Foste Waldemar, mas cantaste livremente no teu país

A morte do músico Waldemar Bastos foi um duro golpe às nossas emoções, um soco no “estômago” da cultura e quase um K.O técnico aos amantes da música com qualidade. Sim, aqueles um pouco mais exigentes.

Angola perdeu um filho, uma biblioteca. Um autêntico defensor dos oprimidos que utilizou a música para dar voz ao povo, um senhor com ideais e bastante vertical.

Contra sua vontade, partiu para fora do país, tornando-se, praticamente, cidadão do mundo, como ele mesmo gostava de dizer. Suas músicas atravessaram fronteiras, já não era só nosso (Angola) era de todos (mundo).

“Houve uma acção muito negativa contra a minha pessoa. Inventaram muita coisa, possivelmente devido à minha música. Foi movida uma campanha muito silenciosa, eficaz e com muito maquiavelismo. Foi terrível, mau e tremendo. Por isso tive que partir”, explicou em 2018.

Fazia shows pelo mundo, mas sentia falta da sua terra natal, do carinho dos seus. 40 Anos depois regressa, finalmente, para um grande show. Foi cabeça de cartaz no Show do mês, em 2018, naquela que foi o seu último grande concerto em Angola.

“Voltar a cantar para o meu povo e como bálsamo na alma. É a primeira vez que canto livremente na minha terra”, disse na ocasião. Quem vai nos dizer para não falar política, falar da velha Xica (que lembra as nossas velhas), quem vai nos aconselhar a comprar tangerina?

Espero que não haja grandes homenagens (excepção aquelas nas redes sociais, tv ou rádio), porque continuo a defender que devem ser feitas quando estamos vivos, devemos desfrutar da nossa homenagem, nos sentir importantes, apreciados e acarinhados.

Waldemar Bastos esteve doente durante muito tempo, contou, segundo pessoas próximas, com apoio da família e amigos chegados. No momento em que precisou muitos não apareceram, por favor não apareçam agora com homenagens, respeitem o momento da família e juntos vamos chorar a partida de um camarada, pai, irmão. Cumprimenta Tenta Lando, os Irmãos Kafala, André Mingas.

Quem era?
Waldemar dos Santos Alonso de Almeida Bastos, conhecido como Waldemar Bastos, nasceu em M’Banza Kongo, capital da província do Zaire, a 4 de Janeiro de 1954.

Começou a cantar com uma idade muito precoce, utilizando instrumentos do seu pai. Após a independência, em 1975, emigrou para Portugal.

Ao longo dos mais de 40 anos de carreira, foi distinguido com um Diploma de Membro Fundador da União dos Artistas e Compositores (UNAC-SA) e com Prémio Award, em 1999, pela World Music.

Abriu o festival da Unesco “Dont forget Africa”. Cantou no principado de Mónaco, a convite da princesa Carolina.

O jornal “New York Times” considerou, em 1999, o seu disco “Black Light” uma das melhores obras da época.

Em 2018 foi distinguido, pelo Governo angolano, com o Prémio Nacional de Cultura e Artes, na categoria de Música.

Discografia
1983: Estamos Juntos (EMI Records Ltd)
1989: Angola Minha Namorada (EMI Portugal)
1992: Pitanga Madura (EMI Portugal)
1997: Pretaluz [blacklight] (Luaka Bop)
2004: Renascence (World Connection)
2008: Love Is Blindness (2008)
2012: Classics of my soul (2012)

as cargas mais recentes

Repertório traz os dois produtores do momento: Vado Poster e Dj Habias

há 3 meses
Vado Poster e Dj Habias são dos produtores mais solicitados da actualidade e estarão na próxima sexta-feira, 24 de Julho, no Repertório da Revista Carga, para apresentar e explicar o processo de produção de hits como “Pintins”, de Scro Q Cuia e Nerú Americano ou Waatão, de Puto Prata.

Membros da sociedade reprovam cartaz do “Live no Kubico”

há 3 meses
Depois do sucesso com Tunjila Tuajokota, Socorro e Baló Januário, domingo (19), a TPA anunciou um show com Yola Semedo, Ary, Edmazia e Patrícia Faria. A informação não foi bem recebida pelos mesmos espectadores que encheram as redes sociais de elogios, nos Lives anteriores.

Zap transmite mega espectáculo solidário

há 6 meses
Este sábado, 25 de Abril, a Zap vai levar todas as emoções do mega espectáculo solidário, que moveu o mundo inteiro e arrecadou cerca de 128 milhões de dólares para ajudar a OMS a combater o Covid-19.

Eminem festeja 20º aniversário de “Marshal Mathers”

há 5 meses
O artista de “Lose Yourself” partilhou um vídeo no Instagram anunciando uma festa online marcada para 27 de Maio (quarta-feira), legendando o post com letras da sua música “I´m Back”.

Após exigir pensão “milionária”, Nicole Young alega ser co-proprietária do nome `Dr. Dre´

há 1 mês
O divórcio litigioso do rapper e produtor Dr. Dre, parece estar longe do fim, desta vez, além de estar a ser acusada de “dizimar” a conta bancária da empresa do ex-marido, Nicole Young ressurge com um novo processo onde afirma também ser dona do álbum ‘The Chronic’ e do nome artístico do rapper Dr. Dre.

Presidente da República oferece uma residência ao músico Sebem

há 2 meses
O kudurista Sebem recebeu, esta manhã, uma casa, nas localidades do Zango, em Luanda, das mãos da vice-presidente do MPLA.

Concerto no formato “Drive in” com Valete no cartaz

há 4 meses
Como alternativa ao Festival da Juventude em Benfica (Lisboa/Portugal), cancelado por conta do Covid-19, vem aí outro evento semelhante, mas no formato “Drive In”. Trata-se do “Monsanto Fest”, com Valete como cabeça de cartaz e sem Sam The Kid.

Dave Bautista diz que The Rock não é um bom actor

há 4 semanas
O actor e antigo lutador de Luta Livre, Dave Bautista, astro do filme Guardiões da Galáxia, afirmou que Dwayne Johnson “The Rock” não é um bom actor, apesar do sucesso que faz.

Fundação Arte e Cultura reforça apoio à formação artística durante o confinamento

há 3 meses
Cem pessoas entre crianças e adolescentes, da Ilha de Luanda, bairro Casas Novas, sector Ponta, começaram a receber nesta semana manuais de apoio para a formação artista.

Fundação Arte e Cultura encabeça festival cultural internacional de homenagem aos heróis da Covid-19

há 2 meses
O festival internacional de arte, em homenagem aos heróis da Covid-19 e de luta contra o racismo “Change is in Unity”, está ser encabeçado em Angola, pela Fundação Arte e Cultura e decorre na Ilha de Luanda, sob os valores Amor, respeito, resiliência, solidariedade, empatia e igualdade.

Slash Stana cria plataforma de debates sobre temas pertinentes no Rap Game

há 1 mês
Denominada “Meus Niggas”, surge no intuito de suprir a lacuna que existe no meio “hipopeano”, no que toca a debates. Ao lado de figuras com legitimidade, Stanna traz ao de cima problemáticas que afectam muitos rappers.

16 anos de “Artes ao Vivo”

há 6 meses
A efeméride é marcada com uma exposição online que imprime a historiográfica do projecto, bem como um debate entre Lukenny Bamba e Kool Klever, cujo tema será a “Existência, persistência e a criação do Artes ao Vivo”, amanhã, a partir das 14 horas no Eclético FM.

Lenda do rock and roll, Little Richard morre aos 87 anos

há 6 meses
Morreu Little Richard, um dos pioneiros da primeira vaga de rock and roll nos EUA. O músico tinha 87 anos e não foram ainda reveladas as causas de morte do autor de “Tutti Frutti”.

Kanye West revela que já foi alcoólatra: “Tomava Vodka no café da manhã”

há 6 meses
Durante uma entrevista com a revista GQ, o rapper admitiu que chegou a tomar vodka com suco de laranja no café da manhã, e comentou sobre como a pressão das nomeações o levaram parcialmente ao alcoolismo.

John Travolta decide dar pausa à carreira

há 3 meses
Após a imprensa internacional avançar com a notícia sobre a morte da esposa do actor, Travolta recorreu às redes sociais para homenagear a companheira de longa data e agradeceu às instituições e equipas médicas que a acompanharam durante todo o processo.

É oficial, `The Old Guard´ terá sequência

há 3 meses
`The Old Guard´chegou à Netflix neste fim de semana, e foi um dos filmes mais assistidos desde então. Protagonizado por Charlize Theron, o filme de acção é uma adaptação da HQ homónima de Greg Rucka, que possui cinco volumes. Isso explica o final aberto do filme que, segundo a Directora Gina Prince-Bythewood, pode sim ter uma sequência.