Depois de demonstrar talento no Angola Encanta e The Voice Angola, Celso César prepara-se para o grande salto da carreira

O nome pode ser estranho, mas o artista está a um passo de granjear fama e conquistar o público europeu e africano em simultâneo. A trabalhar na sua primeira EP, Celso disponibilizar no final deste mês, mais uma música promocional, intitulada `Eu quero mais´, que virá acompanhada de videoclipe.

Celso César, é o nome que Celso da Conceição César adoptou para se apresentar nas lides culturais, nascido aos 16 de abril de 1994, na província do Kwanza sul (conda), descobriu-se como cantor em 2011 na igreja metodista e desde então vem trabalhando na sua construção artística.

Graças a experiências ganhas nos concursos de imitação musical, Angola Encanta em 2012 e The Voice Angola em 2015, cuja permanência notável nas competições confirmaram o talento deste sangue novo, que vem galgando a passos largos rumo a ascensão.

Depois de demonstrar talento no Angola Encanta e The Voice Angola, Celso César prepara-se para o grande salto da carreira

Como foi o seu processo de descoberta artística?
O meu processo de descoberta musical foi simplesmente um milagre de Deus, na minha infância nunca contei ser músico. Quando me converto com os 15 anos na igreja metodista, era o rapaz que era deixado de lado pelos outros adolescentes, para ser aceite tive de passar por vários processos, fui pedindo a Deus que me concedesse algum dom para ser aceite. Dancei, fiz teatro, poesias e jograis, até que com 17 anos comecei a ter a voz semelhante à do Celsio Mambo, no qual me inspirei por algum tempo, então fui desenvolvendo as minhas habilidades.

Já passou por dois concursos musicais, faz parte das suas aspirações ser reconhecido a nível nacional por intermédio deles?
Sim passei por dois concursos musicais Angola Encanta em 2012 e The Voice Angola em 2015, foram concursos que aprendi muito, foi a partir desses concursos que me descobri como músico, conheci pessoas supertalentosas que me ensinaram muito.

Qual o maior aprendizado que tira de ambas experiências?
Nos dois concursos aprendi que prevalecer, acreditar e trabalho árduo são os pontos fundamentais para a realização de um sonho. Não quis vencer, só quis ter experiência para mim esse foi o maior prémio.

Onde considera que teve mais visibilidade?
Sinceramente tive mais visibilidade no concurso Angola encanta em 2012.

No que toca à sua construção artística, como se apresentaria hoje para o grande público? 
Hoje como artista me apresentaria ao grande público como um Celso César maduro, cheio de força e garra para contribuir para a cultura nacional e levar ao mais alto nível.

Quais as suas influências musicais?

Tenho como influência musical: Anselmo Ralph, C4 Pedro, João Luiz Guerra, Andréia Bocceli, Tayc, Gims, Dadju, Chris Brown, Usher.

Em que estilo se enquadra e o que traz de novo para o mercado nacional?
Os estilos que me enquadro é lírico, balada, soul, kizomba, R&B.Pretendo trazer no nosso mercado o Afrobeat, Afropop, são os estilos que são atualmente meu foco.

Como tem sido a sua vivência em terras internacionais?
A minha vivência cá na França tem sido boa, apesar de ter toda a família e amigos em Angola, mas consegui me enquadrar nas terras de Napoleão. 

Do que é feito o seu repertório?
Só tenho ainda duas músicas no repertório, que é “Quero mais” e “onde fores também vou”. É um o repertório variado como disse acima, pretendo fazer um pouco daquilo que sei, como Guetto zouk, Afropop, baladas.

Fale-nos sobre a sua nova EP?
Estou a preparar a EP que vai ditar o uma parte da minha carreira, porque tive 4 anos parado das actividades musicais, então estou a preparar com enorme cuidado e carinho, teremos boas músicos de estilos diversos, e espero que o pessoal receba bem.

E quando irá disponibilizar a primeira música promocional?
A música promocional vou disponibilizar no final de Janeiro.

as cargas mais recentes

Luso resume problemas intra-familiares em álbum de Rap

há 1 ano
A obra intitula-se “Laços de Família” e será lançado em formato físico e digital em Junho e Dezembro deste ano. É um retrato dos principais problemas vividos nos lares africanos assolados por brigas e influências sociais.

Juice WRLD e Kobe Bryant juntam-se a Michael Jackson na lista das celebridades póstumas mais lucrativas

há 1 ano

Marília Mendonça é resgatada com vida após acidente aéreo

há 6 meses
A cantora estava a bordo de um avião que despencou, durante a decolagem, na tarde de hoje, no Aeroporto de Caratinga, em Minas Gerais.

Rihanna se declara revolucionária da indústria da beleza com a Fenty Beauty

há 1 ano
Há poucos dias do lançamento do novo Pro Filt’r Powder Foundation by Fenty Beauty, Rihanna se declarou revolucionária da indústria da beleza, e não é mentira.

BAI apresenta soluções práticas e acessíveis para os seus parceiros e clientes

há 10 meses
O Banco Angolano de Investimentos tem apresentado, ano após ano, soluções práticas e acessíveis para os seus parceiros e clientes. Actualmente, o BAI dispõe de opções de pagamento mais cómodas, económicas e de simples utilização, das quais destacamos os Terminais de Pagamento Automático (TPA) e o é-Kwanza.

Burna Boy considera o novo álbum de Davido um “disquete”

há 2 anos
Apesar de reunir referências como Nicki Minaj, Nas, Young Thug e Lil Baby, o novo álbum de Davido não “convenceu” o seu compatriota Burna Boy. O também músico chamou de disquete o “A Better Time”.

Arianna Grande encoraja Rihanna a lançar novo álbum

há 2 anos
Ariana Grande superou Rihanna, se tornando a artista mais ouvida no Spotify, informou o Chart data. Com mais de 20 biliões de ouvintes, apesar de ser homenageada da vez, Arianna afirmou que espera que Rihanna recupere a “coroa” em breve.

Matias Damásio homenageia médicos em novo single

há 2 anos
Intitulada “Guardiões da Vida”, a música serve para homenagear os profissionais de saúde de todo mundo que tudo fazem para conter a pandemia do Covid-19. Em breve será gravado o seu vídeo clipe e quem estiver interessado a fazer parte do mesmo basta enviar um curto vídeo amador.

Morreu um dos criadores do “Afrobeat”

há 2 anos
O mítico baterista nigeriano Tony Allen, um dos criadores do género “Afrobeat”, morreu quinta-feira em Paris (França), aos 79 anos de idade.

Preto Show: “Anselmo Ralph é o maior artista angolano de todos os tempos”

há 1 ano
Preto Show atribui nota negativa ao ano 2020 e diz não fazer sentido, neste momento, proibirem -se espectáculos, uma vez que escolas, igrejas e mercados andam abertos. O músico pede a intervenção do Presidente da República na questão dos shows, porque, lamenta, há colegas seus a passearem fome.

Corpo da cantora norte-americana Naya Rivera encontrado num lago

há 2 anos
A polícia da Califórnia informou hoje que já encontrou o corpo da cantora e actriz Naya Rivera. O corpo da artista desaparecida na passada quarta-feira, dia 8 de Julho, após passeio de barco com o filho, foi achado num lago.

Filme angolano estreia sexta-feira na Netflix

há 2 anos
O filme angolano “Santana” estreia esta sexta-feira (28) no canal de streaming “Netflix”, tornando-se na primeira longa angolana e segunda dos Palops, a ser exibida nesta plataforma.

Fã de Taylor Swift condenado a 30 meses de prisão por perseguição

há 2 anos
O tribunal federal condenou esta semana Eric Swarbrick a 30 meses de prisão, depois do individuo ter se declarado culpado de perseguir e enviar cartas e e-mails ameaçadores a Taylor Swift.

Documentário reapresenta Reino do Kongo na óptica africana

há 11 meses
Nas palavras do autor Ne Kunda Nlaba, o filme não ficcional chega para “desconstruir” tudo o que nos foi ensinado sobre o Reino do Kongo, intitula-se “Reino do Kongo: Em busca do reino destruído” e vai estrear no próximo sábado, dia 26 de Junho, na Mediateca de Luanda.

Taylor Swift acusada de plagiar no último álbum

há 2 anos
O álbum surpresa de Taylor Swift foi lançado na última sexta-feira (24) e vendeu mais de 1,3 milhões de cópias em 24 horas. A capa do disco, segundo a banda de metal Emperor, é um plágio da obra “Stridig” e apresenta evidências.

Flagelo Urbano grava videoclipes pela primeira vez em 25 anos de “estrada”

há 2 anos
A ultimar os arranjos do sucessor do EP `De Sião a Medina´, o rapper tenciona trazer um CD mais afrocentrado, profundo e “pluriversalista”.