Don Kikas: “A música tradicional devia ter um lugar intocável para não perdermos a matriz”

O músico está a celebrar 25 anos de carreira e na próxima semana vai protagonizar um grande espectáculo, no Capitólio, em Lisboa. Em entrevista à Carga, apresentou o alinhamento artístico e aproveitou para falar sobre suas ambições e que gostaria de ter conseguido ao longo dos 25 anos, para além de descrever o actual estado do Kizomba.

O concerto acontece às 14 horas e 30 minutos do próximo domingo no Capitólio, em Lisboa, e será transmitido pela TPA, RTP Internacional e em várias plataformas digitais e será nostálgico, porque Don Kikas promete reviver sucessos de álbuns como Sexy Baby, Pura Sedução, Xeque Mate e Raio X.

É difícil, para não dizer impossível, dissociar a música de Don Kikas da vida dos angolanos, pois, numa altura em que o país enfrentava a guerra fratricida, a fome e a desgraça roíam a esperança de muitos angolanos e as canções de Don Kikas, em particular, “Esperança Moribunda” , “ Na Lama do Amor” e “Angolamente Sensual” serviram de bálsamo e animavam as pistas de dança.

O quê está a marcar os 25 anos de carreira e que alinhamento artístico preparou?
O concerto vai ser basicamente uma viagem pelos temas mais conhecidos e marcantes da minha carreira nestes 25 anos. Considerando que uma das coisas mais marcantes para mim foi ter criado uma relação longa e harmoniosa com o meu público de vários países, começando por Angola, então vai ser também uma celebração de irmandade entre os povos.

Músicas estas que passaram a fazer parte da memória colectiva dos angolanos. Quando recua no tempo e se recorda de onde tudo começou, o que lhe vem à alma?
Uma sensação de gratidão por meu povo me ter dado a oportunidade de ver algumas músicas minhas a resistirem no tempo. É importante perceber que entre artista e o público, o povo é sempre quem manda.

O que gostaria de conquistar nesses 25 anos ainda não conseguiu?Gostaria de concretizar o sonho de ver e fazer parte de uma verdadeira internacionalização e expansão da música angolana a nível mundial. Sei que temos potencial para isso. Faltam-nos as melhores estratégias.

Habituou os seguidores a espectáculos com guitarra, piano, harmónica, baixo, bateria e percussão. Qual será o formato do concerto?
Terá uma duração de duas horas. Terei uma banda de 10 elementos composta por músicos que já trabalham comigo há bastante tempo. Terei pelo menos dois convidados de luxo, artistas mais velhos, com quem tive o prazer de fazer duetos que foram grandes sucessos.

Como é que projecta os próximos 25 anos?
25 anos é muito tempo. Mas espero continuar a fazer a minha música com entrega e sinceridade de sempre e que o público continue a gostar e a dar-me a oportunidade de subir aos palcos.

Qual é o seu ponto de vista sobre o actual estado da música, sobretudo os estilos que mais se dedica Kizomba e Guetho Zouk?
Creio que já esteve melhor em alguns aspectos. Mas também temos aspectos positivos dos últimos tempos. A nível de originalidade, acho que temos estado a perder. Os artistas estão a tornar-se cada vez mais previsíveis na música que fazem, e isso quebra o encanto da arte. Entretanto, é muito positivo o surgimento de muitos jovens promissores com grande talento, tanto cantores como instrumentistas. Falta-nos também termos um mercado nacional mais estável, com mais oportunidades para os músicos, independentemente dos lobbies e esquemas já conhecidos. Assim como a música tradicional devia ter um lugar preservado e intocável, para não perdermos a matriz.

as cargas mais recentes

Totó regressa ao Show do Mês

há 2 meses
O músico Totó St será a próxima atração do Show do Mês Live, agendado para sábado (21), com transmissão na TPA 2 e Internacional, além da página da Nova Energia no Youtube. A primeira vez que Totó esteve no Show do Mês foi na quarta temporada, ainda no Royal Plaza.

A Kizomba e a sua historiografia

há 9 meses
Enquanto dança, a Kizomba tem origem exactamente nessas farras denominadas “Kizombada”, com dançarinos de renome como Mateus Pele do Zangado, João Cometa e Joana Perna Mbuko ou Jack Rumba, que eram os mais conhecidos e ‘’escreviam’’ no chão as passadas notórias dos seus estilos de exibição ao ritmo do semba.

DJ René Bombástico desafia quatro vozes do Rap feminino angolano

há 9 meses
O DJ e produtor juntou as vozes representativas do rap feminino nacional num único projecto musical. A obra é o protótipo do terceiro álbum do disc jockey intitulado ‘Ideias Malucas Vol. 3’.

Polémico documentário sobre Michael Jackson terá continuação

há 3 meses
A primeira parte do documentário foi responsável por trazer, novamente, à tona toda a polémica envolvendo supostos assédios cometidos por Michael Jackson, além da suposta pedofilia.

O reencontro: músicos recordam auge da carreira

há 4 meses
Há quase 10 anos que Fedy Kalupeteka, Tivine Flay, Hélvio e Sukumula já não pisavam um palco, aliás, apenas dois deles vêm se apresentadando como cantor. Este domingo, voltaram a subir ao palco e protagonizaram três horas de emoções.

Maior companhia circense do mundo entra em falência

há 7 meses
A Cirque du Soleil, maior companhia circense do mundo, anunciou ontem que entrou com um pedido de insolvência, devido à interrupção e encerramento forçado de exibições causados pela pandemia Covid-19 “.

Flagelo Urbano manifesta desejo de não ver músicos do tempo do Covid esquecidos após a pandemia

há 6 meses
Para Flagelo Urbano, o modelo de sociedade e cultura construídos no país, artistas como Justino Handanga, Socorro, Bessa Teixeira, Tujila Twajokota, Felipe Mukenga serão sempre condenados a ser lembrados apenas em situações extraordinária, como a da pandemia.

Prodígio e Paulo Flores anunciam novo single intitulado “Fome”

há 3 meses
O projecto colaborativo não é o primeiro do poeta do semba com o membro da Força Suprema.

TOP 10 – LOVE SONGS

há 3 semanas

Exposição online “Vivência de um Aprendiz” é inaugurada na sexta-feira

há 6 meses
O artista angolano Adilson Vieira vai apresentar-se na Galeria Tamar Golan com “Vivência de um Aprendiz”, uma exposição individual online, a inaugurar na Sexta-feira, dia 7 de Agosto de 2020, às 18 horas.

August Alsina juntou-se a Rick Ross num novo single intitulado “Entanglements”, onde fala do caso com Jada Pinkett Smith

há 6 meses
August Alsina parece não querer ver o fim da polémica que ele mesmo começou, sobre o caso que teve com Jada Pinkett Smith. Após dar várias entrevistas dizendo que ainda ama, e sofre pelo final do romance com a esposa de Will Smith, desta vez o artista lançou uma música para opinar sobre o termo “Entanglements”, com que Jada definiu o caso de ambos.

René Bombástico apresenta single inspirado no filme “Os Três Idiotas”

há 8 meses
Intitulada Baka Baka( idiota, em Japonês), está disponível desde hoje em várias plataformas digitais para download e, de acordo com os indicadores referenciados por Bombástico, está a ter boa aceitação.

CR7 é eleito o Jogador do Século e Pep Guardiola o Treinador

há 4 semanas
O português Cristiano Ronaldo espanhol Josep Guardiola foram eleitos, este domingo, como o jogador e o treinador do século, respectivamente, na gala dos Globe Soccer Awards, realizada no Dubai (Emirados Árabes Unidos).

WU-TANG CLAN leva “36 Chambers” ao Brasil em Abril

há 10 meses

Cee Lo Green é acusado de misoginia após criticar hipersexualização de Cardi B, Megan The Stallion e Nicki Minaj

há 5 meses
Para o também rapper, que falava em entrevista à Far Out Magazine, deveria haver um “tempo e um lugar” para o “conteúdo adulto” na música, lembrando que “muita música hoje é lamentável e decepcionante em nível pessoal e moral”.

Ludmilla participa na 2ª temporada da série ‘Arcanjo Renegado’

há 7 meses
Em meio a polémica com Anitta, a cantora Ludmilla foi escalada para interpretar uma polícia Militar. Apesar de receber vários elogios da classe artística com destaque para o apoio de Emicida, a actriz Samantha Schmütz fez uma crítica sobre o assunto, ao qual, foi respondida ao pé da letra.