Fineza Teta é a artista escolhida para retratar as vítimas dos conflitos políticos em Angola

A artista plástica Fineza Teta foi seleccionada pelo governo para fazer parte do projecto de construção do Memorial às vítimas dos conflitos armados em Angola, cujo objectivo é homenagear e honrar as vítimas dos conflitos políticos ocorridos em Angola, no período de 11 de Novembro de 1975 a 04 de Abril de 2002.

Sob direcção da Fisty Design Studios, composta por profissionais das artes plásticas, Fineza Teta concebeu aquilo que hoje é o projecto carregado de espiritualidade, identidade nacional e patriotismo, visando honrar e perpetuar a memória das vítimas executadas e tombadas no processo de conflito armado no país.

Fineza Teta é a artista escolhida para retratar as vítimas dos conflitos políticos em Angola

A artista de artes visuais e plásticas foi escolhida pelo Gabinete de Obras Especiais (GOE). Para ela, este legado histórico nos exorta com a dor do passado a não voltarmos a cometer erros, que possa perigar a soberana paz, harmonia e reconciliação nacional, num conflito que não houve e jamais haverá vencido ou vencedores. “É um verdadeiro património nacional”, reconheceu a criadora.

O trabalho será composto por três peças, nomeadamente a “Aliança Eterna”, “Aliança inquebrantável” e o “Hall de Memória e a Mulembeira da Reconciliação”.

Fitsy, como é conhecida no mundo das artes, é uma artista plástica é reconhecida por seus retratos multicoloridos. Ela foi membro da Comissão Nacional de Angola para diversas exposições dentro e fora do país. Foi também a primeira mulher a receber a distinção do grande prémio de pintura Ensa-Arte, 2014.

Fineza Teta nasceu a 26 de Dezembro de 1977, em Luanda. Iniciou a criar bases no mundo das artes plásticas, no Instituto Nacional de Formação Artística e Cultural (INFAC), actualmente Escola Nacional de Artes Plásticas, onde fez a formação.

Em 2014, participou pela terceira vez no prémio Ensa-Arte onde foi vencedora, na categoria de pintura, com “Inquietação”.

A artista realizou a primeira exposição individual, “Divergente”, patente de Dezembro de 2014 a Janeiro de 2015, no Instituto Camões – Centro Cultural Português, em Luanda. Foi distinguida com menções honrosas em diversas exposições como a da Fundação Irida, em 2004, na Rússia, pela mostra “Primavera”.

as cargas mais recentes

Luso explica as razões dos “Sonhos Molhados” em novo videoclip

há 1 ano
Trata-se do segundo vodeoclip da primeira parte do álbum Laços de Família. A música intitula-se “Sonhos Molhados” e está disponível no YouTube e nos principais canais de música desde a tarde de ontem.

Hochi Fu: “Apostei no Kuduro porque o Rap aqui era muito soft, dos betinhos”

há 2 anos

Messi diz que Mundial do Qatar será o último da sua carreira

há 2 meses

Vênias aos Filipes

há 3 anos
Dupla foi homenageada no Show do Mês, duas noites de evento que ficarão nos anais da música angolana.

Espectáculo das celebrações do 11 de Novembro com novo formato

há 2 anos
As actividades culturais alusivas as celebrações do 45.° aniversário da Independência sofreram reestruturações. As limitações abrangem também o espectáculo musical ao vivo, que já não será realizado na Praça da República.

O fim de uma Era. Serena Williams coloca ponto final na carreira

há 3 meses

Boss AC acaba de confirmar que já foi compensado pela música utilizada na campanha da Unitel

há 11 meses
O músico Boss AC, de nome de baptismo Ângelo Firmino acabou de confirmar hoje que está resolvida a situação de pagamentos dos direitos autorais da música ‘Quieres Dinero” ft Gutto e Glória Stefan, utilizada na campanha Unitel Money.

Paulina Chiziane torna-se a primeira mulher africana a conquistar Prémio Camões

há 1 ano
A escritora moçambicana Paulina Chiziane venceu a 33a edição do Prémio Camões. Conhecida por dar papel central a figura da mulher africana em seus livros, a autora é a primeira mulher africana a ser laureada com essa distinção, que é uma das mais importantes honrarias da literatura em língua Portuguesa.

Lives do Show do Mês ganham transmissão directa na Tpa 2

há 2 anos
Doravante o Show do Mês Live passará a ter transmissão ‘directo’ pela TPA, fruto de uma parceria entre a estação pública e a produtora Nova Energia. Sendo assim, a partir do próximo sábado, 13 de Junho, o público já pode assistir ao concerto da emblemática Banda Maravilha pela TV.

Álbum de Black Coffee já está disponível

há 2 anos

Vencedor do prémio literário ‘Sagrada Esperança’ é conhecido dia 15 de Setembro

há 2 anos
Foi instituído em 1980 em homenagem póstuma ao Dr. António Agostinho Neto, ilustre homem de cultura e das letras angolanas.

Luso: “Os rappers acabam por depender das acções do político para poder fazer música”

há 2 anos
Luso está no Hip Hop desde os seus 15 anos. Tem um álbum e um EP lançados e está a concluir o segundo álbum. Além disso, o músico desenvolve o projecto “Ilusionista”.

Cee Lo Green é acusado de misoginia após criticar hipersexualização de Cardi B, Megan The Stallion e Nicki Minaj

há 2 anos
Para o também rapper, que falava em entrevista à Far Out Magazine, deveria haver um “tempo e um lugar” para o “conteúdo adulto” na música, lembrando que “muita música hoje é lamentável e decepcionante em nível pessoal e moral”.

Olivia Rodrigo, BTS e Justin Bieber se destacam no MTV Video Music Awards, mas Lil Nas X leva o prémio principal

há 1 ano
Com apenas uma música, “Montero (Call Me By Your Name)”, Lil Nas X arrebatou o prestigioso prémio de melhor vídeo do ano, as categorias de melhor direcção, melhor direcção de arte e ainda, melhores efeitos visuais.

Irmãos Alves festejam aniversário com 25 horas de música

há 3 anos
Durante 25 horas, de forma ininterrupta, os irmãos Alves vão fazer uma viagem pelos sucessos tocados no inicio da carreira até ao momento, ou seja das 16 horas de sábado (dia 25) até 17 horas de domingo (dia 26) vão recordar os vários períodos das suas carreiras.

Seteca: Um nome pequeno com grandes ambições na música

há 11 meses
Com 10 anos de experiência, Seteca revela-se como a mais nova aposta do Semba e Kizomba. Seus temas “Do outro”, “Nascer do sol” e “Grande amor”, disponíveis na Internet, podem asseguar a sua permanência no mercado.