Foste Waldemar, mas cantaste livremente no teu país

A morte do músico Waldemar Bastos foi um duro golpe às nossas emoções, um soco no “estômago” da cultura e quase um K.O técnico aos amantes da música com qualidade. Sim, aqueles um pouco mais exigentes.

Angola perdeu um filho, uma biblioteca. Um autêntico defensor dos oprimidos que utilizou a música para dar voz ao povo, um senhor com ideais e bastante vertical.

Contra sua vontade, partiu para fora do país, tornando-se, praticamente, cidadão do mundo, como ele mesmo gostava de dizer. Suas músicas atravessaram fronteiras, já não era só nosso (Angola) era de todos (mundo).

“Houve uma acção muito negativa contra a minha pessoa. Inventaram muita coisa, possivelmente devido à minha música. Foi movida uma campanha muito silenciosa, eficaz e com muito maquiavelismo. Foi terrível, mau e tremendo. Por isso tive que partir”, explicou em 2018.

Fazia shows pelo mundo, mas sentia falta da sua terra natal, do carinho dos seus. 40 Anos depois regressa, finalmente, para um grande show. Foi cabeça de cartaz no Show do mês, em 2018, naquela que foi o seu último grande concerto em Angola.

“Voltar a cantar para o meu povo e como bálsamo na alma. É a primeira vez que canto livremente na minha terra”, disse na ocasião. Quem vai nos dizer para não falar política, falar da velha Xica (que lembra as nossas velhas), quem vai nos aconselhar a comprar tangerina?

Espero que não haja grandes homenagens (excepção aquelas nas redes sociais, tv ou rádio), porque continuo a defender que devem ser feitas quando estamos vivos, devemos desfrutar da nossa homenagem, nos sentir importantes, apreciados e acarinhados.

Waldemar Bastos esteve doente durante muito tempo, contou, segundo pessoas próximas, com apoio da família e amigos chegados. No momento em que precisou muitos não apareceram, por favor não apareçam agora com homenagens, respeitem o momento da família e juntos vamos chorar a partida de um camarada, pai, irmão. Cumprimenta Tenta Lando, os Irmãos Kafala, André Mingas.

Quem era?
Waldemar dos Santos Alonso de Almeida Bastos, conhecido como Waldemar Bastos, nasceu em M’Banza Kongo, capital da província do Zaire, a 4 de Janeiro de 1954.

Começou a cantar com uma idade muito precoce, utilizando instrumentos do seu pai. Após a independência, em 1975, emigrou para Portugal.

Ao longo dos mais de 40 anos de carreira, foi distinguido com um Diploma de Membro Fundador da União dos Artistas e Compositores (UNAC-SA) e com Prémio Award, em 1999, pela World Music.

Abriu o festival da Unesco “Dont forget Africa”. Cantou no principado de Mónaco, a convite da princesa Carolina.

O jornal “New York Times” considerou, em 1999, o seu disco “Black Light” uma das melhores obras da época.

Em 2018 foi distinguido, pelo Governo angolano, com o Prémio Nacional de Cultura e Artes, na categoria de Música.

Discografia
1983: Estamos Juntos (EMI Records Ltd)
1989: Angola Minha Namorada (EMI Portugal)
1992: Pitanga Madura (EMI Portugal)
1997: Pretaluz [blacklight] (Luaka Bop)
2004: Renascence (World Connection)
2008: Love Is Blindness (2008)
2012: Classics of my soul (2012)

as cargas mais recentes

Romelu Lukaku: “Jay-Z ensinou-me como ser um vencedor”

há 1 ano
O avançado belga e campeão da Serie A, pelo Inter do Milão (2020/21), revelou que a amizade com Jay-Z e o conselho que tem recebido do rapper tem sido importante para conseguir alcançar o sucesso.

P. Black Mr. International prova no novo single que  “Homem Também Gosta De Mimo” 

há 2 anos
“Homem Também Gosta de Mimo” já está disponível nas plataformas digitais e na Vodacom • Movitel para que todos, homens e mulheres, se possam inspirar e mimar mutuamente.

Artistas mostram como a arte lhes ajudou a romper os estigmas

há 2 meses

SSP: O grupo de Rap nacional mais ouvido actualmente

há 2 anos
Dados fornecidos pela Sadia, indicam que o grupo SSP são os artistas mais ouvidos, desde o dia 21 de Setembro, no `Top Nacional´ -−divulgado pela Carga Magazine−. A par desta “colocação”, são também os primeiros artistas do estilo Rap a entrar na lista de preferência dos ouvintes, de todas as rádios nacionais.

Era de Snoop Dogg na Death Row não contará com icónicos álbuns de 2Pac e Dr. Dre

há 7 meses
Passadas mais de duas semanas depois de anunciar a aquisição da Death Row Records, Snoop Dogg continua a negociar o catálogo da gravadora com a MNRK Music e Blackstone.

Kanye West oferece um ATV Sharp personalizado a Chris Brown

há 2 anos
Chris Brown recebeu do seu amigo Kanye West um ATV Sherp personalizado, um tipo de veículo 4×4 fabricado na Rússia avaliado em mais de 77 milhões de Kwanzas.

Neide Van-Dúnem lança projecto de teatro musical para crianças e adolescentes

há 2 meses

Após realizar primeiro comício político Kanye West propõe Jay-Z para vice-presidente

há 2 anos
Após realizar o seu primeiro emociante comício político, este domingo, no estado da Carolina do Sul, onde, dentre várias promessas, propôs um milhão de dólares às gestantes, legalizar e tonar gratuita a liamba, Kanye West revelou que vai propor a Sean Carter o cargo de vice-presidente.

Angola 70’s: Show do Mês recria período dourado da música angolana

há 1 ano
Denominado Angola 70’s, o show pretende mostrar a esteticidade da nossa música, recordando os anos 70, período de maior produção artística e, por isso, considerado por muitos ” período dourado da música angolana”, que durou até finais da década 70.

NDDNHH: Christmas Pack já em projecção

há 2 anos
Enquanto as confirmações não chegam, o Produtor se diverte nas redes sociais, com os amantes do projecto tentando adivinhar quem serão os participantes através das iniciais nominais, publicadas por si próprio.

Beyonce e Marvin Gaye lideram a lista dos melhores álbuns do século

há 2 anos
A Rolling Stone elegeu os álbuns “What’s Going On” de Marvin Gaye e “Lemonade” de Beyonce, como melhores álbuns de todos os tempos. Citando também ‘Crazy In Love’ como a melhor música do século.

Morreu o músico Carlos Burity

há 2 anos
O músico esteve internado na Clínica Girassol, mas depois de receber alta, o músico sentiu-se mal e foi encaminhado ao hospital onde acabou por falecer nas primeiras horas desta manhã aos 67 anos.

Afeni e Tupac Shakur documentados em nova série

há 2 anos
Em cinco episódios, `Outlaw: The Saga Of The Shakurs´ traz um retracto íntimo e amplo da dupla mãe e filho, mais inspiradora e perigosa da história americana, cuja mensagem unificada de liberdade, igualdade, perseguição e justiça é mais relevante hoje do que nunca.

Sabia que a filha de George Floyd é a mais nova accionista da Disney?

há 2 anos
Desde acções da Disney a bolsas escolares, várias iniciativas foram tomadas para que Gianna, tenha opções no futuro. Com apenas 6 anos de idade, a órfã tem mostrado que já entendeu o impacto significativo que seu falecido pai deixou para trás, “o meu pai mudou o mundo”.

Reptile: “Considero-me um artista bem-sucedido e sei que muitos se revêm na minha história”

há 2 anos
No dia 27 deste mês, o rapper vai colocar mais um álbum no mercado. Intitulado I.C.O.N (Invejosos Continuam a Odiar o Nikka), a obra produzida pelo moçambicano Ell Puto e Alleny. Além de Preto Show, Rui Orlando e Tchoboli, reúne importantes artistas da nova geração.

Muntu: Linha angolana de artigos handmade invade mercado norte-americano

há 8 meses
Inspirada no princípio africano “Ubuntu”-eu sou, porque tu és- a marca é desenvolvida à mão por artesãos a partir de uma base ecológica com o objectivo de se conservar o meio ambiente e depois de ser vendida os lucros são enviados a Angola para ajudar centros de caridade.