Foste Waldemar, mas cantaste livremente no teu país

A morte do músico Waldemar Bastos foi um duro golpe às nossas emoções, um soco no “estômago” da cultura e quase um K.O técnico aos amantes da música com qualidade. Sim, aqueles um pouco mais exigentes.

Angola perdeu um filho, uma biblioteca. Um autêntico defensor dos oprimidos que utilizou a música para dar voz ao povo, um senhor com ideais e bastante vertical.

Contra sua vontade, partiu para fora do país, tornando-se, praticamente, cidadão do mundo, como ele mesmo gostava de dizer. Suas músicas atravessaram fronteiras, já não era só nosso (Angola) era de todos (mundo).

“Houve uma acção muito negativa contra a minha pessoa. Inventaram muita coisa, possivelmente devido à minha música. Foi movida uma campanha muito silenciosa, eficaz e com muito maquiavelismo. Foi terrível, mau e tremendo. Por isso tive que partir”, explicou em 2018.

Fazia shows pelo mundo, mas sentia falta da sua terra natal, do carinho dos seus. 40 Anos depois regressa, finalmente, para um grande show. Foi cabeça de cartaz no Show do mês, em 2018, naquela que foi o seu último grande concerto em Angola.

“Voltar a cantar para o meu povo e como bálsamo na alma. É a primeira vez que canto livremente na minha terra”, disse na ocasião. Quem vai nos dizer para não falar política, falar da velha Xica (que lembra as nossas velhas), quem vai nos aconselhar a comprar tangerina?

Espero que não haja grandes homenagens (excepção aquelas nas redes sociais, tv ou rádio), porque continuo a defender que devem ser feitas quando estamos vivos, devemos desfrutar da nossa homenagem, nos sentir importantes, apreciados e acarinhados.

Waldemar Bastos esteve doente durante muito tempo, contou, segundo pessoas próximas, com apoio da família e amigos chegados. No momento em que precisou muitos não apareceram, por favor não apareçam agora com homenagens, respeitem o momento da família e juntos vamos chorar a partida de um camarada, pai, irmão. Cumprimenta Tenta Lando, os Irmãos Kafala, André Mingas.

Quem era?
Waldemar dos Santos Alonso de Almeida Bastos, conhecido como Waldemar Bastos, nasceu em M’Banza Kongo, capital da província do Zaire, a 4 de Janeiro de 1954.

Começou a cantar com uma idade muito precoce, utilizando instrumentos do seu pai. Após a independência, em 1975, emigrou para Portugal.

Ao longo dos mais de 40 anos de carreira, foi distinguido com um Diploma de Membro Fundador da União dos Artistas e Compositores (UNAC-SA) e com Prémio Award, em 1999, pela World Music.

Abriu o festival da Unesco “Dont forget Africa”. Cantou no principado de Mónaco, a convite da princesa Carolina.

O jornal “New York Times” considerou, em 1999, o seu disco “Black Light” uma das melhores obras da época.

Em 2018 foi distinguido, pelo Governo angolano, com o Prémio Nacional de Cultura e Artes, na categoria de Música.

Discografia
1983: Estamos Juntos (EMI Records Ltd)
1989: Angola Minha Namorada (EMI Portugal)
1992: Pitanga Madura (EMI Portugal)
1997: Pretaluz [blacklight] (Luaka Bop)
2004: Renascence (World Connection)
2008: Love Is Blindness (2008)
2012: Classics of my soul (2012)

as cargas mais recentes

Forbes divulga lista das 100 celebridades mais bem pagas do mundo

há 1 ano
A conceituada revista de negócios e economia revelou, esta quarta-feira, dia 3 de Junho, uma série de rankings anuais, dos quais as 100 figuras ligadas à música, desporto entre outros, mais bem pagas em 2020. Kylie Jenner, cunhada de Kanye West, está na primeira posição.

Bruno Fernando estreia nos play-offs da NBA

há 2 meses
O angolano Bruno Fernando, que actua nos Atlanta Hawks, estreou hoje nos play-offs da Liga norte-americana de basquetebol (NBA), ao jogar dois minutos na derrota da sua equipa diante dos Philadelphia76, por 118-102.

Cláudio Rosário e Mamas Boy estreiam novo single

há 1 ano
“Não Tem Como” é o título do mais recente single de Cláudio Rosário e Mamas Boy. Do género Guetho Zouk, a faixa é um produto da Makas Produções e Plus Record e estreia na Carga.

BET Awards 2020 acontece online

há 1 ano
De acordo com a Revista Variety, a BET celebrará o 20º aniversário da premiação no dia 28 de Junho, por meio de “uma variedade de técnicas inovadoras e conteúdo gerado por artistas”.

Faz hoje um mês desde que Carolina Deslandes e Jimmy P surpreenderam os fãs com o projecto colaborativo “Mercúrio”

há 11 meses
Um ano após lançarem a primeira música juntos, Carolina Deslandes e Jimmy P reafirmaram o gosto por trabalhar em conjunto. Com um total de 5 músicas, o EP Mercúrio foi todo idealizado durante o período de confinamento e disponibilizado a 31 de Julho.

Rodrigo Lombardi encerra campanha Live `Emoção Globo´

há 11 meses
O actor será o último convidado Live da campanha no Instagram do canal Globo ON, embora a campanha ‘Emoção Globo’ continue com outras facetas, como é o caso agora do desafio de dança #EmoçãoGlobo. Não perca, hoje a partir das 21 horas, Sofia Lucas vai entrevistar o talentoso Rodrigo Lombardi, na página oficial da Globo On .

Após ser interna por trombose, Anitta tranquiliza os fãs

há 1 ano
A cantora foi internada ontem depois de ter sido diagnosticada com trombose. A informação inicialmente difundida pela imprensa brasileira foi confirmada pela própria, tranquilizando que se sente bem e receberá alta hospitalar ainda hoje.

AMA: Após reacções sobre as nomeações, organização esclarece os critérios

há 12 meses
Durante uma conversa que a Carga manteve com a organização, se esclareceu que as inscrições são feitas pelo candidato e é o público quem decide a música vencedora, mediante a votação, que decorre neste momento.

Autor do plágio no Prémio Literário Jardim do Livro Infantil nunca mais poderá concorrer

há 1 ano
A obra “A Kandengue Do Golungo e o Livro Que Não Tinha Fim”, vencedora do Prémio Literário Jardim do Livro Infantil, constitui um plágio grosseiro e tentativa de burla de uma outra obra brasileira, cuja capa mostramos na notíciia. O Instituto das Indústrias Culturais e Criativas adianta que o infractor pode nunca mais concorrer a prémios do Ministério.

Paulo Flores na lista dos curadores da Apple Music

há 1 ano
Paulo Flores faz parte da limitada lista de músicos africanos convidados pela Apple para curadoria da playlist do aplicativo Apple Music. Disponível desde hoje, a lista de reprodução de Paulo Flores inclui músicas de artistas como Franco, Tubarões, Carlitos Vieira Dias e André Mingas.

Burna Boy apresenta detalhes do seu novo álbum produzido por P. Diddy

há 12 meses
Intitulado “Twice As Tall”, o novo álbum do músico nigeriano teve a produção executiva de Puff Diddy, Bosede Ogulu e o próprio Burna Boy.

Yola Semedo regozija-se após firmar parceria com a Clé Entertainment

há 1 mês
Depois das recentes contratações de Yola Araújo, Noite e Dia e Ivan Alekxei, a produtora musical Clé Entertainmente anunciou o vínculo contratual com a cantora Yola Semedo.

Best-Seller de Tom Clancy foi adaptado ao cinema e Michael B. Jordan está no papel principal

há 4 meses
O próximo “encontro” com Michael B. Jordan, está marcado para o próximo dia 30 de Abril, na Amazon Prime Video.

Valete e vários músicos portugueses exigem a libertação do rapper espanhol Hasél

há 5 meses

Morreu Joe Lara, actor do filme “Tarzan”

há 2 meses
Joe Lara tornou-se famoso ao interpretar o célebre Tarzan In Manhattan, aventura épica dos anos 90, depois participou na série “rei da selva” entre 1996 e 2000, actuando num total de 22 episódios.

Pedro Hossi seleccionado para o projecto “Passaporte”

há 12 meses
Com objectivo de promover os homens do cinema em Portugal, a Academia Portuguesa de Cinema realiza o programa “Passaporte”, que contará com a participação do actor angolano Pedro Hossi.