Dicklas One: “Sendo o pioneiro, venho ajudar os colegas a perceberem e respeitarem os parâmetros do House Music”

Poucos anos após se lançar no mundo da música, Dicklas One alcançou o sucesso nacional e  internacional e ficou conhecido como o ‘Rei do Afro House’ em Angola, alcunha que conserva até hoje.

Seus temas “Me Cuias bué, Xoota e Piza constituem seu cartão de visita, mas agora Dicklas diz que está mais maduro. Recemente, lançou Everybody Crazy, onde é possível provar o seu crescimento artístico.

Depois de algum tempo ausente, por priorizar assuntos pessoais, o artista afirma que encontrou o mercado confuso e culpa os colegas por não souberem respeitar os procedimentos do afro house, e por isso caiem para o Kuduro”.

Nesta nova etapa da carreira, Dicklas tem agendado um novo álbum que, à semelhança, do Filho do Povo trará outros estilos. O músico tem novas ambições, assinou com duas produtoras de referência em África, está a apadrinhar um lar e fala sobre seus projectos.

Dicklas One: “Sendo o pioneiro, venho ajudar os colegas a perceberem e respeitarem os parâmetros do House Music”

Depois do sucesso que fez entre 2008 a 2014, decidiu ausentar-se, agora regressa e assina com a Cloe e a Link Records. A que se deveu a ausência ?

Fui viver em Portugal (Porto Gaia),  precisava dedicar-me um pouco à family e aos negócios pessoais.

Por que escolheu a Cloe Management e Link Records ?

Escolhi trabalhar com estas duas agências porque, em primeiro lugar, acreditam no meu trabalho, segundo, porque há uma sincronia de trabalho

Quais são suas maiores ambições ?
Quero poder também ajudar  a lançar arstistas, dando oportunidade para que juntos darmos contributo à cultura angolana

O que prevê essa parceria e que frutos já colheu até agora?
E está muito top verdade. Tenho quedas por este estilo, também.

A propósito, no seu regresso como encontrou o mercado do Afro House em Angola?

Encontrei um mercado do afro house um pouco confuso, porque os meus colegas não respeitam o procedimento que o house music tem , os bpm estão acelerandos, por isso é que muitos caiem para o Kuduro.

Podemos dizer que, agora poderá haver alguma mudança ?
Sendo o pioneiro do house music 《no país》, venho  organizar o mercado, ajudar os colegas a perceberem e respeitarem os parâmetros do House Music.

O que acha ter estado na base desse descaminho, não será que estado que vocês, os pioneiros, não souberam deixar uma boa estrutura ou é algum tipo de preguiça por parte dos colegas ?

É preguiça dos meus colegas. Para mim, devem melhorar. A composição musical é tudo a  mesma coisa.

Recentemente apresentou um novo tema, o ‘Everybody Crazy’. Que mensagem quis passar com esta música?

Embora a tradução literal da palavra signifique ‘maluco’, o que quis passar a todo mundo é louco no sentido de “adrenalina” e “emoção” por exemplo, quando vamos para uma festa queremos sorrir, dançar e estar com os amigos é este “crazy”.

Este tema estará com certeza no seu novo álbum. Fale-nos um pouco deste álbum. A Carga sabe que, apesar de essencialmente afro, terá também Kizomba. Porquê razão decidiu enveredar para este caminho?

Mas no álbum passado tive um hit com participação da Edmázia o tema ‘Me cuias bwe’, estilo Kizomba , então neste álbum voltei a meter Kizomba.

Auto-intitula-se como o melhor do Afro no país. Por que razão diz isso?

Eu sei que canto House e faço-o bem, por isso é que muitos intitulam-me como King do afro em angola. Fui o primeiro artista de afro house em Angola.

Como está a sua agenda e que projectos prevê para dentro em breve?

Minha genda esta boa até Janeiro, graças a Deus.  Tenho muitos projectos e um deles é o de beneficência. Sou padrinho de um lar.

Que Dicklas One o povo terá agora ?
O mesmo, mas com muita maturidade musical.

as cargas mais recentes

Acaba de ser “erguido” o primeiro polo de produção e ensino de Dikanza em Angola

há 2 anos
A Fundação Arte e Cultura foi ontem instituída, como Polo de Produção e Ensino da Dikanza em Angola, particularmente a cidade de Luanda. A entrega simbólica das Dikanzas foi feita pelo Vice-Governador de Luanda para o sector Político, Social e Económico, Dionísio da Fonseca, no espaço Wyza Anfiteatro da Fundação.

Dj Havaiana cria grupo de música para promover as línguas nacionais

há 2 anos
O quarteto canta nas línguas Umbundu, Cokwé, Kimubundu entre outras e faz fusões de House Music com o Kuduro. Já possui um EP e anuncia a faixa de estreia.

Death Row: Snoop Dogg anuncia que ‘The Chronic’ de Dr. Dre “está de volta para casa”

há 10 meses

Artistas começam a receber rendimentos autorais da RNA, TPA e Zap Viva

há 2 anos
Em nota a Sadia expressou o seu contentamento pela demonstração do comprometimento destas emissoras, com o desenvolvimento da indústria musical e criativa, respeitando a lei do Estado Angolano e actividade de todos os criadores de obras artísticas nacionais e internacionais.

Dia da Celebração do Hip Hop é comemorado pela primeira vez de forma oficial

há 1 ano
Embora seja comemorado pela comunidade Hip Hop há 48 anos, o dia de hoje, marca a primeira celebração, desde que o Senado dos Estados Unidos instituiu a efeméride.

‘Show da Virada 2021 by Unitel’ passa para o formato televisivo

há 1 ano
O evento de calendário, anteriormente agendado para os dias 28 e 29 de Dezembro, com a presença do público, vai, a exemplo do ano passado, ser transmitido em cadeia televisiva, no próximo dia 31 de Dezembro, nos canais TPA 1 e TPA Internacional.

Rapper Yunami representa Angola num projecto de unificação dos artistas africanos na Hungria

há 2 anos

Sintoniza 96.1FM: As 3 Essenciais

há 2 anos

Prodígio completa “30 e Tal” anos e oferece um presente aos fãs

há 2 anos
A prenda chama-se “30 e Tal”, uma música com Paulo Flores, circunstancialmente lançada no dia em que Prodígio assinalou o 32° aniversário. Não os trinta e dois anos de carreira, mas de idade, pois o rapper rima há 21 anos.

Show do Mês viaja pelos anos dourados da música angolana

há 3 anos
Com objectivo de recriar alguns dos maiores sucessos dos anos 80, o Show do Mês vai juntar alguns dos nomes mais sonantes daquele período para um concerto Live, no dia 27 de Julho (sábado).

Fundação Arte e Cultura apresenta “Fundação Online”, em prevenção ao Covid-19

há 3 anos
Trata-se de um programa que visa motivar as famílias a permanecerem em casa como forma de prevenção do Covid-19 e uma excelente opção para passar o tempo de forma educativa e segura.

Mamy disponibiliza Kit Kitchã em animação gráfica

há 2 anos
Após ter lançado o E.P. Trap Queen, que teve uma óptima aceitação do público em geral, MAMY lança o videoclipe em animação gráfica da música Kit Kitchã.

Estrelas 2022: Vem aí mais um concurso para novos talentos

há 1 ano
De acordo com dados disponibilizados, estima−se que mais de seis mil e quinhentas candidaturas foram remetidas, das quais 125 foram apuradas.

Maya Zuda: “Rainha do Afro House” está de volta com novo EP

há 2 anos
Após ausentar-se por algum tempo, Maya regressa mais madura e está neste momento em estúdio a preparar as novidades que vão marcar o seu regresso. A cantora deu um novo formato ao antigo CD “Minha Bênção” e apresenta-o à Carga.

Cinco modalidades representam Angola nos Jogos Olímpicos de Tóquio

há 2 anos
A delegação angolana para os Jogos Olímpicos de Tóquio será constituída por 39 elementos e cinco modalidades, naquela que será uma das caravanas mais reduzidas.

Sabia que também pode fazer parte da MasterClass de música ministrada por Alicia Keys?

há 2 anos
Alichia Keys lançou recentemente uma plataforma de streaming, em que são leccionados uma variedade de cursos ministrados por especialistas. Nas vídeo-aulas, a artista compartilha filosofias sobre como desbloquear autenticidade, empatia e vulnerabilidade.