Chakuisa, um filho da Huíla com versatilidade para conquistar Angola

São poucos os músicos capazes de assumir e embelezar suas canções com a dor por que foram vítimas na infância, tal como faz Chakuisa, antes MC Chakuisa. O músico usa arte como instrumento de revolta e apelo à mudança de atitude, ainda que de forma dançante.

É um velho amigo da música. Começou no Hip Hop/ Rap e tem dois trabalhos no mercado, incluindo participações de peso, só que desta vez, reestruturou a sua carreira e anuncia “O Filho da Mapunda”, um Ep rico em sonoridades e com uma variedade de línguas, que homenageia o bairro onde nasceu, na Huíla.

A obra inédita e transversal é um resumo sobre o desenvolvimento artístico deste filho de Mapunda. Reúne, entre outras, participações de Nicol Ananás e retrata sobre a fuga à paternidade, a prostituição, o amor, a fraqueza e a falsidade.

Parte das letras do EP Chakuisa escreveu num momento de angústia, dor, amargura, agonia e revolta.

Chakuisa, um filho da Huíla com versatilidade para conquistar Angola

Foi pelo Rap que se tornou conhecido. Gostaria de partilhar os motivos que o fizeram mudar de estilo?
Na verdade, o Rap ou melhor o Hip Hop como movimento social e cultura foi a minha primeira escola de música. O rap foi o estilo que me fez conhecer palavras porque era necessário ler muito para se fazer uma boa composição, com o rap aprendi a ser mas interventivo.

Em 2012 quando me inscrevi na Casa da Musica (Escola de Música ) aprendi que a música era muito mais complexa que o Rap, que o Rap era um grande estilo, mas para ser completo precisava aprender mais sobre técnicas musicais. Aprendi muito na escola de música que revolucionou muito a minha musicalidade .

Nesta obra decide falar das suas lutas, derrotas e vitórias, porquê?
A vida foi sempre boa para mim porque eu nasci ,cresci e hoje sou um homem. A minha mãe não me abortou, criou-me, deu- me formação, amor e fez de mim um homem. Meu pai abandonou-me criança, nunca vi o rosto dele, passei muitas dificuldades e a primeira foi a ausência paterna, isso revoltou-me muito. Nunca vivemos no berço de ouro, mas sempre tivemos firmeza. Nesta minha obra falo muito sobre a fuga à paternidade, a prostituição, o amor, a fraqueza e a falsidade.

Eu fui abandonado e infelizmente estava a abandonar o meu filho também, eu mudei o rumo para que o meu filho não passasse o que passei, um filho nunca tem culpa pelos erros dos pais .

Se considera um homem de muitas derrotas?
A maior derrota foi quando meu pai me abandonou (emoções), isso dói-me muito e não quero que ninguém um dia passa por isso. Quando tens Deus, nunca te podes sentir derrotado, hoje digo o derrotado é meu pai porque hoje sou vencedor.

Chakuisa, um filho da Huíla com versatilidade para conquistar Angola

Diferente do anterior, neste EP reúne o RnB, Zouk, Soul e o Trap. O que quer transmitir com isso?
Quero expressar o meu crescimento musical, quero convidar vários ouvintes de diversas idades e de diversos gostos para poderem desfrutar de tudo um pouco, até porque as minhas composições dependem muito do momento que me encontro a viver .

Acompanhou quase todos os últimos desenvolvimentos da música angolana. Até que ponto isso influenciou esta obra?
Este EP, praticamente, vem mostrar que um artista nunca pode ficar estático em um só estilo; vem para provar que podemos diversificar a nossa arte, hoje a música angolana esta dinâmica como de outros países com a chegada da Internet, temos a facilidade de podermos fazer chegar mais longe nossa música apenas em um click. Está a chegar um momento melhor para a música em angola, antes dependíamos muito das rádios, tvs e blogs, hoje nós podemos gerenciar nossa carreira digitalmente podemos vender nossas músicas a distribuidoras digitais ou operadoras telefônicas em angola e Moçambique .

Em termos temáticos e produção, em que aspectos acha que esta obra poderá beneficiar a música angolana?
Trago temas como “Yena Mwana” com participação de Nicol Ananaz . É um tema que trago uma junção do Cokwe e Umbundu- uma forma de incentivar a juventude a valorizarem as nossas línguas. Músicas como “Vencedor”, que é um incentivo para as pessoas lutarem pelos seus sonhos, porque acredito que um sonho nunca morre, mas sim o sonhador, entre outros.

Antes da data de lançamento, como vai alimentar a curiosidade dos fãs?
Tenho estado a lançar singles soltos, mas ainda em julho, lanço mais um single com um vídeoclip já está tudo pronto para o lançamento.

Que Chakuisa teremos nessa nova etapa da sua carreira?
Um Chakuisa com maturidade vocal e técnica , terá Rap, bom rap neste álbum, com duas produções e participação de dois produtores rappers do Brasil, muito bom Trap Soul e Zouk.

as cargas mais recentes

Após realizar primeiro comício político Kanye West propõe Jay-Z para vice-presidente

há 3 anos
Após realizar o seu primeiro emociante comício político, este domingo, no estado da Carolina do Sul, onde, dentre várias promessas, propôs um milhão de dólares às gestantes, legalizar e tonar gratuita a liamba, Kanye West revelou que vai propor a Sean Carter o cargo de vice-presidente.

Prémio Nobel da Literatura 2020 atribuído a poetisa Louise Glück

há 2 anos
Louise Glück é uma poetisa norte-americana de 77 anos conhecida pela sua “voz poética e com beleza austera, que manifestam a “existência individual universal”, em temas de infância e vida familiar ou as relações de estreia entre pais e irmãos.

Wizkid torna-se o primeiro artista africano entre os 30 melhores da Apple Music

há 2 anos
O feito inédito da história da Apple Music foi dado a conhecer ontem e surge por causa da canção ‘Essence’, do álbum ‘Made in Lagos’, lançado em Outubro do ano passado.

Conheça Os Picantes, os vencedores do Top dos mais Queridos 2021

há 1 ano
Para chegarem à fase nacional, onde conquistaram 3 milhões 348 mil e 317 votos e arrebataram a edição 2021 do Top dos Mais Queridos, Os Picantes deixaram para atrás nomes como Justino Handanga e Bessa Texeira. Por conquistar o prémio, o trio de jovens vai receber três milhões de Kwanzas.

Anitta diz que só volta ao Rock in Rio “se um dia derem aos artistas que falam português o mesmo respeito que dão aos estrangeiros”

há 5 meses

Ajax da Holanda lança equipamento de futebol em homenagem a Bob Marley

há 2 anos
As camisolas serão o equipamento alternativo do clube para a temporada 2021/22 e são oficialmente apresentadas no dia 11 de Maio, data em que se assinala 40 anos desde que a lenda do Reggae deixou o mundo dos vivos.

BAI Dança Com Ritmo: Revelação de candidatos e nova apresentadora marcam retorno das galas em directo

há 2 anos
Um ano após o interregno da emissão da primeira edição, o mega projecto de descoberta dos novos talentos da dança nacional está de volta para levar ao público as emoções deste concurso de dança.

The right way to Improve Your Matrimony – Straightforward Ways to Enhance your Relationship

há 1 ano

23 de Setembro passa a ser considerado o `Dia de Nas´ na cidade de Queens

há 1 ano
A data 23 de Setembro não é mais um dia comum para os fãs do Hip Hop no Queens, é doravante o “Nas Day´ . Das mãos de Donovan Richards, “presidente” do bairro, Nas recebeu a honraria juntamente com a chave do município que o viu crescer e transformar-se no lendário rapper que é.

A playlist de eleição de Luísa Damião em 2020

há 2 anos
Ano 2020 está no fim e chegou o momento, em várias áreas, de cada um indicar os melhores do ano. Sendo a Carga uma revista de música e natural apresentarmos os temas preferidos de algumas figuras durante o ano.

Ary prova que mesmo online pode se fazer bons shows

há 3 anos
A cantora Ary deu no sábado (11 de Abril) uma “aula” de como de faz um concerto Live (online). Afinal é possível fazer bons concertos pelas redes sociais, sem parecerem que estão a ser forçados.

Músicos angolanos portadores de deficiência em destaque no prémio africano de música

há 2 anos
13 músicos músicos angolanos portadores de deficiência disputam desde ontem a semi-final de uma competição artístico-cultural promovida pela Costa do Marfim, que visa descobrir talentos entre as pessoas com deficiência no continente.

Bola de Ouro 2020 não será atribuída a nenhum jogador

há 3 anos
A France Football anunciou hoje que a Bola de Ouro 2020 não será atribuída, por “circunstâncias excepcionais, uma decisão que acontece pela primeira vez desde 1956.

Paulo Flores lança “Semba Original” para Carlos Burity e Waldemar Bastos

há 2 anos
A música começou a ser construída muito antes da notícia sobre os passamentos físicos de Waldemar Bastos e Carlos Burity e já faria parte do álbum “Independência”, com lançamento previsto para Abril de 2021.

Dennis Samaya: voz do World Music em Angola na mira de produtora internacional

há 2 anos
Dennis Samaya reinventou-se e tem em mesa um contrato com uma grande produtora internacional com a qual vai lançar, ainda este ano, um LP.

Lupe Fiasco afirma ser melhor liricista do que Kendrick Lamar

há 2 anos
Lupe Fiasco afirmou que é mais liricista de melhor do que Kendrick Lamar numa série de tweets. A sequência surgiu após um fã questionar quem dos dois era o melhor. Depois que o tweet ganhou atenção significativa, quando Lupe declarou ser “melhor liricista, mas não melhor artista que Kendrick”.