Documentário `Reino do Kongo: Em busca do reino destruído´ já cumpre agenda internacional

Após a exitosa estreia em Luanda, o documentário `Reino do Kongo: Em busca do reino destruído´ segue viagem para o Reino Unido, França, Bélgica, Brasil, Argentina, Estados Unidos, Canadá e Caraíbas.

Também faz parte da agenda, uma exposição de fotográfica da autoria de Damião Lima, datada de 2004-2005, que deverá ser realizada em Mbanza Congo, passando ainda pelos restantes cinco municípios do Zaire.

A actividade que teve lugar na Mediateca de Luanda, superou as expectativas do autor, com uma multiplicidade de público a prestigiar a estreia. Particularizando as contribuições do público juvenil, o autor detalha que “elogiaram a iniciativa e sentiram-se orgulhosos pelo documentário”, não só pela representatividade, mas principalmente por ser uma versão muito diferente das habituais.

Apesar de ser prematuro adiantar datas, Ne Kunda Nlaba já trabalha para fazer uma apresentação mais abrangente do filme não ficcional, na capital luandense, a fim de receber também a avaliação dos críticos da matéria, que considera ser um incentivo imperioso e necessário para “trabalhar mais e melhor, continuar a promover a nossa história na nossa sociedade e no mundo.”

Sobre o documentário
`Reino do Kongo: Em busca do reino destruído´ é um filme não ficcional que reapresenta Reino do Kongo na óptica africana, desconstruindo tudo o que nos foi ensinado sobre o tema.

Em 104 minutos, o documentário não é massante e, mostra-se instigante à medida que vai avançando. Temas como a ascenção de King Mvemba NZinga, a figura que potenciou a indução do cristianismo aos nossos ancestrais, a queda do extinto Kongo Dia Ntotela, as alegadas inverdades sobre as trocas mercantis, bem como as facilidades do tráfico de escravos, são descortinados neste material investigativo, que nos convida a abandonar os livros e leva-nos à uma viagem reflexiva em torno “deste grande estado destruído”.

`Reino do Kongo: Em busca do reino destruído´, é sobretudo uma ferramenta que nos leva a questionar e não nos fiarmos em fontes europeias, é-nos apresentado, além das escavações arqueológicas, os escritos de historiadores, sociólogos e antropólogos do Kongo e a tradição oral também ajudam a reconstruir essa rica história usando livros, correspondências entre os reis do Kongo e portugueses, retratos, testemunhos de chefes tradicionais e guias do Museu dos reis do Kongo.

as cargas mais recentes

Yola Semedo anuncia novo EP

há 3 anos
A obra contará com cinco a seis músicas inéditas. Sem revelar a data de lançamento e nem o título, garante que sai ainda este ano.

Barack Obama revela na sua playlist que ouve Burna Boy

há 2 meses

Ambientalista angolana entre os finalistas do prémio da ONU

há 2 anos
A engenheira angolana de produção de petróleos Fernanda Renee Samuel, que trabalha na área de protecção ambiental, é uma das 35 finalistas que estão a concorrer para o prémio “Jovens Campeões da Terra”.

Mais de 35 músicos nacionais e internacionais juntam-se num espectáculo online

há 2 anos
Denominado Eu Fico No Kubico, o festival abriu ontem com a rapper Elisabeth Ventura e vai até 13 de Maio. Durante 28 dias, os músicos vão levar alegria às casas dos fãs. O objectivo é incentivar todos a não sairem de seus aposentos.

Actor angolano condenado a pagar mais de 91 milhões de kzs por plagiar uma obra

há 3 semanas

Professor Elavoko aborda “Coisas que (não) se dizem” em livro

há 8 meses
‘Coisas Que Não Se Dizem’ é um livro que aborda fenómenos sociais reputados por tabús ou sensíveis para debate público, porém com muitas incidências na sociedade angolana e não só. Temáticas como pornografia, abuso sexual e outros são destacadas na obra, de forma específica, trazendo os seus pontos negativos mais sonantes.

Angola Music Awards: Vencedores serão conhecidos este mês

há 12 meses
A gala de tribuição dos prémios do Angola Music Awards acontece já no próximo dia 22 de Outubro, no Centro de Conferências de Belas, em Luanda.

SADIA ameaça levar Unitel a tribunal

há 1 ano
A Sociedade Angolana de Direitos de Autor exige 453 milhões de Kwanzas da operadora de telefonia móvel, pelas músicas executadas no Kisom Unitel e Toque de Espera.

Lukie disponibiliza videoclipe do tema “Amor”

há 2 anos
Gravado em Maputo, na Ponta do Ouro, este novo vídeo reflecte a mensagem principal do tema: amar incondicionalmente, “como o mar infinito”.

Tory Lanez é preso por posse ilegal de arma

há 2 anos
O rapper canadense foi detido por de porte de arma na madrugada de domingo, após perseguição policial. Segundo sites internacionais, a polícia foi chamada para atender uma denuncia de perturbação na parte externa de uma residência em Hollywood Hills. Tory foi solto seis horas depois, tendo pago fiança de 35 mil dólares.

Dj Havaiana cria grupo de música para promover as línguas nacionais

há 2 anos
O quarteto canta nas línguas Umbundu, Cokwé, Kimubundu entre outras e faz fusões de House Music com o Kuduro. Já possui um EP e anuncia a faixa de estreia.

Cee Lo Green é acusado de misoginia após criticar hipersexualização de Cardi B, Megan The Stallion e Nicki Minaj

há 2 anos
Para o também rapper, que falava em entrevista à Far Out Magazine, deveria haver um “tempo e um lugar” para o “conteúdo adulto” na música, lembrando que “muita música hoje é lamentável e decepcionante em nível pessoal e moral”.

Lou Ottens, precursor da portabilidade musical morre aos 94 anos

há 2 anos
Conhecido como o “Pai” da cassete de fita, o engenheiro holandês, foi nada mais que um inventor revolucionário na década de 1960, cuja criação democratizou o sector musical, facilitando a portabilidade e alcance.

5ª edição do Slam Tundawala tem início dia 29

há 1 semana
O Centro cultural Brasil Angola, acolhe mais uma vez, de 29 de Setembro a 1 de Outubro, o Slam Tundawala, um festival de poesia e performance que tem o objectivo de fomentar a literatura oral e impulsionar a competição saudável e criativa a partir de batalhas de poesia falada em Angola.

Moniz Silva é o novo presidente da FAB

há 2 anos
Com 17 votos, o antigo vice-presidente do 1º de Agosto Moniz Silva venceu as eleições na Federação Angolana de Basquetebol, tornando-se no seu novo presidente.

Paulo Flores representa África no concerto promovido pela ONU e OMS

há 2 anos
Maio parece ser mês de Paulo Flores, depois do convite da Apple Music, o artista angolano participa de um concerto virtual organizado pela OMS e pela ONU a alusivo ao Dia da Cultura da Língua Portuguesa e ao Dia Mundial da Higiene das Mãos.