Dji Tafinha factura o equivalente a cerca de 15 milhões de Kwanzas em direitos autorais

O músico é dos artistas angolanos que mais factura com direitos autorais em Portugal e aproveita o dinheiro para reinvestir. E, enquanto os colegas se debatem com os problemas de divisas, o produtor facilmente dá a volta por cima, recorrendo aos rendimentos da Sociedade Portuguesa de Autores.

Quase todos sabem o tipo de artista que é, mas ninguém provavelmente saiba que, se tivermos de mencionar cinco ou dez músicos angolanos que mais dinheiro recebem dos direitos autorais em Portugal, Dji Tafinha estaria entre os cinco primeiros ou permeava os dez. O músico produziu para principais referências da nossa música, Anselmo Ralph, Yola Semedo e Zona 5 são alguns deles.

Dji Tafinha é das vozes autorizadas para falar da importância de estar inscrito numa sociedade de autores. É membro da Sociedade Portuguesa de Autores há sensivelmente seis anos e, recentemente, tornou-se membro associado da Sadia. O músico foi um dos intervenientes ao Live da revista Carga, sobre “o papel da SADIA no mercado da música” e o “Impacto do Covid-19 no mercado musical”.

Durante o fórum, partilhou a sua experiência, revelando que já chegou a receber até 20 mil Euros, cerca de 14 milhões 945 mil Kwanzas (câmbio actual) de rendimentos autorais, faseadamente. Valores que aplicou em outros investimentos e alavancou sua marca na Europa.

“Se tivesse que fazer uma escala de artistas angolanos que ganham muito bem com os direitos de autores em Portugal, eu era capaz de dizer que nos 5 a 10 eu estaria. Daquilo que pude ganhar da SPA, reinvesti e reinvisto até hoje o que ganho lá fora. Eu já cheguei a receber de direitos de autores perto de 20 mil Euros”, revelou.

E, enquanto os colegas enfrentam problemas de divisas, o autor de “Duetos” recorre aos rendimentos da entidade gestora dos seus direitos autorais, por isso, augura que a Sociedade Angolana de Direitos de Autores continue a trabalhar, porque os artistas precisam de incentivos de género.

“Num momento como estes, o meu ganha-pão, em termos de divisas, é SPA. Se nós conseguirmos traduzir isto para Angola, seria magnifico, ganhávamos todos, tínhamos muito mais capacidade de produzir mais música, porque os artistas precisam deste estimulo”, aconselhou. 

O artista recebe até hoje relatórios de rendimentos de canções que produziu para outros artistas há cinco ou 10 anos e realça que quando se produz os famosos clássicos, o “bolo” também é maior. “Desde o momento que me inscrevi na Sociedade Portuguesa de Autores, comecei instantaneamente a ganhar pela repercussão das minhas músicas, ou seja, estou quieto em casa, numa época como esta da pandemia, recebo algum emailsinho, da SPA a dizer seu saldo é de  x euros”, partilhou.

Humilde, Tafinha reconheceu que nunca foi dos músicos angolanos de maiores concertos. O segredo da estabilidade na carreira está na forma como capitaliza os meios que dispõe. Aconselha, no entanto, outros artistas a, no acto da negociação, assinarem sempre algum documento.

as cargas mais recentes

Burna Boy protagoniza o seu primeiro live a partir de Londres

há 2 anos
Após o lançamento de “Twice As Tall”, o músico nigeriano, adaptando-se ao novo normal, está a promover a obra. No próximo dia 18, Burna Boy vai ao ‘Live From London’ protaginozar o seu primeiro espectáculo.

O aniversário é de Sarissari mas o presente é para os fãs

há 2 anos
No dia em que comemorou mais um aniversário, o músico Sarissari lançou videoclipe da música `Banhada´ com a participação de Itary, artista também agenciada pela Hey Hey Heyyy Entertainment. Produzido a 50% durante o início do isolamento, o vídeo contou com o suporte técnico da Negro Pictures.

Wycleff Jean selecciona angolano Jeff Brown para o “Challenge”

há 2 anos
A selecção do rapper angolano foi confirmada pelo próprio Wycleff, na sua página do instagram, notificando o participante e deixando a seguinte questão: Acham que ele (Kota Kulanda) merece os 1000 dólares?

Anitta terá música e camisola personalizada nos jogos da PlayStation

há 2 anos
A cantora será a representante brasileira na lista de músicas da FIFA 21 nos jogos de consolas. O anúncio foi feito ontem pela EA Sports. Para além de música, Anitta terá também uniforme personalizado no FIFA Ultimate Team.

Conheça Silva Canganjo, o pensador do projecto Retrato

há 11 meses
Tem apenas 21 anos e vem desenhando há três edições um projecto que se adivinha promissor, tendo o último deles, constituído um marco para o Hip Hop nacional, sendo a primeira vez que uma figura singular do Rap é retratada em teatro, propriamente Big Nelo.

Dj Bruno AG disponibiliza nova música ” Motivação”

há 2 anos
Dj Bruno AG lançou hoje no Kison, o seu mais recente trabalho, intitulado “ Motivação”, com a participação do kudurista Puto Mira e o Rapper Uami Ndongadas.

Universidade Hip Hop já conta 11 anos de existência

há 4 meses
Para Celebrar o seu 11.° Aniversário, a UHH organizou no passado dia 6 de Março, um evento híbrido, que juntou presencial e de forma virtual, vários apreciadores e praticantes dos elementos da Kultura Hip Hop, para um brinde e uma roda de conversa cujo tema central foi “O que deseja para o Hip Hop em Angola”.

Bow Wow manifesta interesse em lançar um último álbum sob chancela da Death Row Records

há 4 meses
Desde que foi adquirida por Snoop Dogg todos os olhos se voltaram à icónica gravadora. Aposentado da música desde 2016, Bow Wow elegeu a Death Row Records como lar perfeito para o seu último álbum, durante uma sessão de perguntas e respostas no Twitter.

Mundo chora a morte de Desmond Tutu

há 6 meses
O clérigo que usou o púlpito e oratório espirituoso para ajudar a derrubar o apartheid na África do Sul, morreu hoje em Johanesburgo, vítima de cancro da próstata. Tutu liderou a comissão da verdade e reconciliação, defendia a “democracia arco-íris” e desprezava a desigualdade económica.

Rappers angolanos em destaque na revista científica brasileira

há 1 ano
A renomada revista científica brasileira de ciências humanas “Convergência Crítica” decidiu destacar na sua primeira edição Kid MC, MCK, Kamessu e Flagelo Urbano.

União Mundo da Ilha e União Recreativo do Kilamba não vão participar do Carnaval Live 2021

há 1 ano

Alice Julie mostra os frutos da parceria com a Milionário Records

há 2 anos
Desde pequena sonhou em se tornar numa estrela da música, um desejo que será agora materializado pela Milionário Records. A mais recente aposta da produtora já começou a trabalhar para os seus dois primeiros álbuns e esta sexta-feira (27) vai testar o público com o single “Encaixe Perfeito”.

Kina estreia-se a solo com EP ‘Família’

há 3 meses
Após os singles “Sorriso” e “Errado” terem sido lançados nas plataformas digitais e terem conseguido algum destaque nas playlists editoriais,“New Music Friday Portugal” do Spotify e “Novidades Do Dia” da Apple Music, segue-se a EP “Família”, onde Kina destaca a importância da família enquanto alicerce pessoal num tema com um sentimento enorme onde a boa mensagem é destaque.

16 anos de “Artes ao Vivo”

há 2 anos
A efeméride é marcada com uma exposição online que imprime a historiográfica do projecto, bem como um debate entre Lukenny Bamba e Kool Klever, cujo tema será a “Existência, persistência e a criação do Artes ao Vivo”, amanhã, a partir das 14 horas no Eclético FM.

O reencontro: músicos recordam auge da carreira

há 2 anos
Há quase 10 anos que Fedy Kalupeteka, Tivine Flay, Hélvio e Sukumula já não pisavam um palco, aliás, apenas dois deles vêm se apresentadando como cantor. Este domingo, voltaram a subir ao palco e protagonizaram três horas de emoções.

Morreu Fernando Quental, autor de ‘Quando eu fui a Benguela’

há 1 ano
O músico angolano Fernando Quental faleceu hoje em Portugal, vítima de doença, apurou a Revista Carga de uma fonte.