Daniel Mendes: “Com ou sem pandemia o Angola Music Awards acontecerá em 2020”

A faltar dois dias para o fecho das inscrições, Daniel Mendes fala à Carga sobre a presente edição do Angola Music Awards, que traz como destaque a categoria música dos PALOP. Doravante, o evento passará a intercalar entre Angola e Portugal. O responsável explica por que razão a gala era realizada em Portugal, apesar de prestigiar a música e os músicos angolanos e lança as novidades do próximo ano 2021.

O que motivou a organização a decidir realizar a Gala de Premiação em Luanda?

O que motivou a organização realizar a gala em Luanda, foi a situação do Covid-19. É do vosso conhecimento que nós tínhamos planeado a edição 2020 para Lisboa e tínhamos tudo preparado, tudo avançado. Estava marcado para 25 de Julho de 2020, no Casino Estoril, em Cascaias. Tivemos parceriaS já fechadas com algumas câmaras aqui em Portugal, com o apoio do Ministério da Cultura e do Governo Português. Infelizmente com o cancelamento de todos os eventos em Portugal, decidimos alterar para Luanda, porque sabemos que os músicos nessa altura estão em Angola. É uma gala para os músicos angolanos.

É um evento que prestigia a música e os músicos angolanos, por que razão era acolhido em Portugal?

É importante ter este evento em Portugal, porque Portugal é um dos países onde mais artistas angolanos temos e é o país onde os artistas angolanos vão passar as férias ou trabalhar. É numa altura em que o Verão está a funcionar e os espectáculos estão a acontecer. O AMA pode viajar ou ir ao encontro dos artistas onde quer que seja. O AMA não é quadrado, pode ser realizado em qualquer parte desde que tenha condições para acontecer. Portanto, a partir de 2021, temos esta articulação intercalar Angola e Portugal.

Quer dizer que, doravante o evento será intercalado entre Angola e Portugal?

Exactamente, nós vamos começar a intercalar a Gala dos AMA, portanto, 2020 vamos fazer em Luanda, em Novembro e, se tudo correr bem e se esta pandemia passar, vamos voltar à ideia inicial de 2020 para 2021. Vamos voltar a remarcar a próxima edição de 2021 para Portugal.

Numa altura em que a pandemia impede a realização de eventos, como é que a organização se tem precavido?

Todos nós sabemos que temos esta pandemia, mas o mundo não pode parar e não podemos esperar que tudo termine para depois começarmos a pensar. Neste momento, fazemos a nossa parte e depois temos o governo, o Ministério da Saúde que vai orientando até ande pode ser feito, portanto, com ou sem pandemia o AMA irá acontecer em 2020 de uma ou de outra forma. Qualquer situação, se nessa altura as coisas piorarem em Angola, o que acredito que não, pois temos fé e Deus vai nos ajudar para que as coisas melhorem. Teremos de criar outras condições para o evento acontecer, com as devidas condições, de acordo com aquilo que o Ministério da Saúde nos vai orientar. Portanto, estamos a criar todas as condições, a preparar-nos.

Os resultados das nomeações estão para Julho, como é que estão os preparativos?

É importante referir que a gala acontece em Novembro e em Julho vamos apresentar os nomeados desta 7.ª edição. Os preparativos já tinham começado no mês de Janeiro, tivemos uma pequena paragem em Março e Abril. Retomamos agora em finais de Maio para em Junho a equipa de trabalho recolher as inscrições que os artistas foram fazendo e apurarmos quem serão os nomeados, de acordo com os regulamentos.

Qual será o grande destaque desta edição?

Ano após ano, nós temos criado situações que destacam e como sabe o AMA é dinâmico. Haverá vários, mas, para mim, o grande destaque é que terá uma nova categoria. Nós vamos lançar uma nova categoria associado aos artistas dos PALOP. Categoria a música dos PALOP mais tocada em Angola em 2019. Os AMA são parceiros dos Cabo Verde Music Awards, Guine Music Awards, São Tome Music Awards. O objectivo desta categoria é a promoção da música dos PALOP.

Já se conseguiu o local para acolher o evento?

O local iremos informar dentro de pouco tempo, mas já temos a data. Será dia 7 de Novembro em Luanda, numa das melhores salas de Luanda.

Qual é a possibilidade de se concretizar a 8.ª edição, uma vez que a maioria dos artistas não está a produzir?

É simples. Estão a lançar-se músicas. Não precisará ser um disco, também o ano ainda não terminou. Começou com discos no mercado e tenho a certeza que vai terminar com discos no mercado. Aqueles que não lançaram discos, estão a lançar singles nas plataformas digitais. Hoje a dinâmica é completamente diferente. Com esta situação do Covid-19, tivemos muitos lives, a música não parou e tenho a certeza de que vamos ter muitas músicas em 2021 lançadas em 2020 para fazermos a edição 2021.

Parece que a categoria Angola Video Awards pode vir a estar comprometida.

Não haverá nenhuma categoria a ser comprometida em 2021. Temos vários artistas que estão em Angola e na diáspora. Nós podemos não perceber isso agora, porque as rádios estão a tocar aquilo que recebem agora, mas estamos a sentir essa dinâmica através das plataformas digitais e tenho certeza de que, em 2021 vamos ter todas as categorias. Se calhar vamos ter uma nova categoria ligada a era digital.

Qual é a possibilidade de se adicionar outras categorias?

Nós temos todas as condições para adicionarmos outras categorias. Para 2020 já adicionámos e para 2021, iremos adicionar outra vez. Nós podemos alterar as categorias, porque tudo tem que ver com aquilo que está a ser produzido ao longo do ano. Por exemplo, se nós percebermos que em 2020 não houve lançamentos de música Semba, em 2021 não vamos ter a categoria de Semba e se nós percebermos que veio uma nova vibe em 2020, logo em 2021 vamos ter que criar uma categoria que tenha a ver com aquele estilo musical. Esta é a dinâmica que nós temos, portanto há sim possibilidade de adicionarmos uma nova categoria em 2021.

Quanto às votações tiveram de alterar alguma coisa?

O público continua a votar os 50% e o corpo do jurado o restante 50%.  A única categoria que o público vota a 100% é da Internet, que é a categoria do Artista Mais Popular.

Até agora, que balanço faz da jornada?

Até agora o balanço é positivo. Esta caminhada de 2020 esta a ser como está a ser, mas desde a primeira edição à sétima edição é satisfatório e temos a certeza de que as coisas continuarão a acontecer bem, portanto, continuem a nos seguir no nosso site AMA.

as cargas mais recentes

Agente de Chadwick Boseman revela que o actor recusou papéis de escravos

há 1 mês
O actor Chadwick Boseman tornou-se um ícone global e um símbolo inspirador do poder negro. Tudo se deu, porque o actor sempre escolheu a dedo os trabalhos com que se envolver, chegando ao ponto de negar papéis que não empoderassem a comunidade negra.

Justiça brasileira determina que Fundação Palmares retire do site artigos que atacam a figura de Zumbi

há 5 meses
Na sua conta do Twitter, Sérgio Camargo, presidente da Fundação afirmou, por conta desta determinação, que “a Fundação Cultural Palmares está sob censura”. Na decisão, a juíza ressalta que a permanência dos artigos “viola o direito à identidade, acção e memória da comunidade negra”, e prevê a multa diária de multa diária equivalente a 108 milhões de Kwanzas, informou o G1.

Heavy C: “Só estamos à espera da oficialização do tribunal para encerrarmos a Bué de Beats”

há 3 meses
A Bué de Beats produziu e lançou os principais rostos da música angolana. Depois de 20 anos de actividade, decide encerrar as portas. Em entrevista à Carga, Heavy C explica como começou o colapso financeiro e revela que já tentou alienar alguns activos da empresa, mas não teve sucesso.

Ary arrecada mais de um milhão em concerto online

há 6 meses
Em pouco mais de uma hora de show, na sua página do Instagram, a cantora Ary conseguiu arrecadar um milhão e 295 mil Kwanzas, que será encaminhado para o centro de acolhimento El Betel, informou o agente da artista Agnelo Henriques.

Yanick cancela nove shows e dois contratos

há 6 meses
Por causa do Covid-19, o rapper Yanick Afroman teve que cancelar nove shows e dois contratos com marcas diferentes para publicidade.

Telma Lee assina com a Milionário Records

há 4 meses
Telma Lee é a mais nova integrante da produtora e distribuidora musical Milionário Records. O anúncio sobre a contratação da cantora acabou por ser confirmado por Mi Mosquito, CEO da gravadora.

Scorpions cantam esperança em fase de isolamento social

há 6 meses

Pongo Love confirmada no Festival Músicas do Mundo

há 3 meses
O evento reúne cerca de 30 músicos vindos da África, Europa e América. A cantora faz parte da lista dos primeiros 14 artistas apresentados esta sexta-feira.

Filme angolano estreia sexta-feira na Netflix

há 2 meses
O filme angolano “Santana” estreia esta sexta-feira (28) no canal de streaming “Netflix”, tornando-se na primeira longa angolana e segunda dos Palops, a ser exibida nesta plataforma.

Paul McCartney confessa que quase se tornou alcoólatra após separação dos Beatles

há 2 meses
Paul McCartney confirmou as informações por trás da separação dos Beatles. Em uma nova entrevista, o músico afirma que sofreu muito com as acusações sobre o fim da banda, que o levou a recorrer ao álcool e faltava pouco para ter calapso mental mais grave.

Malef lança projecto para levar basquetebolistas de ruas aos melhores clubes

há 4 meses
Batoteiro Draft é uma iniciativa que está a ser promovida pelo produtor e realizador Malef em parceria com a MarkSport. O projecto pretende tirar os melhores basquetebolistas de rua com seus dribles e levá-los a assinar com um clube profissional, quer em Angola quer no estrangeiro.

Familiares confirmam morte de Manu Dibango pelo Covid-19

há 7 meses
Natural dos Camarões, Manu Dibango acabou por falecer hoje aos 86 anos num dos hospitais de Paris, depois de ter sido infectado no passado dia 18.

6ix9ine mostra como gravou videoclipes em prisão domiciliar

há 3 meses
O artista levou os fãs aos bastidores para mostrar como ele conseguiu gravar videoclipes que foram gravados na sua sala de estar, enquanto estava em prisão domiciliar e bateram recordes.

Após realizar primeiro comício político Kanye West propõe Jay-Z para vice-presidente

há 3 meses
Após realizar o seu primeiro emociante comício político, este domingo, no estado da Carolina do Sul, onde, dentre várias promessas, propôs um milhão de dólares às gestantes, legalizar e tonar gratuita a liamba, Kanye West revelou que vai propor a Sean Carter o cargo de vice-presidente.

A vez dos SSP no Live no Kubico

há 4 semanas
Domingo dia 27 de Setembro, o projecto Live no Kubico apresenta como cartaz os SSP, um dos grupos de Rap mais icónicos da lusofonia, num concerto aguardado com muita expectativa tendo em conta a popularidade do quarteto.

Morreu Bruce Williamson, antigo vocalista dos “Temptations”

há 1 mês
Morreu, aos 49 anos de idade, Bruce Williamson, antigo vocalista dos “Temptations”, vítima de covid-19.