Don Kikas: “A música tradicional devia ter um lugar intocável para não perdermos a matriz”

O músico está a celebrar 25 anos de carreira e na próxima semana vai protagonizar um grande espectáculo, no Capitólio, em Lisboa. Em entrevista à Carga, apresentou o alinhamento artístico e aproveitou para falar sobre suas ambições e que gostaria de ter conseguido ao longo dos 25 anos, para além de descrever o actual estado do Kizomba.

O concerto acontece às 14 horas e 30 minutos do próximo domingo no Capitólio, em Lisboa, e será transmitido pela TPA, RTP Internacional e em várias plataformas digitais e será nostálgico, porque Don Kikas promete reviver sucessos de álbuns como Sexy Baby, Pura Sedução, Xeque Mate e Raio X.

É difícil, para não dizer impossível, dissociar a música de Don Kikas da vida dos angolanos, pois, numa altura em que o país enfrentava a guerra fratricida, a fome e a desgraça roíam a esperança de muitos angolanos e as canções de Don Kikas, em particular, “Esperança Moribunda” , “ Na Lama do Amor” e “Angolamente Sensual” serviram de bálsamo e animavam as pistas de dança.

O quê está a marcar os 25 anos de carreira e que alinhamento artístico preparou?
O concerto vai ser basicamente uma viagem pelos temas mais conhecidos e marcantes da minha carreira nestes 25 anos. Considerando que uma das coisas mais marcantes para mim foi ter criado uma relação longa e harmoniosa com o meu público de vários países, começando por Angola, então vai ser também uma celebração de irmandade entre os povos.

Músicas estas que passaram a fazer parte da memória colectiva dos angolanos. Quando recua no tempo e se recorda de onde tudo começou, o que lhe vem à alma?
Uma sensação de gratidão por meu povo me ter dado a oportunidade de ver algumas músicas minhas a resistirem no tempo. É importante perceber que entre artista e o público, o povo é sempre quem manda.

O que gostaria de conquistar nesses 25 anos ainda não conseguiu?Gostaria de concretizar o sonho de ver e fazer parte de uma verdadeira internacionalização e expansão da música angolana a nível mundial. Sei que temos potencial para isso. Faltam-nos as melhores estratégias.

Habituou os seguidores a espectáculos com guitarra, piano, harmónica, baixo, bateria e percussão. Qual será o formato do concerto?
Terá uma duração de duas horas. Terei uma banda de 10 elementos composta por músicos que já trabalham comigo há bastante tempo. Terei pelo menos dois convidados de luxo, artistas mais velhos, com quem tive o prazer de fazer duetos que foram grandes sucessos.

Como é que projecta os próximos 25 anos?
25 anos é muito tempo. Mas espero continuar a fazer a minha música com entrega e sinceridade de sempre e que o público continue a gostar e a dar-me a oportunidade de subir aos palcos.

Qual é o seu ponto de vista sobre o actual estado da música, sobretudo os estilos que mais se dedica Kizomba e Guetho Zouk?
Creio que já esteve melhor em alguns aspectos. Mas também temos aspectos positivos dos últimos tempos. A nível de originalidade, acho que temos estado a perder. Os artistas estão a tornar-se cada vez mais previsíveis na música que fazem, e isso quebra o encanto da arte. Entretanto, é muito positivo o surgimento de muitos jovens promissores com grande talento, tanto cantores como instrumentistas. Falta-nos também termos um mercado nacional mais estável, com mais oportunidades para os músicos, independentemente dos lobbies e esquemas já conhecidos. Assim como a música tradicional devia ter um lugar preservado e intocável, para não perdermos a matriz.

as cargas mais recentes

Rappers angolanos em destaque na revista científica brasileira

há 2 anos
A renomada revista científica brasileira de ciências humanas “Convergência Crítica” decidiu destacar na sua primeira edição Kid MC, MCK, Kamessu e Flagelo Urbano.

New Generation: PJ Mussungo apresenta primeira música promocional da EP Befology77

há 1 ano
Desde o incentivo a solidariedade que é no fundo o esteio do projecto, à necessidade de preservação do ecossistema e salvaguardar a identidade africana e humanização de todos os povos. New Generation ou Nova Geração, transborda uma mensagem alternativa e interventiva aos factos que abordam questões e versões sobre perspectivas sociais.

Enquanto Lady Gaga é jogada para escanteio, Beyonce recebe a primeira indicação ao Oscar

há 8 meses
Os indicados ao Oscar 2022 foram revelados na manhã desta terça-feira, dia 8 de Fevereiro e os vencedores serão conhecidos na gala de prémios, que terá lugar no próximo dia 27 de Março, no Dolby Theatre em Los Angeles.

Vencedores do prémio `Ensa-Arte 2020´são conhecidos hoje

há 1 ano
A 15ª edição de entrega de prémios Ensa- Artes, voltada para as artes plástica acontece hoje com transmissão em directo no programa Janela Aberta, na TPA1.

Conheça Triple Star C, o músico nigeriano que decidiu fazer carreira em Angola

há 2 anos
O seu sucesso começou na Nigéria, pisando palcos com artistas como Davido, para além de actuar em festivais na África do Sul, Gana e RDC. Mas é em Angola que Triple Star C quer fazer a carreira E, aos poucos, vai ganhando título de promotor e representante do Afro Naija em Angola.

Show “Vozes de Março” homenageia Clara Monteiro, Dina Santos e Eduina Semedo

há 2 anos
Clara Monteiro, Dina Santos e Eduina Semedo serão homenageadas amanhã no Show do Mês as “Vozes de Março”, pelo contributo no desenvolvimento da música angolana.

Avanços e recuos da cultura nacional em 45 anos de Independência

há 2 anos
A cultura é a expressão sublime da essência de um povo manifestadas através da língua, música, dança, pintura, literatura ou teatro. Em Angola, o sector musical é o que mais cresce, seguido das artes cénicas.

Após fazer hits de vários músicos, Edgar Cláudio lança-se no mundo do cinema

há 5 meses
Mais do que simples produtor de vídeoclips, Edgar Cláudio é um contador de histórias. Em cada trabalho que coloca o seu dedo acaba sempre em hits. Foi ele, por exemplo, que produziu “africana”, “gerónimo”, “Yê yê e dance” de Gerilson Insrael, “Teu mel” dos Killa Hill, “Sinal” de Anna Joyce e Filipe Mukenga e “Jogada de mestre” de MCK e Anabela Aya, só para citar alguns.

NGA: “Nós não somos um grupo. Somos uma universidade que forma niggas”

há 2 anos
O músico está neste momento em estúdio a preparar o próximo álbum, obra da qual extraiu duas das três faixas lançadas em Novembro. Em entrevista à Carga, NGA falou dos projectos seus filantrópico para Angola, sonhos, e dos artistas angolanos com os quais gostaria de ter participações.

Bruno Fernando é transferido para os Boston Celtic

há 1 ano
O poste angolano Bruno Fernando, que jogou pelos Atlanta Hawks nas duas últimas épocas, vai representar na próxima temporada na NBA os Boston Celtic, depois de uma troca envolvendo Tristan Thompson, Kris Dunn e Delon Wright.

Fotogaleria: Yuri da Cunha protagoniza “dueto” épico com Teta Lando

há 1 ano

Anselmo Ralph: Celebra cinco anos a dar novas batidas com Café-concerto intimista

há 11 meses
Foi com casa cheia e perante uma plateia de luxo que Anselmo Ralph, embaixador do Café em Angola, subiu ao palco do Clube S para um concerto intimista que assinalou os cinco anos de parceria com as 3 marcas de café da Angonabeiro, Delta Cafés, Delta Q e Ginga, numa acção que deixa clara a mensagem de que o café é a nova batida de Angola.

Sinéad O’Connor dedide pôr fim à carreira musical

há 1 ano
Após 40 anos de percurso, nos quais lançou 10 álbuns, a cantora irlandesa decidiu pôr fim à carreira artística, para dedicar-se a outras actividades.

Victor Silva: O primeiro angolano a dar carga no Mundial de moto Supersport

há 2 anos
Chama-se Victor Silva Barros e tem 36 anos. Natural do Sumbe, província do Kuanza Sul, o piloto começou a correr com “kupapata” e este final de semana estreou-se no Mundial de SuperSport em Estoril, Portugal.

Nova Energia realiza “Brunch” do Show do Mês

há 2 anos
Ao contrário do Funge do Show do Mês, não será uma tarde dançante, tendo em conta as restrições, mas os participantes poderão desfrutar de boa música (sem banda) e degustar do brunch com quitutes da terra.

A Beautiful Revolution 2: Novo álbum de Common chega já esta sexta-feira

há 1 ano
O rapper anunciou que dará continuidade ao `A Beautiful Revolution´ originalmente lançado em 2020, e a parte dois será lançada já esta sexta, dia 10 de Setembro.