Heavy C: “Só estamos à espera da oficialização do tribunal para encerrarmos a Bué de Beats”

A Bué de Beats produziu e lançou os principais rostos da música angolana. Depois de 20 anos de actividade, decide encerrar as portas. Em entrevista à Carga, Heavy C explica como começou o colapso financeiro e revela que já tentou alienar alguns activos da empresa, mas não teve sucesso.
 
A Carga soube, através de um comunicado de imprensa, que a Bué de Beats decretou falência financeira. Desde quando é que a empresa comecou a verificar o calapso?
Desde o ano passado, com as mudanças sociais, políticas e económicas.

Qual será o destino dos trabalhadores?
Nesse momento estamos a falar de um número indeterminado de artistas que ficarão sem produção, trabalhadores sem salários e os credores sem lucros, e com dificuldade para devolução de valores.

A produtora está há 20 anos no mercado e já ajudou e produziu várias referências da música nacional. Com que sentimento é que a encerra?
Triste! Não era isso que queríamos para nós, tudo fizemos, tentamos mas foi além daquilo que a gente consegue. Nesse momento estamos só à espera da oficialização do tribunal para encerrarmos por completo.

Não procurou por apoios para que pudesse dar outro destino à produtora?
Demais, mas infelizmente o foco se desviou, a qualidade musical já não está em questão nos dias de hoje, mas sim a objectividade de sucesso.

Neste momento, quanto seria necessário para levantar ou impedir o encerramento da Bué de Beats?
Seria um processo que teríamos de sentar e explanar, mas aproximadamente 40 milhões para voltar a tocar a companhia, sabendo que não existirá ninguém nesse momento interessado por isso, nós decidimos fechar.

Já pensou em alienar algumas activos? Qual foi o resultado?
Tentamos de tudo. Os empresários estão mais interessados em produtos rápidos do que em enriquecimento da cultura musical.

Consegue medir o impacto que esta decisão pode causar à música angolana?
Nesse momento, as pessoas não irão sentir, mas com o passar do teu tempo o enfraquecimento literário, harmónico e discográfico tomará conta, não só pela nossa ausência, mas também porque o interesse musical também se encerrou.

O comunicado diz que não seria apenas a produtora, mas o grupo CF. Pode se explicar melhor?
Existem outros ramos do grupo CF, que estão a nascer sem ter a ver com a música. O entretenimento e música atingiram o seu estado crítico.

Ao longos desses anos de trabalho, qual foi o período em que a produtora viveu momentos gloriosos?
Para lhe ser sincero nunca fomos uma produtora de receber dinheiros para produção. Um caso ou outro excepcional sempre fomos de apostar e acompanhar os nossos produtos, tínhamos como principal patrocinador o Sr. Carlos Furtado, “Heavy C”, que nesse momento já não se encontra a altura para tal investimento.

Caso venha a encerrar, o que a Carga não espera, que recordações que ficam?
Desviamos a rota de produção, contribuímos para o Rap, RnB, Soul, Zoilo, Semba no país; Apostamos em artistas sem qualquer apoio, fizemos a nossa parte. É uma história que se encerra com tristeza, mas que de outra forma não teríamos como.

as cargas mais recentes

Mágico: Um pequeno nome por detrás de grandes sucessos nacionais

há 11 meses
Quem se prender à sua idade cronológica, pode não acreditar que a carreira profissonal do músico já leva uns 14 anos. Foi ele quem escreveu e produziu os temas” Vou Chorar”, de Kelly Silva, “Jarda Instrumentalização” (Mona Nicastro) e “Me Perdoa”, de Suraya Cortez, por exemplo.

Artista recebe ameaça de morte após sua música tocar no desfile de Rihanna

há 9 meses
Apesar de um pedido público de desculpas de Rihanna, após a repercussão, a lesada está a processar a marca Fenty e afirma que foi forçada a se esconder por causa das constantes ameaças.

Mariah Carey emite contraditório e nega ter tido “briga” com Jay-Z

há 12 meses
O certo é que Mariah Carey não trabalha mais com Jay-Z. Mas a cantora nega ter tido uma “discussão explosiva” com o rapper após encerrar o contrato de quase quatro anos com a Roc Nation.

Fatherhood: Da comédia ao drama, Kevin Hart abraça desafio de pai solo em novo filme da Netflix

há 11 meses
Fatherhood estreou há três dias na Netflix e esta a dar que falar nas redes sociais, pois além de mostrar o ecletismo artístico de Kevin Hart, também mostra a realidade nua e crua de homens, vivida “entre muros”.

Após vencer adversidades do Moda Luanda, organização prepara-se para concretizar os Globos de Ouro em Outubro

há 2 anos
Passados alguns dias após a realização da 23ª Edição do Moda Luanda, a Carga Magazine falou com a organização do evento, não só para fazer um balanço do evento, como também perceber quais os maiores desafios da indústria do entretenimento nestes tempos de resguardo.

Estão abertas as candidaturas para um diálogo intergeracional de líderes e jovens da 2ª Bienal de Luanda

há 11 meses
A 2ª Edição da Bienal de Luanda – Fórum Pan-Africano para a Cultura da Paz, a decorrer entre os dias 4 e 8 de Outubro de 2021, tem previsto, como prelúdio, um diálogo intergeracional de líderes e jovens sobre o tema “Diversidade Cultural e Patrimonial de África e das suas Diásporas: uma fonte de conflito ou um terreno fértil para a paz?”.

Abril, o mês da dança

há 2 anos

DJ Ngunza apresenta-se ao mercado internacional com o single “Meu DJ”

há 2 anos
O tema “Meu DJ” marca o início de uma nova etapa para a carreira de DJ Ngunza. Já disponível nas plataformas digitais, “Meu DJ” é assim a prova do empenho e dedicação de Ngunza, procurando ser bem sucedido musicalmente, quer como produtor como Dj.

Morreu Astro, vocalista dos UB40

há 7 meses
O cantor e multi-instrumentista morreu este sábado, subtamente aos 64 anos. Protagonista de hits como “Red red one”, a banda britânica já esteve em Angola e para um grande espectáculo.

O Homem e o Artista: Uma das obras mais intemporais do Hip Hop angolano

há 11 meses
Com 16 faixas, o álbum começa por chamar a atenção já na capa, onde distante das normais caras que caracterizam os álbuns de Rap, vemos um busto ‘Artista’, de uma escultura tipicamente africana, imprensa em capa de plástico semi-transparente, tapando o rosto do ‘Homem’ na contra capa, dando assim resposta a pergunta de quem busca a justificação para o título.

Cleyton M ressurge com mais uma novidade “Tô a Rolar no G”

há 2 anos
Após ter lançado o hit “Emagrece”, Cleyton M está de volta com um novo clipe. Desta vez, o cantor apresenta “Tô a Rolar no G”, que estará disponível a partir da próxima semana.

Legado do rei Ngola Kilwanji será narrado em filme

há 1 ano

Críticas forçam Cardi B a excluir a sua conta do Twitter

há 2 anos
A cantora apagou a sua conta oficial no Twitter, após ter-se dirigido de forma meio agressiva aos fãs, durante um directo no Instagram este final de semana, onde também se insurgiu contra Ariana Grande.

Autora de “Harry Potter” publica novo livro a título gratuito

há 2 anos
JK Rowling, autora de Harry Potter, disponibilizou para download gratuito um novo livro de aventuras. A edição física será feita em Novembro, os valores das vendas servirão para combater o Covid-19. A escritora pede aos leitores que enviem desenhos para adaptar à obra.

Paulo Miranda na “calha” do Fala Angola

há 2 anos
O radialista Paulo Miranda poderá ser o novo apresentador do espaço televisivo “Fala Angola”, na TV Zimbo, em substituição de Salú Gonçalves, apurou a Revista Carga de fonte oficial.

Friday Lit: A apresentação do futuro de Alkinoos

há 2 anos
Já disponível em todas plataformas digitais, o tema “Friday Lit” abre as portas para o próximo EP da autoria de Alkinoos -Alcino Pascoal-, com cada uma das músicas dedicada a um dia da semana.