Edson Narciso: “Quero mudar a consciência de quem me ouve”

Diferente de Bob Marley, Edson Narciso quer cultivar o amor, a paz e o respeito pela diferença, por meio do Rap, num estilo que apelida de Hard Trap. Já várias vezes tentou uma carreira profissional, e não teve sucesso. Depois de um longo intervalo, aparece com os primeiros projectos musicais.

São vários os projctos, mas o primeiro será lançado no dia 1 de Janeiro de 2021. Depois disso, o músico de 20 anos disponibilizará mais dois EP inéditos com participações de peso.

Edson ainda passa despercebido dos ouvidos de muitos, contudo, reúne vasta experiência no mundo da música. Do seu longo percurso artístico registam-se trabalhos com músicos como Lawílca.

Foi na infância que adquiriu a paixão pela música e aos 10 anos, participou no Canta Com Blue. Aos 15 surgiu com a sua primeira música. O single foi preferência em vários ambientes festivos. O Real Nigga, como é conhecido nos palcos por onde passa, apresenta-se ao mundo.

O quê que vai caracterizar a nova fase da sua carreira?

É mesmo recomeço de tudo, passo apenas a me considerar agora. Tenho cinco músicas gravadas, e quatro projectos novos.

Edson Narciso:  “Quero mudar a consciência de quem me ouve”

Que lições tirou deste “insucesso” da carreira e daqui para frente como vai agir?

Aprendi que a humildade realmente é uma forte chave, ainda que exista dinheiro, sem ela não há passos; e que devemos também respeitar o trabalho alheio para que o nosso possa ser respeitado. Vou trabalhar muito na promoção da minha imagem. Não tive no passado um público muito amplo.

Não conseguiu ter nenhuma música em destaque?

Quando comecei investi pouco em divulgações. Mas tive alguns destaques em músicas como “Tamu Bué Fumado” (2015) e “Gangsta 4Life (2016)”, todas elas podem ser encontradas na página do Facebook Oov´s Records.

O que mais contribui para que decidisse retomar a carreira profissionalmente?

Na música encontro um grande refúgio, e nela deposito os meus problemas. E quero que um dia, a partir das minhas letras, consiga mudar a consciência de quem me ouve e possa também fazer da música o meu ganha pão (valores) para ajudar a minha mãe.

Que tipo de abordagens traz?

História sobre o que vivi, sobre o que vivo e também me baseio em fatos reais. Quero abranger a faixa etária juvenil e adulta. Quero fazer que, quando ouvido possa influenciar todas as idades.

Se antes já havia queixas das dificuldades de começar a carreira, hoje os entraves sãos os próprios talentos, que diariamente nascem mais de cem. Como é que se posiciona em relação a isso?

Sim. Tenho tido muita a atenção com o conteúdo, a dinâmica e o humanismo. Pois, não gosto de arrependimentos, então procuro estar sempre convicto sobre aquilo que expresso nos instrumentais.

Que valores poderá agregar à música angolana?

Eu apelo para o respeito às diferenças, principalmente as de carácter cultural. Sou rastafári e sofro preconceitos pela decisão que tomei.

Vai apresentar o seu primeiro projecto oficial. De que se trata?

Sim. Dia 1 de Janeiro, pretendo lançar a primeira música promocional do EP “Ajuste De Contas”. O tema intitula-se “Recomeço”. Depois disso, seguir-se-ão os EPs “Ajuste de Contas”, “Sagacidade No Amor” e uma mixtape “Narciso”.

Quais são as características deste projecto?

O tema “Recomeço” é um Hard Trap, que expressa a minha vida no Rap depois de 4 anos parado. Já “Ajuste de Contas” vem para dar respostas a determinadas questões que de alguns familiares, amigos e até os que não apoiam. 

as cargas mais recentes

Lizzo e Lil Nas X criticam Blackout Tuesday

há 1 ano
Ao contrário de outros músicos, Lizzo e Lil Nas X condenaram o movimento nas redes sociais promovido pela indústria da música para suspensão das atividades, por considerarem que a campanha ofuscou os protestos contra morte de George Floyd.

Black Coffee arrecada num live o equivalente a 4 milhões de Kwanzas

há 2 anos
Dias depois de arrecadar 90.000 ZAR na semana passada, o DJ sul africano realizou mais um live no seu Instagram, onde recebeu 138.000 ZAR, o equivalente a 4.285.935 Kwanzas em doações a favor da fundação CoronaCareSa.

Novo EP de MAMY revela habilidades no Trap Music

há 1 ano
ntitulado “Trap Queen” o EP que foi disponibilizado esta madrugada no Soundcloud, vem trazer uma MAMY mais versátil e actual, no que toca as novas sonoridades e composições, sem descurar da importância que sempre deu à escrita.

Kid Cudi “clama” por nova música de Kendrick Lamar

há 7 meses
O rapper usou o Twitter para expressar a saudade que sente do colega, cujo o último trabalho lançado -DAMN-, completará quatro anos no próximo mês.

Morreu “Gigante” da música africana

há 1 ano
O músico guineense Mory Kanté, conhecido pelo sucesso mundial “Yéké yéké”, na década de 1980, morreu hoje aos 70 anos num hospital de Conacri, após doença prolongada, anunciou o filho.

Apesar do sucesso, nenhum músico angolano integra a lista dos 20 mais ricos de África

há 6 meses
A selecta lista possui cinco diferentes nacionalidades e é dominada pelos nigerianos, com 13 artistas, e liderada pelo senegalês Youssu N’dour, que acumula um património líquido de 145 milhões de dólares, seguido pelo seu compatriota Akon.

Yunami lança amanhã um projecto sui generis para o rap angolano

há 6 meses

Scró Que Cuia encontra semelhanças do “Parte Cama” no novo videoclipe de Beyonce

há 1 ano
O cantor Scró Que Cuia disse, este sábado, ter encontrado semelhanças da coreografia da música “Parte Cama” (2017) no novo videoclipe “Already” da Beyonce, publicado na passada sexta-feira, 31 de Julho.

Billy Porter vaticina que estigma do HIV seja ultrapassado e assume seropositividade

há 5 meses
O comediante aponta que se sente mais saudável do que nunca e tem esperança de que o estigma em torno do HIV possa se tornar uma coisa do passado.

Acusação de estupro liquida carreira de Robinho

há 1 ano
A acusação solicitou a prisão do jogador em 2014, mas a medida foi rejeitada pelo juiz, anos mais tarde, o caso ressurgiu com a notícia de que a 10 de Dezembro de 2020, o Tribunal de Apelação de Milão poderá confirmar a condenação de Robinho a nove anos de prisão por estupro.

Eminem celebra 12 anos longe das drogas

há 2 anos
O rapper recorreu às redes sociais para exibir um chip que recebeu depois de ficar sóbrio por 12 anos depois de batalhas passadas contra o vício.

Big Nelo e Prodígio ministram aula magna sobre o segredo do sucesso

há 11 meses
Os músicos Big Nelo e Prodígio vão partilhar, nos dias onze e doze de Dezembro, experiências e segredos que os levaram ao sucesso, através de um masterclass.

Músicos reagem à morte de Silvio Dala: “Na América atribuímos ao racismo. Aqui vamos dizer que é o quê?”

há 1 ano
O caso do médico Silvio Dala está a causar uma corrente de protestos, até aqueles músicos que pareciam mais reservados estão a ser obrigados a soltar a voz. “Se quiserem, matem-me também”.

Licenciado Em Conteúdos lembra batalha histórica de Waterloo em novo álbum

há 11 meses
O álbum é uma colectânea de 10 músicas e foi produzido pela Congo Records. Estará disponível no próximo dia 18 de Dezembro, e traz vozes de Agos Nocivo e Anjo Vares, e é uma exaltação do”rap consciente”

Espectáculo `Se esses pés falassem´ volta a estar em cartaz para terceira temporada

há 1 mês
“Se esses pés falassem” é uma criação que homenageia heróis da guerra civil. A ser exibido pela terceira vez, em Luanda, com este espectáculo de dança, objectiva₋se reacender a esperança nos corações dos angolanos e não apontar quem está certo ou errado.

O Semba e a coroa da discórdia

há 6 meses
O ministro da Cultura, Ambiente e Turismo, Jomo Fortunato, cometeu uma das maiores gafes do seu mandato, ao coroar o músico Eddy Tussa como príncipe do Semba, sem antes definir os critérios para o efeito.