Justiça brasileira determina que Fundação Palmares retire do site artigos que atacam a figura de Zumbi

Na sua conta do Twitter, Sérgio Camargo, presidente da Fundação afirmou, por conta desta determinação, que “a Fundação Cultural Palmares está sob censura”. Na decisão, a juíza ressalta que a permanência dos artigos “viola o direito à identidade, acção e memória da comunidade negra”, e prevê a multa diária de multa diária equivalente a 108 milhões de Kwanzas, informou o G1.

A Justiça Federal ordenou, na passada nesta sexta-feira, dia 29 de Maio, que a Fundação Cultural Palmares retire do site oficial, imediatamente, dois artigos que fazem críticas e desqualificam a figura de Zumbi dos Palmares – símbolo da luta negra contra a escravidão que dá nome à entidade.

Os artigos foram publicados no site da Fundação Palmares a pretexto de comemorar o aniversário da Lei Áurea, editada em 13 de maio de 1888. Apesar disso, os textos fazem críticas à figura de Zumbi e buscam desconstruir a ideia do ex-escravo como um líder.

O questionamento dos artigos foi feito pelos deputados Túlio Gadêlha (PDT-PE), Benedita da Silva (PT-RJ), Áurea Carolina (PSOL-MG) e Bira do Pindaré (PSB-MA). No processo, o grupo afirma que os artigos “sequer foram publicados oficialmente em revistas reconhecidas no meio acadêmico”.

Os parlamentares também defendem que os textos “quebram os parâmetros da moralidade” porque afrontam o próprio motivo de criação da Fundação Palmares, voltada ao resgate dos valores da influência negra no país.

A entidade foi criada por lei, antes mesmo da Constituição Federal de 1988, e é atualmente presidida por Sérgio Camargo. Em redes sociais, o jornalista já relativizou temas como a escravidão e o racismo no Brasil, disse também que Zumbi é “herói da esquerda racialista; não do povo brasileiro. Repudiamos Zumbi!”.

A nomeação de Sérgio Camargo para a presidência da Fundação Palmares ocorreu em Novembro de 2019 e causou uma onda de reacções. O motivo é uma série de publicações, nas redes sociais, em que o jornalista relativiza temas como a escravidão e o racismo no Brasil.

as cargas mais recentes

Sadia e Unison rubricam acordo de cobranças digitais na União Europeia e Reino Unido

há 3 semanas
A Entidade de Gestão Colectiva Angolana e a Espanhola Unison anunciam um acordo de representação para arrecadação dos direitos digitais na Europa para o repertório de mais de 35 mil músicas confiadas por autores, artistas e editoras angolanas à SADIA.

Óscar 2021 pode ser adiado

há 1 ano
A cerimónia está agendada para 28 de Fevereiro de 2021, mas a pandemia do coronavírus deixou o cenário incerto. A Academia já havia anunciado que irá considerar filmes não lançados directamente nos cinemas como elegíveis, que de certa forma aumentou os rumores de que o evento pode ser adiado.

Espectáculo das celebrações do 11 de Novembro com novo formato

há 1 ano
As actividades culturais alusivas as celebrações do 45.° aniversário da Independência sofreram reestruturações. As limitações abrangem também o espectáculo musical ao vivo, que já não será realizado na Praça da República.

Já está disponível o segundo single promocional do Projecto ShowTimeCollection

há 8 meses
Da autoria de Gedson, `Hustler´ dá continuidade ao projecto ` ShowTimeCollection´, a música é lançada após Megga Skills, CEO da label, fazer as “honras da casa” com single `Tá Doce´.

Don Kikas abre sessões acústicas ao vivo no Youtube

há 1 ano

MV Bill retrata a própria trajectória em livro

há 1 ano
A Lenda do movimento hip hop brasileiro, MV Bill promete transformar as próprias experiências e pensamentos em livro. Tendo há algum tempo anunciado obra, tudo indica que o rapper está próximo de compartilhá-la com o mundo. A mesma obra vai ainda discorrer sobre figuras como Faustão, Lula, Chorão, “Estilo Vagabundo” e mais

Carla Prata apresenta-se na maior plataforma de distinção de novos talentos

há 6 meses

Rigoberto Torres reoxigena clássicos do Hip Hop no seu primeiro EP

há 12 meses
Rigoberto Torres é um nome que pode mudar a história do Rap comercial em Angola. Apesar de começar a escrever sua história no ano passado, o cantor de 20 anos se prepara para apresentar esta sexta-feira, o primeiro EP.

Oluali Records: A label que promete conectar Angola ao mundo

há 12 meses
O ano 2020 está a ser marcado por várias adversidades a todos os níveis, obrigando os artistas e produtoras a reinventarem-se e a procurarem novas formas de trabalhar. E é neste um contexto que nasce a Oluali Records, uma label que se propõe a prepõe a criar pontes entre Angola e o mundo.

Na primeira tentativa de cobrança Sadia arrecada 10 milhões de Kwanzas

há 5 meses

Álbum de Paulo Flores e Prodígio é o 23° Melhor Álbum de Portugal

há 8 meses
Bênção e a Maldição foi lançado em Novembro deste ano e ocupa o vigésimo terceiro lugar na lista dos melhores álbuns de Portugal lançados em 2020, numa selecção de 50 trabalhos, de acordo com Blitiz.

Killuanji reforça Rap Gospel com o single “Mama Iami”

há 8 meses
A frase “Mama Iami” que dá título ao single, é originária da língua nacional kimbundu e significa “Minha Mãe”, neste caso, o rapper se refere à sua terra, pela qual clama.

Racionais MC’s lançam discografia completa em vinil

há 9 meses
O grupo Racionais MC’s lançará a discografia completa em vinil a partir da segunda semana de Dezembro. A pré-venda dos álbuns, já começou ontem, informou o site brasileiro UOL.

Cinema às quartas-feiras apresenta “Do Outro Lado do Mundo”

há 4 meses
O Documentário intitulado “Do Outro Lado do Mundo” vai ser apresentado nesta quarta-feira, pelas 18h30, no espaço Wyza Anfiteatro, da Fundação Arte e Cultura, no âmbito do projecto Cinemas às Quartas-feiras, da KinoYetu, Fundação Arte e Cultura e Geração 80.

O Bar do Gilmário: Stand-up comedy e ficção marcam a estreia televisiva a solo de Gilmário Vemba

há 7 meses
Gilmário Vemba faz a sua estreia televisiva a solo no canal Mundo FOX, na DSTv. O seu novo programa “O Bar do Gilmário” combina stand-up comedy e ficção.

Kodak Black agradece advogado que o ajudou a sair da cadeia com tatuagem

há 6 meses
Depois de receber o perdão do ex-presidente Donald Trump na semana passada, o Kodak Black foi direito a uma loja de tatuagem para fazer a nova. Mas, ao contrário do que se imaginou, o rapper não agradeceu o 45ª pelo perdão, mas sim o advogado, Bradford Cohen.