Começou nas festas do Zango, hoje Dj Xandy deixa sua marca em África

Dj Xandy notabilizou-se nas festas e bares dos bairros de Luanda e hoje assume e produz vários eventos e artistas. Com 12 anos de carreira, é conhecido por divulgar o Afro House e já lançou um EP nesse estilo. A obra conquistou o espaço moçambicano e deu-lhe parcerias com músicos sul-africanos, mas Xandy Afro não pára e traz suas últimas novidades nesta entrevista.

Por que razão decidiu abraçar a carreira de Dj?
Desde 2008, que venho a organizar festas e  abracei a carreira de dj, por gostar de música, festa. Em suma, viver a vida de uma maneira divertida.

E como é que começa a transição para carreira profissional?
Em 2010, eu já tocava nos meus eventos (noite da Jamaica). É no terreno onde aprendemos a ser DJ de verdade. Em 2011, eu já assumia uma festa sozinho. Também tive acesso ao material de DJ profissional, sempre que quisesse, isso facilitou no rápido aprendizado.

Agora não só toca, também produz e canta. Onde tem tido maior protagonismo?
Sou DJ , produtor musical e de eventos (CEO da Festa O Buteco). Não sou cantor, e nem pretendo ser. Não tenho talento para tal. Quanto ao protagonismo, a parte da produção, de certa forma , tem me dado mais destaque, e de forma directa ou indirecta, impulsiona a parte do djing.

Mas possui um EP, o African Drums, de que  resulta este trabalho? Certo. O EP African Drums foi projectado para tocar em diversos países. Graças a Deus tivemos êxitos. Estreou-se em Moçambique. O feedback foi muito positivo por parte dos Djs e cantores de Moçambique. Daí, surgiram várias parcerias com blogs e cantores moçambicanos. Já agora tenho três músicas feitas com artistas moçambicanos. E vou projectando o meu segundo EP.

Que hits já produziu?
Quanto aos hits produzidos por mim, descam-se Mormão Mormão, de Gilson G3ra & Cleusio Gil, Adoço das Mulatas ft Man Renas e os Wuawas. Na África do sul, tive a Bahati Drums ft DJ Happiness & DJ Kapiro Jr..

Que outros projectos está a preparar para este ano?
Para este ano, estamos a preparar faixas com boas participações, a serem lançadas de forma aleatória ao longo do ano. O segundo EP só para o ano que vem. Para este ano, teremos duas faixas, com Gari Sinedima,  participações de John Melaço, com a dupla Last King & Bebinho Xtraga , com o Mr Brazuca e com artistas de Moçambique, como Layla Zen e a dupla Makon & Linox.

Como é que é ser Dj em Angola?
Ser DJ em Angola não é fácil. há que se reinventar dia pós dia. Há muita concorrência e, de certa forma, pouco profissionalismo de alguns colegas! Mas tem aumentado e vai ganhando seu espaço. Não tarda para ser considerado como profissão.

Se está a dizer isso, fica difícil sobreviver em meio a pandemia...
Em tempos de pandemia, os DJs seguiram a tendência actual que são os Lives , embora eu não  adira frequentemente o Live set, por ser produtor musical. Com a paralisação do mercado DJ, vou aproveitando fazer algumas produções  e lançar algumas músicas. 

Ser Dj é também estudar o comportamento das pessoas. Como é que funciona esse processo de estar na festa e seleccionar a música certa? No meu caso, não vejo tanta dificuldade. Antes de tocar faço uma oração e  vou interagindo com o público, com o que sei fazer de bom, que é tocar.

Começou nas festas do Zango, hoje Dj Xandy deixa sua marca em África

Qual foi a experiência menos boa que teve de enfrentar na profissão?
Acredito que a pior experiência , foi em 2015 na Casa da Juventude, em Viana, num evento de grande dimensão, e na altura da actuação do grupo Elenco de Luxo, o palco moveu-se , havia uma garrafa  de água do outro  DJ, a garrafa  caiu e a água acabou por jorrar no meu computador.

Já se considera um bom Dj? Porquê?
Quanto a mim  sou um grande DJ, bom produtor, tenho ideias próprias e tenho identidade.

É comum serem apelidados pelos entretidos com nomes estranhos. Como lhe chamam?
Das vezes em que fui alcunhado em um evento, o pessoal dizia Afro Xandy , Afro Xandy/ Afro , Afro. Creio que era pela técnica e misturas que os agradava.

as cargas mais recentes

Painel do ‘Show Piô’ desafia criadores a “repensar” conteúdos infantis

há 1 ano
A relembrar os tempos da sala Piô da Rádio Nacional de Angola, sob a mesa foram postos aspectos de extrema importância, tais como as vantagens da música na educação infantil, na qual, os conteúdos têm pendor significativo tanto no avanço didáctico, como na construção individual do ser a nível social e emotivo.

Festividades do Dia Internacional do Jazz memoram a figura de Waldemar Bastos

há 2 anos
Foram apresentados pormenores daquela que será a 10ª edição do evento em comemoração a efeméride, que este ano irá reoxigenar a obra de Waldemar Bastos -in memoriam-.

Majoskill, a voz da esperança do Rap das ruas

há 2 anos
Majoskill vem do Morro Bento, em Luanda. O rapper está no movimento há cinco anos e é apontado como o representante da cultura Hip Hop do seu distrito. Tem duas mixtapes publicadas e apresentou à Carga o seu ambicioso projecto musical para os próximos meses.

Qual é o álbum de rap angolano mais ouvido?

há 3 anos
Depois do florescimento nos anos 90, entre 2000 e finais de 2002, o movimento registou um pequeno recuo, pois vários grupos foram desaparecendo. A partir de 2003, o Rap passou a figurar da lista dos estilos musicais com maior aceitação do público.

Fineza Teta é a artista escolhida para retratar as vítimas dos conflitos políticos em Angola

há 4 meses

Ariana Grande surpreende fãs com um novo álbum

há 2 anos
Trata-se do seu primeiro trabalho a solo este ano e foi produzido durante a pandemia. O álbum sairá ainda este mês, segundo o anúncio feito pela própria nas suas redes sociais.

Black Album: Heavy C apresenta novo álbum à Carga Magazine

há 2 anos
Depois de vários interregnos, Heavy C confirma a chega do “Black Álbum”, um disco “louco” em que o músico, produtor e compositor mistura Rap, Trap e Pop e traz participação de uma das maiores referências da Old School.

Dog Murras e Bonga programam encontro histórico

há 2 anos
Dog Murras vai receber no dia 3 de Maio, Barceló de Carvalho ” Bonga”, na rubrica TerrATerra, para falarem sobre os nossos valores culturais, as tradições africanas e os destinos dos angolanos, numa conversa aberta à moda angolana, despida de cores partidárias.

Sabias que “Gerilson Insrael” foi o tema em Angola mais pesquisado no Google em 2021?

há 11 meses
O relatório do Google Trends aponta que o cantor lidera os tópicos de busca, sendo que as províncias da Huíla, Huambo, Benguela e Luanda obtiveram maiores cliques.

Novo clip de Lil Nas X com culto a Demónio “explode” redes sociais

há 2 anos

Kina estreia-se a solo com EP ‘Família’

há 8 meses
Após os singles “Sorriso” e “Errado” terem sido lançados nas plataformas digitais e terem conseguido algum destaque nas playlists editoriais,“New Music Friday Portugal” do Spotify e “Novidades Do Dia” da Apple Music, segue-se a EP “Família”, onde Kina destaca a importância da família enquanto alicerce pessoal num tema com um sentimento enorme onde a boa mensagem é destaque.

O Incesto Real: Novo romance de Comandante Jujú é amanhã no programa ‘Bom dia bom dia’

há 2 anos
Cruzando os séculos, narradores e uma vasta rede de possibilidades, o autor joga com os laços e armadilhas da vida para nos oferecer uma outra história de uma certa Angola.

Vida e obra de Big Nelo retratadas em teatro musical

há 1 ano
O dia 17 de Julho de 2021, passará, doravante, a representar uma data importante para a história do Hip Hop nacional. Pela primeira vez em Angola, uma figura singular do Rap é retratada em teatro musical.

Artur de Almeida e Silva reeleito Presidente da Federação Angolana de Futebol

há 2 anos
Artur de Almeida e Silva assumiu a Federação Angolana de Futebol em 2016, por um mandato de quatro anos reconduzível e foi ontem reeleito para o cargo, em que vai ficar até 2024.

Show do Mês abre 9ª. temporada com os “clássicos” da música angolana

há 6 meses

Nélia Dias: Do Top Rádio Luanda rumo ao topo da música angolana

há 2 anos
Nélia Dias é um nome a se ter em conta no music hall nacional, por ser das poucas que conseguiu colocar o seu nome no Top Rádio Luanda com a música de estreia. A sua carreia ficou marcada por duetos com Young Double, Mona Nicastro, mas agora tem em carteira um novo projecto musical com o qual se quer lançar ao mundo.