Em cada espectáculo o cantor ganha 200 mil Kwanzas por música. Isto compensa o investimento feito num álbum?

Um cantor profissional em Angola gasta entre 500 a 1 milhão e 500 mil Kwanzas para produzir uma música. Por conseguinte, num espectáculo, o músico cobra, em média, 200 mil kwanzas por cada interpretação. Este valor dá para cobrir o investimento feito em cada música? A Carga apresenta algumas reacções de músicos, produtores e alguns dos artistas que mais gastaram com a produção.

Os produtores e músicos são unânimes em afirmar que o custo de produção de uma canção depende da sonoridade e da exigência do artista. Nos últimos dias, Ndaka Yo Wini, Matias Damásio e Don Caetano foram dos que mais investiram. O álbum “Olukwembo”, de Ndaka, por exemplo, ultrapassou os 50 mil dólares. Cada música num álbum tem o seu preço.

O ouvinte normalmente não tem noção o quanto se gasta para uma música com qualidade chegar ao seu dispor. Parte do processo da produção, como a captação, a masterização e a mistura é feita no estrangeiro e chega a custar 200 a 300 Euros, o que, somado com o que se gasta no país, ultrapassa os 2 milhões de Kwanzas.

Um canção com cinco ou seis instrumentistas, incluindo sopro, mistura e masterizacão chega-se a pagar até 2 milhões Kwanzas, em média, segundo Mestre Freddy. Já uma música com programação, em que se paga apenas o produtor mais um ou dois instrumentistas, cobra-se 500 mil Kwanzas.

Consequentemente, cada vez que o cantor é contratado para um espectáculo exige por cada interpretação, ou seja por cada música, 150 a 200 mil Kwanzas ou mais, caso a música esteja a “bater”. Mas se o artista não for contratado, não há retorno. Por isso, Sandra Cordeiro pensa que os preços praticados são elevados.

“No meu caso, 2 músicas a 3, sem banda cobro 350 a 500 mil kzs, com alguns instrumentistas: piano ou guitarra  e voz. Com banda, fica mais caro. Agora, se a música está a bater é mais cara. Mas produzir é realmente caro”, disse.

Contudo, Mestre Freddy é de opinião que o valor cobrado por produção musical não é elevado, dada a qualidade e a exigência dos artistas.

“Não existe uma tabela fixa, mas também não podemos dizer que é caro. Dos que já trabalhei, o Matias investe muito. O álbum do Ndaka ficou nos 50 mil dólares e o” Vizinho”, de do Don Caetano, também se gastou muito.

Há muito tempo a trabalhar como profissional, Mestre Freddy precisa de duas horas ou um dia para concluir uma música. Para ele, a qualidade da canção depende do artista. “O Ndaka é um tipo de artista que opinou e me ajudou muito a produzir o álbum”, partilha.

Quase da mesma opinião é Totó ST. Para o músico, a tabela de preço deve-se muito ao tipo de produção e adianta que não paga o mesmo preço para cada música, por isso, a Carga vai perguntar novamente, o que se ganha com cada música compensa o investimento feito?

as cargas mais recentes

Novo livro biográfico “alega” que Aaliyah foi levada inconsciente ao voo que a vitimou mortalmente

há 10 meses
Volvidas duas décadas desde a morte de Aaliyah, o fatídico acidente que a vitimou continua envolto em mistérios. Eis que surge, por meio de um livro, um chocante testemunho que vem contrariar todos os relatos da época, que afirmavam que a artista “insistia em embarcar no voo”.

João Lourenço felicita projecto “Live no Kubico”

há 2 anos
Durante o Live da dupla Gabriel Tchiema e Mito Gaspar, referente ao projecto “Live no Kubico”, da TPA, uma mensagem centralizou as atenções. Na sua página no twitter, o Presidente da República de Angola, João Lourenço, elogiou o projecto e felicitou os organizadores por “manterem viva a nossa cultura”.

Festividades do Dia Internacional do Jazz memoram a figura de Waldemar Bastos

há 1 ano
Foram apresentados pormenores daquela que será a 10ª edição do evento em comemoração a efeméride, que este ano irá reoxigenar a obra de Waldemar Bastos -in memoriam-.

Adolescente que filmou a morte de Floyd é homegeada com Pulitzer, a mais alta distinção do Jornalismo

há 11 meses
De nome Darnella Frazier, a jovem tinha apenas 17 quando sacou o telefone para gravar o fatídico episódio, que culminou com a morte por sufocamento, e posterior condenação do seu autor, Derek Chauvin.

Tory Lanez está sob investigação por alegadamente ter baleado Megan The Stallion

há 2 anos
Passados alguns dias após ser veiculada a notícia que dava conta da detenção do rapper, por posse ilegal de arma, Megan Thee Stallion quebrou o silêncio e revelou que os ferimentos que sofreu na ocasião, não foram provocados por vidros, mas sim por balas.

Capicua celebra 10 anos do seu álbum de estreia em concerto

há 3 meses
No passado dia 13 de Fevereiro, o álbum homónimo da cantora completou uma década desde que foi apresentado ao público. Para celebrar os temas que marcaram o seu percurso, a rapper vai, nos dias 25 de Fevereiro e 4 de Março, apresentar-se em concerto no Plano B (Porto) e Music Box (Lisboa) respectivamente.

Fundação cultural eterniza nome de Wyza

há 2 anos

Tropa Yogaa apresenta último vídeo da saga “Tá Rebolar”

há 2 anos
No próximo sábado, a dupla vai apresentar o último dos três videoclipes do novo projecto “Tá Rebolar”, um projecto em que pretende provar que é muito mais fácil combinar o fisioculturismo à música e à dança.

23 músicas e 4 clipes em 7 dias: Será esta a semana do Rap?

há 2 anos
Em apenas uma semana, foram lançados sete projectos musicais, o equivalente a 3,2 faixas disponibilizadas diariamente. Esta média inclui somente nomes como Kool Klever, Luso, Verbal Uzula, Elenco de Luxo, Uami Ngongadas, sem falar dos anónimos.

Anderson .Paak e Bruno Mars lançam soul inspirado na década de 70

há 1 ano
Lançado na passada Sexta-Feira, o single que já atingiu números astronomicos nas plataformas de stream, é nada mais do que o eleito para apresentar o álbum de estreia da Silk Sonic´, banda liderada por Anderson .Paak e Bruno Mars

`Placa do Naná´ chega ao Sambila

há 1 ano
Dois meses após a inauguração da primeira dependência, localizada no Kilamba, mais propriamente no KK 5.000, o Spot mais democratizado da actualidade chega ao Sambizanga, município do qual Nagrelha é oriundo.

Como está o mundo 11 anos após a morte de Michael Jackson?

há 2 anos
Passados 11 anos após a sua morte, o sucesso de Michael Jackson é ainda um mistério, se estivesse em vida, Jackson estaria a celebrar 62 anos.

Conheça Jomo Fortunato, o novo Ministro da Cultura, Turismo e Ambiente

há 2 anos
O recém-nomeado Ministro da Cultura, Turismo e Ambiente é um homem de cultura, historiador da Música Popular Angolana, professor, cronista do Jornal de Angola e organizador da Feira do Livro e do Disco de Luanda.

Agora é oficial, Netflix quer pôr fim às partilhas de contas

há 1 ano
A Netflix está a testar um novo recurso que restringe a partilha de conta apenas com quem estiver no mesmo recinto.

Rapper Kadaff apresenta loja virtual

há 2 anos
Com o objectivo de criar uma estrutura sólida, particularmente na carreira a solo, o músico decidiu criar uma loja online para satisfazer as necessidades dos fãs.

Mariah Carey revela que aos 12 anos a irmã tentou vendê-la

há 2 anos
A cantora conta que aos 12 anos a irmã drogou-a e depois tentou vendê-la a um chulo. Carey revela ainda que não teve uma boa relação com os seus irmãos mais velhos, por causa do tom da sua pele.