Depois de vários anos a produzir, Mestre Freddy apresenta-se como cantor

Mestre Freddy é dos nomes mais importantes no que toca a produção musical em Angola. Já trabalhou com Matias Damásio, Anna Joyce, Pérola, Gabriel Tchiema, Kyaku Kyadaff e tantos outros, para além de escrever para vários artistas. Após longos anos, explica porquê decidiu conciliar a carreira de produtor com a de cantor e apresenta as suas primeiras músicas com sonoridade diferenciada. Já tem o primeiro álbum à vista e deixa todas as impressões da “nova carreira” nesta entrevista.

Como descobre o lado de cantor?
Antes de ser produtor, fui cantor mas não profissional, aos meus 15 anos. Primeira coisa que eu fiz foi catar. Fui percussionista, tocava numa banda. Não é coisa que eu descobri agora, nasci numa família onde todos cantam. Não é novidade!

E porquê só agora decide explorar a faceta?
Não é uma ideia que caiu da chuva. Sempre soube que algum dia seguiria a carreira de cantor. Tinha de ter um nome no mercado, e fi-lo como produtor. Hoje Mestre Freddy é uma referência e as pessoas poderão associar o meu nome ao cantor a solo. Precisamos de dar boa educação musical à nova geração.

O que vai caracterizar o cantor Mestre Freddy?
Já escrevi para muita gente. Agora estou a atentar conquistar… não será um disco, quero ainda lançar alguns trabalhos e conquistar os fãs. Vou fazer um bom trabalho. Trago músicas que vão permanecer no tempo, música para a vida toda.

De que género?
Sou conhecido como um músico de Afro Jazz., Kizomba e Semba. Vou trazer um estilo africano misturado com os nossos. Não quero fazer música só por fazer, estou a fazer também para a minha vida mudar. Eu não vou trazer um estilo do Tchiema, Damásio ou Ndaka, vou juntando toda minha experiência, vou trazer um álbum para dançar, para ouvir, vou trazer melodias, eu tenho de fazer chorar as pessoas. Vou cantar em várias línguas, em homenagem a todas as línguas que eu falo: lingala, francês, português, cokwé, umbundu, swahili.

Como se intitulam as músicas experimentais e quando estarão disponíveis?
A primeira é “Cecília”, uma homenagem à minha primeira filha, onde trago histórias que incentivam as pessoas a conquistarem seus sonhos. A segunda é “Mwakie”, significa sozinho, e mostro que na vida tem de se lutar e traz participação de Kyaku Kyadaff. Tenho mais uma outra que será lançada depois, e terá participação de Ivan Alexey.

Depois de vários anos a produzir, Mestre Freddy apresenta-se como cantor

Até quando teremos as primeiras duas músicas de Mestre Freddy?
Vou dizer a realidade, até final de Setembro vamos ter as músicas, porque quero lançar com um vídeoclipe. Até lá teremos tudo, portanto, até final de Setembro.

Neste momento como está a correr a produção?
Por agora estamos a fazer as bases das músicas cá e depois vou a Portugal e concluirei em Paris. Caso não consiga ir por causa da pandemia, vou fazer algumas coisas aqui e depois eu mando para lá e eles me enviam, mas estando presente é sempre melhor.

Mas vai apenas cumprir um desejo ou pretende mesmo seguir a carreira de cantor?
Não serão apenas duas músicas. Vou gravar disco, com 7 a 10 músicas. Vou seguir a carreira de cantor. Será um prazer termos esse disco. Sei que não será fácil seguir a carreira, mas vou continuar a mostrar esse meu lado.

Que tipo de sonoridades lhe caracterizarão?
Primeira coisa, as músicas vão ser 100% acústica. Vou usar cordas, sopros, bateria, piano acústico, guitarra, baixo, coro. Eu quero coisa boa. É um investimento da Kissanji Produções. Não vejo a hora de começar. Quero deixar meu carimbo na voz.

Que influências da produção poderá trazer à carreira?
Isso a gente vai saber no terreno. Produzir é algo do escritório e cantar é para o mundo. Haverá músicas que eu vou começar com o Blues, mas virado para a África. Estou a pensar diferente, música mexida, mas com boas sonoridades.

Está na música há vários anos. Sabe melhor do que ninguém cantar requer tempo e dedicação. Como vai fazer para conciliar as duas carreiras?
Eu sempre vou tocar e cantar, isso fará a minha imagem. Terei sempre suporte dos instrumentistas atrás e vou impressionar.

Já escreveu para alguns músicos. Suas letras chegaram a “bater”?
Escrevi para Anabela Aya, Yuri da Cunha, Titica com Ary, são várias… não dá para citar mais… é muita coisa: Semba Kizomba, Rumba, Afro Jazz.

as cargas mais recentes

Anna Joyce: “Não existe a mínima possibilidade de parar de cantar”

há 4 semanas
Após notícias em alguns sites sobre a intenção de pôr fim à sua carreira por motivos de saúde, Anna Joyce tranquiliza os fãs, esclarecendo que, apesar de estar acometida com uma doença do fórum neurológico, “não existe a mínima possibilidade de parar de cantar”.

Ex-assistente de John Lennon é processado por mencionar nome do músico

há 3 semanas
Yoko Ono, viúva do ex-Beatle John Lennon está a processar um ex-assistente formado pelo músico solicitando uma indemnização de 150 mil dólares (mais de 93 milhões de Kwanzas) por este ter mencionado o nome do artista durante uma entrevista.

Top dos Mais Queridos 2020: Este ano só haverá homenagens aos ícones da música angolana

há 2 meses
O Top dos Mais Queridos, edição 2020, terá um formato diferente. Ao invés da eleição do Artista Mais Querido, a organização decidiu destacar os momentos mais marcantes da música angolana, homenageando os ícones da música nacional e a Rádio Nacional de Angola pelo contributo na produção, promoção e divulgação da música.

Tory Lanez está sob investigação por alegadamente ter baleado Megan The Stallion

há 3 meses
Passados alguns dias após ser veiculada a notícia que dava conta da detenção do rapper, por posse ilegal de arma, Megan Thee Stallion quebrou o silêncio e revelou que os ferimentos que sofreu na ocasião, não foram provocados por vidros, mas sim por balas.

Focada nos biliões da Fenty Beauty, Rihanna volta a arquivar novo álbum

há 4 meses
O facto é que há tempos Riri vem focando a maior parte das energias em empreendimentos nos ramos da moda e costméticos, e parece que essa mentalidade empreendedora está a fazer com que o seu próximo album continue engavetado.

Morreu autor de Tom e Jerry

há 6 meses

Beyonce e Marvin Gaye lideram a lista dos melhores álbuns do século

há 3 semanas
A Rolling Stone elegeu os álbuns “What’s Going On” de Marvin Gaye e “Lemonade” de Beyonce, como melhores álbuns de todos os tempos. Citando também ‘Crazy In Love’ como a melhor música do século.

Mariah Carey revela que aos 12 anos a irmã tentou vendê-la

há 4 semanas
A cantora conta que aos 12 anos a irmã drogou-a e depois tentou vendê-la a um chulo. Carey revela ainda que não teve uma boa relação com os seus irmãos mais velhos, por causa do tom da sua pele.

Globo aposta na união de estilos musicais de Angola e do Brasil na nova campanha de comunicação

há 4 meses
Há sensivelmente um mês, a Globo pôs a circular nos meios de comunicação locais, a campanha ‘Emoção Globo’. O objectivo é aproximar, cada vez mais, os talentos e produtos Globo ao público angolano com mensagens que lembrem personagens icónicas das novelas e programas de entretenimento e informação.

Stop Covid: Grafiteiros pintam murais das comunidades com os métodos de prevenção

há 4 meses
Um grupo de artistas plásticos está a ensinar, várias comunidades em Luanda, métodos de prevenção contra o coronavírus, usando a arte urbana “grafite”. Os grafiteiros tudo fazem para atingir mais bairros e vêem-se impossibilitados.

Raúl Duarte por mais um ano no Interclube

há 2 meses
A direcção do Interclube renovou hoje (quinta-feira) o contrato de trabalho com o técnico Raúl Duarte, por mais uma temporada a frente da equipa sénior masculina de basquetebol.

Tunjila Twajokota: “Ninguém mais quer saber de nós”

há 3 meses
Os músicos contaram ao Jornal de Angola que as coisas começaram de mal a pior a partir de 2014, após o lançamento do quarto e último disco “Kudiva”, fundamentado que o sucesso e a fama do conjunto não foi proporcional aos valores monetários, porque as produtoras não honraram com os compromissos, não lhes davam valores completos.

Kelly Rowland recorda “tortura” por ser constantemente comparada a Beyonce

há 3 meses
A cantora de 39 anos, -uma das pioneiras das Destiny Child, falou abertamente sobre a tortura psicológica resultante das constantes comparações, por viver na sombra de Beyonce, por uma década.

Canal de TV HBO supera Netflix na transmissão de séries nos prémios Emmy

há 1 mês
O Emmy, principal premiação da TV americana, anunciou neste domingo os vencedores da sua 72ª edição. “Schitt’s Creek” com sete estatuetas, incluindo a de melhor série do género foi a mais premiada.

Netflix retira 112 filmes e séries do catálogo e em compensação divulga novidades

há 5 meses
“Corra!”, “As Branquelas” e “Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças” são algumas das produções que serão retiradas da plataforma. O novo catálogo que estreia amanhã está recheado de novidades e dentre os destaques, as séries Dark, The Umbrella Academy, Modern Family e 13 Reasons Why, estreiam novas temporadas no serviço de streaming.

Saiba como se formaram as primeiras famílias de músicos angolanos

há 5 meses
Neste 15 de Maio, Dia Internacional da Família, a Carga traz para si uma resenha sobre a formação das primeiras famílias de músicos angolanos. A viagem passa pelos Pinto de Andrade e segue com os Vieira Dias, Mingas, Van-Dúnem, Figueiras da Silva e Torres.