Conheça os 26 instrumentos que compõem a música angolana

Mesmo quando entendida como entoação harmónica da voz humana, a música angolana é acompanhada pela sua tradição organológica. Por isso, é difícil dissociar as origens dos géneros tradicionais como a Kabetula, o Kilapanda, a Cabecinha, o Kalupeteca, o Merengue, a Rebita ou Semba dos instrumentos tradicionais angolanos.

Estudos feitos registam 26 subespécies de instrumentos tradicionais no país, integrados na tradição musical africana, que servem de elementos identitários dos grupos etnolinguísticos. Estas ferramentas são compreendidas em quatro perspectivas, conforme a natureza do elemento vibratório.

Desde a sua génese, os instrumentos tradicionais angolanos são feitos à mão e utilizados para celebrar rituais de nascimento, puberdade, alambamento, rituais litúrgicos, funerais, actos espirituais ou cânticos tribais. Hoje, estes elementos evoluíram e acompanham géneros como o Semba, o Kilapanga, Kabetula, a Cabecinha ou o Merengue.

Em Ethnographia e História Tradicional dos Povos da Lunda, Henrique Augusto Dias de Carvalho identifica quatro categorias de instrumentos tradicionais angolanos, entre eles membrafones, idiofones, cordofones e aerofones.

Nos membrafones temos:  

batuque-originário dos mbundu. Produz um som alto. Na antiguidade serviu como forma de comunicação. Existem vários tipos variando no tamanho, aspecto e material. Mukuvo, mukupela, ndungu, ngoma, ngoma wa tyna, ngoma wa mukundu, ochigufu, ongoma, pwita – originário do reino do Kongo. tyinguvu e tumba.

Já nos idiofones encontramos:

dikanza – É construído em madeira ou bambu e é constituído por uma base onde se efectuam corte feitos a serrote. Frequentemente utilizado para o Semba.

kisanji -É um instrumento de som fluido. É muito utilizado durante caminhadas longas ou como fundo musical quando um mais velho conta histórias, à volta da fogueira-, bavugu, maraca, marimba e mondo.

Nos cordofones registam-se o hungu, a xihumba e a xicomba.  

Os instrumentos aerofónicos compõem olombendo, mpungi e kakoxi.

as cargas mais recentes

TEDxLuanda `R:VISITED´ acontece já no próximo domingo

há 4 meses
A organização do TEDxLuanda, fez saber hoje em nota, que regressa para a 6ª edição, num formato on-line gratuito e adaptado às circunstâncias actuais, devido a pandemia da COVID-19.

Vladmiro Gonga está de volta e traz mudanças na carreira

há 1 ano
Depois de 8 meses acometido por uma grave doença, Vladmiro Gonga aparece revigorado e anuncia mudanças drásticas.

Ministério da Cultura, Turismo e Ambiente esclarece contrato dos 148,3 milhões

há 8 meses
À revista Carga, o Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa do Ministério da Cultura, Turismo e Ambiente (MCTA) esclareceu, como aconteceu a suposta fraude financeira de 148,3 milhões de Kwanzas que envolve a Karga Eventos, empresa do músico Big Nelo.

MOVART: Galeria de arte contemporânea africana chega a Lisboa com `AIR IHOSVA´ de Ihosvanny

há 6 meses
O projecto nascido em 2015, e que em 2017 se tornou a primeira galeria comercial a surgir em Angola, abre em Portugal com trabalhos inéditos de Ihosvanny, um artista de origem angolana que é representado pela MOVART desde a sua fundação.

Dani Alves, ex-jogador do Barça, compõe música para ajudar ONU a combater o Covid-19

há 4 meses
Intitulada “Avião”, foi idealizada e produzida pelo artista brasileiro Afonso Nigro. A canção traz contribuições dos músicos Maurício Monteiro e Milton Guedes e Jefferson Andrade.

OTAN disponibilizam single `Vais Sengar´

há 9 meses
“Sengar” é uma expressão angolana para os recém-divorciados que após o fim do casamento regressam a casa dos pais, e a música evolui em torno dessa ideia numa vibe engraçada e cativante. Trata-se do terceiro single editado do futuro álbum do grupo que terá um lyric vídeo a acompanhar.

Playlist de Mara D’Alva em 2020

há 4 meses
A radialista Mara D’Alva enviou-nos a sua playlist de 2020, onde constam os seus temas preferidos, ou sejam as músicas que mais ouviu este ano.

FSobral Agency realiza Casting para bailarinos

há 8 meses
Por intermédio da Agência FSobral, Maya Zuda e Adi Cudz recrutam bailarinos, para performances em palcos, gravação de videoclipes e outros trabalhos.

Consciência Corporal: o que é, e como influencia o nosso dia a dia

há 1 ano
Consciência corporal é um termo autoexplicativo que significa tomar consciência do corpo e mente, reconhecer e identificar os processos e movimentos corporais, internos e externos.

MD e MK assumem agenciamento de Preto Show e vários dj´s

há 10 meses
As produtoras MD e MK Records firmaram uma aliança para agenciamento de artistas angolanos, com destaque para os Disco Jokeys (Dj´s) mais conhecidos da nossa praça.

Luso: “Os rappers acabam por depender das acções do político para poder fazer música”

há 10 meses
Luso está no Hip Hop desde os seus 15 anos. Tem um álbum e um EP lançados e está a concluir o segundo álbum. Além disso, o músico desenvolve o projecto “Ilusionista”.

Liz Lyrics apresenta ‘Studio Session’, uma incursão à realidade social

há 9 meses
Liz Lyrics canta Rap e R&B desde 2010 e está este momento em Portugal a construir a carreira profissional. O angolano está prestes a colocar no mercado mais um projecto musical intitulado ‘Studio Session’, de 6 músicas e 6 vídeoclipes.

Ludmilla participa na 2ª temporada da série ‘Arcanjo Renegado’

há 10 meses
Em meio a polémica com Anitta, a cantora Ludmilla foi escalada para interpretar uma polícia Militar. Apesar de receber vários elogios da classe artística com destaque para o apoio de Emicida, a actriz Samantha Schmütz fez uma crítica sobre o assunto, ao qual, foi respondida ao pé da letra.

Vênias aos Filipes

há 1 ano
Dupla foi homenageada no Show do Mês, duas noites de evento que ficarão nos anais da música angolana.

Contagem decrescente para a estreia da 4ª temporada de “La Casa de Papel”

há 1 ano
Nairóbi morre? Berlim está vivo? O Professor vai perder o controle? Bastou sair o trailer da quarta temporada de “La Casa de Papel” as perguntas sobre o que acontecerá não param de ecoar na internet.

Solidariedade artística em tempos de distanciamento

há 11 meses
Nunca o chavão “a dificuldade aguça a criatividade” fez tanto sentido como actualmente. O trabalho remoto tornou-se o novo normal, e reinventar, a palavra de ordem. No meio disto tudo, há famílias resguardadas em casa para se proteger e tentar travar o avanço da pandemia e outras que têm de escolher, entre escapar a doença ou passar por necessidades, para estas, a “entreajuda” se fez chegar na linha da frente com os “heróis” de microfone na mão.