Licenciado Em Conteúdos: um rapper contestatário que não pára de atrair público

Licenciado Em Conteúdos atrai popularidade desde 2011, por causa da forma subtil com que encadeava, num único verso, vários acontecimentos, e hoje está a se transformar na principal referência do Rap Under do Bairro Huambo, Rocha Padaria, em Luanda.

E não só no Bairro Huambo, mas em todo o mainstream. Influenciado por Kid MC, Valete e Azagaya , o músico é a voz contestatária  que, de forma poética, filosófica e artística, vai traduzindo as preocupações dos seus. Mesmo sem apoios, já lançou três mixtapes e, no próximo mês, vai apresentar uma colectânea.

Fab O Priimoh, como também é conhecido, é um artista completo. Tem muitos trabalhos espalhados na diáspora e partilhou vários palcos.

Tem muitos seguidores no Facebook. Está quase a atingir o limite de amizade. Como consegue tirar proveito disso para a sua carreira?

Tenho 5 mil amigos e uma página com quase esse número e aproveito da amizade deles para fazê-los chegar os meus trabalhos por meio de links e publicações constantes. Eles partilham, comentam, apoiam e incentivam.

Dos temas que possui quais os mais ouvidos?

O “Best Rapper” e “Só Ano” são bastantes ouvidos. O “Fonte Da Vida” e “Nostalgia”., também. Contei com participações de Sidjay Taylor Swend e Agos Nocivo.

Em que projectos está a trabalhar neste momento?

Penso em lançar uma coletânea ainda este mês ou Dezembro, e conto com colaborações de Agos Nocivo JBC e Trezentos e Sessenta. Todas as músicas saem por via digital. Penso também algum dia fazer vendas físicas. Alias, já tenho um álbum escrito, mas que, por falta de uma equipa de trabalho, anda pendente.

Licenciado Em Conteúdos: um rapper contestatário que não pára de atrair público

No total, quantas músicas tem lançadas?

Tenho três mixtapes: “Lavagem Crebral (2015/2016); Focados (2017) e “Licenciado Em Conteúdos” lançada em Agosto deste ano. Das três, duas cantei a solo e uma com o meu grupo Four Linea, onde comecei.  Tenho músicas disponíveis no Kisom e em todas as plataformas digitais. Tenho também dois vídeos no YouTube.

2011 até agora são quase 9 anos de estrada. Conseguiu alcançar a meta que preconizou?

Se recuarmos de onde venho para onde estou agora, penso que atingi um nível considerável. Ainda não tenho a projecção que mereço, muito por não ter apoio, mas me sinto, de alguma forma, ouvido, apesar de faltar mais.

Para que mercados direccionou a carreira?

Para o mercado nacional e, de alguma forma, internacional. Mas de uma forma resumida ao mercado da música Rap consciente onde os ouvintes são menores em relação ao mainstream.

Por que decidiu começar a cantar?

Comecei a fazer música antes sendo um bom ouvinte. Em 2011 posicionei-me firmemente como artista de Rap influenciado por artistas como Kid MC, Valete e Azagaya.

Até onde valeu a pena ter decidido seguir a carreira artística?

Valeu e muito. Trago muitas experiências. Já cantei em muitas actividades e pisei vários palcos. Partilhei palcos com nomes importantes como Kool Klaver, X da Questão, Dr. Smith e tantos outros.

as cargas mais recentes

Geração 80. volta a badalar cinema angolano com “A Nossa Senhora da Loja Do Chinês”

há 9 meses

Vênias aos Filipes

há 2 anos
Dupla foi homenageada no Show do Mês, duas noites de evento que ficarão nos anais da música angolana.

Lançada plataforma de streaming tChill para monetizar todo o tipo de conteúdo audiovisual do país

há 5 meses
A plataforma de streaming pretende dinamizar o mercado cinematográfico do país e monetizar conteúdos audiovisuais como sitcoms, reality-shows, talk-shows, showcases de música, stand up comedy e spoken word.

Maya Cool e Matias Damásio apresentam “Minha Princesa” aos fãs

há 8 meses

ZAP passará a atribuir prémios a músicos e apresentadores

há 1 ano
Artistas e personalidades que se destacam na área de televisão passarão a ser distinguidos anualmente com prémio Globos Zap. A iniviativa é oficializada hoje com a abertura das votações e o anúncio da lista dos primeiros 12 nomeados.

FAF e clubes anulam Girabola

há 1 ano

Cinco boas razões para não sair de casa

há 2 anos
Escritora Rosa Soares disponibiliza quatro livros para download gratuito, e dá aulas de escrita no Instagram.

DJ Malvado e Nelo Paim juntam-se em homenagem a André Mingas

há 1 ano
Trata-se de uma música em tributo ao falecido músico angolano André Mingas, figura importante e incontornável na cena musical de língua portuguesa. Intitulada `Amingas´, o tema foi lançado hoje em todas as plataformas digitais.

Xutos e Pontapés testam prontidão dos fãs pós confinamento

há 1 ano
Depois da paragem por conta da pandemia do Covid-19 o Teatro Tivoli (Lisboa/Portugal) reabre as portas em Julho, com destaque para o concerto dos Xutos e Pontapés, no dia nove (9).

The Weekend doa 1 milhão de dólares para ajudar Etiópia a comprar alimentos

há 7 meses

Nova geração celebra música moçambicana com o EP “Seguir em Frente”

há 12 meses
Um projeto, para ouvir com o volume no máximo, que reúne jovens talentos moçambicanos para celebrarem a música africana, da kizomba ao afro pop, sem esquecer o pandza.

Brian May, integrante dos Queen, eleito o melhor guitarrista de todos os tempos

há 1 ano
Para a mesma nomeação estavam as lendas Eric Clapton, Jimmy Page, Jimi Hendrix e Eddie Van Halen. Ao reagir à votação, May emocionou-se e confessou que não se via nem sequer no Top 3 dos melhores guitarristas.

Mãe de XXXTENTACION é atacada por fãs e acusada de manchar o legado do filho

há 12 meses
Tudo aconteceu após Cleopatra Bernard fazer um live no Instagram do rapper para promover outro artista. Cerca de 18,2 milhões de seguidores receberam uma notificação de que o rapper já morto há mais de dois anos, estava em directo, o que acabou por desencadear ataques à progenitora de XXX.

Romelu Lukaku: “Jay-Z ensinou-me como ser um vencedor”

há 5 meses
O avançado belga e campeão da Serie A, pelo Inter do Milão (2020/21), revelou que a amizade com Jay-Z e o conselho que tem recebido do rapper tem sido importante para conseguir alcançar o sucesso.

Cantor nigeriano condenado à morte por causa de uma música

há 1 ano
Yahaya Sharif-Aminu foi condenado por um tribunal superior da Sharia, em Hóquei Hausawa Filin, na Nigéria, à morte por enforcamento, por partilhar uma das suas músicas nos grupos de Whatsapp.

Ministra da Cultura de Portugal quer acabar com concertos online grátis

há 1 ano
A titular da pasta da Cultura de Portugal, Graça Fonseca, manifestou-se contra os concertos gratuitos nas redes sociais, ou até mesmo em varandas e defendeu que o trabalho na cultura deve ser pago.