EtimbaFest: Músicos recolhem donativos para construção de biblioteca comunitária no Lobito

Com as constantes perdas que vêm se verificando nas indústrias culturais e recriativas as marcas que não abraçarem produtores independentes e músicos que gerem suas próprias carreiras correrem o risco de extinção. Cedo, a Rainha do Rock angolano e sua equipa perceberam o fenómeno, por isso lançam um apelo para a valorização do talento ao mesmo tempo que pedem as pessoas para mostrarem mais o seu lado filantrópico.

O regresso do Etimba Fest, dois anos depois, tem como objectivo valorizar o maior tesouro: o público e servi-los com o melhor, não só com o que “bate” e não alimenta a alma ou espírito altruísta. A 4a edição do festival de música do mundo realiza-se sob espírito de empatia e seriedade.

A vontade de querer ajudar uma pequena comunidade do Lobito, com a construção de uma biblioteca, que poderá beneficiar mais de 500 pessoas, “obrigou” Yuri da Cunha, Gilmário Vemba, Irina Vasconcelos Alba Nigra, Prince Wadada, B-SKilla e Chaló Correia a reunirem-se em Lisboa para dois espectáculos pedagógicos, que podem ser assistidos nos dias 19 e 26 deste mês através do NetShows”, Musickool e RTP África.

Depois de Portugal, o festival irá também a outros países, com destaque para América do Sul. Irina Vasconcelos, criadora e mentora do projecto, apresenta à Carga os detalhes e desenrolar do evento.

Depois do que aconteceu nos dos dias 3 e 4, o que seguirá?

Escolhemos o mês de Junho em que se celebra a criança, a literacia e a comunicação como os pilares da nossa celebração e awerness ecologia e Covid-19, desta feita até aos dias 3 e 4 estivemos a preparar os nossos conteúdos pedagógicos e mini concertos em Lisboa no Espaço Espelho de Água e em Luanda na Rádio Vial para serem divulgados/ streamados a 19 e 26 de Junho através das plataformas nacionais e internacionais nomeadamente, NetShows, Musickool e pela RTP África a fim de consolidar a realização deste sonho da comunidade do Vilarejú –Lobito que é a edificação de uma biblioteca comunitária no âmbito do PCEPP – projecto comunitário educação pela paz.

Tradicionalmente o Etimba Fest acontece anualmente, entretanto para a presente edição, tivemos que aguardar uns dois anos. A que se deveu este intervalo?

Fui mãe, dei á luz a dois anjinhos maravilhosos e mudei-me de Angola para Zâmbia para lhes poder dar um pouco mais da nossa África linda. Agora a residir em Portugal, acheipertinente e com a ajuda dos meus colegas da arte e não só, voltamos a estrada em nzambi. Somos um colectivo do bem por um mundo melhor tratando-se de um festival de músicas do mundo, somos itinerantes doravante apoiando a arte angolana fora das fronteiras territoriaisestamos no mundo inteiro.

É realmente um grande desafio conseguir realizar um festival nesses moldes, no meio detantas restrições. Como é que conseguiu reunir os artistas?
Devemos todos respeitar as medidas de segurança biossanitária, mas acreditamos, porém, que a classe artística tem uma mensagem intemporal pelo que iremos fazer streamings de internet,  com lives e pela tv a fim de mitigar o medo de contacto nas interações, mas ao mesmo tempo praticar o bem e ter acesso a um bom conteúdo na celebração da arte africana da diáspora. 

Costuma se dizer que, para os africanos que se comunicam em Português, Portugal é a porta de entrada para Europa. Qual é a possibilidade de se realizar o Etimba Fest em outros países europeus?

As possibilidades são positivas e analisávei. Existem datas históricas que queremos celebrar e espaços inúmeros por explorar nesse mesmo sentido histórico e inclusive cogitamos a América do Sul, depois desta 4ª edição. O que não iremos deixar de fazer é entregar-nos à sociedade. Em 2016 começamos o nosso festival de rua com edições de entrada livre hoje em 2021 um biblioteca comunitária no Lobito. O publico pede cada vez mais que os artistas intercedam por ele e os meus colegas e eu sempre demos o nossso melhor. Existe uma Angola unida e é underground.

É um festival que teve seu início em Benguela, aliás, é para lá onde vão os donativos recolhidos. Quando é que o festival será realizado em outras provincias?

Eu desenho festivais e projectos culturais e trabalhamos com os governos provinciais ou câmaras municipais. Agora que a nossa equipa aumentou com a entrada da Bússola Rítmica, fica mais fácil para mim gerir o nosso escopo de acção. O feedback é positivo, mas temos 18 províncias e todas elas têm uma história e um povo para celebrar, nós temos os recursos valorativos humanos para concretizar e algumas marcas e parceiros que trabalham connosco em confiança para concretizar mais e melhor estamos e estaremos sempre ao inteiro dispor para mais.

O mote para a 4 edição surge numa altura em é o mundo parece perder a esperança e torna-se premente para as pessoas explorarem mais o seu lado filantrópico e as indústrias culturais darem mais espaço ao talento. Gostaria de comentar sobre isso?

Claro que sim. Este e outros debates têm ocorrido nas nossas confabulações: É fulcral que as marcas que têm tido perdas repetidas de mercado face ao Covid-19 abracem os produtores independentes e músicos que gerem as suas próprias carreiras, a fim de valorizar o maior tesouro: o público e servi-los com o melhor, não só com o que “bate” e não alimenta a alma ou espírito altruísta, o mote agora é levantar a nossa sociedade com empatia e seriedade.

as cargas mais recentes

Luso antecipa promoção do próximo álbum com uma “prenda”

há 2 anos

Tyrese Gibson revela perda de papéis por causa da sua tez de pele e afirma que o colorismo ainda é um problema em Hollywood

há 1 ano
Em entrevista ao podcast ‘Leah’s Lemonade’, Tyrese Gibson fez o mundo saber que está dentro desta estatística do racismo estrutural.

Produtor Algo Desconhecido anuncia lançamento da beat tape “Bengha Producers”

há 3 anos
O projecto que junta dez produtores nacionais, terá o equivalente a um beat por cada interveniente. Intitulada “Bengha Producers”, a beat tape será lançada em Agosto em todas as plataformas digitais.

Mantorras revela que Oliveira Gonçalves não o quis ver no Mundial de 2006

há 6 meses

Guardiões da Galáxia 3 marca fim de ciclo do elenco

há 3 anos
Após afirmar que Guardiões da Galáxia Vol. 3 não será adiado por conta da pandemia do Coronavírus, o director James Gunn revelou que este pode ser o último com o elenco actual.

Após reclamar falta de benesses, Spencer Elden acusa Nirvana de pornografia infantil

há 1 ano
Em vésperas das comemorações das três décadas do álbum, o jovem americano, agora com 30 anos, decidiu se rebelar contra o Nirvana, tendo inicialmente reclamado que não enriqueceu e na semana passada decidiu abrir uma queixa, alegando que o seu nome está associado à exploração comercial.

Rapper Kadaff apresenta loja virtual

há 3 anos
Com o objectivo de criar uma estrutura sólida, particularmente na carreira a solo, o músico decidiu criar uma loja online para satisfazer as necessidades dos fãs.

Paulo Flores acaba de lançar novo álbum

há 2 anos
O álbum Independência do músico Paulo Flores já se encontra disponível em todas as plataformas digitais e de streaming e nas lojas de música. Para acompanhar o 17.° álbum, Ti Paulito disponobilizou também um videoclipe.

Sexta farta: De Lokua Kanza a Lloyd Banks, confira os álbuns lançados de hoje

há 2 anos
Após 11 anos de ausência sem nenhum lançamento de álbum, o artista compositor Lokua Kanza lançou “Moko”. Uma obra em que o músico se reconecta com o gosto pela aventura e se encontra em uma alegre crioulização e universalidade musical.

Method Man e Redman protagonizam battle épico ao som de DJ Scratch

há 2 anos
Os rappers da Costa Leste prometeram não se e apresentar uma batalha diferentes das anteriores, e assim o fizeram, para a organização do Verzuz, “foi uma noite especial para o Hip Hop”.

Isis Hembe assina com a produtora Swahili e anuncia novo EP

há 10 meses
Depois dos lançamentos de Prazer, Isis Hembe e “O Escrivão Solar”, o artista voltou a entrar em estúdio para produzir um novo EP, agora com o suporte e selo da Swahili, que reúne nomes como, Verbal Uzula & Ahzazel, Damani VanDuném e Elzo Sénior.

Rappers angolanos em destaque na revista científica brasileira

há 2 anos
A renomada revista científica brasileira de ciências humanas “Convergência Crítica” decidiu destacar na sua primeira edição Kid MC, MCK, Kamessu e Flagelo Urbano.

MOVART: Galeria de arte contemporânea africana chega a Lisboa com `AIR IHOSVA´ de Ihosvanny

há 2 anos
O projecto nascido em 2015, e que em 2017 se tornou a primeira galeria comercial a surgir em Angola, abre em Portugal com trabalhos inéditos de Ihosvanny, um artista de origem angolana que é representado pela MOVART desde a sua fundação.

AMA – Yola Semedo diz que não merece estar entre os nomeados

há 3 anos
Yola Semedo afirmou que este ano (2020) não se revê profissionalmente nas nomeações do Angola Music Award, pelo facto de não ter se empenhado o suficiente.

Totó regressa ao Show do Mês

há 2 anos
O músico Totó St será a próxima atração do Show do Mês Live, agendado para sábado (21), com transmissão na TPA 2 e Internacional, além da página da Nova Energia no Youtube. A primeira vez que Totó esteve no Show do Mês foi na quarta temporada, ainda no Royal Plaza.

Dr. Dre pergunta ao público quem estaria a “altura” de competir com Eminem e Swizz  Beatz responde

há 1 ano
Dos fãs de Dre e Eminem especulava-se que a legenda anunciava um álbum do produtor com a participação de Slim Shady, mas não passou de dizeres, porque Swizz  Beatz clarificou, respondendo a Dr. Dre que “Busta Rhymes” seria capaz.