Don Kikas: “A música tradicional devia ter um lugar intocável para não perdermos a matriz”

O músico está a celebrar 25 anos de carreira e na próxima semana vai protagonizar um grande espectáculo, no Capitólio, em Lisboa. Em entrevista à Carga, apresentou o alinhamento artístico e aproveitou para falar sobre suas ambições e que gostaria de ter conseguido ao longo dos 25 anos, para além de descrever o actual estado do Kizomba.

O concerto acontece às 14 horas e 30 minutos do próximo domingo no Capitólio, em Lisboa, e será transmitido pela TPA, RTP Internacional e em várias plataformas digitais e será nostálgico, porque Don Kikas promete reviver sucessos de álbuns como Sexy Baby, Pura Sedução, Xeque Mate e Raio X.

É difícil, para não dizer impossível, dissociar a música de Don Kikas da vida dos angolanos, pois, numa altura em que o país enfrentava a guerra fratricida, a fome e a desgraça roíam a esperança de muitos angolanos e as canções de Don Kikas, em particular, “Esperança Moribunda” , “ Na Lama do Amor” e “Angolamente Sensual” serviram de bálsamo e animavam as pistas de dança.

O quê está a marcar os 25 anos de carreira e que alinhamento artístico preparou?
O concerto vai ser basicamente uma viagem pelos temas mais conhecidos e marcantes da minha carreira nestes 25 anos. Considerando que uma das coisas mais marcantes para mim foi ter criado uma relação longa e harmoniosa com o meu público de vários países, começando por Angola, então vai ser também uma celebração de irmandade entre os povos.

Músicas estas que passaram a fazer parte da memória colectiva dos angolanos. Quando recua no tempo e se recorda de onde tudo começou, o que lhe vem à alma?
Uma sensação de gratidão por meu povo me ter dado a oportunidade de ver algumas músicas minhas a resistirem no tempo. É importante perceber que entre artista e o público, o povo é sempre quem manda.

O que gostaria de conquistar nesses 25 anos ainda não conseguiu?Gostaria de concretizar o sonho de ver e fazer parte de uma verdadeira internacionalização e expansão da música angolana a nível mundial. Sei que temos potencial para isso. Faltam-nos as melhores estratégias.

Habituou os seguidores a espectáculos com guitarra, piano, harmónica, baixo, bateria e percussão. Qual será o formato do concerto?
Terá uma duração de duas horas. Terei uma banda de 10 elementos composta por músicos que já trabalham comigo há bastante tempo. Terei pelo menos dois convidados de luxo, artistas mais velhos, com quem tive o prazer de fazer duetos que foram grandes sucessos.

Como é que projecta os próximos 25 anos?
25 anos é muito tempo. Mas espero continuar a fazer a minha música com entrega e sinceridade de sempre e que o público continue a gostar e a dar-me a oportunidade de subir aos palcos.

Qual é o seu ponto de vista sobre o actual estado da música, sobretudo os estilos que mais se dedica Kizomba e Guetho Zouk?
Creio que já esteve melhor em alguns aspectos. Mas também temos aspectos positivos dos últimos tempos. A nível de originalidade, acho que temos estado a perder. Os artistas estão a tornar-se cada vez mais previsíveis na música que fazem, e isso quebra o encanto da arte. Entretanto, é muito positivo o surgimento de muitos jovens promissores com grande talento, tanto cantores como instrumentistas. Falta-nos também termos um mercado nacional mais estável, com mais oportunidades para os músicos, independentemente dos lobbies e esquemas já conhecidos. Assim como a música tradicional devia ter um lugar preservado e intocável, para não perdermos a matriz.

as cargas mais recentes

Hit-Boy e Nas confirmam “King’s Disease III já está a caminho”

há 1 ano
Pouco depois de disponibilizar `Magic´, o projecto colaborativo com Nas, Hit-Boy anunciou que o 15º álbum de estúdio da lenda do rap está a ser ultimado e que além de assumir a produção, o álbum traz colaborações de A$AP Rocky e DJ Premier.

Madonna prepara filme autobiográfico

há 2 anos
O retrato autobiográfico será mais do que um musical e está a ser escrito pela própria e apresenta os 62 anos da Rainha da Pop.

Jakylsa reinventa e lança clássico “Moonwalk” de Michael Jackson

há 2 anos
A dança foi popularizada no princípio do anos 80 por Michael Jackson e caracteriza-se por um passo de dança Pop em que o dançarino se move para trás enquanto parece caminhar para frente e surge agora com Jakylsa num estilo diferente com uma coreografia inovadora.

Pharrell Williams anuncia construção de escolas destinadas a famílias de baixa renda

há 2 anos
Denominado Yellowhab, o projecto tenciona inicialmente, fornecer educação gratuita numa primeira fase, para 40 a 50 alunos.

Filme angolano “Santana” está em primeiro lugar na Netflix

há 2 anos
O filme angolano “Santana”, que estreou esta sexta-feira (28) na “Netflix”, encontra-se desde a tarde de hoje na primeira posição dos filmes mais assistidos nesta plataforma de streaming.

PLASTICIDADES Anti-Covid-19: Exposição em homenagem a Paulo Jazz pode ser vista até ao dia 31

há 2 anos
A exposição que memora a vida e obra de Paulo Jazz, foi inaugurada no passado dia 4 de Janeiro e insere-se nas celebrações do Dia da Cultura.

Show do Mês apresenta último grande show de Waldemar Bastos em Angola

há 2 anos
O Show do Mês leva este sábado as emoções do último grande espectáculo de Waldemar Bastos, músico falecido na passada segunda-feira e que foi ontem a enterrar no Cemitério da Galiza, em Portugal.

Fernanda René e Mateus Esteita entre as 100 personalidades afro-descendentes mais influentes do mundo em 2021

há 1 ano
A ambientalista Fernanda René e o escritor e engenheiro Mateus Esteita foram reconhecidos pela MIPAD da ONU, pelos seus contributos em prol do meio ambiente, figurando, desta forma, entre as 100 pessoas de ascendência africana mais influentes do mundo este ano.

Nova Energia distingue “Doutores” da música

há 2 anos
Os músicos Joãozinho Morgado (Percussão), Boto Trindade (Guitarra) e Teddy Nsingui (Guitarra) foram homenageados sábado, no encerramento da sétima temporada do Show do Mês.

Associação de Hip Hoppers de Angola: “Nos associávamos para tomar um copo… A morte do Ngadiama foi o gatilho para arrancarmos como associação”

há 9 meses

Estudante angolana junta-se a editora Mahatma

há 2 anos
A estudante angolana em Portugal Karen Pacheco assinou um contrato com a editora portuguesa “Mahatma”, para publicação dos seus próximos livros e representação da mesma nos PALOPS, informou hoje a própria.

Filho de Trump difunde fotografia manipulada de Ice Cube e 50 Cent

há 2 anos
Uma foto dos músicos Ice Cube e 50 Cent, com chapéus em que aparecem a apoiar Donald Trump, circulou terça-feira nas redes sociais, alimentada, em parte, pela sua redistribuição no Twitter pelo filho do candidato republicano.

É oficial, retorno da série `Lupin´ está marcado para 11 de Junho

há 2 anos
A série francesa que chegou e conquistou, vai estrear a season 2 mais cedo do que se noticiou inicialmente. O teaser já disponibilizado pela Netflix, da um vislumbre dos cinco novos capítulos, a ser interpretado pelo mesmo elenco.

Yola Semedo revela que está desmotivada para fazer lives

há 3 anos

Ministra da Cultura de Portugal quer acabar com concertos online grátis

há 3 anos
A titular da pasta da Cultura de Portugal, Graça Fonseca, manifestou-se contra os concertos gratuitos nas redes sociais, ou até mesmo em varandas e defendeu que o trabalho na cultura deve ser pago.

Declarações do Director Nacional da Cultura contradizem factos de 2009

há 2 anos
As informações prestadas esta quarta-feira pelo director nacional da cultura, Euclides da Lomba, e reiteradas ontem à Rádio Lac, segundo as quais Carlos Burity não tinha recebido nenhum prémio daquele pelouro contradizem a atribuição, em 2009, do Prémio Nacional de Cultura e Artes ao músico.