Heavy C: “Só estamos à espera da oficialização do tribunal para encerrarmos a Bué de Beats”

A Bué de Beats produziu e lançou os principais rostos da música angolana. Depois de 20 anos de actividade, decide encerrar as portas. Em entrevista à Carga, Heavy C explica como começou o colapso financeiro e revela que já tentou alienar alguns activos da empresa, mas não teve sucesso.
 
A Carga soube, através de um comunicado de imprensa, que a Bué de Beats decretou falência financeira. Desde quando é que a empresa comecou a verificar o calapso?
Desde o ano passado, com as mudanças sociais, políticas e económicas.

Qual será o destino dos trabalhadores?
Nesse momento estamos a falar de um número indeterminado de artistas que ficarão sem produção, trabalhadores sem salários e os credores sem lucros, e com dificuldade para devolução de valores.

A produtora está há 20 anos no mercado e já ajudou e produziu várias referências da música nacional. Com que sentimento é que a encerra?
Triste! Não era isso que queríamos para nós, tudo fizemos, tentamos mas foi além daquilo que a gente consegue. Nesse momento estamos só à espera da oficialização do tribunal para encerrarmos por completo.

Não procurou por apoios para que pudesse dar outro destino à produtora?
Demais, mas infelizmente o foco se desviou, a qualidade musical já não está em questão nos dias de hoje, mas sim a objectividade de sucesso.

Neste momento, quanto seria necessário para levantar ou impedir o encerramento da Bué de Beats?
Seria um processo que teríamos de sentar e explanar, mas aproximadamente 40 milhões para voltar a tocar a companhia, sabendo que não existirá ninguém nesse momento interessado por isso, nós decidimos fechar.

Já pensou em alienar algumas activos? Qual foi o resultado?
Tentamos de tudo. Os empresários estão mais interessados em produtos rápidos do que em enriquecimento da cultura musical.

Consegue medir o impacto que esta decisão pode causar à música angolana?
Nesse momento, as pessoas não irão sentir, mas com o passar do teu tempo o enfraquecimento literário, harmónico e discográfico tomará conta, não só pela nossa ausência, mas também porque o interesse musical também se encerrou.

O comunicado diz que não seria apenas a produtora, mas o grupo CF. Pode se explicar melhor?
Existem outros ramos do grupo CF, que estão a nascer sem ter a ver com a música. O entretenimento e música atingiram o seu estado crítico.

Ao longos desses anos de trabalho, qual foi o período em que a produtora viveu momentos gloriosos?
Para lhe ser sincero nunca fomos uma produtora de receber dinheiros para produção. Um caso ou outro excepcional sempre fomos de apostar e acompanhar os nossos produtos, tínhamos como principal patrocinador o Sr. Carlos Furtado, “Heavy C”, que nesse momento já não se encontra a altura para tal investimento.

Caso venha a encerrar, o que a Carga não espera, que recordações que ficam?
Desviamos a rota de produção, contribuímos para o Rap, RnB, Soul, Zoilo, Semba no país; Apostamos em artistas sem qualquer apoio, fizemos a nossa parte. É uma história que se encerra com tristeza, mas que de outra forma não teríamos como.

as cargas mais recentes

Sete anos depois Enock apresenta segunda parte da saga “Mundo Pablo”

há 1 dia
Após testar popularidade com Mundo Pablo 1, na sequência de “Banzelo”, o músico soma e segue com a saga. Esta madrugada, Enock apresentou “Betinho”, mixtape que antecede doze novos projectos para ainda este ano.

Dr. Dre diz que redes sociais destroem a mística da música e dos artistas

há 5 meses
Dre foi mais longe ao afirmar que, se estivesse no início de carreira, talvez odiasse as redes sociais, por elas destruírem a mística, que é a principal característica da música. “É prazeroso esperar o que está por vir”, disse.

Regresso do Zwela Spoken Word marcado para amanhã

há 4 meses

Oluali Records: A label que promete conectar Angola ao mundo

há 2 meses
O ano 2020 está a ser marcado por várias adversidades a todos os níveis, obrigando os artistas e produtoras a reinventarem-se e a procurarem novas formas de trabalhar. E é neste um contexto que nasce a Oluali Records, uma label que se propõe a prepõe a criar pontes entre Angola e o mundo.

BNG ultimam preparativos do álbum de estreia

há 2 meses
BNG é um grupo que, há cinco anos, procura introduzir no Rap angolano um “novo” modelo de rimas baseadas em laços de amizade.

MCK e Kool Klever lançam projecto de combate à criminalidade nas periféricas

há 8 meses

Emicida disponibiliza novo EP intitulado ‘Quem Tem Um Amigo Tem Tudo’

há 6 meses
A obra está disponível desde ontem e conta com participações de Wilson das Neves, Zeca Pagodinho, Prettos, Tokyo Ska Paradise Orchestra, Rashid e Denise de Paula.

Depois de vários anos a produzir, Mestre Freddy apresenta-se como cantor

há 3 meses
Após longos anos, explica porquê decidiu conciliar a carreira de produtor com a de cantor e apresenta as suas primeiras músicas com sonoridade diferenciada. Já tem o primeiro álbum à vista e deixa todas as impressões da “nova carreira” nesta entrevista.

Elenco de Luxo assegura regresso 7 anos depois

há 4 dias
Após o anúncio a 13 do mês transacto, Francis, Extremo Signo, Ready Neutro, Abdiel, Daboless e Dj Soneca asseguraram hoje o seu regresso com o lançamento do primeiro trabalho intitulado “Herói”.

Administração do Benfica quer ruas com nomes de Waldemar Bastos, Carlos Burity e Bangão

há 2 meses
A administração distrital do Benfica vai propor os nomes dos músicos Waldemar Bastos, Carlos Burity e Bangão na toponímia do Benfica, informou hoje o administrador local, Hélio Aragão.

FILA lança nova colecção de ténis para homenagear primeiro álbum de Notorious B.I.G

há 5 meses
Para homenagear o 25.º aniversário de “Ready To Die”, álbum de estreia de Biggie, a FILA anunciou o lançamento de uma nova colecção de ténis “FILA x Biggie”, com cores característicos da referida obra.

Rapper Meek Mill é processado por roubar letras de música

há 4 meses
O músico está a ser processado pela Dream Rich Entertainment por, supostamente, ter fugido com letras de duas músicas que fazem parte do álbum “Championships”, de 2018, com o qual foi indicado aos Grammy.

Valete diz que Angola é o centro do rap lusófono

há 5 meses
“Angola é o verdadeiro centro do rap lusófono”. Esta afirmação é de uma das principais referências do rap falado em língua portuguesa e não só, Keidje Torres Lima, artisticamente conhecido como Valete.

Viúva de Chadwick Boseman reivindica herança do actor na Justiça

há 10 horas
Taylor Simone Ledward entrou com uma acção na Justiça de Los Angeles, Califórnia, nos Estados Unidos, para ser reconhecida como herdeira do intérprete do Pantera Negra que morreu intestate (sem testamento legal), vítima de um câncer de cólon, no passado dia 28 de Agosto.

Army Squad desafia Kalibrados num espectáculo solidário

há 2 meses
Os dois grupos de Rap vão protagonizar, no próximo sábado, 29 de Agosto, um espectáculo solidário de recolha de donativos para o Hospital Pediátrico de Luanda “David Bernardino”.

Rihanna é “coroada” a cantora mais rica do Reino Unido

há 5 meses
A artista entra na categoria `Rich Times´ do Sunday Times, ocupando a 3ª posição com uma fortuna equivalente a 326 biliões de Kwanzas, acima de Adele, Ed Sheeran e Mick Jagger.