Irina Vasconcelos: “O nosso rock lá fora já é conhecido”

Em Angola, o Rock é cultivado desde os anos 60 através d’ Os Kríptons e Brucutus e foi se firmando com os Café Negro, Nvula e Black Soul. Hoje, evolui com os Ovelha Negra, Kishi e  Kozmik. Apesar do reconhecido papel na consciencialização do homem, no país o Rock ainda é marginalizado. Irina Vasconcelos apresenta à Carga o verdadeiro ponto de situação do estilo no Dia Internacional do Rock. A Rainha do Rock angolano fala das suas experiências como impulsionadora do movimento e recomenda…

O Rock entra em Angola na década de ’60 com os Rocks, Vum Vum, Os Kríptons e Os Brucutus. De lá para cá o quê que mudou?
Novos angolanos foram nascendo. Existem ene jovens no país que adoram rock ultimamente mais ligados ao Heavy Metal feito cá.

Com o nascimento de bandas como Café Negro (que ajudou a fundar), Tiranuz, Ovelha Negra ou Kishi observou-se uma mudança de paradigma. Como caracteriza este período?
A banda Café Negro, depois de termos ganho o Angola Music Awards em 2014, foi o impulsionar da minha carreira a solo. As restantes bandas Tiranuz e Ovelha Negra são bandas de que gosto bastante, são jovens com garra e a suas sonoridades dark e letras muito me cativam. Já tive o prazer de produzir alguns concertos deles e assistir… A banda Kishi tem tudo para dar certo. O mote é continuar a produzir por via da qualidade para inspirar outros.

E como descreve o actual estado do Rock no país?
Existem bandas novas que financiam seus próprios projectos, como é o meu caso, e assumem as suas formas sem quaisquer preconceitos e o seu público gosta. Há que criar mais canais de divulgação a nível nacional, pois o nosso rock lá fora já é conhecido nomeadamente no Brasil, Portugal, South Africa…

Quando bandas como Black Soul é nomeada para o Angola Music Awards ou Nvula a ser reconhecida no AFRIMA, quer dizer que aos poucos o movimento vai se firmando?
Com certeza. E fiquem atentos à Banda Kozmik eles irão levar-nos longe.

O que acha que tem faltado para o firmamento definitivo do estilo?
Na verdade, o movimento de rock está aí e firme. Já se firmou.Talvez falte apoio de algumas divulgadoras de rádio em abraçar novamente este estilo.

Neste quesito, parece que as rádios, jornais e televisões desempenham papel crucial?
Fica a oportunidade para congratular as rádios RFM, LAC, Rádio Mais, Jornal OPaís, o Jornal de Angola e vocês por se permitirem celebrar connosco este estilo.

O que o movimento podia fazer para ajudar os meios de comunicação a promoverem o estilo?
Eu trabalhei em alguns festivais, pois sou igualmente directora de arte e reparei que sofremos bastante no passado com a corrupção, ter de  pagar para que os sons passassem em algumas divulgadoras. Não foi só o rock que sofreu, mas outros estilos feitos em Angola também. O que o movimento sempre fez foi partilhar o nosso e romper barreiras.

Urge a necessidade de Luanda acolher festivais como o Rock In Rio Catumbela ou o Lalimwe Eteke Ifa. Até que ponto isso não dificulta a expansão do movimento?
Em Luanda ocorrem os eventos mais pequenos em bares, pois é onde está concentrado o maior número de fazedores. Não obstante as dificuldades para que nos cedam espaços caros em Luanda. Então, os festivais vão ocorrendo mais por outras províncias e há anos. O espectacular é ser de entrada livre os outros governadores talvez devem arriscar, pois é maravilhoso ver milhares de pessoas em fenómeno solidário rugindo rock.

Se por um lado, houve multiplicidade de bandas, por outro, bandas como Fios Eléctricos, Velório, Necrotério Vazio ou Via Sacra desapareceram. Como se podia evitar isso?
Estas são ou foram as bandas mais corajosas. Eu lembro-me da primeira vez que ouvi Fios Eléctricos, o meu coração parou. Sou amiga do vocalista e penso que é chegada a altura de vocês levantarem o som deles passem nas rádios entrevistem-nos todos eles foram e são uma inspiração o nosso sucesso é deles.

Amanhã, 13, é o Dia Internacional do Rock em memória ao Live Aid de 1985. O que preparou para esta data?
Este ano, tenho o meu álbum a solo para partilhar em celebração. Kai-Filhos do Mar- é um álbum que já chegou via Internet, dada a covid-19, a países como Alemanha, França, Índia, Itália, África do Sul, Namíbia e Brasil, Portugal e o objectivo é continuar.

Para além dos ideais de liberdade e irmandade, o rock é psicadélico. Como é que o estilo nos ajudaria a enfrentar um momento como este, o do Covid-19?

A consciencialização e prevenção são o mote para todos nós. Há poucos dias em parceria com a VOA, Voice Of América, deixei uma mensagem trabalhada sobre como nos devemos prevenir. O confinamento é a altura ideal para lermos um livro ou finalizarmos aquela pesquisa. Mas a música rock é alimento do intelecto, pelo que recomendarei sempre Scorpions, Sting, Janis Joplin, BB King, Block Party…

Em que tem estado a trabalhar ultimamente?
Depois de ter criado o Etimba Festival, um festival de músicas do mundo com três edições, mudei-me para Zâmbia, onde vivo com a família. Hoje, desenvolvo conteúdos de TV em português e inglês, foi uma área onde já trabalhei na altura. Interrompi para seguir carreira da música, mas agora de volta à concepção.Também estamos a preparar a minha participação em festivais. Tínhamos quatro fechados para este ano, mas retardou-se tudo para 2021.

as cargas mais recentes

Cardi B está a ser processada por racismo

há 12 meses
A cantora-norte-americana está a ser processada por publicar o vídeo de uma família na praia que terá assediado sua irmã Hennessy Carolina, que também está no processo.

Rock in Rio terá réplica na cidade de São Paulo

há 9 meses
A organização do Rock in Rio informou hoje que está a criar um festival semelhante na cidade de São Paulo. O mega evento chama-se The Town e será acolhido no Autódromo Interlagos, alternando com o Rock in Rio.

Beyoncé desiste da actuação na cerimónia dos Grammy Awards

há 6 meses
Apesar de liderar as indicações, Beyoncé “optou por não se apresentar” nos Grammy Awards. A cantora estaria em negociações para actuar com Megan Thee Stallion na madrugada de hoje.

Bruno Fernando estreia nos play-offs da NBA

há 3 meses
O angolano Bruno Fernando, que actua nos Atlanta Hawks, estreou hoje nos play-offs da Liga norte-americana de basquetebol (NBA), ao jogar dois minutos na derrota da sua equipa diante dos Philadelphia76, por 118-102.

TOP 10 – LOVE SONGS

há 9 meses

Keita Mayanda: “O Homem e o Artista é um clássico, mas não me trouxe conforto material”

há 2 meses
Hoje faz 15 anos desde que O Homem e o Artista foi lançado. O disco continua a ser protótipo do Hip Hop nacional. Contribuiu para o bem imaterial, felicidade e educação do homem angolano.

Produtor Algo 10Conhecido rende tributo a Teta Lando e Franco em novo álbum

há 2 meses
O álbum contém versões de dois grandes sucessos nacionais e internacionais intemporais, nomeadamente: “Mario” do congolês Franco, na versão amapiano e “Quimbemba” de Teta Lando, no estilo afro-house.

Jay-Z viraliza após rejeitar pedido de autógrafo numa bola: “Eu não jogo beisebol”

há 2 meses
A atitude do artista, esta sexta-feira, vem sendo associada à protecção do seu nome, imagem e música, pois, recentemente moveu uma acção judicial contra o ex-fotográfo por explorar seu nome e imagem ao vender cópias da foto da capa do Reasonable Doubt sem a sua permissão.

Warner Bros. divulga trailer do filme que traz Will Smith como pai de Serena e Venus Williams

há 2 meses
‘King Richard’ é um drama desportivo estrelado por Will Smith com estreia marcada para o dia 19 de Novembro, a ser lançado na HBO Max. O filme biográfico, detalha a trajectória de Richard Williams, mentor e pai das reputadas tenistas Venus e Serena Williams.

As 10 músicas para ouvir na quadra natalícia

há 9 meses
A Revista Carga seleccionou dez canções de natal que apresenta como sugestões para os seus leitores em vésperas do natal, antecipando os seus votos de feliz natal.

Sintoniza: Mambos Hip Hop da Banda

há 1 ano
Idealizado por Dino Cross, “Mambos Hip Hop da banda” é um podcast de entrevistas e factos relaccionados ao Rap Game. Com o suporte de Cláudio Bantu, Queen J e Dj Bráulio Mix, os arquivos do programa podem ser acedidos a qualquer momento, no Kisom.

Para evitar pena de agressão sexual, Kodak Black se declara culpado por assédio

há 5 meses
As acusações estão relacionadas com o incidente que envolveu uma estudante do ensino médio, após um show no Condado de Florence, Carolina do Sul, em 2016.

RZA cria plataforma para dar comentários ao vivo sobre filmes de artes marciais

há 1 ano
Ao longo de carreira, RZA foi inspirado em filmes de artes marciais. Agora, o produtor elevou este amor para um outro nível.

Elton John perde a voz, deixa o palco aos prantos e revela que está doente

há 2 anos
O cantor britânico foi obrigado a suspender o show na Nova Zelândia, e pedir ajuda para sair do palco, depois de perder a voz em decorrência de uma pneumonia diagnosticada horas antes.

Após realizar primeiro comício político Kanye West propõe Jay-Z para vice-presidente

há 1 ano
Após realizar o seu primeiro emociante comício político, este domingo, no estado da Carolina do Sul, onde, dentre várias promessas, propôs um milhão de dólares às gestantes, legalizar e tonar gratuita a liamba, Kanye West revelou que vai propor a Sean Carter o cargo de vice-presidente.

Allen Halloween reedita Híbrido em vinil com takes inéditos

há 8 meses
Um ano após anunciar a sua retirada da música, rumo a devoção a Deus, a bruxa volta a dar sinal de vida vida com o lançamento surpresa de 500 vinis do álbum Híbrido, o terceiro da carreira.