Kazuza, o Dj que virou “contador de sonhos”

Da sua versatilidade saíram dois álbuns, um dos quais com participações de Daboless, Mister K, Dr. Romeu e Jay Lourenzo, mas é com mesa misturadora que Djkazuza quer atingir o apogeu. Na música há dez anos, o deejay apresenta-se como um dos principais promotores da música eletrónica no país.

Com várias estórias para contar, já se estabeleceu como dj, cantor e compositor e, durante o seu percurso artístico, produziu dois álbuns nos estilos R&B, Soul e Afro House, com predominância para o Rap. Como dj, teve passagem em palcos com Black Coffee e vários festivais em angola.

À Tudo isso, acrescenta-se as habilidades radiofónicas. É locutor de um programa de rádio, o Hip Hop Está Vivo, exibido todos os domingos na Rádio Cazenga. Em entrevista à Carga, o disc jokey apresenta o potencial e fala sobre o seu mais recente trabalho “Contador de Sonhos vol.2”

É dj, canta Rap, Soul e R&B, além de apresentar um programa de rádio.  O meu maior desafio como artista é poder mudar a vida das pessoas com a arte; poder mostrar às pessoas que é possível, principalmente para quem é do gueto. Quero fazer perceber que nós também podemos ser e chegar lá.

Diferente do primeiro, o segundo álbum apresenta uma variedade de estilos. Que tipo de mensagens quer transmitir com isso?
Lancei sim o Djkazuza: Contador de Sonhos vol.2 totalmente diferente do vol.1. Trago uma sonoridade e uma musicalidade muito diferente, tive produções do Artistic Soul, produtor dá África do Sul; o Total Bio, do Congo, Lil Jorge entre outros. Como sempre, eu conto sonhos de pessoas ou histórias de gente que gostaria de contar e não conta eu trago temas que ajudam as pessoas a se encontrarem e mudarem de ideia sobre alguma situação.

Pelo que contou, vê-se que é um artista versátil. Até onde vão os seus limites na música?
Não tenho limite, mas… sim, tento fazer uma leitura do tipo de actividade, porque nem todas as músicas são para todas as actividades.

Como é que começa a sua “aventura” e se tivesse que escolher com que ficaria?
Nasci para isso, ou melhor, a música é quem me escolheu. Tudo porque o meu irmão Leleco ficava a ouvir música em casa e fui ganhando gosto por ela, mas ela já vivia em mim só faltava um impulso para se manifestar. Mas ficaria com o lado de dj, porque, na mesma, vou lidar música.

Que memórias guarda de quando começou a carreira?  
O meu primeiro salário: 10 dólares que troquei e dividi para a minha mãe e meu pai, o resto comprei algumas coisas para mim é comprei também discos.

Ser convidado para tocar no Big Brother Angola-Moçambique, que aconteceu na Africa do Sul, onde fui um dos melhores dj que passou na casa e fui convidado a ficar durante uma semana, até o final do Big Brother. Normalmente, os dj só tocam dois dias-sábado e domingo- e voltam para o seu país. Eu toquei quatro e fiquei mais uma semana até o final do concurso e isso nunca esqueço.

Partilhou a mesma música com nomes com Djeff Brown, EC, Jay Lourenzo. Que outras referências gostaria de cantar?
Tem muitos artistas que eu gostaria de trabalhar, mas minhas músicas surgem num processo muito estranho e natural. Tudo depende muito da energia do artista. Eu acredito muito no poder da energia que cada um tem. Mas, falando de um artista, seria o NGA. Nós falamos, mas nunca lhe disse isso. Era um segredo que eu escondia e ele vai ficar a saber.

Que projectos programou para o próximo?
É segredo. Tenho uma para o próximo ano, só sei que as pessoas não vão entender nada. Será algo diferente do Contador de Sonhos. Será uma abordagem diferente das letras até dos beats.

Durante esses anos todos de actividade, que experiências lhe mais marcaram?
A pior tive um acidente de carro quando ia tocar numa festa foi uma situação muito difícil para mim, fiquei quase dois anos afastado de tudo mais graças à Deus conseguimos voltar.

as cargas mais recentes

Tradicional nomeação da Complex elege Tyler, The Creator como Melhor Rapper Vivo de 2021

há 8 meses
Todos os anos, o tradicional portal de cultura pop Complex elege o melhor rapper vivo do ano anterior. A publicação divulgou também um ranking dos melhores rappers desde 1979.

50 Cent pede desculpas a Megan Thee Stallion por tirar sarro da rapper por ter sido baleada

há 2 anos
Nos últimos tempos 50 Cent adoptou o comportamento de “rei” do deboche no que toca a comentários sobre a maioria dos assuntos que vêm surgindo. Mas no princípio desta semana, o rapper surpreendeu ao pedir desculpas publicamente a Megan The Stallion, por ter tirado sarro e inclusive ter partilhados memes, dos tiros que a rapper levou no pé, alegadamente disparados por Tory Lanez.

Depois de demonstrar talento no Angola Encanta e The Voice Angola, Celso César prepara-se para o grande salto da carreira

há 8 meses
O nome pode ser estranho, mas o artista está a um passo de granjear fama e conquistar o público. A trabalhar na sua primeira EP, Celso disponibilizar no final deste mês, mais uma música promocional, intitulada `Eu quero mais´.

Idris Elba promove concerto virtual “Africa Day Benefit Concert at Home”

há 2 anos
O concerto virtual é uma iniciativa do cineasta britânico, que visa arrecadar fundos para “aliviar” os efeitos económicos que África tem sofrido, face a pandemia do Covid-19. O encontro reunirá um rol de artistas africanos e será transmitido pela MTV Base, no próximo dia 25, dia de África.

Cage One: “Sempre fui mal compreendido por ser diferente, agora estou a mostrar que estava certo”

há 2 anos

Death Row: Snoop Dogg anuncia que ‘The Chronic’ de Dr. Dre “está de volta para casa”

há 6 meses

NGA lança “Duas no Cubico”

há 1 ano
Cinco meses depois do lançamento de “Se Der Pra Ser Feliz” e nove após o triplo “Só Se Vive Uma Vez”, “Por Nós” e “P’ra Nós”, o rapper da Força Suprema surge este sábado com mais um single intitulado “Duas no Cubico”

Nas revela que Jay-Z lhe tinha dito que rimava melhor que Tupac e B.I.G.

há 1 ano
Foi desenterrada, na semana finda, uma conversa entre Nas e Jay-Z. Segundo Nas, Jay-Z lhe tinha contado que se considerava melhor rapper que os falecidos Notorious B.I.G., 2Pac e DMX, mas Nas discordou.

Seteca: Um nome pequeno com grandes ambições na música

há 9 meses
Com 10 anos de experiência, Seteca revela-se como a mais nova aposta do Semba e Kizomba. Seus temas “Do outro”, “Nascer do sol” e “Grande amor”, disponíveis na Internet, podem asseguar a sua permanência no mercado.

Internet Dating Sites — Don’t Trust Someone Who Would like to Talk Clearly

há 10 meses

Lizzo e Lil Nas X criticam Blackout Tuesday

há 2 anos
Ao contrário de outros músicos, Lizzo e Lil Nas X condenaram o movimento nas redes sociais promovido pela indústria da música para suspensão das atividades, por considerarem que a campanha ofuscou os protestos contra morte de George Floyd.

Bola de Ouro 2021: Afinal, nem sequer Portugal votou em CR7

há 10 meses

Elon Musk brinca sobre comprar a Coca-Cola “para colocar a cocaína de volta”

há 5 meses
De acordo com a própria história da bebida, a Coca-Cola foi originada em 1886 pelo farmacêutico de Atlanta John Pemberton. Continha cocaína na forma de um extrato da folha de coca, já que a cocaína era um ingrediente legal e comum em medicamentos na época, de acordo com o National Institute on Drug Abuse.

Papekas: “Quero mostrar que o Rap pode ser a mistura certa para todo o tipo de género musical”

há 2 anos
Papekas é um rapper que ganhou notoriedade nos freestyles da escola e hoje invade os mercados moçambicano e sul-africano. O artista tem se dedicado ao Rap acústico. A partir de Johannesburg, deixa os primeiros registos de uma proposta inovadora para Rap angolano.

23 de Setembro passa a ser considerado o `Dia de Nas´ na cidade de Queens

há 1 ano
A data 23 de Setembro não é mais um dia comum para os fãs do Hip Hop no Queens, é doravante o “Nas Day´ . Das mãos de Donovan Richards, “presidente” do bairro, Nas recebeu a honraria juntamente com a chave do município que o viu crescer e transformar-se no lendário rapper que é.

EP póstumo com canções inéditas de Marília Mendonça será lançado hoje

há 2 meses