Licenciado Em Conteúdos: um rapper contestatário que não pára de atrair público

Licenciado Em Conteúdos atrai popularidade desde 2011, por causa da forma subtil com que encadeava, num único verso, vários acontecimentos, e hoje está a se transformar na principal referência do Rap Under do Bairro Huambo, Rocha Padaria, em Luanda.

E não só no Bairro Huambo, mas em todo o mainstream. Influenciado por Kid MC, Valete e Azagaya , o músico é a voz contestatária  que, de forma poética, filosófica e artística, vai traduzindo as preocupações dos seus. Mesmo sem apoios, já lançou três mixtapes e, no próximo mês, vai apresentar uma colectânea.

Fab O Priimoh, como também é conhecido, é um artista completo. Tem muitos trabalhos espalhados na diáspora e partilhou vários palcos.

Tem muitos seguidores no Facebook. Está quase a atingir o limite de amizade. Como consegue tirar proveito disso para a sua carreira?

Tenho 5 mil amigos e uma página com quase esse número e aproveito da amizade deles para fazê-los chegar os meus trabalhos por meio de links e publicações constantes. Eles partilham, comentam, apoiam e incentivam.

Dos temas que possui quais os mais ouvidos?

O “Best Rapper” e “Só Ano” são bastantes ouvidos. O “Fonte Da Vida” e “Nostalgia”., também. Contei com participações de Sidjay Taylor Swend e Agos Nocivo.

Em que projectos está a trabalhar neste momento?

Penso em lançar uma coletânea ainda este mês ou Dezembro, e conto com colaborações de Agos Nocivo JBC e Trezentos e Sessenta. Todas as músicas saem por via digital. Penso também algum dia fazer vendas físicas. Alias, já tenho um álbum escrito, mas que, por falta de uma equipa de trabalho, anda pendente.

Licenciado Em Conteúdos: um rapper contestatário que não pára de atrair público

No total, quantas músicas tem lançadas?

Tenho três mixtapes: “Lavagem Crebral (2015/2016); Focados (2017) e “Licenciado Em Conteúdos” lançada em Agosto deste ano. Das três, duas cantei a solo e uma com o meu grupo Four Linea, onde comecei.  Tenho músicas disponíveis no Kisom e em todas as plataformas digitais. Tenho também dois vídeos no YouTube.

2011 até agora são quase 9 anos de estrada. Conseguiu alcançar a meta que preconizou?

Se recuarmos de onde venho para onde estou agora, penso que atingi um nível considerável. Ainda não tenho a projecção que mereço, muito por não ter apoio, mas me sinto, de alguma forma, ouvido, apesar de faltar mais.

Para que mercados direccionou a carreira?

Para o mercado nacional e, de alguma forma, internacional. Mas de uma forma resumida ao mercado da música Rap consciente onde os ouvintes são menores em relação ao mainstream.

Por que decidiu começar a cantar?

Comecei a fazer música antes sendo um bom ouvinte. Em 2011 posicionei-me firmemente como artista de Rap influenciado por artistas como Kid MC, Valete e Azagaya.

Até onde valeu a pena ter decidido seguir a carreira artística?

Valeu e muito. Trago muitas experiências. Já cantei em muitas actividades e pisei vários palcos. Partilhei palcos com nomes importantes como Kool Klaver, X da Questão, Dr. Smith e tantos outros.

as cargas mais recentes

Bob Dylan lança música mais longa da carreira

há 1 ano
“Murder Most Foul” (traduzida como Um Assassinato Muito Sujo) também é sua primeira nova canção em oito anos, desde o álbum Tempest de 2012.

Hochi Fu: “Apostei no Kuduro porque o Rap aqui era muito soft, dos betinhos”

há 4 meses

Zap transmite mega espectáculo solidário

há 1 ano
Este sábado, 25 de Abril, a Zap vai levar todas as emoções do mega espectáculo solidário, que moveu o mundo inteiro e arrecadou cerca de 128 milhões de dólares para ajudar a OMS a combater o Covid-19.

Nova Energia realiza “Brunch” do Show do Mês

há 5 meses
Ao contrário do Funge do Show do Mês, não será uma tarde dançante, tendo em conta as restrições, mas os participantes poderão desfrutar de boa música (sem banda) e degustar do brunch com quitutes da terra.

Qual é o álbum de rap angolano mais ouvido?

há 1 ano
Depois do florescimento nos anos 90, entre 2000 e finais de 2002, o movimento registou um pequeno recuo, pois vários grupos foram desaparecendo. A partir de 2003, o Rap passou a figurar da lista dos estilos musicais com maior aceitação do público.

Ainda sob a tutela do pai, Britney Spears se recusa a fazer shows

há 7 meses
Segundo o advogado da cantora, Samuel D. Ingham, a artista, que está em meio a uma batalha legal para que a sua tutela saia das mãos do pai, ela afirmou que não vai voltar a subir num palco enquanto Jamie for seu tutor.

Geração 80 lança playlist para ouvir durante o Isolamento social

há 1 ano
A ideia é partilhar diferentes trabalhos que mostram a diversidade de produção e de parceria com artistas angolanos.

Jiffer Mc analisa a`Crise´em novo single

há 2 meses
Inspirado no facto social mais que mais pesa actualmente, Jiffer Mc, brinda os fãs com uma nova faixa musical, cujo abordagem abrange todas as classes sociais.

Novo álbum de Dj Khaled já está disponível e traz participações de Nas e Jay-Z

há 2 meses
Oficialmente disponível desde hoje, “Khaled Khaled” comporta 14 faixas musicais. O famoso dj lançou seu 12º álbum sem um single principal e quase sem aviso prévio.

Show do Mês leva angolanos à fonte da música angolana

há 12 meses
A Nova Energia levou este sábado internautas e telespectadores a efectuarem uma viagem obrigatória à verdadeira origem da música angolana, na voz e guitarra de Carlitos Vieira Dias, considerado um dos legados vivos da música angolana.

Leonel Messi quer sair do Barça em 2021

há 12 meses
Nos últimos dias, instalou-se o mal-estar no balneário da equipa catalã, devido os maus resultados, sobretudo depois do reinício do campeonato. A Cadena SER avança que o avançado argentino pretende terminar o contrato e sair do Barça em 2021.

`Da lama para o topo´, Júnior Boyca está sempre a subir

há 12 meses
É um dos elementos d’Os Boyca e acaba de lançar o seu primeiro trabalho a solo, “Da Lama Para O Topo”, um single que vai dar nome ao seu próximo álbum, onde Júnior se apresenta e faz uma descrição daquele que é, ou pretende que seja, o seu percurso.

Single `Moça´ dá início ao projecto “DaMaika Season” da autoria de JP da Maika

há 12 meses
“DaMaika Season” consiste no lançamento de uma música a cada dia 11 do mês, até Novembro deste ano. O projecto é nada mais do que a confirmação da maior continuidade dos seus trabalhos de JP, que se propõe a encontrar todo o alcance musical, trazendo desde o GhettoZouk, passando pelo R&B até ao HipHop, sempre com a cultura urbana e tonalidade Afro presentes.

Cine Mundo vai deixar de exibir filmes da Universal Pictures

há 1 ano

Ouvir música através de um implante no cérebro é a mais nova proposta da Tesla

há 11 meses
Elon Musk, CEO da marca de automóveis Tesla e da empresa aeroespacial SpaceX, que colocou recentemente dois astronautas em órbita, afirma que vamos deixar de precisar de auscultadores em breve, porque vamos passar a ouvir música através de um micro-chip no cérebro.

Tiffany Haddish rejeita dirigir o Grammy Awards

há 6 meses
Apesar de estar indicada ao Grammy 2021 na categoria melhor álbum de comédia – por “Black Mitzvah”, seu trabalho para a Netflix, Tiffany Haddish não aceitou apresentar o evento, pese embora a organização ter esclarecido ser uma instituição sem fins lucrativos.