Galeria Tamar Golan apresenta “Nutrição Espiritual” da autoria de SBI

A Galeria Tamar Golan vai apresentar “Nutrição Espiritual” do artista angolano SBI, uma exposição individual online a inaugurar-se na Sexta-feira, dia 02 de Outubro de 2020, às 18h00.

A exposição ficará patente ao público até ao dia 30 de Outubro na galeria de arte contemporânea da Fundação Arte e Cultura, podendo ser visitada de Segunda-feira a Sábado, entre as 09h00 as 17h00, na nova sede da Fundação Arte e Cultura, na Ilha de Luanda, junto à escola primária 1205.

Esta é a segunda vez que a Fundação Arte e Cultura organiza, através da Galeria Tamar Golan uma exposição online. A primeira deu-se no mês passado, de 07 a 31 de Agosto, com o artista Adilson Vieira.

Galeria Tamar Golan apresenta “Nutrição Espiritual” da autoria de SBI

O Artista

Isaac Pedro André, nome artístico Zbi, nasceu em Luanda, a 11 de Setembro de 1989. Estudante de arquitectura e urbanismo na Universidade Metodista de Angola (terceiro ano) e formado em banda desenhada pelo estúdio Olimdomar, é um amante e fazedor da cultura Hip-Pop. Entre os seus muitos e diversificados trabalhos contam-se a participação numa exposição colectiva em Maputo, Moçambique (Centro Cultural do Banco de Moçambique) e, em 2015, na Bienal de Jovens Criadores da CPLP.

Marca igualmente presença nos projectos “Mural da Leba” (Namibe e Huíla, 2016), “Não Partam o Elinga (Luanda, 2014), no Festival Nacional da Cultura (Fenacult, 2014), nas exposições colectivas Galeria Mampuya (2017), Terra dos Homens (Luanda, HCTA, 2017) e na Galeria Espaço de Arte (Luanda, Escom 2019). Nos últimos dois anos participa na Residência Artística da Fundação Arte e Cultura (2019), no Projecto Internacional One Voice (2020) e no Mural da Cidadania em Luanda, um dos maiores murais da capital.

A exposição
Não nos é possível entender a “Nutrição espiritual “sem antes perceber quem é Isaac Pinto de Andrade, que eu considero um dos melhores representantes da Arte de Rua de Angola. Nascido e crescido na periferia de Luanda, uma alma predestinada a ser artista não poderia ser insensível às dificuldades sociais que existem nesse meio, independentemente do estrato social a que se pertence, uma vez que o conflito armado nos confinou a quase todos a esse espaço urbano, precisamente as dificuldades que despertam o espírito de justiça e de «guerreiro» nas paredes do grafiteiro.
Deste modo não podia ser diferente para Isaac Pinto de Andrade, que renasce “espiritualmente“, adopta como nome de “guerra “Zbi”, e se mune das armas necessárias, entre bombas de tinta e “sprays”, para manifestar o seu descontentamento e assaltar as paredes da cidade para expressar seus sentimentos. E ligar-se ao movimento Hip-Pop de Luanda, onde o vemos a «grafitar» fundos de parede onde são feitos concertos e clips musicais. Se o Rap é uma das expressões cantadas do Hip-Pop, o grafite do Zbi é a forma desenhada e escrita desse movimento.
Entretanto, sempre preocupado com a estética da sua arte e com a vontade de sair das ruas para as casas, e levar avante as suas mensagens e dar voz dos excluídos, vemos Zbi a trocar de suporte, sempre que necessário, alternando entre paredes e telas de pintura. “Nutrição espiritual“ não foge da linha de actuação e de pensamento do artista. Os homens compõem sociedades e são sujeitos a transformações, com dinamismos próprios, a todos seres sociais: nascemos, crescemos e morremos. Sem nos esquecermos da coisa importante que permite esse processo: a alimentação, tanto física como mental.
É a esse conceito de desenvolvimento ”espiritual” que nos leva esta nova exposição de pintura de Zbi. As transformações sociais só são possíveis com homens bem nutridos mentalmente. As revoluções são levadas avante com gente armada pela fé, pelo desejo de ver as coisas mudarem, sonhadora de um futuro melhor. E tal como borboletas mensageiras de alegrias e mudanças, que de ovos começam e por crisálidas e lagartas passam até se tornarem maravilhosos seres voadores e coloridos, esbanjado felicidade e vida, assim deve ser o trajecto do humano” nutrido“ na óptica do Artista.
Guilherme Mampuya-Artista Plástico

as cargas mais recentes

Unitel pode ser processada por usar música de Boss AC e Gutto sem autorização

há 1 semana
A companhia de telefonia móvel angolana está a ser a acusada de usar, sem autorização, a música ” Quieres Dinero”, da autoria de Boss AC, Gutto e Glória Stefan, para a campanha publicitária “Unitel Money”.

Bigger Love: Novo álbum de John Legend celebra a música negra

há 2 anos
John Legend tornou pública a capa e a track list do seu novo álbum, a ser lançado dia 19 de Junho, com recurso à riqueza da música negra tradicional, o artista quer levar alegria e esperança ao movimento Black Live Matter.

Soulja Boy afirma que mudou toda indústria musical

há 1 ano
Embora já não tenha mais o mesmo sucesso no mainstream do que na década passada, Soulja Boy construiu um grande legado ao longo da sua trajectória de trabalho, o que não será facilmente esquecido.

Qual é o álbum de rap angolano mais ouvido?

há 2 anos
Depois do florescimento nos anos 90, entre 2000 e finais de 2002, o movimento registou um pequeno recuo, pois vários grupos foram desaparecendo. A partir de 2003, o Rap passou a figurar da lista dos estilos musicais com maior aceitação do público.

Show do Mês comunica interregno do conceito `Hospitality´ mas garante continuidade das atracções

há 8 meses
`Hospitality´ consistia em receber público num espaço aberto, obedecendo a todas as medidas de segurança, mas acaba de ser descontinuado, para fazer face ao último decreto do estado de Calamidade.

`O último Roubo´ marca a estreia de Sofia Lucas no teatro

há 5 meses
O Grupo Muxima Yetu Teatro vai estreiar no dia 28 & 29 de Agosto do corrente ano, às 19 horas, no auditório Njinga Mbande, a peça `O Último Roubo´.

Sintoniza Viva Nation Rádio: Conversation a dois

há 12 meses
O programa `Conversation a dois´ chegou à programação da plataforma de rádio online “Viva Nation Rádio” para servir de veículo de divulgação da música Palop no resto do continente.

Há 23 anos, com apenas 23 anos, Lauryn Hill conquistava o respeito do mainstream com `The Miseducation of Lauryn Hill´

há 5 meses
Trata-se de um álbum totémico, cultuado e consumido até aos dias de hoje. Marcado pela incorporação de elementos musicais do Hip Hop, soul, música gospel e reggae, tendo posteriormente ajudou a definir o estilo chamado de  neo-soul.

Mike Tyson garante regresso aos ringues

há 1 ano
Apesar de ter, visivelmente, dominado a luta, o combate deste sábado entre Tyson e Roy Jones Jr. acabou num empate técnico, o que deixou os fãs em frustração. Aos seus 54 anos, Mike Tyson acertou 67 vezes o adversário em 8 rounds.

Pioneira do Ballet Tradicional Kilandukilu recua na sua decisão de desistência após homenagem do Duetos N´Avenida

há 4 meses
Trata-se de um dos nomes que representa o baluarte da dança nacional, Ana Maria Vieira Dias, que em dupla com o irmão Maneco Vieira Dias, está na vanguarda do Kilandukilu há mais de 35 anos, pelos quais, foram homenageados na última edição dos Duetos N´Avenida.

Acossados pelo Covid-19, músicos pretendem mais rendimentos nos royalties

há 2 anos
A pandemia Covid-19 está a ter consequências nefastas para qualquer negócio que implique aglomerado de pessoas. A indústria da música ao vivo é uma das maiores vítimas deste isolamento social que o contágio do coronavírus obriga.

Irritado, Lebron James invade jogo do filho para confrontar locutor

há 7 meses
O filho da estrela da NBA estava em jogo este domingo e James, como faz habitualmente, assistia-o a partir do pavilhão. Perto do fim, o locutor do encontro terá insinuado que foi assinalada uma falta inexistente a favor do liceu SFG, beneficiando Bronny James por ser filho de LeBron.

Don Kikas descreve os “Lamentos de Agora” dos angolanos em novo projecto musical

há 1 ano
O novo single do músico está disponível desde ontem e será sucedido hoje de um outro, ambos farão parte do seu próximo álbum intitulado Livre, a ser lançado brevemente.

`Especial Tá a Bater´ promove viagem ao passado com Maya Cool

há 2 anos
A memorável viagem pelos maiores sucessos deste artista que marca várias gerações de Angola e da Diáspora, acontece no sábado, dia 13 de Junho a partir das 14 horas.

Prodígio: “acredito que a arte tem que reflectir a sociedade, a minha vida, a dos meus e dos outros”

há 1 ano
Durante o longo vídeo nas suas redes sociais, sobre a morte do jovem de 23 anos no Prenda, o músico começou por esclarecer que não pretende defender qualquer artista, entretanto, realçou que é imprudente a sociedade olhar as coisas de um único ponto de vista, porque os músicos também têm liberdade de escolha.

Sérgio Fernandes lança obra literária sobre o contexto político, económico e social do país

há 3 meses
O livro já está disponível para pré-venda e o lançamento oficial acontece na próxima quarta-feira, 10 de Novembro, na Praça da Unidade Africa, em Luanda. Na obra literária, o autor apresenta o impacto psicológico das transformações económicas, sociais e políticas, ao mesmo tempo que desenha o desespero das pessoas em relação a estas mudanças.