Kisom Unitel responde às acusações sobre supostas violações dos direitos dos artistas

A Sociedade Angolana de Direitos de Autor acusa o Kisom Unitel de não respeitar os direitos dos autores e, além disso, diz que a plataforma de streaming está a funcionar de modo ilegal. Em resposta, a Direcção de Marketing e Negócios Digitais do Kisom Unitel diz que a SADIA tem entendido mal o assunto e esclarece o que realmente se passa.

O assunto sobre a violação dos direitos dos autores por parte do Kisom Unitel não é de hoje, de acordo com a Sociedade Angolana de Direitos de Autor. Remonta há algum tempo. A SADIA não podia altuar, porque só começou a cobrar os rendimetos autorais no ano passado.

Com a cobrança dos redimentos, a entidade gestora dos direitos colectivos, isto segundo o Decreto Presidencial n.º 184/19 citado pela SADIA, confirmou as constantes denúncias feitas pelos autores junto do seu gabinete.

Após provar aos advogados da Direcção de Marketing e Negócios Digitais da operadora que o Kisom Unitel deve pagar os rendimentos aos autores, o Kisom Unitel remeteu-se ao silêncio. Por outro lado, acusa a SADIA, a plataforma de streaming está ilegal, por não estar autorizada pela própria SADIA.

“Desde que nós provámos há quatro meses por A mais B que a Unitel deve pagar, eles remetem-se ao silêncio. O Kisom está a agir como pirata. As negociações já levam 8 meses. Eles já não respondem os e-mails nem mensagens ou chamadas telefónicas”, disse Lucioval Gama, responsável do Serviço Nacional dos Direitos de Autores e Conexos.

“O Kisom Unitel está a funcionar de modo ilegal, porque não é regulado pela SADIA, que é a única entidade que pode atribuir tal autorização ao Kisom Unitel”, continuou.

Mas, a Direcção de Marketing e Negócios Digitais do Kisom Unitel esclareceu à Carga que, tal não passa de um mal-entendido por parte da SADIA, porque o Kisom foi a primeira plataforma angolana a pagar os artistas e, desde que a criaram, o objectivo era fazer chegar aos angolanos um conteúdo que andava perdido e construir a maior biblioteca digital de música no país.

“Nós não temos contratos directo com os artistas. Temos com os distribuidores de conteúdos como Sons e Signo, Strong Streaming Network ou a LS, por exemplo. Nós não fazemos contrato com os cantores, fazemos com estas entidades e elas é que nos distribuem os conteúdos. Por isso, não consigo dizer se o artista é, efectivamente, pago ou não. Mas uma coisa garanto: a Unitel paga essas entidades”, diz a Direcção de Marketing e Negócios Digitais do Kisom Unitel.

Por outro lado, desde que foi lançada em 2009, a plataforna de “toque de espera” também nunca recebeu qualquer queixa dos artistas sobre o não recebimento dos seus rendimentos.

“Nós remuneramos. Nós fomos a primeira entidade a remunerar os artistas através dos seus conteúdos digitais. Nós pagamos os direitos aos artistas”. explicou Clausir Ramos, Gestor de Marketing e Negócios Digitais do Kisom Unitel.

Nas reuniões que manteve com a SADIA, o departamneto dos serviços de música remeteu o assunto à equipa de advogados e esta, por sua vez, tem mantido negociações com a SADIA.

O Kisom Unitel, diz aquele gestor, sempre esteve interessado em resolver o assunto dos direitos dos autores, porque sabe que ao receber a ficha técnica nem sempre o nome do autor do conteúdo é mencionado.

“Ninguém melhor do que nós tem o interesse de resolver este assunto, porque somos nós os primeiros a pagar os artistas. É só uma questão de tempo vai se resolver. O nosso interesse é esse”.

as cargas mais recentes

Kanye West declara guerra à indústria musical

há 2 anos
Alguns dias depois de ter duramente criticado a indústria musical, o rapper partilhou, ontem, um vídeo a urinar numa estátua dos Grammy, a mais importante distinção da música nos Estados Unidos da América.

Ary e Anselmo Ralph celebram o amor com um espectáculo “Ao Vivo”

há 2 anos

Adriano Tchitacumula: “Estrelas ao Palco é apenas um concurso, a verdadeira demonstração do meu talento começa agora”

há 2 anos

Joe Budden usa podcast para ajudar a desestigmatizar a saúde mental

há 2 anos
“Shaking the Tree” da semana passada, como o episódio 435 foi intitulado, apresentou os quatro directores do podcast, o apresentador Joe Budden e os companheiros Rory, Mal e Parks, num debate de algo que muitos homens adultos acham extremamente difícil: Uma conversa honesta sobre o relacionamento entre os quatro.

Viúva de Chadwick Boseman reivindica herança do actor na Justiça

há 2 anos
Taylor Simone Ledward entrou com uma acção na Justiça de Los Angeles, Califórnia, nos Estados Unidos, para ser reconhecida como herdeira do intérprete do Pantera Negra que morreu intestate (sem testamento legal), vítima de um câncer de cólon, no passado dia 28 de Agosto.

Rapper e dj português morto à facada por ajuste de contas

há 2 anos

Opinion makers participam de `Masterclass´ sobre “Construção e Gestão de Marcas”

há 2 anos
O evento denominado Masterclass vai decorrer no formato virtual, através da plataforma Zoom, facilitando assim o acesso de todos os interessados na matéria.

Sintoniza 95.5 FM: Matabicho

há 3 anos
Quem sintoniza a LAC, ao Domingo, das 10 até às 12 horas, pode acompanhar um dos programas mais eclécticos da Antena Comercial. No ar desde 2015, o `Matabicho´, tem uma equipa de cinco apresentadores, nomeadamente: Jorge Guerra, Walter dos Reis, Rosário Rodrigues, Edilson de Almeida e Selma Simba, que funciona em regime de rotação anual. Quanto a pluralidade de conteúdos, o programa aspira explorar artes eruditas, entreter, educar e informar estando actualmente ao “comando” de Djanira Barbosa, que conta com o suporte de Mauro Costa.

Promotor revela que os artistas é que pedem para “piratear” suas obras

há 1 ano
Para que suas músicas cheguem a zonas suburbanas, muitos artistas angolanos têm de recorrer a serviços de duplicidade, vulgo pirataria. Nesses serviços, o músico paga entre 200 mil a 1 milhão de Kwanzas para a promoção de 4 faixas, durante 45 dias.

Para evitar pena de agressão sexual, Kodak Black se declara culpado por assédio

há 2 anos
As acusações estão relacionadas com o incidente que envolveu uma estudante do ensino médio, após um show no Condado de Florence, Carolina do Sul, em 2016.

Atletas manifestam-se contra punição de Sha’Carri Richardson das Olimpíadas de Tóquio

há 2 anos
A velocista norte-americana foi suspensa das Olimpíadas, na manhã de sexta-feira, após testar positivo para THC, segundo a Agência Antidoping dos Estado Unidos da América.

Até que a vida nos separe: Série com a participação de Sílvio Nascimento já tem estreia marcada na Netflix

há 12 meses
Trata-se de uma série portuguesa que será disponibilizada em 190 países já no dia 10 de Fevereiro e que conta com participação especial do angolano Sílvio Nascimento.

Piloto Rui Andrade coloca nome de Angola na história do automobilismo mundial

há 1 ano
Rui Andrade fez história este domingo ao sagrar-se campeão de automobilismo no Europeu de Endurance Le Mans 2021, na categoria LMP2, que aconteceu em Portugal. Com isso, o automobilista tornou-se no primeiro angolano a conseguir este feito e a participar numa prova mundial do sector.

Mestre Kapela é homenageado hoje no Sete & Meio

há 2 anos
Realiza-se hoje, a partir das 16 horas, uma exposicão e mesa redonda em homenagem a Mestre Kapela -in memoriam-, no Sete & Meio Bar Galeria. Denominada “Na capela do Kapela”, o encontro visa memorar o legado do Mestre da espiritualidade da arte nacional.

Prenda de Natal: Milionário Records apresenta colectânea musical

há 2 anos
Chega ao mercado angolano uma colectânea de canções sugestivas, repleta de estrelas da editora milonário records, apresentando vinte e oito músicas de doze artistas, que fazem parte da extensa família MR, cujo lançamento será feito durante quinze dias, trazendo várias propostas musicais no estilo Kizomba, R&B, Naija, Guetto Zouk, para este período fraternal do ano.

DMX hospitalizado em estado gravíssimo

há 2 anos