Kamy Lara nomeada para galardão internacional de cinema` Adiaha Awards´

A realizadora do documentário “Para lá dos meus passos”, Kamy Lara, é uma das nomeadas para o prémio de melhor realizadora africana nos Adiaha Awards. Produzido sob chancela da produtora Geração 80, o mesmo tem sido amplamente reconhecido nos países onde foi exibido.

O prémio para o qual a realizadora Kamy Lara está nomeada objectiva reconhecer e incentivar mulheres africanas a contarem histórias dos seus países e da sua realidade através do formato documentário.

A equipa de produção constituída por Kamy Lara, Paula Agostinho, Gretel Marin, Mónica Anapaz, Gotopo, Geração 80, em parceria com a Companhia de Dança Contemporânea de Angola, juntou-se para “dar vida” ao “Para lá dos meus passos”, aconteceu no ano passado. Mas que já tem um reprise anunciado no Encounters Film Festival 2020, edição online, com programação parcialmente gratuita de 20 a 30 de Agosto.

Com uma produção de peso, o documentário coloca não só os bailarinos, coreógrafos e figurinistas da Companhia de dança Contemporânea, mas também a todas as sociedades debatendo-se entre a decadência ou a ousadia de se transformar. O documentário retracta o processo de montagem da peça “(Des)construção”, uma coreografia da autoria de Mónica Anapaz, na qual, os cinco bailarinos são levados a viajar sobre um conjunto de danças tradicionais de Angola e a transformá-las, dando-lhes novos significados.

Danças estas, que são nada mais do que a descrição das origens regionais e sociais de cada um dos bailarinos e, particularmente, da forma como eles e as suas famílias vivem a dança e tudo fazem para adaptar-se numa grande cidade, as pesquisas sobre as danças/rituais e cerimónias tradicionais de cinco províncias (Huíla, Cabinda, Lunda-Norte, Luanda e Zaire) e a sua reinterpretação contem porânea mostram-nos os dilemas com que os criadores e os cidadãos se debatem, reflecte o limbo em que a sociedade vive, tal como lhe descreveu Adriano Mexinge, aquando da sua estreia.

O prémio Adiaha Awards é um a iniciativa da Ladima Foundation, uma organização pan-africana sem fins lucrativos fundada com o objectivo de contribuir para a correcção dos principais desequilíbrios de género nas indústrias de cinema, televisão e conteúdos.

as cargas mais recentes

Daqui para frente Rock angolano passará a estar mais pesado

há 1 mês

Revanche do ‘Verzuz battle’ Swizz Beatz vs Timbaland acontece já amanhã

há 2 meses
Os dois co-fundadores do Verzuz vão defrontar-se mais uma vez, porém, ao contrário do que foi feito em Março de 2020, Swizz Beatz e Timbaland, sairão do Instagram para protanizar um battle ao vivo, a partir de Miami.

LAASP reabre agenda cultural com a peça teatral `Meu Telefone, Nossa Privacidade´

há 6 meses
`Meu Telefone, Nossa Privacidade´ é o espectáculo teatral que vai reabrir o ano cultural da LAASP, no dia 23 de Janeiro, pelas 18 horas, apresentado pelo grupo Jovens da Mulemba e dirigido por António Kapangu.

Kyaku Kyadaff deixa LS Republicano

há 1 ano
De acordo com uma fonte, o autor de sucessos como “Sete sete e rosas”, “Monica”, “Bibi”, entre outras, não renovou o contrato com a LS.

In Memory We Trust: Exposição de René Tavares marca a abertura da nova galeria THIS NOT A WHITE CUBE

há 3 meses
A mostra integra mais de 30 obras produzidas entre 2012 e 2021, muitas das quais inéditas e expõe, através de dois núcleos distintos – divididos entre Lisboa e Luanda – uma variedade significativa de meios que vão da pintura ao desenho, passando pela fotografia e pela instalação.

Razões e Rimas: O super Herói de Todos os Tempos

há 2 meses
A EP é da autoria do também integrante do lendário grupo “New Joint”, Kamané Kamas, que tem vindo a dar cartas dentro do movimento hip hop lusófono, assumindo a posição de um dos mais influentes da actualidade de moçambique.

Licenciado Em Conteúdos: um rapper contestatário que não pára de atrair público

há 9 meses
Licenciado Em Conteúdos atrai popularidade desde 2011, por causa da forma subtil com que encadeava, num único verso, vários acontecimentos, e hoje está a se transformar na principal referência do Rap Under do Bairro Huambo, Rocha Padaria, em Luanda.

Afrikkanitha apresenta novo álbum

há 4 meses
O novo álbum de Afrikkanitha são músicas da alma patentes na cultura de cada povo e tem como objectivo a conquista do circuito internacional e será apresentado hoje às 19 horas.

Bethânia Silva grava primeiro disco Gospel

há 9 meses
O mercado angolano poderá contar com mais um disco 100% Gospel em 2021, da autoria de Bethânia Silva, a estrela de Cabinda que quer se impor em todo país.

Racionais MC’s lançam discografia completa em vinil

há 9 meses
O grupo Racionais MC’s lançará a discografia completa em vinil a partir da segunda semana de Dezembro. A pré-venda dos álbuns, já começou ontem, informou o site brasileiro UOL.

Exposição ‘New Era For Humanity’ inaugura Marvilla Art District

há 2 meses
O Marvilla Art District é um projecto que nasce da vontade da MOVART Gallery, em parceria com a REWARD Properties, e tem como objectivo a criação de um polo artístico e a dinamização cultural de uma zona residencial em Marvila (outrora espaço industrial em decadência).

TOP 10 – LOVE SONGS

há 7 meses

Estreia do novo filme de Hochi Fu volta a ser adiada

há 9 meses
O filme 2 Mundos do empresário e realizador Hochi Fu, aguardado com bastante expectativa amanhã nos cinemas, foi novamente adiado para data a anunciar.

Dr. Dre internado de urgência após sofrer aneurisma cerebral

há 7 meses
O produtor musical e rapper Dr. Dre foi internado esta segunda-feira, após sofrer um aneurisma cerebral. Os médicos estão a tentar descobrir a razão do sangramento e realizam uma série de exames. Mas, o músico está estável e lúcido e deixou uma mensagem.

Dr Romeu “traz” ritmo e poesia

há 9 meses
O rapper Dr. Romeu, também conhecido como Lapiseira Azul, prepara para Dezembro o lançamento do seu terceiro álbum de originais, intitulado “Ritmo e Poesia”.

Bruno Mars responde ao pé da letra ao ser conotado como apropriador cultural em programa ao vivo

há 5 meses
Há anos que Bruno Mars vem sendo apontado por críticos de aproveitar-se da ambiguidade racial para cruzar gêneros historicamente negros e, mal regressou à ribalta, já se viu na “boca do vulcão” por conta dos obstinados questionamentos sobre apropriação cultural.