Chetekela: “Adrenalina do Amor é uma música em homenagem à Cláudia, a mulher que salvou a minha vida”

Pouco menos de um ano após ser lançada, a música `Adrenalina do Amor´ já incrementou dois prémios à carreira de Chetekela, nomeadamente: o prémio internacional na categoria de Artista em ascensão nos AFRIMMA 2019, e mais recentemente o de Melhor música romântica do ano 2019, na 23ª edição do Moda Luanda. Ao qual afirmou, em breve conversa com a carga, que “o desejo dos fãs cumpre-se”, e fez ainda saber tem na forja o lançamento do álbum `superação´, bem como a realização de um live com banda.

É a primeira vez que é nomeado para o prémio Moda Luanda?
Sim é a primeira vez em toda minha carreira. Agradeço pela nomeação.

O que significou para si este prémio?
O desejo dos fãs cumpre-se… foi notório o esforço dos fãs quanto as votações e o desejo de ver a música deles sendo reconhecida como a mais votada entre as melhores de 2019. `Adrenalina Do Amor´ já não me pertence.

Quase um após ser lançada, a música continua a ter o mesmo impacto. Considera este o ponto de viragem da sua carreira?
A cada ano que passa a música está evoluindo e com o prêmio vai se tornando mais ouvida até para os que não conheciam propriamente no mercado brasileiro…

Qual é a história por detrás desta música?
A mais linda história de amor que já vivi após sofrer uma decepção e quase perderia a minha própria vida. Conheci uma grande Mulher que me salvou e comigo ficou durante 8 meses, e teve de viajar. Fiquei sozinho e em homenagem a está grande Mulher (Cláudia), compus a canção `Adrenalina Do Amor´ e ela chorou ao ouvir pela primeira vez, eu também chorei.

Quais os novos projectos que tem na forja?
A gravação do novo vídeo da Música Ego Egoísmo, estou acrescentando novas músicas no álbum superação e estou a negociar o meu primeiro live que será ao vivo com a minha banda.

as cargas mais recentes

Álbum póstumo de Pop Smoke destrona Michael Jackson do topo da Billboard 200

há 2 anos
A compilação atingiu um total de 248.000 unidades vendidas na semana de estreia, tornando-se a estreia póstuma de álbuns mais vendida depois de `Thriller´ de Michael Jackson. `Shoot For The Stars Aim For The Moon´, tem sido assim considerado como um presente pré-aniversário oportuno para o Pop Smoke que completaria 21 anos no dia 20 de Julho.

DJ Pelé abre espaço de eternização do “período dourado do Hip Hop”

há 10 meses
O espaço dedicado à “era dourada da música Rap e R&B” acontece no Bar Django, adjacente à Administração do distrito da Samba, em Luanda, e reúne quinzenalmente Dj’s, que, em obediência a uma selecta lista de reproduções eternizam memórias do Hip Hop.

#TheBestBANTUMEN 2021 são conhecidos ainda este mês

há 9 meses
A exemplo da eleição já realizada no ano transacto, o site generalista Bantumen, volta a destacar por meio de uma eleição os melhores do ano, a grande novidade da presente edição, é a adição da categoria Melhor Single do Ano.

AFRIMA: Dj Impossible é o único artista dos PALOP a concorrer como Melhor DJ Africano

há 11 meses
Agenciado pela Cloe Management, DJ Impossible está ciente de que tem pela frente uma difícil missão, mão não Impossible. O artista vai procurar manter a honra conquistada em 2019 por Man Renas, porém tudo está a depender da votação dos angolanos, seja em que parte estiver.

Livro “O bolseiro- Desafios pós formação” chega às bancas no 1ª Trimestre de 2021

há 2 anos

Vivadança Internacional: Festival de dança brasileiro destaca continente africano

há 1 ano
Este ano, o evento estreia-se on-line, por razões óbvias e, traz África como epicentro do festival, representada por 38 bailarinos de 12 países africanos.

Quarteto Fantástico apresenta “tour Palavras, palavrinhas, PALAVRÕES para voz”

há 11 meses
A Art Sem Letra informa que o Quarteto Fantástico da poesia falada em Angola, regressa aos palcos quatro meses depois com mega tour Palavras, palavrinhas, PALAVRÕES para voz, nos dias 05, 13, 20, 26 de Novembro e 02 de Dezembro, no Camões, Casa da Juventude, Casa Rede, Zap Cinemas e Centro Cultural Brasil Angola, todos os espectáculos às 18 horas. Nas palavras dos protagonistas, “a tuor é resultado da reflexão de que as palavras são coisas vindas da boca e outras vindas do papel… os olhos e os ouvidos podem não concordar, mas insistimos. No papel as Palavras são sempre PALAVRINHAS já vindas da boca são PALAVÕES. Porque a voz lhe dá tamanho, a voz não tem a obrigação de economizar como as gráficas Conforme Fernando Carlos, um dos rostos do grupo “PALAVRÕES não é um espetáculo de PALAVRAS e PALAVRINHAS obscenas ou pornográficas… Não vamos sujar a boca nem envenenar ouvidos. PALAVÕES é uma matemática gramatical que nós decidimos experimentar aonde várias PALAVINHAS somadas umas com as outras resultarão em PALAVRAS energéticas, provocadoras, aliciantes e analgéticas como os verdadeiros PALAVRÕES” Com passagem nas principais salas de espetáculos de Luanda, o grupo Spoken Mais, formado por Irene A mosi, Fernando Carlos, Nzola Kuzidíua e Willi Ribeiro, encontra nesta tour de cinco (5) noites de poesia e performance a oportunidade ideal para fechar o ciclo que teve início à 26 de Fevereiro ano de 2021 de um projecto que redefiniu a poesia como um meio de atuação e cria um mundo onde a arte da palavra faça parte da vida diária e seja apreciada por todos e todas. Kiaco Zambo, produtor executivo do evento, falou para os nossos microfones que a “TOUR PALAVRÕES” é mais uma iniciativa inédita da Agência Criativa Art Sem Letra, que tem de forma constantes apresentar projectos de encher os olhos. “Teremos uma das melhores ou se não a melhor experiência artística em um espetáculo de poesia e performance produzida em Angola com várias razões para com solidar a poesia falada. O evento é uma produção da Art Sem Letra, Agência Artística e Criativa, educacional e sustentável, centrada na economia criativa com objectivo de ligar e libertar mentes por meio da arte.

Projecto que transformou pedonais em bibliotecas comunitárias vai se expandir pelo país

há 2 anos
As pontes do Camama, Benfica e do Rocha Pinto serão transformadas na semana que vem e já há livros para o Namibe, Huila e Kwanza Sul aguardam por mais doações.

Eddy Tussa solidário com artistas

há 2 anos
O espectáculo acontece a partir das 17 horas de hoje e o cantor far-se-á acompanhar de Yuri da Cunha. Designado “Show Live de Solidariedade aos Artistas”, o mesmo será transmitido no Facebook, Instagram e YouTube.

Liz Lyrics apresenta ‘Studio Session’, uma incursão à realidade social

há 2 anos
Liz Lyrics canta Rap e R&B desde 2010 e está este momento em Portugal a construir a carreira profissional. O angolano está prestes a colocar no mercado mais um projecto musical intitulado ‘Studio Session’, de 6 músicas e 6 vídeoclipes.

Beyoncé ‘forçada’ a retirar verso da canção do seu novo álbum “Renaissance”

há 2 meses

Cientista angolano é homenageado e ganha bolsa de estudo

há 2 anos
O Ministério da Juventude e Desportos distinguiu o jovem cientista angolano, Valdemar Tchipenhe, com um Diploma de Mérito, pela a sua dedicação e entrega no projecto humanitário de montagem de laboratórios de Biologia Molecular, que contribuem para prevenção e combate à Covid-19.

Icónica gravadora Death Row Records abre museu virtual

há 1 ano

Artistas mostram como a arte lhes ajudou a romper os estigmas

há 2 meses

26 de Janeiro de 2020: O trágico dia que o mundo perdeu Kobe Bryant

há 2 anos
O dia 26 de Janeiro passou ter um significado fatídico, após a morte do astro da NBA, aos 41 vítima de um acidente de helicóptero nos arredores de Los Angeles (EUA). Além de Bryant, morreram mais oito pessoas, entre elas, a filha Gianna Bryant, aos 13 anos de idade.

Nelson Freitas recebe Disco de Ouro por causa da música “Dpos d’Quarenta”

há 2 anos
Lançado em Junho último, o single antigiu mais sete milhões de visualizações no YouTube e fará parte do próximo álbum do cantor cabo-verdiano, que está a ser preparado neste momento.