Do Kuduro ao Rap: Alé G Fiigura mostra o quanto vale

Foi a dançar Kuduro que Alé G Fiigura descobriu a veia artística e hoje está a solidificar a carreira no Hip Hop, transformando-se numa das vozes  promissoras do Trap no país.

Alé G Fiigura não é um músico de rótulos, mas é no Trap que se tem notabilizado. Já lançou um EP com o seu grupo Fiigura, ao lado de Jay C & Young Bang, e  uma mixtape DNMC. Ambos disponíveis no YouTube e na sua página oficial do Facebook. 

Começou a cantar em 2014, e só este está a dar passos largos na carreira, uma caminhada influenciada por Jay-Z, Lil Wayne e Sérgio Figura. Agora, o rapper soma e segue. A 30 deste mês, colocará mais um EP no mercado. A obra intitula-se EP 2.6 e traz conteúdos motivadores e contextuais.

 O artista não só canta, também dança, compõe, produz e é o CEO da Right Time Records, uma produtora independente que vai atraindo outros nomes. Alé G Fiigura fala sobre o futuro da sua carreia.

Do Kuduro ao Rap: Alé G Fiigura mostra o quanto vale

 Como se deu a transição da dança para o Rap?

A transição chegou por ser muito fácil. Comecei no estilo Rap, mas dançava o Kuduro. Nunca cheguei a actuar em palcos como dançarino, era algo que praticava dentro do condomínio e no colégio.

Por que razão optou por seguir a carreira como rapper e não como kudurista? 
Em casa, sempre ouvimos rap e sempre fomos amante desse grande estilo. O Kuduro é algo da nossa terra, que merece muita valorização de todos nós.

Depois disso, lançou dois projectos. Fale-nos um pouco sobre essas obras.
Sim. Lancei o DNMC-Deus No Meu Caminho. O segundo foi o EP Bustle, com os Fiigura, que é o meu grupo. Bustle é o primeira do grupo Fiigura.

Neste momento, o que tem estado a preparar para a sua carreira a solo?
Estou a preparar um EP “ com 4 faixa, que sai a 30 de Dezembro, dia do meu aniversário. Uma forma de brindar a vida. A obra chama-se EP 2.6. Neste EP, quero valorizar a vida e mostrar o que realmente sou e o que quero alcançar. Terá uma participação do Odecenas.

Possui uma produtora. Que outras competências artísticas traz?
Sou compositor e motivador social e dono de um estúdio de música. Isso me dá mais competência e força para trabalhar.

Que palcos já pisou e qual a maior lembrança que carrega sobre eles?
Somente este ano a minha carreira começou a dar passos largos. Não tenho muita história marcantes em relação à shows ou palcos.

Que futuro antevê para a sua carreira pelo que tem feito?

Antevejo uma boa entrada em 2021. Terei novos projectos e quero dar grandes passos na música.

Nome completo: José Malundama dos Santos Panzo

Local de nascimento: Uíge

Idade: 26 anos 

Residência Actual: Luanda 

Estilo de música : Hip Hop/Rap

Instrumento: Voz 

Influências: Jay C , Sérgio Figura, Young Bang , Jay Z.

Desejo: continuar a ter saúde e dinheiro. 

as cargas mais recentes

OTAN disponibilizam single `Vais Sengar´

há 3 anos
“Sengar” é uma expressão angolana para os recém-divorciados que após o fim do casamento regressam a casa dos pais, e a música evolui em torno dessa ideia numa vibe engraçada e cativante. Trata-se do terceiro single editado do futuro álbum do grupo que terá um lyric vídeo a acompanhar.

Britney Spears não voltará a subir aos palcos enquanto estiver sob tutela do pai

há 2 anos
Britney Spears voltou a ser notícia ontem. A cantora disse que prefere deixar de subir aos palcos enquanto seu pai mantém o controle sobre sua carreira, referindo que a tutela de 13 anos “matou os seus sonhos”.

Akon fez empréstimo de 1 bilhão de dólares para investir em energia solar em África

há 3 meses

Filha de DMX vai participar no álbum póstumo do rapper

há 2 anos
A filha de DMX, Sonovah Hillman Jr., de 8 anos, será apresentada no próximo álbum do rapper. Espera-se que a colaboração impulsione a carreira da jovem promissora no Hip Hop.

Banda Maravilha “passeia” 28 anos de mestria no palco do `Ao Vivo´

há 1 ano
Emitido originalmente no passado dia 22 de Janeiro, o programa `Ao vivo´ da Zap vai brindar os fãs já este sábado, dia 25 de Setembro, com a reemissão do show protagonizado pelo quinteto que com o reconhecido contributo de antigos integrantes, há 28 anos moderniza o Semba sem deixar máculas.

Familiares de Pablo Escobar processam rapper 2 Chainz

há 3 anos
Os familiares de Pablo Escobar abriram um processo crime contra os restaurantes do rapper 2 Chainz localizados em Atlanta. A batalha judicial obriga o músico à indemnização de 10 milhões de dólares e proíbe-o de usar o nome do ex-barão da droga.

Racionais MC´s dão indícios de um possível retorno à ribalta

há 1 ano
O jejum de lançamentos inéditos do quarteto já dura sete anos, porém, parece estar a chegar ao fim, a boa nova foi lançada no Twitter oficial do grupo.

Luz Feliz protagoniza recital “Entre Risos e Pensos”

há 4 meses
Como o próprio nome sugere, será proporcionado um espaço para pensamentos/reflexões sobre vários temas candentes da nossa sociedade, mas também gargalhadas.

OTAN disponibilizam single `Habilidosa´

há 2 anos
Na senda dos êxitos “Sou Louco” e “Vais Sengar”, que tiveram destaque nas plataformas digitais em Portugal, figurando em Playlist Editorias de renome, “Habilidosa” é o single que se segue, a música fala, genericamente sobre as mulheres que atingem determinados fins usando “artimanhas”.

Sucesso Para Esses Wis: Euros Bambata traz participação de Rui Orlando em novo single

há 2 anos
Se há algo que Euros Bambata não receia, é competição e com este tema o artista demonstra isso mesmo desejando em dueto com Rui Orlando “Sucesso Para Esses Wis”, sendo os wis todos aqueles que representem oposição.

UNAP pode encerrar as portas dentro de dias

há 3 anos

Música feita por Dodó “vem de uma alma pura” disse Manu Dibango antes de morrer

há 3 meses

Moniz Silva é o novo presidente da FAB

há 2 anos
Com 17 votos, o antigo vice-presidente do 1º de Agosto Moniz Silva venceu as eleições na Federação Angolana de Basquetebol, tornando-se no seu novo presidente.

Afinal vidas angolanas também importam

há 3 anos
A classe artística angolana quebrou o silêncio e decidiu dar um basta à indiferença perante a brutalidade e violência policial que, vezes sem conta, resultaram em mortes, como foi o mais recente caso de José Manuel, morto à tiro no Prenda.

Rui Orlando canta na Casa 70

há 2 anos
O músico Rui Orlando vai reabrir a temporada musical na Casa 70 no dia 14 de Abril, dando sequência nos dias 15 e 16 do mesmo mês, num evento produzido pela LS Republicano.

Reptile: “Considero-me um artista bem-sucedido e sei que muitos se revêm na minha história”

há 2 anos
No dia 27 deste mês, o rapper vai colocar mais um álbum no mercado. Intitulado I.C.O.N (Invejosos Continuam a Odiar o Nikka), a obra produzida pelo moçambicano Ell Puto e Alleny. Além de Preto Show, Rui Orlando e Tchoboli, reúne importantes artistas da nova geração.