Depois de demonstrar talento no Angola Encanta e The Voice Angola, Celso César prepara-se para o grande salto da carreira

O nome pode ser estranho, mas o artista está a um passo de granjear fama e conquistar o público europeu e africano em simultâneo. A trabalhar na sua primeira EP, Celso disponibilizar no final deste mês, mais uma música promocional, intitulada `Eu quero mais´, que virá acompanhada de videoclipe.

Celso César, é o nome que Celso da Conceição César adoptou para se apresentar nas lides culturais, nascido aos 16 de abril de 1994, na província do Kwanza sul (conda), descobriu-se como cantor em 2011 na igreja metodista e desde então vem trabalhando na sua construção artística.

Graças a experiências ganhas nos concursos de imitação musical, Angola Encanta em 2012 e The Voice Angola em 2015, cuja permanência notável nas competições confirmaram o talento deste sangue novo, que vem galgando a passos largos rumo a ascensão.

Depois de demonstrar talento no Angola Encanta e The Voice Angola, Celso César prepara-se para o grande salto da carreira

Como foi o seu processo de descoberta artística?
O meu processo de descoberta musical foi simplesmente um milagre de Deus, na minha infância nunca contei ser músico. Quando me converto com os 15 anos na igreja metodista, era o rapaz que era deixado de lado pelos outros adolescentes, para ser aceite tive de passar por vários processos, fui pedindo a Deus que me concedesse algum dom para ser aceite. Dancei, fiz teatro, poesias e jograis, até que com 17 anos comecei a ter a voz semelhante à do Celsio Mambo, no qual me inspirei por algum tempo, então fui desenvolvendo as minhas habilidades.

Já passou por dois concursos musicais, faz parte das suas aspirações ser reconhecido a nível nacional por intermédio deles?
Sim passei por dois concursos musicais Angola Encanta em 2012 e The Voice Angola em 2015, foram concursos que aprendi muito, foi a partir desses concursos que me descobri como músico, conheci pessoas supertalentosas que me ensinaram muito.

Qual o maior aprendizado que tira de ambas experiências?
Nos dois concursos aprendi que prevalecer, acreditar e trabalho árduo são os pontos fundamentais para a realização de um sonho. Não quis vencer, só quis ter experiência para mim esse foi o maior prémio.

Onde considera que teve mais visibilidade?
Sinceramente tive mais visibilidade no concurso Angola encanta em 2012.

No que toca à sua construção artística, como se apresentaria hoje para o grande público? 
Hoje como artista me apresentaria ao grande público como um Celso César maduro, cheio de força e garra para contribuir para a cultura nacional e levar ao mais alto nível.

Quais as suas influências musicais?

Tenho como influência musical: Anselmo Ralph, C4 Pedro, João Luiz Guerra, Andréia Bocceli, Tayc, Gims, Dadju, Chris Brown, Usher.

Em que estilo se enquadra e o que traz de novo para o mercado nacional?
Os estilos que me enquadro é lírico, balada, soul, kizomba, R&B.Pretendo trazer no nosso mercado o Afrobeat, Afropop, são os estilos que são atualmente meu foco.

Como tem sido a sua vivência em terras internacionais?
A minha vivência cá na França tem sido boa, apesar de ter toda a família e amigos em Angola, mas consegui me enquadrar nas terras de Napoleão. 

Do que é feito o seu repertório?
Só tenho ainda duas músicas no repertório, que é “Quero mais” e “onde fores também vou”. É um o repertório variado como disse acima, pretendo fazer um pouco daquilo que sei, como Guetto zouk, Afropop, baladas.

Fale-nos sobre a sua nova EP?
Estou a preparar a EP que vai ditar o uma parte da minha carreira, porque tive 4 anos parado das actividades musicais, então estou a preparar com enorme cuidado e carinho, teremos boas músicos de estilos diversos, e espero que o pessoal receba bem.

E quando irá disponibilizar a primeira música promocional?
A música promocional vou disponibilizar no final de Janeiro.

as cargas mais recentes

Enlightened Path: Quarto álbum de DJ Djeff já está disponível em Angola

há 2 anos
Este que é o seu quarto álbum de originais, foi desenvolvido ao longo deste último ano, e muito, influenciado pelas inúmeras actuações por este mundo fora e subsequente experiências.

Kanye West cria ‘Donda Academy’, a incubadora da “próxima geração de líderes, pensadores e inovadores”

há 1 ano
Desde que Donda West faleceu em 2007, Kanye se comprometeu a manter o nome e legado da sua mãe vivos, por meio de projectos criativos. Depois do lançamento do álbum ‘Donda’, o nome vem sendo registado como marca, para uma escola preparatória e para equipamentos electrónicos.

Galeria Tamar Golan apresenta “CaDespedida” da autoria de Mauro Sérgio

há 2 anos
“A CaDespedida é aquele momento nostálgico de um fim de dia bem passado. Termo cunhado nas eternas idas à praia na Luanda, Benguela e Porto Amboim do antigamente, onde passar um dia na praia era um evento preparado com cuidado, antecipado e esperado com ansiedade.

Qual é o álbum de rap angolano mais ouvido?

há 3 anos
Depois do florescimento nos anos 90, entre 2000 e finais de 2002, o movimento registou um pequeno recuo, pois vários grupos foram desaparecendo. A partir de 2003, o Rap passou a figurar da lista dos estilos musicais com maior aceitação do público.

Covid-19: Omicron força adiamento das vendas e sessões de autógrafos dos álbuns ‘The Coach’ e ‘Comboio Vol.1’

há 1 ano
Face às medidas anuncias no passado dia 27 de Novembro, que por sinal entraram em vigor no dia 1 de Dezembro e uma vez realizada a conferência de imprensa como confirmação da materialização de ambos projectos, a questão que se impõe é o que estará na base deste tardio comunicado: Despreparo, falha de comunicação ou será mais uma estratégia de marketing da LS?

Colectivo Mulheres d’Palavras estreia ‘Loucas na Maternidade’

há 11 meses
O espectáculo busca na sua narrativa apresentar questões sobre género e saúde materno infantil de qualidade e seus efeitos nas unidades hospitalares num contexto factual em que a mortalidade infantil, gravidez na adolescência, fuga à paternidade, abuso sexual, economia desfavorável são algumas das preocupações apresentadas pelo colectivo.

Morreu Amaro Fonseca, a voz do programa “Balumuka”

há 2 anos

Kaluanda Fest migra para o formato digital

há 2 anos
A decorrer entre os dias 22 a 25 de Janeiro, a habitual ode à cidade de Luanda, fundada aos 25 de Janeiro de 1576, vai acontecer 90% no formato digital.

Após ter conta de Instagram hackeada Kid MC alerta “redobrem a segurança e tomem cuidado ao interagir com páginas estranhas”

há 2 anos
Aconteceu no princípio do passado mês de Abril, mas poucos se aperceberam que o perfil oficial do Instagram de Kid MC estava nas mãos de hackers. Já com outra conta activa, o rapper detalhou à Carga, que tudo ocorreu após receber mensagens de actualização de dados.

Morreu Fernando Quental, autor de ‘Quando eu fui a Benguela’

há 2 anos
O músico angolano Fernando Quental faleceu hoje em Portugal, vítima de doença, apurou a Revista Carga de uma fonte.

Aline Frazão junta-se ao projecto #1000Máscaras20Dias da Soba Store

há 3 anos
A boa-nova chegou pelas redes sociais da cantora, onde através de uma publicação, fez saber que vai usar a habilidade da costura para contribuir com a iniciativa da Soba Store, que consiste em distribuir gratuitamente máscaras aos servidores públicos essenciais.

Back to Be: Ludmilla revisita funk raiz em comemoração aos 10 anos de carreira

há 11 meses
Em alusão a sua primeira década de carreira, Ludmilla lançou na noite de ontem a EP ` Back to Be´ , o retorno oficial de MC Beyoncé, ou seja, a cantora revisita o início da trajectória, desde o nome ao género que a consagrou.

Kyaku Kyadaff deixa LS Republicano

há 3 anos
De acordo com uma fonte, o autor de sucessos como “Sete sete e rosas”, “Monica”, “Bibi”, entre outras, não renovou o contrato com a LS.

Kevin Durant, James Harden e Giannis Antetokounmpo entre os 75 melhores da NBA

há 1 ano
A lista completa será revelada até sexta-feira, as lendas serão seleccionando em 3 grupos de 25.

Diddy entra com um processo contra Sean John e exige USD 25 milhões por usar o seu nome

há 2 anos

Young Buck pede ajuda financeira aos fãs e é surprendido por The Game

há 3 anos
Após sair da prisão, em 2019, o ex membro da G-Unit já tinha declarado falência, mas, nos últimos dias, seus problemas financeiros agravaram-se e o rapper está a pedir ajuda aos fãs. Através da sua conta do Instagram, Young Buck vem pedindo que cada seguidor deposite 1 dólar na sua conta e foi surpreendido por The Game.