Galeria Tamar Golan apresenta “Nutrição Espiritual” da autoria de SBI

A Galeria Tamar Golan vai apresentar “Nutrição Espiritual” do artista angolano SBI, uma exposição individual online a inaugurar-se na Sexta-feira, dia 02 de Outubro de 2020, às 18h00.

A exposição ficará patente ao público até ao dia 30 de Outubro na galeria de arte contemporânea da Fundação Arte e Cultura, podendo ser visitada de Segunda-feira a Sábado, entre as 09h00 as 17h00, na nova sede da Fundação Arte e Cultura, na Ilha de Luanda, junto à escola primária 1205.

Esta é a segunda vez que a Fundação Arte e Cultura organiza, através da Galeria Tamar Golan uma exposição online. A primeira deu-se no mês passado, de 07 a 31 de Agosto, com o artista Adilson Vieira.

Galeria Tamar Golan apresenta “Nutrição Espiritual” da autoria de SBI

O Artista

Isaac Pedro André, nome artístico Zbi, nasceu em Luanda, a 11 de Setembro de 1989. Estudante de arquitectura e urbanismo na Universidade Metodista de Angola (terceiro ano) e formado em banda desenhada pelo estúdio Olimdomar, é um amante e fazedor da cultura Hip-Pop. Entre os seus muitos e diversificados trabalhos contam-se a participação numa exposição colectiva em Maputo, Moçambique (Centro Cultural do Banco de Moçambique) e, em 2015, na Bienal de Jovens Criadores da CPLP.

Marca igualmente presença nos projectos “Mural da Leba” (Namibe e Huíla, 2016), “Não Partam o Elinga (Luanda, 2014), no Festival Nacional da Cultura (Fenacult, 2014), nas exposições colectivas Galeria Mampuya (2017), Terra dos Homens (Luanda, HCTA, 2017) e na Galeria Espaço de Arte (Luanda, Escom 2019). Nos últimos dois anos participa na Residência Artística da Fundação Arte e Cultura (2019), no Projecto Internacional One Voice (2020) e no Mural da Cidadania em Luanda, um dos maiores murais da capital.

A exposição
Não nos é possível entender a “Nutrição espiritual “sem antes perceber quem é Isaac Pinto de Andrade, que eu considero um dos melhores representantes da Arte de Rua de Angola. Nascido e crescido na periferia de Luanda, uma alma predestinada a ser artista não poderia ser insensível às dificuldades sociais que existem nesse meio, independentemente do estrato social a que se pertence, uma vez que o conflito armado nos confinou a quase todos a esse espaço urbano, precisamente as dificuldades que despertam o espírito de justiça e de «guerreiro» nas paredes do grafiteiro.
Deste modo não podia ser diferente para Isaac Pinto de Andrade, que renasce “espiritualmente“, adopta como nome de “guerra “Zbi”, e se mune das armas necessárias, entre bombas de tinta e “sprays”, para manifestar o seu descontentamento e assaltar as paredes da cidade para expressar seus sentimentos. E ligar-se ao movimento Hip-Pop de Luanda, onde o vemos a «grafitar» fundos de parede onde são feitos concertos e clips musicais. Se o Rap é uma das expressões cantadas do Hip-Pop, o grafite do Zbi é a forma desenhada e escrita desse movimento.
Entretanto, sempre preocupado com a estética da sua arte e com a vontade de sair das ruas para as casas, e levar avante as suas mensagens e dar voz dos excluídos, vemos Zbi a trocar de suporte, sempre que necessário, alternando entre paredes e telas de pintura. “Nutrição espiritual“ não foge da linha de actuação e de pensamento do artista. Os homens compõem sociedades e são sujeitos a transformações, com dinamismos próprios, a todos seres sociais: nascemos, crescemos e morremos. Sem nos esquecermos da coisa importante que permite esse processo: a alimentação, tanto física como mental.
É a esse conceito de desenvolvimento ”espiritual” que nos leva esta nova exposição de pintura de Zbi. As transformações sociais só são possíveis com homens bem nutridos mentalmente. As revoluções são levadas avante com gente armada pela fé, pelo desejo de ver as coisas mudarem, sonhadora de um futuro melhor. E tal como borboletas mensageiras de alegrias e mudanças, que de ovos começam e por crisálidas e lagartas passam até se tornarem maravilhosos seres voadores e coloridos, esbanjado felicidade e vida, assim deve ser o trajecto do humano” nutrido“ na óptica do Artista.
Guilherme Mampuya-Artista Plástico

as cargas mais recentes

Declaração Universal de Paz do Hip Hop completa 20 anos hoje

há 2 meses
A Declaração de Paz é um documento que reconhece o Hip Hop como uma cultura internacional de paz e prosperidade. O mesmo agrega um conjunto de princípios que orientam os Hiphoppers como sustentar o carácter pacífico da Kultura Hip Hop, formar e buscar a paz mundial.

DJ Quik reivindica direitos autorais nas músicas de 2Pac, R. Kelly até Kendrick Lamar

há 3 meses
Visivelmente agastado, DJ Quik queimou publicamente, durante um live no seu Instagram (28), um cheque de royalties da Death Row Records ao lamentar pela falta de reconhecimento por aquilo que já fez para a música norte-americana.

Rapper Scarface infectado por Corona vírus

há 1 ano

Damásio Brothers assinam com Grupo Chiado, uma das mais respeitadas produtoras da Lusofonia

há 5 meses

10 anos depois Diff regressa ao game para revolucionar o Rap

há 10 meses
É dos rappers mais modernos da actualidade e só não deu cartas porque esteve dez anos fora do mainstream, mas, está de volta e desta vez com um EP de 4 faixas musicais, incluindo os respectivos vídeoclips. Além da obra, o músico preparou uma “bomba” com Anselmo Ralph e fala à Carga sobre o seu regresso.

Adriano Tchitacumula: “Estrelas ao Palco é apenas um concurso, a verdadeira demonstração do meu talento começa agora”

há 2 meses

Aline Frazão “escreve” novo disco

há 1 ano
A artista angolana Aline Frazão aproveita o momento para trabalhar no próximo disco, escrevendo músicas inéditas para um projecto que pretende concluir em 2021.

Single `Moça´ dá início ao projecto “DaMaika Season” da autoria de JP da Maika

há 1 ano
“DaMaika Season” consiste no lançamento de uma música a cada dia 11 do mês, até Novembro deste ano. O projecto é nada mais do que a confirmação da maior continuidade dos seus trabalhos de JP, que se propõe a encontrar todo o alcance musical, trazendo desde o GhettoZouk, passando pelo R&B até ao HipHop, sempre com a cultura urbana e tonalidade Afro presentes.

Jackson Five lidera ranking entre as Boy Bands

há 12 meses
O site da edição americana da revista Rolling Stone publicou uma lista com as 75 melhores canções já gravadas por “Boy Bands”, trazendo faixas que vão desde “Why do Fools Fall In Love“ de Frankie Lymon & The Teenagers de 1956 (no 23° lugar).

Nayo Crazy já pode voltar a cantar

há 2 meses
Apesar de ainda não se recuperar totalmente da visão perdida em 2013, Nayo Crazy já consegue enxergar minimamente e, segundo ela, os médicos que a operaram já a autorizaram a voltar a cantar e subir aos palcos.

Rafael Gonçalves: A voz do Ghetto Zouk que todos deviam ouvir

há 5 meses
Tem poucos anos de estrada e, apesar de ainda não pisar grandes palcos, Rafael Gonçalves já começou a atrair as tençãoes do público. Seus temas “Cobrar” e “Juntos P’ra Sempre” acabam por ser incorporados nas referências do Ghetto Zouk feito em Angola.

Álbum póstumo de DMX reúne participações de Alicia Keys, Jay-Z e Nas

há 2 meses
O álbum intitula-se Exodus, contém 13 faixas musicais e reúne, entre outras, as participações de Jay-Z, Nas, Snoop Dogg, Bono, Lil Wayne, Alicia Keys. A obra é totalmente inédita, segundo Swizz Beatz.

Carla Prata apresenta-se na maior plataforma de distinção de novos talentos

há 6 meses

Consultor do ‘Bohemian Rhapsody’ declara-se contra a sequência do filme

há 1 ano
Lançado em 2018, a cinebiografia da estrela do rock Fredy Mercury obteve elogios da crítica e do público e arrecadou 903,7 milhões contra os 55 milhões investidos. Além disso, arrebatou quatro estatuetas do Óscar 2019, incluindo o prêmio de Melhor Actor, mas o amigo do vocalista dos Queen não quer que o filme tenha sequência.

Jovens do Prenda festejam 52º aniversário no Show do Mês

há 9 meses
Os Jovens do Prenda festejam sábado o seu 52º aniversário de existência no Show do Mês Live, num concerto aguardado com muitas expectactivas pelos fãs do conjunto.

Paulo Flores sobre Sebem: “O Sebem não merece o meu silêncio”

há 2 meses