Geração 80. volta a badalar cinema angolano com “A Nossa Senhora da Loja Do Chinês”

Depois do sucesso internacional do Ar Condicionado, a Geração 80. volta a “badalar” o cinema angolano com A Nossa Senhora da Loja Do Chinês. A primeira longa-metragem de Ery Claver é uma metáfora sobre o poder político.

O filme apresenta um enredo centrado nas ruas e espaços urbanos de Luanda e traz desde situações religiosas, sociais, económicas, como é o caso da cooperação China-África, mas tudo percebido por um contexto familiar.

Capaz de mover sensibilidades, A Nossa Senhora da Loja Do Chinês estreia em Junho deste ano e espelha um tempo presenta impregnado num passado não muito distante. Ery Claver, autor e realizador do filme, conversou com a Carga e falou detalhadamente sobre a longa-metragem.

É a sua primeira longa-metragem, como é que foi trazer o espaço urbano e as ruas de Luanda para o cinema?

É a primeira longa que eu dirijo, eu tenho trabalhado muito nas curta-metragens. Já trabalho há alguns anos. Para mim, filmar a cidade é como se fosse um estúdio. É uma coisa a que estou acostumado.

Em que partes e Luanda gravaram o filme?

Inicialmente queríamos fazer o filme todo no Cassequel. Estive há dois anos lá no bairro a fotografar, a pesquisar e a falar com as pessoas. Mas, infelizmente, não conseguíamos. Estávamos à procura de uma casa para fazer as cenas com os actores principais, não encontrámos a tal casa no bairro, então tivemos que ir para o Bairro Popular, saltámos o bairro Popular, Cassequel, Tourada, Baixa de Luanda, Samba e Cidade da China.

Traz uma situação que domina as sociedades africanas. A política e a fé são coisas que acompanham a vida dos angolanos. É uma narrativa vivida?

Acidentalmente sim, mas não de forma directa. Em cada personagem, tirei vários elementos. Não tem uma só personagem. Não consigo ter uma descrição única para cada personagem, para cada facto ou enredo. São várias personagens.

É quase regra contar o que se lê, vive ou vivencia. Que mensagens quis passar na trama?

O jogo que eu quis fazer assim entre aspas é que, quando nós estamos a analisar questões do poder-questões políticas, nos podemos ir buscar numa situação doméstica. Temos todas as camadas do poder dentro de uma casa. Ao invés de abordar uma situação política, eu prefiro abordar essa metáfora dentro de uma casa.

Está a nos dizer que esta metáfora pode ser aplicada ao poder político ou religioso angolanos?

Boa parte da minha intenção é esta, é que se veja assim. Que se faça essa analogia assim.

Por que decidiu transportar esta temática para o cinema?

Eu acho que para mim, mais do que estarmos a discutir política-sobre quem tem razão ou não, o mais importante é percebermos como é que ela funciona. De uma forma ou de outra, nós conseguimos perceber como é que as ligações do poder são feitas. E nós experimentamos isso em pequenos detalhes, em pequenos pormenores. Uma crítica social ou uma crítica, para mim é mais importante que seja assim.

Em que situações podemos aplicar estas abordagens?

São várias situações no filme. Trazemos também a questão da chuva, da Santa, a situação da China em África-como eles estão aqui presentes, mas ao mesmo tempo é uma uni presença. Porque tu não tens uma ligação directa com eles, mas eles estão tão presentes e fazem tão parte do nosso quotidiano. Quase que nos “engolem” de forma impulsiva.

Em que período específico do país se enquadra o tempo da diegese?

O tempo do filme é presente, acompanha a situação do Covid-19. As pessoas usam máscaras, é tempo presente. Mas a metade do filme tem um flashback que eu chamo de prelúdio, que se passa na Tourada e que faz uma citação antes dos acontecimentos do filme, de há 10 anos, mas não é uma data específica.

A Religião e a Política são temas muito sensíveis. Como é que acha que a sociedade poderá absorver A Nossa Senhora da Loja Do Chinês?

Sabendo que estamos a lidar com uma situação muito delicada, sei que vai ferir algumas sensibilidades, mas espero que as pessoas percebam que nós não temos o domínio da ficção, a ficção não é controlada. Se tu matas alguém num filme não te faz um assassino. É apenas uma visão ficcionada, é uma abordagem. Estamos também preocupados com isso, mas esperamos que as pessoas também tenham bom senso.

Que lições aprendeu e gostava de repeti-las nas próximas longa-metragens?

Aprendi é que é possível fazer filme, por mais que as pessoas pensem, claro, é preciso muito dinheiro. É preciso muita preparação. disponibilidade, mas acima de tudo é possível, se tiveres a equipa certa.  

Esperamos algumas nomeações ou prémios, à semelhança do Ar Condicionado.

Nós, inicialmente esperamos que sim.

as cargas mais recentes

Davido lança novo álbum com Chris Brown, Nas, Nicki Minaj e Young Thug

há 6 meses
Intitulado “A Better Time”, o album é tipicamente africano e predomina o Afropop e Afrobeat. Com 17 faixas musicais, já está disponível e traz, entre outras, vozes de Chris Brown, Nicki Minaj, Nas, Young Thug e Lil Baby.

Jovens da Mulemba exibem a `Prova dos Nove´ na LAASP

há 5 meses
A peça teatral aborda de forma clara sobre a questão da infertilidade e do aborto, trazendo assuntos domésticos para uma sala nobre de espetáculos.

Irmãos Alves festejam aniversário com 25 horas de música

há 1 ano
Durante 25 horas, de forma ininterrupta, os irmãos Alves vão fazer uma viagem pelos sucessos tocados no inicio da carreira até ao momento, ou seja das 16 horas de sábado (dia 25) até 17 horas de domingo (dia 26) vão recordar os vários períodos das suas carreiras.

Mamy disponibiliza Kit Kitchã em animação gráfica

há 8 meses
Após ter lançado o E.P. Trap Queen, que teve uma óptima aceitação do público em geral, MAMY lança o videoclipe em animação gráfica da música Kit Kitchã.

#Personagensnegrxsimportamportugal: O desabafo de Hoji Fortuna

há 11 meses
Numa mensagem no Facebook, o actor mostrou-se agastado com a situação, apontando exemplo de eventos onde a descriminação racial imperou, particularmente a nível da televisão, como foram os casos de algumas premiações.

As 10 músicas de amor para ouvir no Dia de São Valentim

há 3 meses

Kelly Rowland recorda “tortura” por ser constantemente comparada a Beyonce

há 10 meses
A cantora de 39 anos, -uma das pioneiras das Destiny Child, falou abertamente sobre a tortura psicológica resultante das constantes comparações, por viver na sombra de Beyonce, por uma década.

Chitãozinho e Xororó com música nova para o Live

há 11 meses
A dupla sertaneja Chitãozinho e Xororó apresenta-se aos fãs na quarta-feira (17), num Live que deverá ficar marcado pelo lançamento da nova música “Voltei para o mato”.

Vladmiro Gonga está de volta e traz mudanças na carreira

há 1 ano
Depois de 8 meses acometido por uma grave doença, Vladmiro Gonga aparece revigorado e anuncia mudanças drásticas.

Rapper Mota Jr encontrado morto

há 12 meses
O rapper português Mota Jr foi encontrado morto segunda-feira, mas apenas ontem (terça-feira) o corpo foi identificado, pelo facto de estar em elevado estado de decomposição.

A playlist de eleição de Luísa Damião em 2020

há 5 meses
Ano 2020 está no fim e chegou o momento, em várias áreas, de cada um indicar os melhores do ano. Sendo a Carga uma revista de música e natural apresentarmos os temas preferidos de algumas figuras durante o ano.

Diff volta a badalar o Rap Game com “Génio”

há 6 meses
Diff regressou no passado dia 16 de Agosto com o EP “Deixo Cair”, dez anos depois de se ausentar do Rap Game. Ontem, colocou mais uma faixa musical no mercado.

Apple investe 50 milhões de dólares em plataforma de artistas independentes

há 1 mês
A distribuidora independente de música UnitedMasters anunciou que recebeu uma “rodada” de investimentos liderada pela Apple, que visa ajudar artistas independentes a ganhar uma posição e estabelecer uma carreira no negócio da música.

Lizzy Dreamz apresenta “Estado de Emergência”

há 1 ano
Tendo em conta a actual crise que se vive em função do Covid-19, o rapper Lizzy e o Site Cenas Que Curto lançam a EP Quarentena.

Catchupa Factory cria portal “Family Matters” para divulgação de fotografia Africana contemporânea

há 9 meses
“Family Matters” tem como objectivo arrecadação de fundos através da venda de impressão de fotos, destinando os fundos de imediato aos artistas e fotógrafos envolvidos.

Já é possível comprar o mais recente álbum de Bob da Rage Sense em Angola

há 12 meses
O álbum `As Aventuras de Robbie Wan Kenobie´ está disponível a partir de hoje na plataforma Soba Store, podendo ser comprado em Kwanzas e ao valor normal de mercado de uma obra discográfica. A notícia foi avançada pelo próprio Rapper nas redes sociais.