Em cada espectáculo o cantor ganha 200 mil Kwanzas por música. Isto compensa o investimento feito num álbum?

Um cantor profissional em Angola gasta entre 500 a 1 milhão e 500 mil Kwanzas para produzir uma música. Por conseguinte, num espectáculo, o músico cobra, em média, 200 mil kwanzas por cada interpretação. Este valor dá para cobrir o investimento feito em cada música? A Carga apresenta algumas reacções de músicos, produtores e alguns dos artistas que mais gastaram com a produção.

Os produtores e músicos são unânimes em afirmar que o custo de produção de uma canção depende da sonoridade e da exigência do artista. Nos últimos dias, Ndaka Yo Wini, Matias Damásio e Don Caetano foram dos que mais investiram. O álbum “Olukwembo”, de Ndaka, por exemplo, ultrapassou os 50 mil dólares. Cada música num álbum tem o seu preço.

O ouvinte normalmente não tem noção o quanto se gasta para uma música com qualidade chegar ao seu dispor. Parte do processo da produção, como a captação, a masterização e a mistura é feita no estrangeiro e chega a custar 200 a 300 Euros, o que, somado com o que se gasta no país, ultrapassa os 2 milhões de Kwanzas.

Um canção com cinco ou seis instrumentistas, incluindo sopro, mistura e masterizacão chega-se a pagar até 2 milhões Kwanzas, em média, segundo Mestre Freddy. Já uma música com programação, em que se paga apenas o produtor mais um ou dois instrumentistas, cobra-se 500 mil Kwanzas.

Consequentemente, cada vez que o cantor é contratado para um espectáculo exige por cada interpretação, ou seja por cada música, 150 a 200 mil Kwanzas ou mais, caso a música esteja a “bater”. Mas se o artista não for contratado, não há retorno. Por isso, Sandra Cordeiro pensa que os preços praticados são elevados.

“No meu caso, 2 músicas a 3, sem banda cobro 350 a 500 mil kzs, com alguns instrumentistas: piano ou guitarra  e voz. Com banda, fica mais caro. Agora, se a música está a bater é mais cara. Mas produzir é realmente caro”, disse.

Contudo, Mestre Freddy é de opinião que o valor cobrado por produção musical não é elevado, dada a qualidade e a exigência dos artistas.

“Não existe uma tabela fixa, mas também não podemos dizer que é caro. Dos que já trabalhei, o Matias investe muito. O álbum do Ndaka ficou nos 50 mil dólares e o” Vizinho”, de do Don Caetano, também se gastou muito.

Há muito tempo a trabalhar como profissional, Mestre Freddy precisa de duas horas ou um dia para concluir uma música. Para ele, a qualidade da canção depende do artista. “O Ndaka é um tipo de artista que opinou e me ajudou muito a produzir o álbum”, partilha.

Quase da mesma opinião é Totó ST. Para o músico, a tabela de preço deve-se muito ao tipo de produção e adianta que não paga o mesmo preço para cada música, por isso, a Carga vai perguntar novamente, o que se ganha com cada música compensa o investimento feito?

as cargas mais recentes

Rick Ross e Ne-Yo participam no novo álbum de Anselmo Ralph

há 2 semanas
O álbum em Português será lançado no primeiro trimestre de 2022, meses depois, em Agosto, estará disponível a obra cantada em espanhol, disco este que, avançou, trará participações de Rick Ross e Ne-Yo.

O Rotineiro Incansável

há 1 ano
Kizua Gourgel anunciou o sucessor do álbum Tetembwa.

Anitta, Ivete Sangalo e Black Eyed Peas no Rock in Rio 2021

há 1 ano
As cantoras “Anitta”, “Ivete Sangalo” e o grupo “Black Eyed Peas” garantiram presença na edição 2021 do Rock In Rio Lisboa. Os nomes foram anunciados na edição especial televisiva que assinala as datas do festival que, este ano, não aconteceu por conta do Covid-19

Já é possível comprar o mais recente álbum de Bob da Rage Sense em Angola

há 1 ano
O álbum `As Aventuras de Robbie Wan Kenobie´ está disponível a partir de hoje na plataforma Soba Store, podendo ser comprado em Kwanzas e ao valor normal de mercado de uma obra discográfica. A notícia foi avançada pelo próprio Rapper nas redes sociais.

Cunene agenda Festival Provincial de Dança

há 7 meses
A Direccção Provincial da Cultura no Cunene pretende realizar entre Maio a Junho a primeira edição do Festival Provincial de Dança, cujo objectivo passa por reactivar a arte na região.

Ary prova que mesmo online pode se fazer bons shows

há 1 ano
A cantora Ary deu no sábado (11 de Abril) uma “aula” de como de faz um concerto Live (online). Afinal é possível fazer bons concertos pelas redes sociais, sem parecerem que estão a ser forçados.

Amostra colectiva `Expansão de Mentalidades´ é inaugurada amanhã na Galeria Tamar Golan

há 7 meses
Os artistas angolanos Ananias, Cris, Rafa, Lord Cave e Neemias vão apresentar-se na Galeria Tamar Golan com “Expansão de Mentalidades”, uma exposição colectiva a inaugurar na próxima sexta-feira, dia 8 de Janeiro de 2021, pelas 18 horas.

Morte de Sindika Dokolo afecta cultura angolana

há 9 meses
Sindika Dokolo foi o maior coleccionador de arte contemporânea de África. Foi também o maior coleccionador de obras plásticas da lusofonia. A sua morte, nesta quinta-feira, deixa um vazio à música, à dança e à arte contemporânea angolana.

Snoop Dogg e DMX confrontam-se em batalha de hits

há 1 ano
Snoop Dogg e DMX vão confrontar-se na próxima quarta-feira na batalha de hits do Live Verzuz. O encontro está a ser apelidado como “A batalha dos cães” e Snoop Dogg pede que Jay-Z esteja presente para testemunhar o acto e justifica.

Prodígio e Paulo Flores marcam espectáculo de reabertura dos palcos portugueses

há 11 meses

Burna Boy se prepara para lançar novo álbum e deixa um conselho “ao” Black Lives Matter

há 12 meses
O músico nigeriano aproveitou a crise pandemíca e gravou mais um álbum: “Twice As Tall”, que estará já disponível a 14 de Agosto. Durante uma longa entrevista, Burna desenhou o actual contexto global e deixou uma visão diferente sobre o que seria o Black Lives Matter.

Bonga é homenageado em Portugal

há 11 meses
Barceló de Carvalho “Bonga” será homenageado, no próximo dia 6 de Setembro, um dia depois de completar 78 anos, com um concerto em Lisboa, Portugal.

Power House divulga primeiro álbum com novos agenciados

há 1 ano
Dos agenciados estão Cleyton M, Jakilsa, Laika, Dr. Smith, Chris Oliver, Anny, conhecidos pelas suas habilidades artísticas.

Imponente, MAMY reafirma hegemonia no remix oficial de “Spitter”

há 8 meses
MAMY disponibilizou ontem, sem aviso prévio, o remix oficial do single, mostrou a verdade face e disparou barras pesadas sem piedade.

Cage One e Elizabeth Ventura estreiam-se na maior exposição de Hip Hop do mundo

há 9 meses

Toshiba já não vai vender mais computadores portáteis

há 12 meses
Criada em 1939, a gigante japonesa introduziu o primeiro computador portátil no mundo e foi uma referência nesse mercado. Em comunicado oficial, a empresa informa que já não vai mais vender computadores.