Dog Murras: “A música ‘Não!!!’ deverá ser a palavra de ordem, se quisermos uma Angola melhor para todos”

Dog Murras está a partilhar com o público momentos de alegria e reflexão, após o lançamento, no passado dia 18, da música “Não!!!”, que conta neste instante com 48 mil visualizações no Youtube e inúmeras reacções em outras redes sociais.

O tema é primeira faixa do seu oitavo álbum de estúdio, traz uma mensagem aberta sobre a definição das políticas públicas e alinha-se no pensamento crítico-social com que é conhecido há décadas.

A adesão em massa à música, considera o artista, deveu-se ao facto de muitos se identificarem com o tema em questão e sublinha que, à medida que tempo vai passando, tem sentido a necessidade de alterar as abordagens nas suas composições.

Há alguns anos tem forjado o lançamento do novo álbum. “Não!!!” é um dos temas que  completam este disco?

Sim!!! O álbum continua a ser costurado, o tema “Não!!!” é o primeiro single deste que será o oitavo álbum de originais da minha carreira. 

Pelas reacções, nota-se que o público tem sede das suas músicas. Não acha que devia aproveitar para tirar o tão desejado álbum?

A reacção tem sido incrível! Provavelmente a novidade sobre o meu regresso aos palcos deixou muitos muximas felizes, o que a mim, deixa por demais agradecido. Quanto à saída do álbum é uma questão de tempo, vai obedecer a um plano estratégico e na hora certa virá a publico.

Na sua opinião, o que influenciou a adesão do público ao tema?

Acredito que o segredo do sucesso da música, principalmente nas redes sociais, seja o facto de as pessoas se identificarem com a mensagem aberta.

Título: Não!!!
Artista: Dog Murras

Acha que são estes tipos de assuntos que os ouvintes gostariam de ver os artistas angolanos a abordarem?

Acho que não tem nada a ver. As pessoas precisam entender que a diversidade faz parte da beleza da criação divina e isso se reflecte em todos os aspectos da natureza humana. Nós não podemos todos cantar sobre os mesmos assuntos. A diferença nas vozes, nas vibes e no estilo musical, bem como as mensagens diferenciadas preenchem as pessoas em diferentes momentos da sua vivência e enriquecem a nossa cultura.

“Não!!!” é uma música ousada. Não receia que venha a ser acusado de incitar a subversão popular?

Por um lado, a música “Não!!!” não foge a minha linha de composição musical. Por outro, nós sempre dissemos “sim” sobre decisões e políticas sociais que beneficiam uma minoria e prejudicam a maioria do hommo angolensis. A música “Não!!!” vem com a clara intenção de levar os “mangops” a reflectirem sobre a necessidade de não podermos mais aceitar o actual status quo. A música “Não!!!” vem p’ra dizer que precisamos de políticas publicas idôneas, responsáveis, cuja efectividade se reflictam no bem-estar do nosso povo. Não podemos mais continuar a viver de improviso. A música “Não!!!” deverá ser a palavra de ordem, se quisermos uma Angola melhor p’ra todos nós.

Boa parte do álbum já estava concluído. O tempo vai passando e novos assuntos com ele vão surgindo. Tem sentido a necessidade de mudar as abordagens constantemente?

Ya! Essa é a missão, principalmente de um artista de intervenção social como eu; acompanhar o tempo, as circunstâncias e a os factos para poder oferecer para as pessoas uma visão real do nosso panorama social.

O quê que mais tem sentido a obrigação de actualizar no álbum?

É hora de chamar atenção sobre as nossas péssimas decisões individuais que no final do dia comprometem toda a tibo. Esse álbum vem chamar os angolanos para a hora da Inteligência Colectiva. Temos que agir unidos e como grupo.

Ainda sobre o “Não!!!” em que circuntâncias escreveu este tema?

Esse tema é nada mais, nada menos do que o reflexo do que se vive nas ruas de Angola, no período entre 2021 até hoje em 2022. Só por isso foi lançado agora, sem mais delongas.

as cargas mais recentes

Taylor Swift acusada de plagiar no último álbum

há 2 anos
O álbum surpresa de Taylor Swift foi lançado na última sexta-feira (24) e vendeu mais de 1,3 milhões de cópias em 24 horas. A capa do disco, segundo a banda de metal Emperor, é um plágio da obra “Stridig” e apresenta evidências.

Waldemar Bastos e Carlos Burity homenageados na Galeria do Semba

há 2 anos
Volvido um mês após o passamento físico dos dois “astros” da música angolana, a Professora Rosa Roque concebeu um tributo para enaltecer os feitos de Waldemar Bastos e Carlos Burity.

Maria Bethânia finalmente aparece em Live

há 2 anos

Festividades da Francofonia encerram amanhã em Luanda

há 2 anos
A ter lugar amanhã, as 17 horas, no Mutu Ya Kevela, o aparatoso evento vai encerrar com a apresentação de duas peças de dramaturgos francófonos.

“A Dimensão Cultural do Herói Nacional” em debate no Visão actual

há 2 anos
O programa Visão Actual a ser exibido amanhã, quinta-feira dia 17 de Setembro, vai analisar a Dimensão Cultural de António Agostinho Neto, fundador da nação e primeiro presidente de Angola.

Rappers da CPLP unem-se e entram com “pé direito” para 2022

há 9 meses
Rappers da comunidade dos Países de Língua Portuguesa fecharam 2021 em grande, com o lançamento de um projecto e a disponibilização de um vídeoclip, que conta com participação de artistas de Angola, Brasil e Moçambique.

Yunami actua em solo pátrio

há 4 semanas
Volvidos quatro anos de ausência, neste seu primeiro showcase em solo pátrio, que já pode ser visto no canal de YouTube do artista, Yunami fez uma incursão aos seus projectos musicais e mostrou toda sua qualidade de escrita e flow, que remontam aos tempos áureos do underground.

Aline Frazão fala da primeira experiência em compor para o cinema: “É muito bom poder alternar projectos”

há 2 anos
‘Ar Condicionado’ é a primeira longa-metragem de Fradique Bastos e da Produtora Geração 80 e marcará para sempre Aline Frazão. Pela primeira vez, a cantora compôs a trilha sonora de um filme e escreveu um tema para Paulo Flores.

Ondaka Nation: Mercado Gospel conta com mais uma produtora exclusiva

há 1 ano
Falando à Carga Magazine, Jeff Brown determinou que para o consolidar da servidora musical, o objecto social passa por contribuir para que a música gospel se afirme profissionalmente no mercado que deve ser qualitativo, no quantitativo já existente.

Mário Gomes é laureado pelo seu contributo na expansão da música instrumental

há 9 meses
Aconteceu no passado dia 8 de Janeiro, no Arquivo Nacional de Angola (ANA), sob o lema “Identidade, Diversidade e Cultura da Angolanidade” o acto central em celebração Dia da Cultura Nacional. Na ocasião, o ministro da Cultura, Turismo e Ambiente, Filipe Zau, laureou, várias figuras afectas ao ministério da Cultura, Turismo e Ambiente, bem como artistas nacionais, dentre os quais destacamos Mário Gomes, um guitarrista em ascensão e o mais novo entre os homenageados.

Prémio Nobel da Literatura 2020 atribuído a poetisa Louise Glück

há 2 anos
Louise Glück é uma poetisa norte-americana de 77 anos conhecida pela sua “voz poética e com beleza austera, que manifestam a “existência individual universal”, em temas de infância e vida familiar ou as relações de estreia entre pais e irmãos.

Kelly Rowland assina pela Roc Nation e anuncia novo álbum

há 2 anos
Depois apresentar um vislumbre do próximo trabalho discográfico com o single `Coffee ´, Kelly Rowland reconheceu que a quarentena pode ter atrasado o lançamento, mas prometeu que a carreira tomará novos contornos com a assinatura de um contrato de gestão de carreira com a Roc Nation.

Afrikkanitha apresenta novo álbum

há 1 ano
O novo álbum de Afrikkanitha são músicas da alma patentes na cultura de cada povo e tem como objectivo a conquista do circuito internacional e será apresentado hoje às 19 horas.

O novo álbum de Lady Gaga chegou e já conquistou o número #1 na Billboard 200

há 2 anos
`Chromatica´ assinala a sexta vez que um álbum de Lady Gaga figura no topo da lista, desde o lançamento de Born This Way em 2011. O trabalho era um dos mais aguardados dos últimos tempos, por representar o retorno da cantora ao dance pop.

Luso: “Os rappers acabam por depender das acções do político para poder fazer música”

há 2 anos
Luso está no Hip Hop desde os seus 15 anos. Tem um álbum e um EP lançados e está a concluir o segundo álbum. Além disso, o músico desenvolve o projecto “Ilusionista”.

Maya Cool “dispara” indirectas e deixa músicos em alerta

há 2 anos
Depois das críticas de Mago de Sousa à Unitel, por não cumprir com o trabalho, acordado, de promoção do seu disco, é a vez de Maya Cool a juntar-se a causa, apelando aos fazedores de arte no geral a manifestarem-se a favor do colega.