Euclides da Lomba: “Foi uma falha não atribuírmos nenhum prémio a Carlos Burity”

A Direcção Nacional da Cultura diz sentir-se culpada e admite ter falhado pelo facto de não atribuir nenhum prémio a Carlos Burity e aventa a possibilidade de atribuição a título póstumo.

Carlos Burity faleceu na manhã de ontem, na Clínica Girassol, em Luanda, vítima de paragem cardio-respiratória. A morte inesperada acontece numa altura em que o músico se preparava para a publicação, em Novembro deste ano, de mais um disco.

O director nacional da cultura descreve o autor de “Ojala Yeya” ( a fome chegou, em Português) como um patriota, que soube interpretar a alma do Semba.

Euclides da Lomba lamenta o facto de não chegar a tempo de reconhecer, em vida, os feitos de Carlos Burity com atribuição de prémios como o Nacional da Cultura, tal como aconteceu, embora tarde, com Waldemar Bastos.

“Foi uma falha não atribuímos nenhum prémio a Carlos Burity. É inacreditável Carlos Burity não ter recebido nenhum prémio. Não há aqui favores, pelo contrário, é uma obrigação moral. A culpa não é do governo, mas das pessoas”, criticou.

Entretanto, Da Lomba aventa a possibilidade de se corrigir o acto com um título póstumo e assume a culpa. “Assumo aqui certa culpa, não é possível o Carlos não ter recebido nenhum prémio. Obra póstuma não é a mesma coisa. Temos é de criar acções para que as pessoas sejam valorizadas em vida”, disse ao ser questionado sobre possibilidade de uma atribuição a título póstumo.

Carlos Burity viveu parte dos seus 67 anos a dedicar-se à música e é descrito pelos que com ele conviveram como uma pessoa calma e afável, traços que transportava para os palcos.

Maló Jaime, agente do músico, disse à TV Zimbo que estava previsto, em Novembro, o lançamento do próximo álbum do cantor. A obra sucederia “Malalanza” e conta com músicas inéditas. Está a ser masterizada em França e 75% foi concluído, mas agora sairá a título póstumo.

as cargas mais recentes

John Dolmayan: “Black Lives Matter não passa de ferramenta de propaganda política”

há 1 ano
O baterista da banda de rock System Of A Down, John Dolmayan, considera o movimento Black Lives Matter ilegítimo e que não passa de uma “ferramenta de propaganda” política do Partido Democrata.

Black Lives Matter: F1 proíbe o uso de t-shirts de protesto no pódio

há 10 meses
O novo protocolo foi implementado no Prémio da Rússia, que decorreu no passado dia 27. A FIA solicitou que os pilotos permaneçam com os macacões de corrida fechados até ao pescoço, noticiou o The Guardian.

Covid-19: Cardi B doa 20 mil garrafas de bebida vegana aos médicos de Nova York

há 1 ano
Dias após desmentir que estava infectada com Coronavírus, a rapper estendeu a mão aos profissionais que estão na linha da frente do combate à pandemia e se comprometeu a fazer doações frequentes doravante.

Preto Show dá voz ao novo álbum do Dj brasileiro WC No Beat

há 12 meses
O DJ e produtor brasileiro WC No Beat apresenta esta quinta-feira, 20 de Agosto, o seu novo projecto musical que reúne 33 participações, entre elas está o angolano Preto Show.

Chris Brown cria perfil em site pornográfico e cobra 20 dólares por seguidor

há 9 meses
Cresce a onda de abertura de contas no site de conteúdos adultos Only Fans por parte de estrelas ligadas à música. Depois de Anitta, Cardi B e Tyga, Chris Brown também criou o seu perfil, e está a deixar fãs divididos.

Paulo Flores faz declarações comoventes sobre a perda de Nando Quental

há 4 meses

Robertinho mostra todo seu potencial no álbum ‘Nguma’, o terceiro da carreira

há 4 meses
O músico Fernando Lucas da Silva “Robertinho” anunciou a gravação do seu terceiro disco, intitulado “Nguma”, com saída prevista para o meio do ano.

Damásio Brothers apresentam primeiro fruto da internacionalização da carreira

há 5 meses

Concurso para atribuição de bolsas de estudos nas áreas da Música e Artes Cénicas encerra dia 9 de Novembro

há 10 meses
No âmbito do projecto da União Europeia Procultura, o Camões, I.P. anuncia a publicação de um convite em duas fases à apresentação de propostas de projecto que tenham por objectivo criar emprego durável e rendimento sustentável nos setores da música, artes cénicas e literatura infantojuvenil nos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP) e Timor-Leste.

Trump ataca “músicos” na campanha

há 9 meses
Uma das visadas foi Lady Gaga, que fez recentemente campanha pelo principal adversário de Trump nas eleições, Joe Biden.

Prodígio: “Ser premiado em casa é sempre uma forma de lisonjeio, tem um sabor especial”

há 1 ano
Foi com a mixtape “O Alquimista” , em 2011, que Prodígio começou o sucesso. Na sequência, surgiram vários outros trabalhos, conquistou inúmeros prémios, o mais recente foi o de Melhor Artista de Rap. Em breve conversa com a Carga, o rapper de 32 anos manifesta os seus sentimentos em relação aos prémios e nomeações.

Dj Lutonda disponibiliza álbum “Chapada Sem Mão”

há 11 meses
Dj Lutonda disponibilizou ontem, o álbum” Chapada sem mão” em todas as plataformas digitais e, conta com 13 faixas musicais.

Fogo nos racistas: Bordão viralizado pela música de Djonga potencia merchandising do artista

há 3 meses
Repercutida inicialmente com alguma polêmica, a expressão se tornou símbolo da luta contra o racismo no Brasil, e recentemente, o elemento mais pujante da identidade visual do merchandising do artista.

Ngadiama Wakamba O Sonhi: Um veterano do Rap que a nova geração devia conhecer

há 2 meses
O pensamento crítico e social de Ngadiama Wakamba O Sonhi ajudou a formar as bases que sustentam hoje o rap de intervenção social em Angola, por isso muitos rappers preferem chamá-lo de “Mestre”. O rapper de 42 anos morreu ontem, em Luanda, por complicações de infecções respiratórias e anemia aguda.

Juninho Bill: Vocalista de sucessos infantis dos anos 80 faz vaquinha para gravar álbum a solo

há 11 meses
Juninho Bill foi um dos vocalistas do Trem da Alegria, grupo infantil brasileiro que tocou e continua a tocar em vários países da lusofonia, principalmente Angola, basta recordar o sucesso “Uni Duni Tê”.

Sinéad O’Connor dedide pôr fim à carreira musical

há 2 meses
Após 40 anos de percurso, nos quais lançou 10 álbuns, a cantora irlandesa decidiu pôr fim à carreira artística, para dedicar-se a outras actividades.