DMX será homenageado com uma estátua na sua terra natal

O rapper morreu ontem vítima de paragem cardíaca, consequente de suposta overdose, após uma semana de tratamento intensivo num dos hospitais de Nova York, Estados Unidos da América, e será homenageado com uma estátua ou rua na sua cidade natal.

“Poderá, em breve, ter uma estátua ou uma rua com o nome dele na sua cidade natal … mas primeiro, a cidade de Yonkers, NY dará boas-vindas à família do falecido para realizar seu serviço memorial lá, se assim escolherem”, garantiu Mike Spano, perfeito de NY.

Sobre o cortejo fúnebre, fonte próxima à família revelou que haverá uma reunião na segunda-feira, onde se vai decidir sobre a cerimónia, adiantando que poderá ter uma pública e outra privada. Contudo, o governador disse ao TMZ que prefere que se realize no memorial em Yonkers Raceway, o maior espaço ao ar livre da cidade.

Spano sustenta que a cidade natal de X quer aliviar o fardo da família, por isso abriu as portas para eles usarem o terreno da pista de corrida de cavalos, caso seja necessário.

Artista de voz rouca, que produziu canções como “Ruff Ryders ‘Anthem” e “Party Up (Up in Here)”, depoimento indica que X morreu “com a sua família ao lado, após ter sido colocado em aparelhos de suporte vital nos últimos dias”.

DMX atingiu o estrelato no Rap, em 1998, com o primeiro álbum de estúdio, “It’s Dark and Hell is Hot”, que estreou em primeiro lugar na parada de 200 álbuns da Billboard. O disco multiplatina foi sustentado por vários sucessos, incluindo “Ruff Ryders ‘Anthem”, “Get At Me Dog”, “Stop Being Greedy” e “How It’s Goin’ Down.

O rapper, cujo nome verdadeiro é Earl Simmons, lutava contra o vício de drogas desde a adolescência e faleceu aos 50 anos. O seu advogado, Murray Richman, havia dito anteriormente que não poderia confirmar relatos de overdose de DMX.

as cargas mais recentes

Qual é o álbum de rap angolano mais ouvido?

há 3 anos
Depois do florescimento nos anos 90, entre 2000 e finais de 2002, o movimento registou um pequeno recuo, pois vários grupos foram desaparecendo. A partir de 2003, o Rap passou a figurar da lista dos estilos musicais com maior aceitação do público.

Heavy C oferece seguro de saúde que ganhou de Ary a Socorro

há 6 meses

Constelações apresenta “cantar Manguxi”

há 2 anos
O programa “Constelações”, da RNA, efectuou sexta-feira uma edição especial, onde homenageou o primeiro presidente de Angola, Agostinho Neto, e apresentou a exposição em comemoração ao aniversário da estação radiofónica.

NGA disponibiliza hoje três novos projectos musicais

há 2 anos
Constituído por “Só Se Vive Uma Vez”, “Por Nós” e P’ra Nós”, o triplo lançado nas celebrações do 38.° aniversário do artista angolano radicado na Linha de Sintra representa a consistência lírica do vasto registo fonográfico, onde se destacam “Filho Das Ruas”, “King”, “Filho Das Ruas 2.

Yola Araújo e LS Republicano rompem contrato por alegada “incompatibilidade”

há 2 anos
Depois de pouco mais de 10 anos de trabalhos, a cantora deixa de pertencer a LS Republicano, por causa de “incompatibilidades”.

Empresa abre processo judicial alegando que perdeu prestígio por causa da parceria com Drake

há 2 anos

Lendária peça teatral `Hotel Komarka´ celebra 15 anos com ciclo de apresentações

há 2 anos

Precursores da coreografia Jerusalema com agenda de “ouro”

há 2 anos
O maior ganho, depois do sucesso do vídeo, foi a garantia da vice-presidência da república da criação de uma academia de dança, mas ainda sem data definida.

Conheça Triple Star C, o músico nigeriano que decidiu fazer carreira em Angola

há 2 anos
O seu sucesso começou na Nigéria, pisando palcos com artistas como Davido, para além de actuar em festivais na África do Sul, Gana e RDC. Mas é em Angola que Triple Star C quer fazer a carreira E, aos poucos, vai ganhando título de promotor e representante do Afro Naija em Angola.

O Incesto Real: Novo romance de Comandante Jujú é amanhã no programa ‘Bom dia bom dia’

há 2 anos
Cruzando os séculos, narradores e uma vasta rede de possibilidades, o autor joga com os laços e armadilhas da vida para nos oferecer uma outra história de uma certa Angola.

Sandra Cordeiro anuncia EP mais comercial e menos clássico

há 3 anos
Trata-se de um maxi single com quatro faixas musicais nos estilos Kizomba, Afro Folclórica, Balada e Semba, que seria publicado no mês passado, mas que, devido à pandemia, estará à disposição dos fãs, por via digital, depois do levantamento do Estado de Emergência.

Fat Joe vai lançar um livro sobre os momentos mais sombrios da sua vida

há 10 meses

Por onde andam os Detroia?

há 3 anos
Depois do sucesso da música “Bela”, tida como “febre”, o tempo foi “tomando Paracetamol” e a febre passou. O grupo gravou outras músicas, como “Tubia”, “Envelheceu”, entre outras, mas sem o sucesso do “Bela” e nem serviram para manutenção do grupo na “boca do povo”.

Novo álbum de Matias Damásio já está disponível

há 2 anos
Trata-se de um projecto musical com seis faixas nos estilos Semba, Kizomba e Pop com participações de Filho do Zua, Aina Quach e Puto Português. Está oficialmente disponível desde ontem nas plataformas digitais.

Artista Ricardo Fanju transforma blindados e tanques de guerra em belas obras de artes no Bailundo

há 2 anos
O artista espanhol Ricardo Fanju começou no Bailundo, província do Huambo, o projecto de transformação dos blindados e tanques de guerra em belas obras de artes, trazendo para o mundo e para os angolanos a mensagem de uma Angola sem guerra e, transformar o que noutrora seria motivo de tristeza em verdadeiros pontos turísticos.

50 Cent vai usar música do rival Rick Ross na sua nova série

há 3 anos
50 Cent e Rick Ross são rivais assumidos da história do Hop Hop, mas nos últimos anos os dois rappers vêm mostrando que respeitam atrabalhos um do outro. À Billboard, 50 Cent revelou que vai adaptar a música do seu rival na sua nova série sobre o Black Mafia Family.