Luan Santana interrompe live para exigir respeito à Luisa Sonza após ataque de ódio massivo

Em meio ao repúdio público, Luan Santana aproveitou o live que realizou no passado sábado, do qual Luisa também fez parte, para exigir respeito e mais empatia pela cantora, advogando que “ela pode ser o que quiser”.

Acusada de trair o ex-marido, Luisa Sonza tem sido alvo de ataques massivos de ódio nas redes socias e em hasta pública, ataques estes que intensificaram após assumir o novo relacionamento, o dia 10 de Setembro, com o cantor Vitão, tido com pivô da separação com o humorista Whindersson Nunes, segundo noticiou a imprensa brasileira.

Tudo se deu, quando o Luan percebeu que desde o início da transmissão Luisa vinha sendo atacada nas redes sociais com comentários “fora Luisa”. Na sua intervenção, o artista disse: “Eu quero que os nossos fãs nos ajudem a convocar as pessoas a praticar empatia. Empatia para mim é a palavra chave para esse momento que nós estamos vivendo. A Luisa pode ser braba, pode ser o que ela quiser. Mas a doçura que ela tem no olhar eu acho que passa para vocês que estão nos vendo nesse momento”, disse Luan.

Início da Polémica

No final do mês de Abril, Luísa Sonza e Whindersson Nunes anunciaram o término do casamento, e não demorou muito para que informações intrigantes sobre a vida de ambos começassem a ganhar grande força na internet.

De acordo com o colunista Leo Dias, que se dedica a escrever sobre a vida dos famosos para o site Metrópoles, Luisa Sonza estaria a namorar com Vitão em segredo, desde Novembro de 2019.

Após a publicação dos boatos, diversas suspeitas de um novo affair vieram à tona e, quando procurados, os cantores decidiram deixar claro que o encontro se tratava apenas de compromisso de trabalho, informando que uma nova parceria estava chegando.

as cargas mais recentes

Preto Show apresenta novo álbum online

há 2 anos

Argentina conquista Copa América: o 1° título de Messi pela selecção

há 7 meses
A selecção da Argentina derrotou o Brasil por 1 a 0 na final da Copa América, disputada este sábado (10) no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro.

Actuação de Kyaku Kyadaff no `Conversas acústicas´ já em contagem decrescente

há 1 ano
O show intimista traz um conceito inovador concebido pela STEP, que congrega de forma interactiva várias disciplinas artísticas, nomeadamente: música, gastronomia e artes plásticas.

A playlist de eleição de Luísa Damião em 2020

há 1 ano
Ano 2020 está no fim e chegou o momento, em várias áreas, de cada um indicar os melhores do ano. Sendo a Carga uma revista de música e natural apresentarmos os temas preferidos de algumas figuras durante o ano.

Henriques Narciso: “Se não tive o Prémio Nacional de Cultura e Artes é porque é dado por indicação política”

há 6 meses
Ao longo da entrevista com a Carga, Dito, como também é conhecido, disse não entender os critérios de atribuição do Prémio Nacional de Cultura e Arte, porque, descreve, pessoas há que receberam o prémio, e se questiona por que razão é que elas recebem.

BET Awards 2020 acontece online

há 2 anos
De acordo com a Revista Variety, a BET celebrará o 20º aniversário da premiação no dia 28 de Junho, por meio de “uma variedade de técnicas inovadoras e conteúdo gerado por artistas”.

Pelé grava música para festejar 80º aniversário

há 1 ano
O lendário futebolista brasileiro Pelé está a três dias de completar 80 anos e brindou os fãs com uma canção escrita e cantada por si, intitulada ‘Acredita no Veio’, agora gravada em colaboração com a dupla mexicana Rodrigo y Gabriela.

Prodígio e Paulo Flores marcam espectáculo de reabertura dos palcos portugueses

há 1 ano

Em cada espectáculo o cantor ganha 200 mil Kwanzas por música. Isto compensa o investimento feito num álbum?

há 1 ano
Um cantor profissional em Angola gasta entre 500 a 1 milhão e 500 mil Kwanzas para produzir uma música. Por conseguinte, num espectáculo, o músico cobra, em média, 200 mil kwanzas por cada interpretação. Este valor dá para cobrir o investimento feito em cada música? A Carga apresenta algumas reacções de músicos, produtores e alguns dos artistas que mais gastaram com a produção.

Phedilson: “Uma das minhas causas é lutar contra a segregação regional dentro do rap game”

há 1 ano
Não basta ser bom rapper, Phedilson Ananás ou simplesmente PA, emplaca um êxito atrás do outro, sucesso este que acabada de ganhar mais um incremento, o LP #AVE, disponibilizado ontem, nas plataformas de streaming.

Espectáculo `Se esses pés falassem´ volta a estar em cartaz para terceira temporada

há 4 meses
“Se esses pés falassem” é uma criação que homenageia heróis da guerra civil. A ser exibido pela terceira vez, em Luanda, com este espectáculo de dança, objectiva₋se reacender a esperança nos corações dos angolanos e não apontar quem está certo ou errado.

Mbappé é diagnosticado com covid-19 e desfalca selecção francesa

há 1 ano
Integrado na selecção francesa, que defrontará a Croácia, Kylian Mbappé acusou positivo a Covid-19, sendo de imediato afastado do grupo comandado por Didier Deschamps, noticiou o jornal A Bola.

Naomi Osaka abre mão do torneio Roland Garros pela sua saúde mental

há 8 meses
Após ter revelação sobre depressão ignorada, a número dois do ténis feminino desistiu do Grand Slam, tendo já recebido uma punição de 15 mil dólares por não participar na conferência de imprensa de abertura e advertência de expulsão caso continuasse com a decisão de não falar com a imprensa.

Certified Lover Boy revela um Drake mais voltado para o R&B

há 5 meses
Com 21 músicas no total, CLB tem a duração de quase uma hora e meia e, dentro da sua longa tracklist há algumas revelações emocionantes e surpresas sugerindo uma nova direcção mais focada em R&B para o cantor/rapper.

Nucho: “É muito estranho não termos agências que consigam apanhar um artista do anonimato e fazê-lo crescer”

há 8 meses
“O que se vê nas nossas produtoras é que, basicamente pegam artistas que já estão feitos e que já têm fama na rua e depois apenas metem mais algum combustível. E também sinto que falta um bocado de originalidade. Acho que poderíamos ter artistas mais ousados. resumindo, acho que temos uma cultura saudável, acho que temos muito talento, mas acho que falta um bocado de coragem e abertura e limar algumas arestas para atingir o nível seguinte, como o da Nigéria ou da África do Sul, não só na gravação das músicas, mas essencialmente nos espectáculos ao vivo que proporcionamos ao nosso público, acho que os nossos espectáculos ainda deixam muito a desejar”.

J.Cole vai jogar na BAL LEAGUE

há 9 meses
O rapper norte-americano J.Cole vai representar a equipa do Patriots do Rwanda na primeira edição da BAL LEAGUE, a ser disputada em Kigali, de 16 a 30 deste mês.