Kabudi Ely apresenta exposição “Intencidade Liberdades Individuais”

O artista angolano Kabudi Ely vai apresentar-se na Galeria Tamar Golan com “Intencidade Liberdades Individuais”, uma exposição individual a inaugurar hoje, a partir das 18 horas.

A mostra ficará patente ao público até ao dia 24 de Dezembro, podendo ser visitada de Segunda a Sexta-feira, das 9h às 17h, na galeria de arte contemporânea da Fundação Arte e Cultura, na Ilha de Luanda.

A exposição “Intencidade Liberdades Individuais” pretende ser uma leitura das grandes transformações a partir da cidade de Luanda, cujos aspectos são igualmente transversais às grandes cidades do Mundo. “Intencidade” é, precisamente, esta justaposição, cujo edifício teórico tem como pilares fundamentais o individual, social, cultural e económico, todos eles em constante e profundo diálogo discursivo constituindo, deste modo, a estruturação e poética do presente trabalho.

“Intencidade Liberdades Individuais” é igualmente um atento e profundo olhar filosófico do artista à realidade urbana que o circunda, tendo como foco a transformação/ metamorfose e o papel do indivíduo neste mesmo processo. Estabelece-se neste trabalho um interessante e inevitável debate: em como o individuo interage com a sua liberdade neste contexto urbano.

O artista
Kabudi Ely nasceu no Kwanza Sul aos 30/09/1972 o que faz dele um homem do signo Virgem. É licenciado em Artes Visuais no ISART – Instituto Superior de Artes-, formação que o torna num perfeito artista visual. A sua biografia dá conta que o protagonista da “Intencidade” Liberdades Individuais” frequentou o curso de Curadoria e Crítica de Arte na mesma Instituição de ensino de arte. É igualmente pintor e publicitário e a sua primeira experiência em artes plásticas começa exactamente com os ensinamentos e incentivos no seio familiar. Entre 1992 e 1994 frequenta o atelier do seu Mestre Luciano Miguel e a dimensão social do seu trabalho artístico começa com a sua primeira participação na exposição colectiva BAI – Arte, iniciativa de responsabilidade social do Banco Africano de Investimentos, em 2001.


Vale recordar ainda que em 2015 a 2017 exerceu o cargo de Secretário para as Actividades Culturais e Intercâmbio da UNAP (União Nacional de Artistas Plásticos de Angola) e em 2016 foi membro do Corpo de Jurados da Feira do Inventor Criador, do Ministério da Ciência e Tecnologia de Angola e Prémio Azul da Polícia Nacional. A sua primeira exposição deu-se em Luanda.
É a voz sonante das terras do Sul, que se apresenta no mês do Pai Natal com um presente: “Intencidade” Liberdades Individuais.


Em plena era da pandemia Covid-19, Kabudi Ely propõe um inusitado convite, à semelhança do que fez nas suas duas primeiras exposições “o tempo tudo destrói menos o pão” e “as paredes que não me separam do mundo”, uma espécie de metamorfose da realidade social urbana, um desafio apenas possível ora afastando-se, ora aproximando-se dela. Inusitada porquanto se instala, desde logo, uma contradição (o pôr em causa da liberdade individual e a necessidade de interação pessoal e individual numa sociedade em constante metamorfose).

as cargas mais recentes

Morreu Paolo Rossi

há 2 anos
O ex-futebolista italiano Paolo Rossi, “herói” da vitória italiana no Mundial de 1982, morreu esta quinta-feira aos 64 anos, vítima de um câncer no pulmão, anunciou o diário desportivo italiano la Gazzetta dello Sport.

Kaluanda Fest migra para o formato digital

há 2 anos
A decorrer entre os dias 22 a 25 de Janeiro, a habitual ode à cidade de Luanda, fundada aos 25 de Janeiro de 1576, vai acontecer 90% no formato digital.

Preto Show: “Anselmo Ralph é o maior artista angolano de todos os tempos”

há 2 anos
Preto Show atribui nota negativa ao ano 2020 e diz não fazer sentido, neste momento, proibirem -se espectáculos, uma vez que escolas, igrejas e mercados andam abertos. O músico pede a intervenção do Presidente da República na questão dos shows, porque, lamenta, há colegas seus a passearem fome.

Dj sul africano confessa que dos países onde passou o angolano é o povo que mais dificuldade teve para fazer dançar

há 7 meses
Para quem não dispensa um bom afro house na noite, seguramente já dançou às animações de Bokkie Ult. O disc jokey sul africano é agora um dos nomes de destaque em Angola. Já cá esteve por cinco ocasiões e em diferentes momentos. Bokkie Ult já tocou em Benguela, Huambo, Huíla, Namíbe e Huambo e confessa que dos países onde passou, nas festas, o angolano foi o povo que mais dificuldades teve para conseguir fazer dançar.

Anna Joyce e C4 Pedro integram lista dos artistas africanos que “todos devem ouvir”

há 2 anos
O site brasileiro Mundo Negro elegeu os oito artistas africanos lusófonos “obrigatórios” nas playlists da actualidade, dos quais figuram os angolanos C4 Pedro e Anna Joyce.

Stela de Carvalho incrementa locução ao seu CV

há 2 anos

Chetekela: “Adrenalina do Amor é uma música em homenagem à Cláudia, a mulher que salvou a minha vida”

há 2 anos
Pouco menos de um ano após ser lançada, a música `Adrenalina do Amor´ já incrementou dois prémios à carreira de Chetekela, nomeadamente: o prémio internacional na categoria de Artista em ascensão nos AFRIMMA 2019, e mais recentemente o de Melhor música romântica do ano 2019, na 23ª edição do Moda Luanda. Ao qual afirmou, em breve conversa com a carga, que “o desejo dos fãs cumpre-se”, e fez ainda saber tem na forja o lançamento do álbum `superação´, bem como a realização de um live com banda.

NGA celebra hoje 38 anos com lançamento de três novos projectos musicais

há 2 anos
NGA celebra hoje o 38.° aniversário. Para lembrar a data, o membro da Força Suprema lançou três novas músicas com os respectivos clips. O triplo composto por “Só Se Vive Uma Vez”, “Por Nós” e “P’ra Nós” poderá fazer parte do seu próximo projecto musical.

Produtor Algo Desconhecido anuncia lançamento da beat tape “Bengha Producers”

há 2 anos
O projecto que junta dez produtores nacionais, terá o equivalente a um beat por cada interveniente. Intitulada “Bengha Producers”, a beat tape será lançada em Agosto em todas as plataformas digitais.

Keyshia Cole provoca potencial batalha de Verzuz contra Ashanti

há 3 anos
Enquanto DMX continua a “clamar” por uma batalha com Jay Z, e os fãs ainda estão extasiados com o confronto Verzus entre Ludacris e Nelly, que decorreu no passado sábado, dia 17, muitos se voltaram para confrontos hipotéticos que podem acontecer nas próximas semanas. Um dos mais recentes pares de fãs é entre Keyshia Cole e Ashanti.

Justin Bieber: “Pensei que com o sucesso todos os problemas na minha vida desapareciam”

há 2 anos
Numa recente entrevista à revista GQ, revelou pormenores sobre a gestão da sua carreira e a vida pessoal. O canadiano não conseguia controlar-se das drogas e conta que uma vez, seus seguranças chegaram a sentir o seu pulso durante a noite para ver se estava vivo.

Sambizanga passará a contar com plataforma de promoção dos artistas

há 2 anos

Escritor Lourenço Mussango reage à decisão do INIC sobre a retirada do Prémio António Jacinto

há 2 anos
Em reacção à decisão, Lourenço Mussango afirmou que tanto o júri como o INIC não fizeram nenhuma avaliação das provas materiais para se chegar à conclusão sobre quem plagiou quem.

Anselmo Ralph e Gilmário Vemba protagonizam duas noites memoráveis com conceito inédito

há 1 ano
A proposta foi simples, conciliar no mesmo espaço e tempo as melodias de Anselmo Ralph e a comédia de Gilmário Vemba. E assim aconteceu, nas noites de dia 11, no Coliseu de Lisboa e dia 12 de Novembro, na Altice Fórum Braga, o cantor memorou vários temas do seu repertório, com intervenções do humorista com o seu jeito peculiar tornando ambas noites memoráveis com o conceito inédito.

Sabia que num dia como hoje uma festa inspirava o surgimento do Hip Hop?

há 2 anos
Tudo aconteceu há 47 anos atrás, no dia 11 de Agosto de 1973, quando o jamaicano, DJ Kool Herc organizou uma festa, no Bronx em Nova Iorque, que mudou para sempre a história da música pop. A festa que foi inicialmente organizada para a celebração do aniversário de Cindy Campbell, irmã do DJ, ganhou outros contornos tendo reunido no mesmo espaço os quatro elementos da kultura Hip hop e desde então, os irmãos passaram a ser considerados os pais do movimento.

Careca Não: O início de uma nova revolução

há 2 anos
`Careca não´ é um apelo à tolerância e ao respeito pelas diferenças, a música marca o posicionamento de Dino Ferraz, na luta pela aceitação do cabelo negro crespo masculino, na sociedade angolana.