Expo–Ribas 2021 marca as celebrações do 112º aniversário de Óscar Ribas

Teve início hoje, o encontro entre a literatura, fotografia de lembranças de uma figura invulgar, debate e música, na Casa Museu Óscar Ribas, em Luanda.

O certame multidisciplinar que vai se prolongar até ao dia 28 do mês corrente e, visa assinalar o 112 aniversário natalício do escritor, ensaísta e etnólogo, Óscar Ribas ‐In memoriam.

O certame é uma alusão ao aniversário do seu patrono, que se comemora hoje, 17 de Agosto. A data também é memorada hoje às 22:30 horas, pela TV zimbo, com um programa especial `Obrigado Óscar Ribas´ dedicado àquele que foi uma das maiores fontes orais de Angola.

Considerado pioneiro do estudo, pesquisa e divulgação das distintas áreas das ciências humanas, sociais e literárias, o Kota é considerado um dos “fundadores” da ficção literária em Angola. Tendo sido galardoado, segundo o Jornal de Angola, com os prémios Margaret Wrong (1955), de Etnografia do Instituto de Angola (1958) e Monsenhor Alves da Cunha (1962). Foi ainda distinguido, como Membro Titular da Sociedade Brasileira de Folclore (1954), com a Medalha Oficial da Ordem do Infante, atribuída pelo Governo português (1962),  Medalha Gonçalves Dias, pela Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro (1968), e com o Diploma de Mérito da Secretaria de Estado da Cultura de Angola (1989).

O seu rico e vasto legado literário mantêm‐se intemporal, tendo recuperado muitos temas da tradição oral, filologia, religião tradicional e filosofia dos povos de língua kimbundo. Aos 18 anos de idade publicou o seu primeiro livro de contos infantis Nuvens Que Passam(1927). “Nuvens Que Ficam Verdes” (1927) e “Resgate de uma Falta de Educação” (novela, em 1929), ao que se seguiram “Flores e Espinhos Uanga” (1950,  “Ecos da Minha Terra Natal” (1952), “Uanga – Feitiço” (romance folclórico, 1955) e “Ilundo – Espíritos e Ritos Angolanos (1958).

Na década de 1960 publicou “Missosso” (três volumes – 1961, 1962 e 1964), “Alimentação regional Angolana” (1965), “Izomba – Associativismo e Recreio” (1965), “Sunguilando – Contos Tradicionais Angolanos (1967), “Kilandukilu – Contos e Instantâneos” (1973) e “Tudo Isto Aconteceu – Romance Autobiográfico” (1975).

Após uma pausa de quase duas décadas, Óscar Ribas voltou aos livros com “Cultuando as Musas – Poesia (1992), ao que se seguiu o “Dicionário de Regionalismos Angolanos”. Da sua experiência como invisual, escreveu bastante em No Mundo da Cegueira.

as cargas mais recentes

Art Sem Letra anuncia o regresso do concurso de poesia falada ‘Slam Tundawala’

há 1 mês
A quarta edição do Slam Tundawala acontece de 02 à 04 de Setembro do ano em curso no CCBA (Centro cultural Brasil Angola).

Nesr Art Foundation anuncia candidaturas para novo programa de residência artística em Luanda

há 1 semana
Até ao dia 25 de Setembro, artistas angolanos com idade igual ou superior a 18 anos, baseados em Luanda e nas demais províncias do país, são encorajados a participar desta Open Call.

Praça de Touros portuguesa será transformada em Centro Cultural

há 3 meses
Trata-se da Praça de Touros da Azaruja, a mais antiga de Portugal, que não voltará a receber espectáculos com toureiros, mas dará lugar a espectáculos culturais, após passar por requalificação completa.

Preto Show: “Anselmo Ralph é o maior artista angolano de todos os tempos”

há 9 meses
Preto Show atribui nota negativa ao ano 2020 e diz não fazer sentido, neste momento, proibirem -se espectáculos, uma vez que escolas, igrejas e mercados andam abertos. O músico pede a intervenção do Presidente da República na questão dos shows, porque, lamenta, há colegas seus a passearem fome.

Cantor nigeriano condenado à morte por causa de uma música

há 1 ano
Yahaya Sharif-Aminu foi condenado por um tribunal superior da Sharia, em Hóquei Hausawa Filin, na Nigéria, à morte por enforcamento, por partilhar uma das suas músicas nos grupos de Whatsapp.

“Estou a ser cobiçada por várias produtoras”

há 2 anos

Cultura nacional contará com frequência radiofónica exclusiva

há 4 meses
Recatalogada como prioridade pelo Presidente do Conselho de Administração, Pedro Cabral, a iniciativa que está prestes a ser concretizada, já é tida como um projecto “muito bem conseguido” e aguardado com expectativa por profissionais do ramo.

Rapper Mota Jr encontrado morto

há 1 ano
O rapper português Mota Jr foi encontrado morto segunda-feira, mas apenas ontem (terça-feira) o corpo foi identificado, pelo facto de estar em elevado estado de decomposição.

Emanuel Mendes: Tenor angolano “mistura” Massemba e Fado

há 10 meses
Com saída inicialmente prevista para o final de 2020, o disco de estreia do tenor Emanuel Mendes foi adiado para o primeiro trimestre de 2021 por conta da pandemia. Entre os temas, destaque para fusão entre o Massemba (Angola) e o Fado (Portugal).

Projecto que transformou pedonais em bibliotecas comunitárias vai se expandir pelo país

há 1 ano
As pontes do Camama, Benfica e do Rocha Pinto serão transformadas na semana que vem e já há livros para o Namibe, Huila e Kwanza Sul aguardam por mais doações.

Ja Rule revela que no início da carreira quis fazer trio com JAY-Z e DMX

há 9 meses
Ja Rule, Jay-Z e DMX tinham condições reunidas para constituírem um trio, uma ideia motivada por Irv Gotti, da Murder Inc. Entretanto, os três músicos não conseguiram materializar o desejo porque dois dos rappers não mostraram interesse.

Ladrões arrombam armazém de Beyoncé e levam mais de 1 milhão de dólares

há 6 meses

Documentário “Kings of Afro House” estreia em Amesterdão

há 12 meses
O documentário “Kings Of Afro House”, realizado pela Music Box, plataforma musical de Sagres, terá a estreia internacional no Cinema Melkweg a convite da organização do evento “ADE – Amsterdam Dance Event” e da Africadelic, no dia 23 de Outubro.

50 Cent convida Riquinho para co-produzir seus espectáculos

há 2 meses
O homem forte da música angolana não só co-produzirá espectáculos do líder da G-Unit, como também direccionou seu core business e passará a promover a música nacional no mercado norte-americano, colocando nossos artistas a actuarem nos principais palcos internacionais.

Cantor de 12 anos ganha contrato milionário por fazer a cappella durante protestos

há 1 ano
Keedron Bryant ficou conhecido por se destacar durante os protestos anti-racismo nos Estados Unidos da América. Um dia depois da morte de Floyd, o adolescente fez a cappella no Instagram de uma musica sua e, menos de três semanas, a canção gospel atingiu mais de três milhões de visualizações, obrigando a Warner Record’s a contratá-lo.

Andebol dá a primeira vitória a Angola nas Olimpíadas

há 2 meses
A selecção angolana de andebol venceu, esta madrugada, a sua similar do Japão, por 28-25, em jogo da quarta jornada do grupo A do torneio olímpico de Tóquio 2020.