Gilmário Vemba fala do seu futuro no cinema

Pela primeira vez, o humorista assume papel de protagonista numa longa- metragem. A tragicomédia traz à baila o drama da dívida e teve uma produção de 12 milhões de Kwanzas. Vai estrear o próximo mês em Angola e no estrangeiro. Gilmário revelou que está a preparar outros filmes e fala sobre o seu futuro com o cinema.

O que motivou Gilmário Vemba e Anacleto Abreu a produzirem o filme?

Era um mercado bom para entrar. Achei que podia usar também um bocadinho da imagem e da influência que tenho para poder, de alguma forma, impulsionar o mercado cinematográfico nacional. O cinema nacional ainda não é aquela coisa que entusiasma todo o mundo. Nós pensamos em fazer uma coisa em todo o país.

Isto quer dizer que estaremos a ver um Gilmário Vemba a trocar os palcos do humor pelo cinema?

Isso nunca! Mas, com certeza que vão ver mais filmes do Gilmário. Já estamos a pensar na produção de ‘A Dívida 2’.

Quando é que pretendem estrear a ‘A Dívida’?

Já está todo ele preparado. Estamos apenas a aguardar a data de estreia. Temos a agenda do lançamento para o dia 17 de Abril, mas estamos um tanto quanto receosos pela situação de quarentena que o mundo vai observando.

Sei que estará também em Moçambique e mais tarde em algumas cidades europeias. Qual será o método de distribuição?

Vai tudo para o ar em simultâneo em Moçambique (Beira, Maputo…) e em Angola. Cá vamos estar em todas as salas do Cine Max: Luanda, Benguela, Lubango, Huambo. Estamos também a encetar contactos para Portugal e São Tomé e Príncipe.

Gilmário Vemba fala do seu futuro no cinema

Quanto ao elenco, como é que está constituído e distribuídos os papéis?

Está constituído por novos talentos e outras caras do teatro e do cinema nacional, como a Neide Van-Dúnem, David Enoque, Valdano Lukizaia e Cláudia Bezerra. Eu sou o protagonista e a Cláudia a Vilã principal.

Como encarou o desafio de, pela primeira vez, assumir o papel de protagonista de um filme?

Gostei da estória e adaptamo-la à nossa realidade. Estamos numa sociedade onde as pessoas estão mais agarradas em parecer ter, o que as deixa amarradas a vida toda. Criam dividas para sustentar determinados luxos e depois acabam sendo escravas dessas mesmas dividas.

Disse que tiveram uma produção independente. Consegue nos dizer quanto ficou orçada a produção?

Tivemos de apertar ao máximo. Portanto, conseguimos reduzir o orçamento até 12 milhões de Kwanzas.

 O mercado cinematográfico do país ainda é um incipiente. Que estratégias estão a adoptar?

Queremos que o filme possa ir também em plataformas com a Netflix, Zap Filmes. Vamos continuar a trabalhar para que chegue a todo mundo e ter dinheiro suficiente para podermos produzir mais coisas e com maior qualidade, ainda que não nos dê o retorno, vamos continuar a produzir.

Em termos de captação, a que partes de Angola tiveram de gravar a longa-metragem?

Dado os recursos escassos, gravamos no Kilamba, Rua Rainha Ginga, Cacuaco, Zango, Benfica… acabou girando por Luanda toda. O filme faz 120 minutos, com linguagem aceitável e nivel de conhecimento para menores de 12 anos.

O que se pode destacar neste filme?

Tentamos trabalhar o filme a nível de Hollywood, mesmo dentro dos nossos pequenos recursos, conseguimos trazer um filme que se pode ver em estórias videográficas que podem ser compreendidas desde o princípio, meio e fim.

as cargas mais recentes

Anselmo Ralph e Gilmário Vemba protagonizam duas noites memoráveis com conceito inédito

há 8 meses
A proposta foi simples, conciliar no mesmo espaço e tempo as melodias de Anselmo Ralph e a comédia de Gilmário Vemba. E assim aconteceu, nas noites de dia 11, no Coliseu de Lisboa e dia 12 de Novembro, na Altice Fórum Braga, o cantor memorou vários temas do seu repertório, com intervenções do humorista com o seu jeito peculiar tornando ambas noites memoráveis com o conceito inédito.

MD e MK assumem agenciamento de Preto Show e vários dj´s

há 2 anos
As produtoras MD e MK Records firmaram uma aliança para agenciamento de artistas angolanos, com destaque para os Disco Jokeys (Dj´s) mais conhecidos da nossa praça.

Música ‘Old Town Road’ de Lil Nas X agora tem certificado de diamante

há 2 anos
A Associação da Indústria Fonográfica da América (RIAA) anunciou que o hit ‘Old Town Road’, agora foi certificado como Diamante. E é a música mais rápida da história a alcançar a certificação.

Show do Mês apresenta último grande show de Waldemar Bastos em Angola

há 2 anos
O Show do Mês leva este sábado as emoções do último grande espectáculo de Waldemar Bastos, músico falecido na passada segunda-feira e que foi ontem a enterrar no Cemitério da Galiza, em Portugal.

Sabias que o disco mais caro do mundo é de Rap e pertence ao lendário grupo Wu-Tang Clan?

há 8 meses
Depois de pertencer ao polémico empresário da indústria farmacêutica Martin Shkreli, o CD foi vendido novamente pelo dobro do preço original, cerca de três mil milhões em Kwanzas. A obra rara pertence ao lendário grupo norte-americano de Rap Wu-Tang Clan.

Andrea Bocelli canta para uma catedral sem público

há 2 anos
O concerto a solo denominado Music for Hope realiza-se a 12 de Abril (Dia da Páscoa) na Duomo, a catedral de Milão e será transmitido, em directo no canal do YouTube do músico.

Coréon Dú denuncia que há promotores de eventos a roubarem sua marca “I Love Kuduro”

há 4 meses

Steel Wonder: Mais um filho do Prenda que aspira ter sucesso no Rap

há 1 ano
A segunda “season” da sua história com a música, surge em 2013, ao identificar-se com a ideologia da Força Suprema. Actualmente no Rap, Steel aspira trabalhar com a Latino Records e vê no single `mamacita´, a sua ascensão musical.

Labanta Braço: Um projecto musical que junta 37 artistas em nome da luta racial

há 2 anos
Não só com chavão “Black Lives Mater” nas redes sociais se faz a luta contra o racismo e intolerância, provas foram dadas com o lançamento do projecto colaborativo e solidário `Labanta Braço´.

Bob Dylan lança música mais longa da carreira

há 2 anos
“Murder Most Foul” (traduzida como Um Assassinato Muito Sujo) também é sua primeira nova canção em oito anos, desde o álbum Tempest de 2012.

Roxane Fernandez: “Se tivéssemos uma indústria musical que funcionasse como tal, já teria dado outros passos”

há 11 meses
O nome remete a um exímio intérprete, mas é só, Roxane é na verdade um profissional que já soma 20 anos de carreira e, acumula feitos e êxitos como produtor musical, criador de conteúdos televisivos, com créditos para os programa `Bar Luandina´ e está a ultimar os preparativos para a estreia de `O Meu Quintal Tem Música´.

Kuzola Planet: Nova EP confirma o voo solo de Niiko

há 1 ano
Passado um ano após desvincular-se da dupla com Duc, Niiko apresenta a primeira EP a solo, intitulada `Kuzola Planet´, disponível nas plataformas de Streaming a partir de hoje.

Juice WRLD e Kobe Bryant juntam-se a Michael Jackson na lista das celebridades póstumas mais lucrativas

há 2 anos

Presidente da Nigéria sobre Burna Boy e WizKid: trouxeram glória para Nigéria

há 1 ano

Bobby Brown acusa Nick Gordon pelas mortes de Whitney Houston e Bobbi Kristina

há 1 ano
No último episódio da série “Red Table Talk” do Facebook Watch, o músico afirmou categoricamente que Nick Gordon, na altura namorado da filha, é culpado pela morte de ambas: “as duas morreram da mesma forma e ele esteve presente nas duas situações”, disse.

Cleyton M cria versão de James Brown e Michael Jackson no Afro House

há 11 meses
Diferente dos anteriores sucessos, na nova música, Cleyton M (des)constrói sua personagem a partir do lendário James Brown e Michael Jackson num tema que versa bem os tempos actuais.