Dog Murras e Bonga programam encontro histórico

São duas figuras distintas que, sem medir esforço, vêem a música o capital simbólico para içar a bandeira da resistência cultural, inspirando, deste modo, os demais a exaltar as cores da cultura angolana.

Desta vez, os músicos voltam a encontrar-se, para uma reunião fora da música. Dog Murras vai receber no dia 3 de Maio, Barceló de Carvalho ” Bonga”, na rubrica TerrATerra, para falarem sobre os nossos valores culturais, as tradições africanas e os destinos dos angolanos, numa conversa aberta à moda angolana, despida de cores partidárias.

Dog Murras entende que chegou o momento de os angolanos perceberem o seu valor pluriticultural e que é um povo multiétnico. O músico está a preparar o seu segundo livro intitulado “Todos Contra Todos” e aproveitou esta entrevista para falar do seu próximo álbum.

Como é que nasce o programa Pensar Angola?

Pensar Angola com Dog Murras” é um canal de mídia digital alternativa de opinião pública e o “TerrATerra” é uma rubrica de debates interactivos, uma linha aberta de conversas descontraídas, sem truques e pimpas, sem fato e gravata, natural, tipo aquelas que temos nos sábados, em mesa redonda no quintal dos nossos musseques, regada com funjada, kissangua e o mote principal é a preocupação com a nossa cultura, os nossos valores, as nossas tradições africanas, os nossos destinos, de modo aberto e claro, despidos de cores partidárias, sem ofensas e faltas de respeito.

Por que razão decidiram abrir a edição com Bonga?

Nestes encontros teremos a participação especial de angolanos, homens e mulheres do universo cultural, desportivo, religioso, político, social etc. Vamos contar com gente que ama Angola e luta por ela, cada um à sua maneira.  O Kota Bonga foi o convidado especial deste pontapé inicial por ser uma referência incontornável e incontestável do “bem-querer” para a nossa gente.

Dog Murras e Bonga programam encontro histórico

O que espera que se retenha dos pontos aí abordados para a elaboração das políticas públicas ligadas ao sector cultural?

Eu sou um objector de consciências. Todos os trabalhos em que me envolvo, tenho, à partida, a preocupação fundamental de deixar o meu recado aberto, por isso utilizo o linguajar da “buala”, o português de Angola, com a necessidade de ser entendido e compreendido por todos os extractos da nossa sociedade e com a finalidade de evitar distorções na minha fala. Essa é a minha parte, o meu contributo como filho desta terra, depois cabe a cada um dos outros filhos d´Angola entenderem as suas partes e darem sequência, contribuírem com os seus actos, cumprindo as suas obrigações, sejam elas morais ou profissionais.

O que isso quer dizer?

Ainda é cedo para avançarmos. Tanto eu, como a equipa que me acompanha, esperamos, com esse projecto, iluminar vias alternativas, que permitam aos nosso governantes olharem para Angola sem peneiras na frente dos olhos e que façam mais pelo nosso povo que sofre incessantemente sem necessidade.

Será um encontro memorável por aquilo que se conhece de Dog  Murras e do mais-velho Bonga. O que gostaria que os jovens aprendeseem com este encontro?

Este é acima de tudo um encontro e um debate que se faz necessário, porque ambos somos filhos desta terra que utilizamos a nossa arte, a nossa voz e o nosso capital simbólico como bandeira de resistência. O resultado esperado desse encontro é inspirar outros angolanos a fazerem parte de uma corrente do rio que desagua no mar, e não se transformarem naquela gota d´água estática, estagnada num charco. Está na hora de os angolanos perceberem o nosso valor como povo pluriticultural e multiétnico, vamos nos assumir assim, respeitando a nossa maior riqueza, que é o facto de sermos várias etnias que formam um só povo e daí formamos uma só Nação, respeitando os vários grupos e os seus modos diferentes de criar, agir, pensar e viver.

Forjava o lancamento do álbum “Argola de Ouro no Focinho do Porco” e, depois do livro ‘Matematica da Coerência’, prometeu que publicaria um outro livro…

Artísticamente falando, continuo a escrever alguns temas para o meu álbum “Argola de Ouro no Focinho do Porco”, ao mesmo passo que tenho juntado algumas notas para a minha segunda obra literária, “Todos Contra Todos”, onde revelo o meu ponto de vista profundo sobre o quanto perdemos, pelo facto de hoje o angolano ser o maior empecilho para o próprio angolano. Mas, tanto o Cd como o livro estão sem data de lançamento previsto, eu já não coloco data nem pressing sobre o meu trabalho, porque a arte deve surgir da espontaneidade. Agora, como empreendedor e motivador social, estou presente no canal Pensar Angola com Dog Murras e nas redes sociais de Dog Murras Angolano, todos os dias compartilhando experiências e a mostrar para quem quiser, onde está o rio e que é possível cada um de nós pescar e comer o seu peixe sem prejudicar a pesca do “zotro”.

as cargas mais recentes

Maya Cool abre oitava temporada do Show do Mês

há 8 meses

Lewis Hamilton é oficialmente condecorado com o título “Cavaleiro do Reino Unido”

há 10 meses
O piloto da Mercedes integra a lista de Honras de Ano Novo da Ordem do Império Britânico para receber, em Janeiro, o título de ‘Cavaleiro’ do Reino Unido pelo seu trabalho como desportista do país.

Bruno Mars responde ao pé da letra ao ser conotado como apropriador cultural em programa ao vivo

há 8 meses
Há anos que Bruno Mars vem sendo apontado por críticos de aproveitar-se da ambiguidade racial para cruzar gêneros historicamente negros e, mal regressou à ribalta, já se viu na “boca do vulcão” por conta dos obstinados questionamentos sobre apropriação cultural.

Afinal vidas angolanas também importam

há 1 ano
A classe artística angolana quebrou o silêncio e decidiu dar um basta à indiferença perante a brutalidade e violência policial que, vezes sem conta, resultaram em mortes, como foi o mais recente caso de José Manuel, morto à tiro no Prenda.

Top Dos Mais Queridos 2021 vai homenagear mulher zungueira e terá novas regras

há 8 meses

Viúva de Kobe Bryant vai processar policias de Los Angeles

há 1 ano
Vanessa Bryant decidiu agir judicialmente contra os agentes da Polícia de Los Angeles, que terão divulgado imagens do acidente que vitimou Kobe Bryant, lenda do basquetebol, que faleceu a 26 de Janeiro, após um desastre de helicóptero.

Rihanna é processada por violação dos direitos autorais

há 10 meses
De acordo com o TMZ, a cantora Rihanna está a ser processada por um duo de artistas da Alemanha, por violação de direitos autorais envolvendo uma campanha da marca Fenty Beauty.

Swizz Beatz agradece reconhecimento do Grammy, mas desaconselha artistas a se iludirem por premiações

há 10 meses
O mega produtor usou a conta oficial do Instagram para partilhar uma reflexão sobre o Grammy: “Um troféu de 200 dólares não define quem somos”.

C4 Pedro: “Zara é única no que faz. Não vai precisar competir com nenhuma cantora no mercado nacional ou internacional”

há 3 semanas
No que depender de C4 Pedro, a tradição de lançamentos ao sétimo dia do mês, vai se perpetuar, ainda que seja por meio dos associados da BLS. Hoje dia 7 de Outubro, foi feita a estreia da música Posa, a primeira de Zara como integrante da BLS.

Ariana Grande e Demi Lovato dão indícios de um possível projecto em conjunto

há 8 meses
Ao que tudo indica, Ariana Grande e Demi Lovato estão a trabalhar juntas numa colaboração. As duas artistas postaram a pista no Instagram, neste domingo (7), deixando os fãs bastante animados com a possibilidade.

Kamy Lara entre as três melhores realizadoras de África

há 1 ano
Kamy Lara ficou classificada em 3ª lugar no Prémio Adiaha, na distinção para o melhor filme realizado por uma mulher africana no Encounters-Festival Internacional de Documentários da África do Sul.

“The Rock é o unificador que Os Estados Unidos da América precisa”, diz lenda do WWE

há 8 meses

Banda Maravilha completa 28 anos

há 4 meses
A Banda Maravilha completou hoje, dia 14 de Julho de 2021, 28 anos de existência, tornando-se na terceira banda mais antiga do país no activo, superada, neste quesito, apenas pelos Kiezos e Jovens do Prenda.

Dicklas One: “Sendo o pioneiro, venho ajudar os colegas a perceberem e respeitarem os parâmetros do House Music”

há 2 semanas
Nesta nova etapa da carreira, Dicklas tem agendado um novo álbum que, à semelhança, do Filho do Povo trará outros estilos. O músico tem novas ambições, assinou com duas produtoras de referência em África, está a apadrinhar um lar e fala sobre seus projectos.

Cleyton M começa 2021 “Em Outra Dimensão”

há 10 meses
O cantor encerrou o 2020 com “To a Rolar No G”, uma música que surge após o hit “Emagrece”. Agora, o talento da Power House abre o ano com o single “Em Outra Dimensão”.

Maya Cool “dispara” indirectas e deixa músicos em alerta

há 1 ano
Depois das críticas de Mago de Sousa à Unitel, por não cumprir com o trabalho, acordado, de promoção do seu disco, é a vez de Maya Cool a juntar-se a causa, apelando aos fazedores de arte no geral a manifestarem-se a favor do colega.