Jovens do Prenda festejam 52º aniversário no Show do Mês

Os Jovens do Prenda festejam sábado o seu 52º aniversário de existência no Show do Mês Live, num concerto aguardado com muitas expectactivas pelos fãs do conjunto.

Denominado “Jovens do Prenda 5.2”, o show vai promover uma viagem pelas várias etapas do grupo, passando por sucessos como “Manhã de domingo”, “Gienda Ni Ubeka, “Makame”, “Samba Samba”, “Bela”, “Nova cooperação”, “Angélica”, entre outros, em cerca de duas horas e meia de show.

O grupo criado por Chico Montenegro, Didi da Mãe Preta, Tony do Fumo, Augusto Chacaya, Kangongo, Mingo e Verry Inácio, terá, mais uma vez, a soberana oportunidade para relembrar velhos sucessos e mostrar em palco a riqueza e valor da música popular angolana.

Detentor de um rico cardápio musical, onde se destacam ainda temas como “tendinha”, “seguida de “desepero”, “Chiquita”, “nguenda nyubeka” e “longa marcha”, “majame”, entre outras que tem provocado ” um alvoroço entre as pessoas nos palcos por onde actua, o agrupamento, que já vai na sua quarta geração, continua fiel a sua linha rítmica e melódica para a satisfação da enorme legião de fãs espalhados pelo país.

Nesta jornada, dedicada aos 52º aniversário do conjunto, o palco do Show do Mês receberá, além dos vocalistas do grupo, Dom Caetano, Dina Santos entre outros convidados.

Historial dos Jovens do Prenda

Os Jovens do Prenda surgem em 1968 com a designação Jovens do Catambor, passando ainda nesse mesmo ano a chamarem-se Jovens da Maianga e, finalmente em 1969, passam a ter a designação actual.

O nome surge a conselho de Manguxi, um empresário do Sambizanga que era proprietário do Salão Braguês e alugava aparelhagens, que sugeriu que o grupo tivesse a denominação do bairro de onde são provenientes”, dai o nome Os Jovens do Prenda, já que o grupo era originário deste histórico de bairro Luanda.

Jovens do Prenda festejam 52º aniversário no Show do Mês

A formação de Os Jovens do Catambor já possuía um leque impressionante de músicos onde se destacavam nomes como Manuelito Maventa, (viola solo), Zeca Kaquarta, (tambor), Napoleão, (puita) e Juca, (dikanza). José Keno, o guitarrista emblemático dos Jovens do Prenda, entrou para o grupo, vindo dos Sembas, com a sua entrada, fica completa, em 1969, a primeira formação de Os Jovens do Prenda, com José Keno (viola solo), Zé Gama (baixo), Luís Neto (voz), Kangongo (tambor baixo) e Chico Montenegro (tambor solo).

O grupo tem sofrido, muitas cisões e abandonos, levando a que Luís Neto, um dos elementos do grupo, afirmasse: “As pessoas nascem e crescem e cada um vai para onde mais lhe agrada. Os Jovens do Prenda não são só música, é uma verdadeira escola…”

Renascimento

Após um período de ausência (1974 a 1981), os Jovens do Prenda voltam a aparecer no panorama musical angolano, gravando o seu primeiro álbum “Música de Angola, Jovens do Prenda”, posteriormente reeditado como “Mutidi”. Nele participaram Zé Keno (viola solo e voz), Alfredo Henrique (viola ritmo), Carlos Timóteo (baixo), Avelino Mambo (bateria), Zecax (voz), Massy (saxafone), Fausto (trompete), Verrynácio (tumbas), Chico Montenegro (bongós e voz), Luís Neto (Dikanza) e Gaby Monteiro (percussão e voz).

O segundo álbum “Samba-Samba” é lançado em 1992, levando posteriormente à saída de um dos seus músicos mais emblemáticos, Gaby Monteiro, passando o grupo a ter na formação Manuel Prudente Ramos Neto “Joca”, (viola solo), Carlos Timóteo “Calily”, (baixo), Zé Luís (viola ritmo), Charles Mbuia (contra solo), Manuel Vicente (tumbas), Patrício Smoke (bateria), Luís Neto e Chico Montenegro (vozes), Conceição Alves Alberto (trompete) e Luís Massy (saxofone).

O grupo sofreu posteriormente imensas remodelações, mas tem-se sempre mantido activo até à actualidade, tendo lançado recentemente um novo álbum.

Discografia

Vários Singles na década de 1970. Mutidi, (1982, IEFE, Discos, Intercontinental Fonográfica, Lda)

Samba-Samba, (1992, Endipu-UEE, Empresa Nacional do Disco e Publicações)

Kudicola Kwetu, (2003)

Iweza, (2010)

as cargas mais recentes

Designer desvenda caracterização de The Weeknd no vídeoclipe ‘Save your tears’

há 2 anos
Lançado há pouco menos de uma semana, “Save Your Tears”, mostra The Weeknd a remover as bandagens que vinha usando durante a era “After Hours”.

Orquestra Camerata de Luanda e governo da Venezuela organizam Festival de Música Clássica em Angola

há 11 meses
Após regressar aos palcos, no passado mês de Setembro, vindo de um interregno, a orquestra angolana prepara-se para realizar um festival de música clássica, no próximo ano, e que contará com o apoio do governo venezuelano.

Fim-de-semana farto: Kid Cudi quebra o silêncio de 10 anos e Taylor Swift retorna após 5 meses

há 2 anos
Kid Cudi acaba de lançar o último álbum da trilogia `Man on the Moon´, enquanto que Taylor Swift apanhou todos de surpresa com um “ábum-irmão” de Folklore, lançado há cinco meses, ambos projectados para ocupar os primeiros lugares da Billboard.

Lil Wayne disponibiliza terceira mixtape da saga `No Ceilings´

há 2 anos
Para Lil Wayne, `No Ceilings 3´ veio ressuscitar a cenas das mixtapes, que parecia já ser uma arte em extinção e, sendo um dos pioneiros, achou oportuno reoxigenar, uma vez que considera que a mesma ter um papel importante no apogeu da sua carreira.

É Preciso Falar: Carga Magazine lança novo conteúdo em formato podcast

há 7 meses
O novo conteúdo da Carga é uma grande entrevista do tipo opinativa, com os principais fazedores da música angolana, opinion makers, bem como pessoas ligadas a cultura, acompanhada de debates sobre os temas que preocupam a cultura nacional, particularmente a música.

Hip Hop: Classe cria “instituição” para ajudar artistas em situações difíceis

há 12 meses
Motivados pela trágica morte de Ngadiama Wakambosonhi, pioneiro do movimento Hip Hop no país, artistas da Velha e Nova Escola criaram a “Associação dos Hiphoppers de Angola”, uma plataforma de cariz social que passará a prestar apoio social e acudir eventuais situações de crise que membros da classe venham a passar.

Paulo Flores na lista dos curadores da Apple Music

há 3 anos
Paulo Flores faz parte da limitada lista de músicos africanos convidados pela Apple para curadoria da playlist do aplicativo Apple Music. Disponível desde hoje, a lista de reprodução de Paulo Flores inclui músicas de artistas como Franco, Tubarões, Carlitos Vieira Dias e André Mingas.

Top Dos Mais Queridos 2021 vai homenagear mulher zungueira e terá novas regras

há 2 anos

Dr. Dre não levou o holograma de Tupac, mas deu em 15 minutos um dos concertos mais épicos do Super Bowl

há 10 meses
Dr. Dre, o grande maestro da noite, apresentou-se como na vida real, imponente e no controle do seu estúdio dando início ao show, por onde também passou Eminem, Mary J. Blige, Kendrick Lamar, Snoop Dogg e Anderson. Paak e 50 cent, como convidados surpresa.

Comemora-se hoje o Dia Internacional da Dança, a linguagem universal

há 2 anos
Comemorado desde 1982, o dia 29 de Abril é uma homenagem ao criador do balé moderno, Jean-Georges Noverre (1727-1810). A efeméride foi instituída pela UNESCO em conjunto com o Comité de Dança do Instituto Internacional de Teatro.

Andebol: Selecção júnior feminina apura-se ao Mundial

há 9 meses
A selecção nacional júnior feminina de andebol apurou-se, ontem ao Campeonato do Mundo da categoria, após vencer a sua congénere da Zâmbia, por 57-22, no segundo jogo do grupo preliminar “A” do Campeonato Africano da modalidade.

Ascensão Music quebra hiato com duplo lançamento de videoclipes

há 10 meses
A Ascensão Music que tem se mostrado um grupo bastante coeso e cada vez mais abrangente em termos de sonoridade, traz dois temas diferentes  “Pra ninguém” (que é uma música num registo love song, como uma narrativa romântica e poética) e “Wagwan”, cuja expressão deriva do dialeto Jamaicano “Patois” que significa : “O que é que se passa” ou “Qual é a idéia” é um UK drill à moda angolana, com muito sauce, mas claro, com aquela energia e a caneta pesada que caracteriza o grupo.

R.Kelly: Advogados voltam a pedir liberdade condicional, após cantor sofrer duas agressões em menos de uma semana

há 2 anos
Preso por acusações de crimes sexuais em jurisdições distintas, nomeadamente: Chicago, Nova York e Minnesota, Robert Kelly tem sido alvo de “maus tratos” dentro da própria cela.

Revista científica abre edição exclusiva para Rap

há 2 anos
Esta semana, a revista científica brasileira “Convergência Crítica” fomenta acções para perceber a ligação entre o Rap e a pesquisa científica, que vai culminar com abordagens sobre o Rap e o activismo político em Angola e Moçambique.

Show do Mês viaja pelos anos dourados da música angolana

há 2 anos
Com objectivo de recriar alguns dos maiores sucessos dos anos 80, o Show do Mês vai juntar alguns dos nomes mais sonantes daquele período para um concerto Live, no dia 27 de Julho (sábado).

Juninho Bill: Vocalista de sucessos infantis dos anos 80 faz vaquinha para gravar álbum a solo

há 2 anos
Juninho Bill foi um dos vocalistas do Trem da Alegria, grupo infantil brasileiro que tocou e continua a tocar em vários países da lusofonia, principalmente Angola, basta recordar o sucesso “Uni Duni Tê”.