Daniel Mendes: “Com ou sem pandemia o Angola Music Awards acontecerá em 2020”

A faltar dois dias para o fecho das inscrições, Daniel Mendes fala à Carga sobre a presente edição do Angola Music Awards, que traz como destaque a categoria música dos PALOP. Doravante, o evento passará a intercalar entre Angola e Portugal. O responsável explica por que razão a gala era realizada em Portugal, apesar de prestigiar a música e os músicos angolanos e lança as novidades do próximo ano 2021.

O que motivou a organização a decidir realizar a Gala de Premiação em Luanda?

O que motivou a organização realizar a gala em Luanda, foi a situação do Covid-19. É do vosso conhecimento que nós tínhamos planeado a edição 2020 para Lisboa e tínhamos tudo preparado, tudo avançado. Estava marcado para 25 de Julho de 2020, no Casino Estoril, em Cascaias. Tivemos parceriaS já fechadas com algumas câmaras aqui em Portugal, com o apoio do Ministério da Cultura e do Governo Português. Infelizmente com o cancelamento de todos os eventos em Portugal, decidimos alterar para Luanda, porque sabemos que os músicos nessa altura estão em Angola. É uma gala para os músicos angolanos.

É um evento que prestigia a música e os músicos angolanos, por que razão era acolhido em Portugal?

É importante ter este evento em Portugal, porque Portugal é um dos países onde mais artistas angolanos temos e é o país onde os artistas angolanos vão passar as férias ou trabalhar. É numa altura em que o Verão está a funcionar e os espectáculos estão a acontecer. O AMA pode viajar ou ir ao encontro dos artistas onde quer que seja. O AMA não é quadrado, pode ser realizado em qualquer parte desde que tenha condições para acontecer. Portanto, a partir de 2021, temos esta articulação intercalar Angola e Portugal.

Quer dizer que, doravante o evento será intercalado entre Angola e Portugal?

Exactamente, nós vamos começar a intercalar a Gala dos AMA, portanto, 2020 vamos fazer em Luanda, em Novembro e, se tudo correr bem e se esta pandemia passar, vamos voltar à ideia inicial de 2020 para 2021. Vamos voltar a remarcar a próxima edição de 2021 para Portugal.

Numa altura em que a pandemia impede a realização de eventos, como é que a organização se tem precavido?

Todos nós sabemos que temos esta pandemia, mas o mundo não pode parar e não podemos esperar que tudo termine para depois começarmos a pensar. Neste momento, fazemos a nossa parte e depois temos o governo, o Ministério da Saúde que vai orientando até ande pode ser feito, portanto, com ou sem pandemia o AMA irá acontecer em 2020 de uma ou de outra forma. Qualquer situação, se nessa altura as coisas piorarem em Angola, o que acredito que não, pois temos fé e Deus vai nos ajudar para que as coisas melhorem. Teremos de criar outras condições para o evento acontecer, com as devidas condições, de acordo com aquilo que o Ministério da Saúde nos vai orientar. Portanto, estamos a criar todas as condições, a preparar-nos.

Os resultados das nomeações estão para Julho, como é que estão os preparativos?

É importante referir que a gala acontece em Novembro e em Julho vamos apresentar os nomeados desta 7.ª edição. Os preparativos já tinham começado no mês de Janeiro, tivemos uma pequena paragem em Março e Abril. Retomamos agora em finais de Maio para em Junho a equipa de trabalho recolher as inscrições que os artistas foram fazendo e apurarmos quem serão os nomeados, de acordo com os regulamentos.

Qual será o grande destaque desta edição?

Ano após ano, nós temos criado situações que destacam e como sabe o AMA é dinâmico. Haverá vários, mas, para mim, o grande destaque é que terá uma nova categoria. Nós vamos lançar uma nova categoria associado aos artistas dos PALOP. Categoria a música dos PALOP mais tocada em Angola em 2019. Os AMA são parceiros dos Cabo Verde Music Awards, Guine Music Awards, São Tome Music Awards. O objectivo desta categoria é a promoção da música dos PALOP.

Já se conseguiu o local para acolher o evento?

O local iremos informar dentro de pouco tempo, mas já temos a data. Será dia 7 de Novembro em Luanda, numa das melhores salas de Luanda.

Qual é a possibilidade de se concretizar a 8.ª edição, uma vez que a maioria dos artistas não está a produzir?

É simples. Estão a lançar-se músicas. Não precisará ser um disco, também o ano ainda não terminou. Começou com discos no mercado e tenho a certeza que vai terminar com discos no mercado. Aqueles que não lançaram discos, estão a lançar singles nas plataformas digitais. Hoje a dinâmica é completamente diferente. Com esta situação do Covid-19, tivemos muitos lives, a música não parou e tenho a certeza de que vamos ter muitas músicas em 2021 lançadas em 2020 para fazermos a edição 2021.

Parece que a categoria Angola Video Awards pode vir a estar comprometida.

Não haverá nenhuma categoria a ser comprometida em 2021. Temos vários artistas que estão em Angola e na diáspora. Nós podemos não perceber isso agora, porque as rádios estão a tocar aquilo que recebem agora, mas estamos a sentir essa dinâmica através das plataformas digitais e tenho certeza de que, em 2021 vamos ter todas as categorias. Se calhar vamos ter uma nova categoria ligada a era digital.

Qual é a possibilidade de se adicionar outras categorias?

Nós temos todas as condições para adicionarmos outras categorias. Para 2020 já adicionámos e para 2021, iremos adicionar outra vez. Nós podemos alterar as categorias, porque tudo tem que ver com aquilo que está a ser produzido ao longo do ano. Por exemplo, se nós percebermos que em 2020 não houve lançamentos de música Semba, em 2021 não vamos ter a categoria de Semba e se nós percebermos que veio uma nova vibe em 2020, logo em 2021 vamos ter que criar uma categoria que tenha a ver com aquele estilo musical. Esta é a dinâmica que nós temos, portanto há sim possibilidade de adicionarmos uma nova categoria em 2021.

Quanto às votações tiveram de alterar alguma coisa?

O público continua a votar os 50% e o corpo do jurado o restante 50%.  A única categoria que o público vota a 100% é da Internet, que é a categoria do Artista Mais Popular.

Até agora, que balanço faz da jornada?

Até agora o balanço é positivo. Esta caminhada de 2020 esta a ser como está a ser, mas desde a primeira edição à sétima edição é satisfatório e temos a certeza de que as coisas continuarão a acontecer bem, portanto, continuem a nos seguir no nosso site AMA.

as cargas mais recentes

Prodígio acaba com o “jogo” Pro Evolution e fãs reagem

há 3 meses
Intitulada Pro Evolution3, a última mixtape da saga lançada em 2015 contém nove faixas musicais das quais Fell Me, Negócio de Sentimentos e Minha Dor, que estão a receber “mar de elogios” dos fãs.

Flor de Raiz: “Não temos produtoras sérias”

há 12 meses
Irreverente e muito frontal, a kudurista Flor de Raiz afirmou que não há nenhuma produtora séria ou capacitada, em Angola, para elevar os kuduristas a patamares mais alto.

Eva Rap Diva revela já ter havido conflito de personalidade entre “a pessoa e a artista” em si

há 5 meses
A dualidade entre a personalidade no seio artístico e à nível pessoal, é algo muitas vezes descartado, especialmente quando o artista mantém um posicionamento vertical estando ou não em palco. Para a surpresa de todos, Eva Rap Diva, fez saber que no seu caso, esta dualidade existe e chega a gerar algum conflito.

Álbum de Beyoncé ” Black Is King” leva a criação de um novo curso em Harvard

há 2 meses

Ensaia Comigo: Boss AC protagoniza programa televisivo

há 6 meses
No “Ensaia Comigo”, ao longo de 10 programas, os espectadores poderão ver “ensaios inéditos e irrepetíveis de Boss AC com os seus convidados e, claro está, não há ensaios prévios”, para além de muitos improvisos, também é um espaço para conversas descontraídas e informais, e alguns imprevistos como é óbvio nos ensaios. referiu a RTP em comunicado.

Cinema às quartas-feiras apresenta “Do Outro Lado do Mundo”

há 3 semanas
O Documentário intitulado “Do Outro Lado do Mundo” vai ser apresentado nesta quarta-feira, pelas 18h30, no espaço Wyza Anfiteatro, da Fundação Arte e Cultura, no âmbito do projecto Cinemas às Quartas-feiras, da KinoYetu, Fundação Arte e Cultura e Geração 80.

Filho de Bobby Brown é encontrado morto

há 5 meses
Depois da morte da ex-mulher, Whitney Houston e da sua filha Bobbi Kristina, o cantor Bobby Brown vive uma nova tragédia com a morte do seu filho Bobby Jr.

Morreu o músico Teta Lágrimas

há 5 meses
O cantor angolano Teta Lágrimas morreu hoje em Luanda, vítima de doença, soube a Revista Carga de uma fonte familiar.

Filme de estreia de Gilmário Vemba é o mais visto dos cinemas nacionais

há 1 semana
A tragicomédia `A Dívida´ chegou às salas de cinema no passado dia 26 de Fevereiro e foi visto, até a semana finda, por cerca de sete mil pessoas, atingindo assim a marca de filme produção local mais visto nos cinemas nacionais.

Rapper Houdini é morto durante tiroteio

há 11 meses
Com uma carreira em ascensão, Houdini de 21 anos foi morto esta terça-feira, durante um tiroteio em Toronto, no Canadá. O rapper foi atingido por tiros no hotel onde se encontrava.

Ariana Grande e Demi Lovato dão indícios de um possível projecto em conjunto

há 1 mês
Ao que tudo indica, Ariana Grande e Demi Lovato estão a trabalhar juntas numa colaboração. As duas artistas postaram a pista no Instagram, neste domingo (7), deixando os fãs bastante animados com a possibilidade.

38° edição do ‘Top dos Mais Queridos’ acontece hoje

há 6 meses
A edição 2020 do Top dos Mais Queridos vai assumir um formato diferente do habitual, face ao contexto pandémico que se impõe. A par disto, a gala em si, também não será de eleição, mas sim de homenagem a Agostinho Neto.

Cantor de Afrobeat lidera intenções de voto nas eleições presidenciais do Uganda

há 3 meses
Quando o actual chefe de estado chegou ao poder, o cantor Afrobeat tinha 4 anos, agora Bobi Wine se tornou na maior ameaça do presidente Yoweri Museveni, de 75 anos, por ser fortemente apoiado pelos jovens, que constituem a maior franja daquele país.

Rick Ross e 2 Chainz preparam-se para a próxima batalha de ‘Verzuz’

há 8 meses
Está confirmado Rick Ross e 2 Chainz vão protagonizar a próxima batalha do Verzuz na quinta-feira, 6 de agosto. O anúncio foi feito na conta do Instagram da VerzuzTV, a batalha será transmitida gratuitamente pelo Instagram e também pelo Apple Music para os assinantes do serviço.

Músicos brasileiros expulsos das Forças Armadas por causa das mensagens das suas letras

há 2 meses
O Ministério da Defesa do Brasil expulsou dois rappers da corporação. Big Bllakk, tido como uma das vozes promissoras do rap brasileiro, e Patriick, da Facção Poética, foram expulsos das Forças Armadas por causa das mensagens das suas letras.

Grammy 2021: Beyoncé e sua filha saem como maiores vencedoras sem os principais méritos

há 4 semanas