mostrado um grupo bastante coeso e cada vez mais abrangente em termos de sonoridade, traz dois temas diferentes  “Pra ninguém” (que é uma música num registo love song, como uma narrativa romântica e poética) e “Wagwan”, cuja expressão deriva do dialeto Jamaicano “Patois” que significa : “O que é que se passa” ou “Qual é a idéia” é um UK drill à moda angolana, com muito sauce, mas claro, com aquela energia e a caneta pesada que caracteriza o grupo.

Filmes da Geração 80 premiados em festivais de cinema nos Estados Unidos

há 1 ano
O filme AR CONDICIONADO e o documentário PARA LÁ DOS MEUS PASSOS acabam de ser premiados no Imagine Science Film Festival 2020 e no San Francisco Dance Film Festival 2020.

Making Of : “É No Pé”-Elástico Nandako ft Power Boyz

há 2 anos
Após ter disponibilizado o seu primeiro single colaborativo no passado mês de Maio, a Carga traz o Making Of do referido vídeo clipe intitulado “É No Pé”, gravado este sábado.

Ciclo de aulas sobre historiografia africana é adiado para Dezembro

há 1 ano
Com início agendado para o mês em curso, o ciclo de aulas direccionado para amantes da Cultura Africana, pesquisadores, autodidactas, estudantes e até professores, tem agora uma nova agenda para o próximo mês.

Billboard elege melhores músicas e álbuns do K-Pop em 2020

há 1 ano
Na selecção de discos, a equipa do periódico escolheu 10 destaques para o ranking, que, surpreendentemente, não traz nem o BTS, nem o BLACKPINK, os dois maiores fenómenos do género actualmente.

Taylor Swift “afronta” Kanye West com lançamento do novo álbum no mesmo dia que o rapper

há 2 anos
Perante o impasse entre ambos que já dura anos, e porque se sabe que Kanye não deixa passar nenhuma polémica, a questão que se impõe é, será uma feliz ou infeliz coincidência?

Morreu Papa Bouba Diop, herói da selecção do Senegal no Mundial de 2002

há 1 ano
Diop morreu hoje aos 42 anos, em França, onde vivia, em consequência de esclerose lateral amiotrófica (ELA), enfermidade degenerativa nervosa que enfraquece os músculos e diminui a sensibilidade nas mãos, braços e pernas.

The Weeknd completa um mês em 1°lugar no Billboard Hot 100

há 2 anos
O mais recente álbum de The Weeknd, After Hours se mantém no topo da contagem pela quarta semana consecutiva, desde a sua estréia. É o primeiro álbum a alcançar quatro semanas consecutivas no 1º lugar desde que o Scorpion de Drake passou suas primeiras cinco semanas no 1º lugar em 2018.

Músicos reagem à morte de Silvio Dala: “Na América atribuímos ao racismo. Aqui vamos dizer que é o quê?”

há 1 ano
O caso do médico Silvio Dala está a causar uma corrente de protestos, até aqueles músicos que pareciam mais reservados estão a ser obrigados a soltar a voz. “Se quiserem, matem-me também”.