Começou nas festas do Zango, hoje Dj Xandy deixa sua marca em África

Dj Xandy notabilizou-se nas festas e bares dos bairros de Luanda e hoje assume e produz vários eventos e artistas. Com 12 anos de carreira, é conhecido por divulgar o Afro House e já lançou um EP nesse estilo. A obra conquistou o espaço moçambicano e deu-lhe parcerias com músicos sul-africanos, mas Xandy Afro não pára e traz suas últimas novidades nesta entrevista.

Por que razão decidiu abraçar a carreira de Dj?
Desde 2008, que venho a organizar festas e  abracei a carreira de dj, por gostar de música, festa. Em suma, viver a vida de uma maneira divertida.

E como é que começa a transição para carreira profissional?
Em 2010, eu já tocava nos meus eventos (noite da Jamaica). É no terreno onde aprendemos a ser DJ de verdade. Em 2011, eu já assumia uma festa sozinho. Também tive acesso ao material de DJ profissional, sempre que quisesse, isso facilitou no rápido aprendizado.

Agora não só toca, também produz e canta. Onde tem tido maior protagonismo?
Sou DJ , produtor musical e de eventos (CEO da Festa O Buteco). Não sou cantor, e nem pretendo ser. Não tenho talento para tal. Quanto ao protagonismo, a parte da produção, de certa forma , tem me dado mais destaque, e de forma directa ou indirecta, impulsiona a parte do djing.

Mas possui um EP, o African Drums, de que  resulta este trabalho? Certo. O EP African Drums foi projectado para tocar em diversos países. Graças a Deus tivemos êxitos. Estreou-se em Moçambique. O feedback foi muito positivo por parte dos Djs e cantores de Moçambique. Daí, surgiram várias parcerias com blogs e cantores moçambicanos. Já agora tenho três músicas feitas com artistas moçambicanos. E vou projectando o meu segundo EP.

Que hits já produziu?
Quanto aos hits produzidos por mim, descam-se Mormão Mormão, de Gilson G3ra & Cleusio Gil, Adoço das Mulatas ft Man Renas e os Wuawas. Na África do sul, tive a Bahati Drums ft DJ Happiness & DJ Kapiro Jr..

Que outros projectos está a preparar para este ano?
Para este ano, estamos a preparar faixas com boas participações, a serem lançadas de forma aleatória ao longo do ano. O segundo EP só para o ano que vem. Para este ano, teremos duas faixas, com Gari Sinedima,  participações de John Melaço, com a dupla Last King & Bebinho Xtraga , com o Mr Brazuca e com artistas de Moçambique, como Layla Zen e a dupla Makon & Linox.

Como é que é ser Dj em Angola?
Ser DJ em Angola não é fácil. há que se reinventar dia pós dia. Há muita concorrência e, de certa forma, pouco profissionalismo de alguns colegas! Mas tem aumentado e vai ganhando seu espaço. Não tarda para ser considerado como profissão.

Se está a dizer isso, fica difícil sobreviver em meio a pandemia...
Em tempos de pandemia, os DJs seguiram a tendência actual que são os Lives , embora eu não  adira frequentemente o Live set, por ser produtor musical. Com a paralisação do mercado DJ, vou aproveitando fazer algumas produções  e lançar algumas músicas. 

Ser Dj é também estudar o comportamento das pessoas. Como é que funciona esse processo de estar na festa e seleccionar a música certa? No meu caso, não vejo tanta dificuldade. Antes de tocar faço uma oração e  vou interagindo com o público, com o que sei fazer de bom, que é tocar.

Começou nas festas do Zango, hoje Dj Xandy deixa sua marca em África

Qual foi a experiência menos boa que teve de enfrentar na profissão?
Acredito que a pior experiência , foi em 2015 na Casa da Juventude, em Viana, num evento de grande dimensão, e na altura da actuação do grupo Elenco de Luxo, o palco moveu-se , havia uma garrafa  de água do outro  DJ, a garrafa  caiu e a água acabou por jorrar no meu computador.

Já se considera um bom Dj? Porquê?
Quanto a mim  sou um grande DJ, bom produtor, tenho ideias próprias e tenho identidade.

É comum serem apelidados pelos entretidos com nomes estranhos. Como lhe chamam?
Das vezes em que fui alcunhado em um evento, o pessoal dizia Afro Xandy , Afro Xandy/ Afro , Afro. Creio que era pela técnica e misturas que os agradava.

as cargas mais recentes

Bun B revela que Jay-Z o expulsou do set de “Check On It” de Beyonce

há 7 meses
15 anos depois, o lendário Bun B fez vir a tona uma história bastante curiosa que se passou nos bastidores das filmagens da música “Check On It”. JAY-Z expulsou mais de 10 homens do set, incluindo Bun B e Slim Thug porque Beyonce dançava de roupas curtas e biquíni.

Rapper Houdini é morto durante tiroteio

há 8 meses
Com uma carreira em ascensão, Houdini de 21 anos foi morto esta terça-feira, durante um tiroteio em Toronto, no Canadá. O rapper foi atingido por tiros no hotel onde se encontrava.

Dançarinos poderão contar com `Associação Angolana de Dança´ a partir de sexta-feira

há 2 meses
A cerimónia de Tomada de Posse terá lugar na sexta-feira, dia 11 de Dezembro, a partir das 11h, no auditório da Escola Nzinga Mbandi, em Luanda.

Autor do plágio no Prémio Literário Jardim do Livro Infantil nunca mais poderá concorrer

há 8 meses
A obra “A Kandengue Do Golungo e o Livro Que Não Tinha Fim”, vencedora do Prémio Literário Jardim do Livro Infantil, constitui um plágio grosseiro e tentativa de burla de uma outra obra brasileira, cuja capa mostramos na notíciia. O Instituto das Indústrias Culturais e Criativas adianta que o infractor pode nunca mais concorrer a prémios do Ministério.

UEFA quer concluir Champions até final de Agosto

há 8 meses
O presidente da UEFA, Aleksander Ceferin, disse hoje que pretende encerrar a presente temporada da Liga dos Clubes Campeões, suspensa desde Março devido o Covid-19, em Agosto.

Trump ataca “músicos” na campanha

há 3 meses
Uma das visadas foi Lady Gaga, que fez recentemente campanha pelo principal adversário de Trump nas eleições, Joe Biden.

Andrea Bocelli recua e pede desculpas por desincentivar o cumprimento das medidas de segurança

há 6 meses
Após comentários polémicos sobre a gravidade do Covid-19 durante uma conferência no Senado italiano, esta semana, dizendo que não conhecia pessoalmente ninguém que tivesse estado nos cuidados intensivos por causa do Covid-19 e incentivou cidadãos a não cumprirem as regras de combate à doença, Bocelli veio desculpar-se publicamente.

João Lourenço felicita projecto “Live no Kubico”

há 7 meses
Durante o Live da dupla Gabriel Tchiema e Mito Gaspar, referente ao projecto “Live no Kubico”, da TPA, uma mensagem centralizou as atenções. Na sua página no twitter, o Presidente da República de Angola, João Lourenço, elogiou o projecto e felicitou os organizadores por “manterem viva a nossa cultura”.

Trunfos do DJ João Reis

há 2 meses

Sábado à tarde sintonize Viana Cultural nos 92.8

há 6 meses
Viana Cultural é um programa de variedade e orientação musical emitido todos os sábados, das 15 às 20 horas, na Rádio Viana (92.8), grupo RNA. Está no ar desde 2008 e foi criado para promover actividades culturais do município e educar os jovens para a boa música.

Top dos Mais Queridos 2020: Este ano só haverá homenagens aos ícones da música angolana

há 5 meses
O Top dos Mais Queridos, edição 2020, terá um formato diferente. Ao invés da eleição do Artista Mais Querido, a organização decidiu destacar os momentos mais marcantes da música angolana, homenageando os ícones da música nacional e a Rádio Nacional de Angola pelo contributo na produção, promoção e divulgação da música.

Concurso para atribuição de bolsas de estudos nas áreas da Música e Artes Cénicas encerra dia 9 de Novembro

há 4 meses
No âmbito do projecto da União Europeia Procultura, o Camões, I.P. anuncia a publicação de um convite em duas fases à apresentação de propostas de projecto que tenham por objectivo criar emprego durável e rendimento sustentável nos setores da música, artes cénicas e literatura infantojuvenil nos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP) e Timor-Leste.

Januário Jano convidado para a curadoria da exposição colectiva “London Grads Now”

há 5 meses

Hip Hop Tuga se veste de camisolas desportivas

há 8 meses
A comunidade Hip Hop Tuga conta desde esta semana com uma marca de T-shirts desportivas, que representam álbuns de Rap. A iniciativa de um jovem designer gráfico já recebeu reacções positivas dos rappers.

Márcio Batalha e Nell Jazz apresentam performance poética na Fundação Arte e Cultura

há 9 meses
O poeta Márcio Batalha e o músico-compositor Nell Jazz vão apresentar amanhã, quinta-feira, pelas 19 horas, no Wiza Anfiteatro, da Fundação Arte e Cultura, uma “performance poética online”. O evento insere-se na grelha programática do projecto Fundação Arte e Cultura Online e decorre sob o lema “Fique em casa e proteja a sua vida” como forma de prevenção contra a Covid-19.

Repertório traz os dois produtores do momento: Vado Poster e Dj Habias

há 6 meses
Vado Poster e Dj Habias são dos produtores mais solicitados da actualidade e estarão na próxima sexta-feira, 24 de Julho, no Repertório da Revista Carga, para apresentar e explicar o processo de produção de hits como “Pintins”, de Scro Q Cuia e Nerú Americano ou Waatão, de Puto Prata.