Começou nas festas do Zango, hoje Dj Xandy deixa sua marca em África

Dj Xandy notabilizou-se nas festas e bares dos bairros de Luanda e hoje assume e produz vários eventos e artistas. Com 12 anos de carreira, é conhecido por divulgar o Afro House e já lançou um EP nesse estilo. A obra conquistou o espaço moçambicano e deu-lhe parcerias com músicos sul-africanos, mas Xandy Afro não pára e traz suas últimas novidades nesta entrevista.

Por que razão decidiu abraçar a carreira de Dj?
Desde 2008, que venho a organizar festas e  abracei a carreira de dj, por gostar de música, festa. Em suma, viver a vida de uma maneira divertida.

E como é que começa a transição para carreira profissional?
Em 2010, eu já tocava nos meus eventos (noite da Jamaica). É no terreno onde aprendemos a ser DJ de verdade. Em 2011, eu já assumia uma festa sozinho. Também tive acesso ao material de DJ profissional, sempre que quisesse, isso facilitou no rápido aprendizado.

Agora não só toca, também produz e canta. Onde tem tido maior protagonismo?
Sou DJ , produtor musical e de eventos (CEO da Festa O Buteco). Não sou cantor, e nem pretendo ser. Não tenho talento para tal. Quanto ao protagonismo, a parte da produção, de certa forma , tem me dado mais destaque, e de forma directa ou indirecta, impulsiona a parte do djing.

Mas possui um EP, o African Drums, de que  resulta este trabalho? Certo. O EP African Drums foi projectado para tocar em diversos países. Graças a Deus tivemos êxitos. Estreou-se em Moçambique. O feedback foi muito positivo por parte dos Djs e cantores de Moçambique. Daí, surgiram várias parcerias com blogs e cantores moçambicanos. Já agora tenho três músicas feitas com artistas moçambicanos. E vou projectando o meu segundo EP.

Que hits já produziu?
Quanto aos hits produzidos por mim, descam-se Mormão Mormão, de Gilson G3ra & Cleusio Gil, Adoço das Mulatas ft Man Renas e os Wuawas. Na África do sul, tive a Bahati Drums ft DJ Happiness & DJ Kapiro Jr..

Que outros projectos está a preparar para este ano?
Para este ano, estamos a preparar faixas com boas participações, a serem lançadas de forma aleatória ao longo do ano. O segundo EP só para o ano que vem. Para este ano, teremos duas faixas, com Gari Sinedima,  participações de John Melaço, com a dupla Last King & Bebinho Xtraga , com o Mr Brazuca e com artistas de Moçambique, como Layla Zen e a dupla Makon & Linox.

Como é que é ser Dj em Angola?
Ser DJ em Angola não é fácil. há que se reinventar dia pós dia. Há muita concorrência e, de certa forma, pouco profissionalismo de alguns colegas! Mas tem aumentado e vai ganhando seu espaço. Não tarda para ser considerado como profissão.

Se está a dizer isso, fica difícil sobreviver em meio a pandemia...
Em tempos de pandemia, os DJs seguiram a tendência actual que são os Lives , embora eu não  adira frequentemente o Live set, por ser produtor musical. Com a paralisação do mercado DJ, vou aproveitando fazer algumas produções  e lançar algumas músicas. 

Ser Dj é também estudar o comportamento das pessoas. Como é que funciona esse processo de estar na festa e seleccionar a música certa? No meu caso, não vejo tanta dificuldade. Antes de tocar faço uma oração e  vou interagindo com o público, com o que sei fazer de bom, que é tocar.

Começou nas festas do Zango, hoje Dj Xandy deixa sua marca em África

Qual foi a experiência menos boa que teve de enfrentar na profissão?
Acredito que a pior experiência , foi em 2015 na Casa da Juventude, em Viana, num evento de grande dimensão, e na altura da actuação do grupo Elenco de Luxo, o palco moveu-se , havia uma garrafa  de água do outro  DJ, a garrafa  caiu e a água acabou por jorrar no meu computador.

Já se considera um bom Dj? Porquê?
Quanto a mim  sou um grande DJ, bom produtor, tenho ideias próprias e tenho identidade.

É comum serem apelidados pelos entretidos com nomes estranhos. Como lhe chamam?
Das vezes em que fui alcunhado em um evento, o pessoal dizia Afro Xandy , Afro Xandy/ Afro , Afro. Creio que era pela técnica e misturas que os agradava.

as cargas mais recentes

Rádios observam semana de Artur Nunes

há 17 horas
De 20 a 26 deste mês, o músico foi o principal destaque nas rádios do país. Não só foi o artista mais tocado, mas também o seu tema “N’gola Tua Itambula” foi o mais ouvido nas mais de 50 rádios nacionais.

DJ Malvado e Nelo Paim juntam-se em homenagem a André Mingas

há 4 meses
Trata-se de uma música em tributo ao falecido músico angolano André Mingas, figura importante e incontornável na cena musical de língua portuguesa. Intitulada `Amingas´, o tema foi lançado hoje em todas as plataformas digitais.

Gilmário Vemba fala do seu futuro no cinema

há 7 meses

Wilson Puma diz que rappers angolanos preocupavam-se mais com o “flow”

há 4 meses
O rapper Wilson Puma, cujo sonho é apertar a mão do rapper norte-americano Eminem, afirmou que este género musical em Angola está a subir de nível, depois de um momento menos bom.

Proletário reedita “Scania 111” para o novo disco

há 2 meses
O músico Proletário prepara para o final do ano apresentação do seu segundo trabalho discográfico, intitulado “Carolina do Ebo”, onde se destaca o sucesso “Scania 111” numa nova roupagem.

Chetekela: “Adrenalina do Amor é uma música em homenagem à Cláudia, a mulher que salvou a minha vida”

há 4 meses
Pouco menos de um ano após ser lançada, a música `Adrenalina do Amor´ já incrementou dois prémios à carreira de Chetekela, nomeadamente: o prémio internacional na categoria de Artista em ascensão nos AFRIMMA 2019, e mais recentemente o de Melhor música romântica do ano 2019, na 23ª edição do Moda Luanda. Ao qual afirmou, em breve conversa com a carga, que “o desejo dos fãs cumpre-se”, e fez ainda saber tem na forja o lançamento do álbum `superação´, bem como a realização de um live com banda.

Rei da Kizomba “is back”

há 8 meses
Em Maio vem “bomba”, ou seja mais uma, porque o Marechal, recentemente promovido, assim nos habituou.

Após realizar primeiro comício político Kanye West propõe Jay-Z para vice-presidente

há 3 meses
Após realizar o seu primeiro emociante comício político, este domingo, no estado da Carolina do Sul, onde, dentre várias promessas, propôs um milhão de dólares às gestantes, legalizar e tonar gratuita a liamba, Kanye West revelou que vai propor a Sean Carter o cargo de vice-presidente.

Maya Cool “dispara” indirectas e deixa músicos em alerta

há 5 meses
Depois das críticas de Mago de Sousa à Unitel, por não cumprir com o trabalho, acordado, de promoção do seu disco, é a vez de Maya Cool a juntar-se a causa, apelando aos fazedores de arte no geral a manifestarem-se a favor do colega.

Megga Skills lança nova música com a participação de MCK

há 4 meses
Intitulada `Liga Inglesa Parte 2´, é a primeira música promocional da EP denominada `Marimbondo Número 1´. Trata-se de um remix da música `Liga Inglesa´ da autoria do consagrado MCK.

Das ruas aos palcos do BET Awards, “Black Lives Matter” continua a ser a “palavra” de ordem

há 4 meses
Na noite em que os artistas africanos Sha Sha e Burna Boy se destacaram, a atenção ao movimento Black Lives Matter, que desde o final de Maio tem promovido manifestações pelos Estados Unidos, também teve lugar naquele palco.

Canal de TV HBO supera Netflix na transmissão de séries nos prémios Emmy

há 1 mês
O Emmy, principal premiação da TV americana, anunciou neste domingo os vencedores da sua 72ª edição. “Schitt’s Creek” com sete estatuetas, incluindo a de melhor série do género foi a mais premiada.

SSP levam 29 anos de histórias ao palco do Live no Kubico

há 1 mês
O Live no Kubico deste domingo com os SSP na TPA ficará na história, mesmo que não seja pelas actuações de Djeff Brown, Kudy, Big Nelo ou Paul G, mas pela nostalgia que o icónico grupo de Rap soube transmitir aos telespectadores.

Origem e evolução do Kuduro

há 6 meses
Kuduro é um género musical e sobretudo um género de dança originário de Angola, cidade de Luanda, que foi influenciado por outros géneros como Sungura e Rap. O Kuduro surge em finais dos anos 80, primeiro como uma dança e depois como música.

Actriz Jennifer Aniston afirma que “é engraçado e irresponsável votar em Kanye West”

há 2 dias
Jennifer Aniston, actriz de Hollywood, está a levar a cabo uma campanha nas redes sociais, pedindo aos americanos para não votarem no rapper Kanye West nas eleições da próxima terça-feira, 4 de Novembro.

Ja Rule lança plataforma de criptomoedas para rentabilizar trabalhos dos artistas

há 4 meses
O rapper norte-americano lançou uma plataforma blockchain de criptomoedas baseada no Ethereum para fazer com que criadores de conteúdo músicais emitam tokens e rentabilizem seus próprios trabalhos.