Imponente, MAMY reafirma hegemonia no remix oficial de “Spitter”

Lançado há pouco menos de um mês, `Spitter´ de  Dji Tafinha, juntou CFK, Look Cem, Phedilson e Mamy no refrão. Esta última participação deixou os ouvintes intrigados e deu o que falar, pelo facto da artista estar no auge e não ter “dropado”. Como se de uma estratégia se tratasse, MAMY disponibilizou ontem, sem aviso prévio, o remix oficial do single, mostrou a verdadeira face e disparou barras pesadas sem piedade.

O vídeo do remix oficial, já acumula visualizações significativas, tendo sido lançado há 24 horas no Youtube. Dirigido pela própria artista em parceria com Holly-Ly, foi filmado e editado pela Range Filmes x Holly-Ly. O mesmo reúne imagens cujo cenário escolhido foi a Mbawa Concept.

Aquando do lançamento da música original que é, por sinal, o primeiro single do álbum “Duetos Vol. 2” de Dji Tafinha, muito se questionou e mais ainda se especulou, sobre a ausência das barras de Mamy, razão mais que suficiente para apresentarmos a “questão que não se quer calar” à rapper, que em exclusivo à Carga Magazine, disse que não foi nada premeditado. “O Tafinha convidou-me para apenas fazer o refrão, pois queria algo mais soft, semelhante ao que já fiz para o meu single `Tá Kuyar´, justamente para amenizar o estrago que os outros rappers já estavam a fazer nos seus versos”, argumentou.

Imponente, MAMY reafirma hegemonia no remix oficial de “Spitter”

Idealista, MAMY analisa o egocentrismo das próprias letras, pelo impacto positivo que causa em quem a ouve e é disto que é feito o presente single, que se pretende que seja o primeiro de uma “saga” de remixes.
“Quando Dji ia disponibilizar o beat para remixes, sugeri que o meu fosse o oficial e a ideia foi bem recebida. Escrevi e gravei a música, um dia depois, gostei do resultado e queria dar-lhe imagem. Foi assim que surgiu a ideia do vídeo”, relembrou.

Atendendo aos pedidos, na música a rapper começa a dropar dizendo: “Adoro saber que sentiram falta do picante caliente dessa negra/ Reclamaram que queriam barras, trouxe blocos para não fugir a regra”, não deixando os créditos em mãos alheias, afinal se trata de uma verdadeira “Spitter”, cuspidora, em bom português.

As barras seguem na cadência do beat, português e inglês mesclam-se, num flow difícil de acompanhar, com algum calão à mistura, dando lugar ao ritmo contagiante que antecede o já conhecido refrão inebriante:
Quando o assunto é no mic
Todos sabem sou spitter
Quando é beef quando é fight
Todos sabem sou spitter
Atacante
Sou spitter
Atitude
Sou spitter
Atacante
Sou spitter
Atitude
Sou spitter.

O facto é que MAMY vem se reafirmando como uma das mais reputadas rappers angolanas e a que mais trabalhos tem lançando no ano pandêmico. E se a artista reitera vezes sem conta, que não luta pela “supremacia” do Rap feminino no panorama nacional, as idiossincrasias dos projectos lançados em nome próprio, ou as inúmeras colaborações, elevam involuntariamente a MC a um estatuto bem próximo do pódio.

as cargas mais recentes

Presidente da Nigéria sobre Burna Boy e WizKid: trouxeram glória para Nigéria

há 2 anos

Documentário `Tonton Manu´ em exibição dia 28 no Palácio de Ferro

há 2 anos

Chris Brown está a ser acusado de espancar uma mulher até deslocar a textura da cabeça

há 2 anos
De acordo com a suposta vítima, Chris Brown bateu-a na nuca com tanta força que a textura da parte de trás da cabeça saiu. Este final de semana, a polícia deslocou-se à casa do cantor.

Fãs criam petição para que o papel de Pantera Negra seja descontinuado

há 2 anos
Após a Morte do Actor Chadwick Boseman, os fãs criaram uma petição para que o actor não fosse substituído, mas que em compensação, outro personagem herde o manto do Pantera Negra e um dos nomes mais votados é o da Shuri, irmã do Rei T´Challa, cujo papel é interpretado por Letitia Wright.

Milionário Records reúne 13 vozes no hino “Quem Mais?!”

há 2 anos
Sob o olhar atento de jornalistas e várias personalidades do showbiz nacional, estrelas da Milionário Records subiram ao palco do Clube S, ontem, para uma apresentação inédita do hino “Quem Mais?!”.

Após destaque no Moda Luanda, Scró Q Cuia e Nerú Americano anunciam álbum de estreia

há 3 anos
Há dois anos era impossível pensar numa relação entre ambos. Scró Q Cuia e Nerú Americano vêm provando que são verdadeiros profissionais ao criarem os “Pintins”. A dupla anuncia o álbum de estreia, fala do tempo que vai durar a parceria, enumera as conquistas e desvenda os segredos da tamanha cumplicidade, deixando palavras de apreço para os angolanos.

Snoop Dogg anuncia ‘From Tha Streets 2 Tha Suites’ o seu novo álbum

há 2 anos

Dupla Nue Wave testa popularidade do primeiro EP com ‘Flow Tá Bater’

há 3 anos
A dupla disponibilizou esta sexta-feira, nas plataformas digitais, mais uma faixa promocional do seu primeiro EP intitulado “Wave”, que poderá chegar ao público este ano.

Kaluanda Fest migra para o formato digital

há 2 anos
A decorrer entre os dias 22 a 25 de Janeiro, a habitual ode à cidade de Luanda, fundada aos 25 de Janeiro de 1576, vai acontecer 90% no formato digital.

Escritor e compositor Aldir Blanc morre aos 73 anos, vítima de covid-19

há 3 anos
Aldir Blanc compôs mais de 600 canções e participou do álbum de Djavan, onde constam as músicas ‘Umbi Umbi’ e ‘N’vula Ieza Kia’, originais de Filipe Mukenga.

APPEC anuncia show solidário a favor dos artistas e homenageia Filipe Mukenga

há 3 anos
A recém-criada Associação Angolana dos Profissionais e Produtores de Eventos (APPEC) realiza, este domingo, o seu primeiro espectáculo multi-cultural em quatro palcos diferentes, para homenagear Filipe Mukenga e ao mesmo tempo recolher bens alimentares para os profissionais ligados à cultura, fortemente afectados pela crise pandemíca.

Robertinho mostra todo seu potencial no álbum ‘Nguma’, o terceiro da carreira

há 2 anos
O músico Fernando Lucas da Silva “Robertinho” anunciou a gravação do seu terceiro disco, intitulado “Nguma”, com saída prevista para o meio do ano.

Show do Mês baptiza espectáculos de 2021 com Maya Cool

há 2 anos

Chetekela: Uma voz que se prepara para voltar a encantar Angola

há 1 ano
Mais do que reivindicar o seu estatuto na música angolana, Chetekela surge com um novo álbum para dizer que tem também merece uma palavra na música, sobretudo nos estilos Txianda, Rumba, Afro Ngola, Sukusse e RnB.

Músico Chakuisa cria rádio comunitária para ajudar a divulgar carreiras dos artistas

há 10 meses
Se estiver na Centralidade do Zango Oito Mil, sintonize a Rádio Zango 8000 no www. rádio 8000, uma sintonia criada pelo músico Chakuisa para ajudar a divulgar as canções de outros artistas. Com 75% da sua orientação editorial focada em música, a estação comunitária está a consquistar espaço no EUA, Canadá, Brasil, Bélgica e África do sul.

Produtoras angolanas rejeitam pagar direitos autorais a seus artistas

há 1 ano
De acordo com o director geral da Sadia, os proprietários das produtoras, rejeitam pagar direitos de autor, e dizem que “não podem pagar”. Sem citar nomes, Lucioval Gama revela que o estranho é que são das mais conceituadas produtoras.