Dicklas One: “Sendo o pioneiro, venho ajudar os colegas a perceberem e respeitarem os parâmetros do House Music”

Poucos anos após se lançar no mundo da música, Dicklas One alcançou o sucesso nacional e  internacional e ficou conhecido como o ‘Rei do Afro House’ em Angola, alcunha que conserva até hoje.

Seus temas “Me Cuias bué, Xoota e Piza constituem seu cartão de visita, mas agora Dicklas diz que está mais maduro. Recemente, lançou Everybody Crazy, onde é possível provar o seu crescimento artístico.

Depois de algum tempo ausente, por priorizar assuntos pessoais, o artista afirma que encontrou o mercado confuso e culpa os colegas por não souberem respeitar os procedimentos do afro house, e por isso caiem para o Kuduro”.

Nesta nova etapa da carreira, Dicklas tem agendado um novo álbum que, à semelhança, do Filho do Povo trará outros estilos. O músico tem novas ambições, assinou com duas produtoras de referência em África, está a apadrinhar um lar e fala sobre seus projectos.

Dicklas One: “Sendo o pioneiro, venho ajudar os colegas a perceberem e respeitarem os parâmetros do House Music”

Depois do sucesso que fez entre 2008 a 2014, decidiu ausentar-se, agora regressa e assina com a Cloe e a Link Records. A que se deveu a ausência ?

Fui viver em Portugal (Porto Gaia),  precisava dedicar-me um pouco à family e aos negócios pessoais.

Por que escolheu a Cloe Management e Link Records ?

Escolhi trabalhar com estas duas agências porque, em primeiro lugar, acreditam no meu trabalho, segundo, porque há uma sincronia de trabalho

Quais são suas maiores ambições ?
Quero poder também ajudar  a lançar arstistas, dando oportunidade para que juntos darmos contributo à cultura angolana

O que prevê essa parceria e que frutos já colheu até agora?
E está muito top verdade. Tenho quedas por este estilo, também.

A propósito, no seu regresso como encontrou o mercado do Afro House em Angola?

Encontrei um mercado do afro house um pouco confuso, porque os meus colegas não respeitam o procedimento que o house music tem , os bpm estão acelerandos, por isso é que muitos caiem para o Kuduro.

Podemos dizer que, agora poderá haver alguma mudança ?
Sendo o pioneiro do house music 《no país》, venho  organizar o mercado, ajudar os colegas a perceberem e respeitarem os parâmetros do House Music.

O que acha ter estado na base desse descaminho, não será que estado que vocês, os pioneiros, não souberam deixar uma boa estrutura ou é algum tipo de preguiça por parte dos colegas ?

É preguiça dos meus colegas. Para mim, devem melhorar. A composição musical é tudo a  mesma coisa.

Recentemente apresentou um novo tema, o ‘Everybody Crazy’. Que mensagem quis passar com esta música?

Embora a tradução literal da palavra signifique ‘maluco’, o que quis passar a todo mundo é louco no sentido de “adrenalina” e “emoção” por exemplo, quando vamos para uma festa queremos sorrir, dançar e estar com os amigos é este “crazy”.

Este tema estará com certeza no seu novo álbum. Fale-nos um pouco deste álbum. A Carga sabe que, apesar de essencialmente afro, terá também Kizomba. Porquê razão decidiu enveredar para este caminho?

Mas no álbum passado tive um hit com participação da Edmázia o tema ‘Me cuias bwe’, estilo Kizomba , então neste álbum voltei a meter Kizomba.

Auto-intitula-se como o melhor do Afro no país. Por que razão diz isso?

Eu sei que canto House e faço-o bem, por isso é que muitos intitulam-me como King do afro em angola. Fui o primeiro artista de afro house em Angola.

Como está a sua agenda e que projectos prevê para dentro em breve?

Minha genda esta boa até Janeiro, graças a Deus.  Tenho muitos projectos e um deles é o de beneficência. Sou padrinho de um lar.

Que Dicklas One o povo terá agora ?
O mesmo, mas com muita maturidade musical.

as cargas mais recentes

Quavo aposta 1 milhão de dólares caso o álbum dos Migos não seja o melhor de 2020

há 2 anos
Quavo, um dos três elementos dos Migos, grupo de Hip Hop que ficou conhecido em 2013 com o single Versace, anunciou hoje o lançamento do terceiro álbum, acusando outros rappers de estarem a dormir e garante que o novo trabalho dos Migos vai ser o melhor de 2020-2021 e aposta 1 milhão de dólares com quem duvidar.

Morreu o músico Carlos Burity

há 2 anos
O músico esteve internado na Clínica Girassol, mas depois de receber alta, o músico sentiu-se mal e foi encaminhado ao hospital onde acabou por falecer nas primeiras horas desta manhã aos 67 anos.

Galeria Tamar Golan apresenta “CaDespedida” da autoria de Mauro Sérgio

há 2 anos
“A CaDespedida é aquele momento nostálgico de um fim de dia bem passado. Termo cunhado nas eternas idas à praia na Luanda, Benguela e Porto Amboim do antigamente, onde passar um dia na praia era um evento preparado com cuidado, antecipado e esperado com ansiedade.

Artur de Almeida e Silva reeleito Presidente da Federação Angolana de Futebol

há 2 anos
Artur de Almeida e Silva assumiu a Federação Angolana de Futebol em 2016, por um mandato de quatro anos reconduzível e foi ontem reeleito para o cargo, em que vai ficar até 2024.

Monsta é o #TheBestBantumen 2020

há 2 anos
O rapper foi eleito pelo público num sistema de votações em que se alistavam 16 artistas e 16 obras, sendo que para a obra Falsos Profetas do moçambicano Djimetta ficou classificada como o Melhor Projecto de 2020.

Valete rendindo à qualidade artística do músico angolano Dino Ferraz

há 1 ano
O rapper português rendeu-se publicamente ao talento de Dino Ferraz, através da música `Careca Não’, em que o artista angolano procura lançar um apelo à tolerância e ao respeito pelas diferenças, marcando o seu posicionamento na luta pela aceitação do cabelo negro crespo masculino na sociedade angolana.

Young Buck pede ajuda financeira aos fãs e é surprendido por The Game

há 2 anos
Após sair da prisão, em 2019, o ex membro da G-Unit já tinha declarado falência, mas, nos últimos dias, seus problemas financeiros agravaram-se e o rapper está a pedir ajuda aos fãs. Através da sua conta do Instagram, Young Buck vem pedindo que cada seguidor deposite 1 dólar na sua conta e foi surpreendido por The Game.

Angola com mais de mil candidatos a monumentos históricos

há 2 anos

Bruno Fernando estreia nos play-offs da NBA

há 1 ano
O angolano Bruno Fernando, que actua nos Atlanta Hawks, estreou hoje nos play-offs da Liga norte-americana de basquetebol (NBA), ao jogar dois minutos na derrota da sua equipa diante dos Philadelphia76, por 118-102.

Lizzo e Lil Nas X criticam Blackout Tuesday

há 2 anos
Ao contrário de outros músicos, Lizzo e Lil Nas X condenaram o movimento nas redes sociais promovido pela indústria da música para suspensão das atividades, por considerarem que a campanha ofuscou os protestos contra morte de George Floyd.

Valete comemora duas décadas de carreira com dois espectáculos

há 8 meses
A contar exactamente um ano da data prevista, Valete anunciou que vai celebrar duas décadas de carreira, com dois concertos memoráveis: dia 3 de Fevereiro de 2023, no Coliseu dos Recreios, em Lisboa, e no Coliseu Porto Ageas, a 4 de Fevereiro de 2023.

Black Coffee consquista Grammy pela primeira vez em 19 anos de “luta”

há 6 meses

Dji Tafinha factura o equivalente a cerca de 15 milhões de Kwanzas em direitos autorais

há 1 ano
O músico é dos artistas angolanos que mais facturam com direitos autorais em Portugal e aproveita o dinheiro para reinvestir. E, enquanto os colegas se debatem com os problemas de divisas, o produtor facilmente dá a volta por cima, recorrendo-se aos rendimentos da Sociedade Portuguesa de Autores.

Filho de Naya Rivera será indemnizado pelo Condado de Ventura

há 7 meses
Embora a causa da morte ainda não tenha sido conclusivamente esclarecida, o filho de seis anos da artista, será compensado financeiramente, pois a família de Rivera alega que o Condado de Ventura poderia ter evitado a sua morte com melhores medidas de segurança. 

Jackson Five lidera ranking entre as Boy Bands

há 2 anos
O site da edição americana da revista Rolling Stone publicou uma lista com as 75 melhores canções já gravadas por “Boy Bands”, trazendo faixas que vão desde “Why do Fools Fall In Love“ de Frankie Lymon & The Teenagers de 1956 (no 23° lugar).

FAF e clubes anulam Girabola

há 2 anos