Iraquiano testa popularidade com o lançamento da Mixtape Modo Prodígio

Iraquiano é o alter ego de Edilson Pedro Tavares Pimentel, um jovem rapper de 23 anos, que já acumula na bagagem dois projectos lançados e está actualmente em estúdio a ultimar os preparativos da mixtape que marcará o ponto de viragem da sua carreira.

Oriundo do Município do mais fértil em talentos, o Cazenga, faz do Hip Hop/Rap um estilo de vida, forma de expressão e afirmação.  

Em fase de promoção do novo trabalho, claramente inspirado no rapper Osvaldo Moniz ou Prodígio, para sermos mais precisos, Iraquiano disponibilizou o single `Cara Trancada 2´ com a produção de Casca Beat e garante ser o mensageiro do verdadeiro rap da street.

Iraquiano testa popularidade com o lançamento da Mixtape Modo Prodígio

Como surge o pseudónimo Iraquiano?
Iraquiano é um nome que me foi atribuído por um colega meu de escola devido a minha forma agressiva e implicativa de fazer música.

A partir de que momento é que a música cruza o seu caminho?
A música anda comigo ou em mim desde mais pequeno, sempre fiquei aflito sempre que não tivesse contacto com ela.

Quais os frutos que tem colhido sendo associado a Nice Records?  Dos frutos ainda são poucos, mas já pude estar na rádio MFM no programa de rap Show Time, já estive numa rádio comunitária do Golfe 1 “Rádio Kilambar” tenho as músicas todas num dos melhores sites de rap que é o Rap Kuia, também parceiro da produtora, tenho uma matéria já publicada, numa das rubricas do site. Sobre actividades como shows, a minha produtora ainda não está focada nisso, ainda estamos focados em Tvs e rádios.  

O Rap desde sempre foi o seu estilo de eleição?
Sim porque eu sempre achei os rappers indisciplinados, no bom sentido é claro, então por isso sempre fui apaixonado pelo Rap, apesar de antes fazer outro estilo.

Boom Bap ou trap, onde se enquadra?
Me enquadro nos dois. Porque sou bom no que faço, ponho alma e sempre que envolvemos a nossa alma em algo sai perfeito.

O que é mais importante para si, o beat, as linhas ou a métrica?
As linhas, porque tu podes até ter o beat mais podre, a métrica toda destorcida, mas se as tuas linhas tocarem as pessoas, tu foste.

Tem dois projectos já lançado, qual é o balanço desta trajectória?
Olha principalmente depois de eu ter lançado o segundo projecto que foi a EP “Kalashinikov”, as coisas só têm melhorado, hoje a minha música ganhou peso e mais respeito, até eu próprio também ganhei mais respeito e continuo sendo aceite por pessoas que ontem rejeitavam a mim e o meu trabalho.

O que traz de novo para este mercado?
Trago um rap mais street, trago mais linhas conscientes em batidas de Trap, trago as verdades dos bairros e de uma vida real, vão poderão sentir isso na Mixtape Modo Prodígio.  

Em termos de visibilidade, como avalia a sua carreira actualmente?
Ainda falta muito pra alcançar o nível que eu desejo, mas acredito que se as coisas continuarem nesse ritmo, só vão assustar “bum” o Iraquiano chegou lá.

Quais as maiores dificuldades que tem encontrado para solidificar a carreira?
Música requer muito investimento, principalmente o financeiro, essa é a minha maior dificuldade no momento, mas em breve as coisas vão melhorar e terei os pés bem assentes no chão.

É oriundo do Cazenga, que é por norma um município marginalizado, alguma vez isto foi entrave para a sua carreira?
Não, pelo contrário é no meu bairro onde eu busco maior parte das minhas inspirações para escrever os meus sons. Sou muito determinado ainda que eu vivesse no Oriente médio actualmente eu faria música.

Quais são os artistas em que se inspira e quais as características que o “atraem”?
O único artista que me inspira é o Osvaldo Moniz AkA Prodígio aquele Kota é muito rijo, o Kota é muito frontal, diz sempre o que pensa e eu gosto de pessoas assim, gosto de pessoas que não têm medo.

O que difere a Mixtape Modo Prodígio dos trabalhos já lançados? Além de ser um projecto mais adulto, com mais responsabilidade, eu também estou a trazer músicas mais impactantes, não será só uma mixtape, esta vai ser a Mixtape, sei que entendes.

Quais as expectativas em torno desta Mixtape?
Que ela seja bem recebida, que muitas pessoas possam se identificar quando estiverem a ouvi-la e que me leve para outros patamares.

Para quando está marcado o lançamento?
Só posso dizer que está para breve, não posso aqui estipular já uma data. Mas ainda este ano a Mixtape sai.

as cargas mais recentes

Após destaque no Moda Luanda, Scró Q Cuia e Nerú Americano anunciam álbum de estreia

há 1 ano
Há dois anos era impossível pensar numa relação entre ambos. Scró Q Cuia e Nerú Americano vêm provando que são verdadeiros profissionais ao criarem os “Pintins”. A dupla anuncia o álbum de estreia, fala do tempo que vai durar a parceria, enumera as conquistas e desvenda os segredos da tamanha cumplicidade, deixando palavras de apreço para os angolanos.

Kanye West promove imagem da Rainha N’zinga

há 10 meses
O músico e empresário usou ontem a sua conta do Twitter e publicou um conjunto de imagens de figuras históricas, entre os quais reformadores das religiões, santos católicos e filósofos.

Tory Lanez pede desculpas à Megan The Stallion por alvejá-la e justifica “que estava muito bêbado naquela noite”

há 11 meses
Dois meses após alvejar a rapper Megan The Stallion, Tory Lanez reaparece para desmentir que as suas músicas tiveram uma queda nos streams como consequência do sucedido, e segundo noticiou o TMZ, Lanez também teria aproveitado para pedir desculpas à Megan Rhe Stallion.

Jay Z encerra academia de Boxe por causa da crise

há 9 meses
A Roc Nation Sports, subsidiária da Roc Nation, empresa do músico e empresário Jay Z, decidiu abandonar a modalidade de boxe, após colocar vários atletas em competições profissionais internacionais.

Galáxia, o musical que todos devem assistir

há 4 meses
O auditório da Laasp testemunhou nos dias 25 e 26 de Março, o musical Galáxia, um espectáculo de teatro musical que pretende despertar o angolano da lobotomia social.

Avanços e recuos da cultura nacional em 45 anos de Independência

há 9 meses
A cultura é a expressão sublime da essência de um povo manifestadas através da língua, música, dança, pintura, literatura ou teatro. Em Angola, o sector musical é o que mais cresce, seguido das artes cénicas.

Polémico documentário sobre Michael Jackson terá continuação

há 9 meses
A primeira parte do documentário foi responsável por trazer, novamente, à tona toda a polémica envolvendo supostos assédios cometidos por Michael Jackson, além da suposta pedofilia.

Impulsionadores do Bambarákatcha já contam 10 anos de estrada

há 1 ano
Staff Paulo é um grupo de músicos e bailarinos angolanos criado em 2010, e constituído por quatro elementos, artisticamente conhecidos por: Paulo Karbura, Paulo Gibele, Paulo Guedes e o Paulo Bruno. Inicialmente como um grupo só de dança de estilo afro beat (House).

Tá a Bater Show com Gerilson Insrael acontece já neste domingo

há 4 meses
O próximo domingo, 11 de Abril, está reservado para o músico que rapidamente conquistou o País com a canção “Minha bêbada”.

Arnold Schwarzenegger em estreia no Rap

há 9 meses
O actor decidiu colaborar com alguns versos em uma nova música do cantor austríaco Andreas Gabalier, intitulada “Pump it Up – The Motivation Song”. A canção fala de superação, e tem Arnold rimando com citações sobre a sua carreira e frases que o tornaram famoso nas últimas décadas.

Adolescente que filmou a morte de Floyd é homegeada com Pulitzer, a mais alta distinção do Jornalismo

há 2 meses
De nome Darnella Frazier, a jovem tinha apenas 17 quando sacou o telefone para gravar o fatídico episódio, que culminou com a morte por sufocamento, e posterior condenação do seu autor, Derek Chauvin.

Flagelo Urbano manifesta desejo de não ver músicos do tempo do Covid esquecidos após a pandemia

há 1 ano
Para Flagelo Urbano, o modelo de sociedade e cultura construídos no país, artistas como Justino Handanga, Socorro, Bessa Teixeira, Tujila Twajokota, Felipe Mukenga serão sempre condenados a ser lembrados apenas em situações extraordinária, como a da pandemia.

Inaugurado mural em homenagem a George Michael

há 11 meses
Foi inaugurado quinta-feira, em Kingsbury (Londres/Inglaterra), um mural em honra de George Michael, falecido aos 25 de Dezembro de 2016.

Guitarra de Kurt Cobain leiloada com valor inicial de 1 milhão de dólares

há 1 ano
A guitarra que Kurt Cobain usou no mítico MTV Unplugged, em 1993, entra hoje no segundo e último dia de leilão com um valor base de 1 milhão de dólares, equivalente a 59 milhões 671 mil e 400 Kwanzas. A cerimónia decorre em Beverly Hills, Los Angeles e é transmitido online no site “Julien”.

Acção Jovem promove ciclo de aulas sobre historiografia africana

há 11 meses
Sob o mote “Mergulhando nas Artérias da História, Cultura e Tradição Africana”, o projecto nasce de uma conexão entre a Acção Jovem com o Professor, Historiador e Activista Social angolano, Pick Ngudi-A-Kazi e o Portal do Palestrante Africano no Brasil.

Paul McCartney lança disco com canções tocadas pelos Beatles

há 9 meses
O futuro lançamento se junta a dois outros álbuns, McCartney e McCartney II, criados unicamente pelo músico de 78 anos em momentos críticos de sua vida, nos anos 1970 e 1980, em que buscava um renascimento criativo.