Do Kuduro ao Rap: Delver Mancha mostra a naturalidade do seu talento

Já não é novidade emergirem-se grandes talentos motivados por alguma inquietação ou desejo pessoal como é o caso do rapper e produtor Delver Mancha, que descobriu o dom de cantar enquanto buscava por algum consolo na música.

Actualmente canta Rap e, ao mesmo tempo, é produtor. Se recuarmos no tempo para ver onde o músico começou, será difícil acreditar que este é o mesmo Delver que, em 2008 , procurava por um “lugar ao sol no Kuduro”.

Desde que decidiu trocar as batidas e as danças do Kuduro pelo Hip Hop, tem-se revelado um artista promissor. No sábado, lançou um novo EP. Intitula-se “Autêntico” e está disponível no YouTube e Mediafire.

Há muito mais novidade por de trás deste talento. Delver Mancha deixa suas impressões à Carga.

Do Kuduro ao Rap: Delver Mancha mostra a naturalidade do seu talento

Por quê optou por cantar Rap?
Optei por cantar Rap em 2013 porque na altura, estava a passar por momentos não muito bons na minha vida e senti que era a maneira de exprimir o que tinha por dentro.

E agora, qual é o seu maior desafio?
Eu sou um artista nascido na cidade e que cresceu no gueto, então sempre vivi entre os dois e conheço bem as duas realidades. O meu maior desafio é mostrar que não importa de onde venho, o importante é onde vou .

Decidiu cantar Rap porque havia algo por dentro que precisava de expulsar. O quê o Rap mudou na sua vida?
O Rap tornou-me numa pessoa melhor, que compreende a vida e as suas adversidades. Se não fosse o Rap, provavelmente seria um jovem frustrado.

Saiu do Kuduro para o Rap. O que teve de fazer para conseguir se enquadrar rapidamente?
Não tive aí grandes histórias. Comecei em 2013, mas profissionalmente há uns 4 anos. Além de cantar, faço produção musical, por isso não foi lá tão difícil me enquadrar.

Em que o podemos diferenciar de outros artistas da sua faixa etária?
A diferença é que eu sou muito adulto em termos de rimas. Mesmo não escrevendo na maioria das vezes, não primo apenas pelo imediatismo. Trago bom flow, rimas, sonoridade, beats e mixagem muito diferentes.

O que tem caracterizado o início da sua carreira?
Os meus primeiros anos tem sido de aprendizagem, muito trabalho de estúdio porque, além de cantar, também produzo.

De 2013 para cá, passam-se uns oito anos. Que palcos já pisou?
Já pisei vários palcos e festivais até de grande porte. Por exemplo, já estive no show da Tigra; já estive no festival da Luandina; já estive em muitos outros.

Nome artístico: Delver Mancha

Nome completo: Sílvio David Inácio António.

Ocupação: cantor e produtor

Género musical: Hip Hop.

EPs: Autêntico; 2 de Junho, 2 de Junho ( Encarcerado) e 2 de Junho ( Terapia). Mixtapes: Mágico e Rei.

Produtora: indepentente.

Idade: 21 anos.

Morada: Golf 2, distrito do Kappa.

as cargas mais recentes

Brasileiros rendidos a Kid MC

há 2 anos
A música “Oração”, tema promocional do projecto Dj Caique e Kid MC, com o título “Décimo sexto ano”, parece ter convencido os amantes do rap, os brasileiros em particular.

Conheça o perfil dos apurados para a 2a Edição da Residência Artística LUUANDA

há 11 meses
A residência artística que vem desafiar os “eleitos” a trabalharem sob o tema `Fronteiras Perdidas´, de José Eduardo Agualusa, já está a decorrer em Luanda entre os dias 18 de Outubro a 1 de Novembro de 2021.

Burna Boy representa músicos africanos na Casa Branca

há 2 anos
Burna Boy foi o único artista africano presente na lista dos quarenta e seis músicos cujos temas foram seleccionados para a cerimónia inaugural de Biden e Harris à Casa Branca.

Rapper Mo3 morto a tiro em Dallas

há 2 anos
Rapper Mo3 foi baleado ontem em Dallas, estado do Texas, durante um tiroteio, enquanto seguia, na sua viatura, em direcção ao Norte daquela circunscrição dos Estados Unidos da América.

Filha de DMX vai participar no álbum póstumo do rapper

há 1 ano
A filha de DMX, Sonovah Hillman Jr., de 8 anos, será apresentada no próximo álbum do rapper. Espera-se que a colaboração impulsione a carreira da jovem promissora no Hip Hop.

Black Coffee apresenta set especial para o famoso concerto Tiny Desk da NPR

há 2 anos

Mano a Mano: Mano Brown democratiza debates no Spotify

há 1 ano
Mano Brown estreou o podcast no passado mês de Agosto, com a rapper artista Karol Conká, também já passaram pelo programa Drauzio Varela e mais recentemente o ex-presidente do Brasil, Luiz Inácio Lulas da Silva.

Era de Snoop Dogg na Death Row não contará com icónicos álbuns de 2Pac e Dr. Dre

há 7 meses
Passadas mais de duas semanas depois de anunciar a aquisição da Death Row Records, Snoop Dogg continua a negociar o catálogo da gravadora com a MNRK Music e Blackstone.

Após alegado escândalo sexual, Marvel Studios descarta TI de Ant-Man 3

há 2 anos
TI desempenhou um papel coadjuvante nos primeiros dois filmes do Homem-Formiga e embora pessoas próximas ao projecto da Disney tenham dito que nunca foi “programado o retorno do rapper”, a imprensa internacional veicula que a decisão tem a ver com a recente acusação.

Álbuns de Alicia Keys, A Trible Called Quest e Wu-Tang Clan serão considerados Património Nacional dos EUA

há 5 meses
Os álbuns de Wu-Tang Clan, A Tribe Called Quest, Alicia Keys estão entre os escolhidos para integrarem o Patrimônio Nacional dos Estados Unidos da América, por serem considerados culturalmente, historicamente e esteticamente bastantes significativos.

Kendrah: “Quero ser lembrada como uma das mulheres mais importantes da história do Rap”

há 2 anos
Natural das Ingombotas, Kendrah começou a cantar na igreja. Mais tarde, decide honrar o legado de Marita Vénus e Dona Kelly. Aos 15 anos, tornou-se na artista mais nova a ser nomeada para o Top Rádio Luanda. Depois disso, participou de projectos, partilhou os melhores palcos de Angola. Hoje com 21 anos, prepara algo que pode mudar a história do Rap nacional.

Fundação Arte e Cultura encabeça festival cultural internacional de homenagem aos heróis da Covid-19

há 2 anos
O festival internacional de arte, em homenagem aos heróis da Covid-19 e de luta contra o racismo “Change is in Unity”, está ser encabeçado em Angola, pela Fundação Arte e Cultura e decorre na Ilha de Luanda, sob os valores Amor, respeito, resiliência, solidariedade, empatia e igualdade.

DJ Pelé, Flagelo Urbano e Ikonoklasta representam a classe artística na manifestação

há 2 anos
Os músicos Flagelo Urbano, Ikonoklasta, Ready Neutro, MCK e DJ Pelé representam, a classe artística na manifestação pacífica, que decorreu hoje, em Luanda, visando alertar ao governo para fim do elevado custo de vida no país, mas que terminou com a confirmação de mortes.

Vado Poster: De bate-chapa a principal referência do Afro House da actualidade

há 8 meses
Vado Poster integra a geração vanguardista do Afro House e é hoje uma das principais referências do estilo em Angola. Com uma carreira já coroada de êxitos, o DJ e produtor prepara-se para colocar a sua primeira obra discográfica no mercado.

Dupla Ela abre agenda cultural de 2021 com o recital `O Kanto D´Ela´

há 2 anos
A estreia d’O Kanto D´Ela, acontece neste sábado, dia 06 de Março, pelas 19 horas, no Centro Cultural Brasil em Angola e dá início à tournée homônima.

Seis sugestões de actividades para prestigiar o Dia Mundial do Teatro

há 2 anos